História Mi Chica Ideal - Capítulo 23


Escrita por: ~

Postado
Categorias Sou Luna
Tags Gastina, Jico, Lutteo, Pelfina, Simbar, Yamiro
Visualizações 707
Palavras 1.171
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Escolar, Famí­lia, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Era para ter postado mais cedo, mas fiquei vendo Fcs de Simbar no Instagram, aí me distrair. Rsrs
Vamos para mais um Capítulo.

Capítulo 23 - "Não Pensa, Só Faz"


Fanfic / Fanfiction Mi Chica Ideal - Capítulo 23 - "Não Pensa, Só Faz"

Pov Gaston

Terça-feirá, 2:00 da madrugada.

Nada de sono.

Já fazia um tempo que não conseguia ter uma noite de sono completa. O motivo dessa insônia tinha nome e sobrenome: Nina Simonetti.

Já fazia uns dias que havia aceitado que gostava dela, apesar de ser errado, foi mais forte do que eu. Havia mais também tinha Felicity For Now.

"Não tinha como gostar de alguém que nunca vi" dizia, mas foi em vão. Gostava de Felicity e De Nina. 

Me revirava na cama tentando dormir, mas nada. Eu estava meio que obcecado. Só Matteo sabia das noites mal dormidas que tinha, porque realmente estava tenso. 

Eu não sabia o que fazer, porque eu estava gostando de duas garotas. Isso realmente era possível. 

Felicity, apesar de nunca ter visto pessoalmente, tínhamos coisas em comum, e isso me deixou encantado por ela. Já Nina, era muito improvável ter gostado dela, pois somos "irmãos". Estou enlouquecendo. Era fato.

3:00 da manhã, e ainda pensava nelas. 

4:00 horas e consegui tirar um cochilo.

6:00 horas, acordo e decido ir me arrumar pra o Blake.

Caramba, só dormir por duas horas?

Vou até o banheiro e tomo meu banho rapidamente. Ao sair, vejo Nina na porta esperando.

Gaston: Bom dia.

Nina: Bom dia, Gaston. Dormiu bem?

Gaston: Sim. - minto - e Você?

Nina: também. Posso ir? 

Gaston: Ah claro, já vou ir para meu quarto me trocar.

Nina: Ok. - ela entra e eu vou ao meu quarto. 

Coloco o uniforme do Blake, penteie meu cabelo e já estou pronto. Desço para ir tomar café e encontro Nina lá.

Gaston: Como toma banho e se arruma tão rápido?  Pergunto rindo.

Nina: tenho meus truques. - me sentei na mesa - seus pais deixaram essa carta para nós. Disse que irão viajar por uma semana.

Gaston: Ok. Temos a casa para a gente por uma semana. Podemos fazer qualquer coisa.

Nina: Qualquer coisa não. Temos que ser responsáveis. - alerta.

Gaston: isso significa que não vai ter nenhuma festinha?

Nina: É claro que não. Temos que mostrar aos seus pais que somos responsáveis e podemos ficar sozinhos sem fazer nenhuma bagunça.

Gaston: Nina, você é muito certinha.

Nina: não, eu tenho juízo. O que é diferente! 

Gaston: Ok, Dona Juízo. Bora terminar de comer para irmos ao colégio.

Nina: Bora!

...

9:40, intervalo.

Gaston: mais uma noite sem dormir.

Matteo: jura? Cara, Nina tá te deixando sem dormir mesmo.

Gaston: e a Felicity.

Matteo: quer um conselho? - assenti - Entre a Nina e a Felicity,escolha Nina. É melhor ficar com uma conhecida de que com uma desconhecida.

Gaston: acontece que, a desconhecida é minha irmã.

Matteo: Mas não é de sangue. O amor só é errado quando você ama sexualmente crianças, parentes, animais e cadáveres. A Nina não é sua parente verdadeira.

Gaston: ainda sim é perigoso. E quem garante que Nina também gosta de mim também?

Matteo: Quem garante que a Felicity gosta de você? 

Gaston: é... Tem razão.

Matteo: Obrigado.

Gaston: o que devo fazer?

Matteo: O que seu coração manda fazer quando ver Nina?

Gaston: "Beija logo, Idiota"

Matteo: Então faz isso.

Gaston: Mas,meu cérebro diz que é errado.

Matteo: Não pensa, só faz! 

Gaston: é quando vou fazer isso?

Matteo: disse que seus pais estão viajando, certo? 

Gaston: Certo. Por uma semana.

Matteo: Então tem esta semana para beija-la.

Gaston: e se ela não gostar?

Matteo: não pensa, só faz! 

Gaston: se algo der errado,a culpa é toda sua!

Matteo: assumirei toda a culpa.

Gaston: acho bom.

....

18:00.

Estava assistindo televisão, quando Nina se aproxima.

Nina: Gaston, seu quarto tem uma prateleira cheia de livros, certo? 

Gaston: Certo. 

Nina: posso pegar um deles para fazer um resumo para aula de Literatura?

Gaston: claro. Desde que não rasgue, amasse, suje...

Nina: Fica tranquilo, sei cuidar de livros. - brinca e sobe, indo para meu quarto.

Será que deveria seguir o conselho de Matteo e beija-la mesmo? 

Não queria que nada acontecesse de ruim entre nós. Podia atrapalhar a amizade que temos? Podia. Era arriscado? Bastante. Mas eu iria fazer isso de qualquer forma? Não sei. 

Eu estava completamente louco.

...

1:00 da madrugada de Quarta-feira.

Decido tomar um copo d'água. Não conseguia dormir de jeito nenhum, e estava longe disso acontecer.

Ao chegar na cozinha, encontro Nina lá, sentada na pia mexendo as pernas, enquanto bebia água.

Gaston: Nina? O que faz acordada?

Nina: estava terminando o resumo.

Gaston: Já terminou de ler o livro? - pergunto incrédulo.

Nina: e o resumo. - arregalo os olhos, eu sempre demorava para ler e resumir. - e Você, o que faz acordado?

Gaston: insônia. - vou para geladeira e pego água.

Nina: e por que tem insônia? 

Gaston: Eu tô gostando de uma garota, e ela tá tirando meu sono. - fico na frente dela.

Nina: aah... - ela coloca seu copo dentro da pia. - entendi. - morde o lábio inferior. Ela sempre fazia isso quando ficava nervosa. - e quem é ela?

Gaston: quer mesmo saber? - ela assente e coloco o copo dentro da pia também.

"Não pensa, só faz!" Lembro das palavras de Matteo.

Era minha chance. 

Me aproximo dela um pouco mais, puxando sua cintura com uma mão e a outra puxa sua nuca. Em nenhum momento ela hesitou. Aproximo nossos rostos e roço nossos lábios levemente.

Gaston: é você! - sussurro e em seguida, beijo-a.

Os nossos lábios se movimentavam lentamente e docemente. Nem eu e nem ela hesitamos, pelo contrário, pedimos a passagem da língua ao mesmo tempo, o que deixou o Beijo um pouco mais feroz.

Nós nos separamos por falta de ar, ambos estavam ofegantes.

Nina: Ai meu Deus, ai meu Deus, ai meu Deus. - fala apavorada - Isso não devia ter acontecido.

Gaston: Beijo tão mal assim? - brinco.

Nina: não é nada disso. Você beija super super bem, foi o melhor Beijo que dei, não faz idéia. Mas isso é errado. Muito errado.

Gaston: Por quê? 

Nina: Somos irmãos.

Gaston: não somos de sangue, então não é incesto.

Nina: mesmo assim. O que acontece se seus pais descobrem?

Gaston: Eles só vão descobrir se um de nós contarmos, e tenho certeza que não iremos fazer isso.

Nina: mesmo assim, é loucura. Perigoso.

Gaston: Nina, eu também penso assim, ok? Mas eu gosto de você, você gosta de mim? - ela assente. - Então vamos fazer isso dar certo. Não importa o quão perigoso Seja.

Nina: Isso é um pedido de namoro? - pergunta confusa.

Gaston: se você aceitar, sim.

Nina: Ok. Aceito. Mas tem que ser escondido. 

Gaston: sem problemas.

Nina: eu tenho algo para te contar, mas não tô pronta ainda.

Gaston: é virgem?

Nina: Não... pera, sou. Mas não é isso.

Gaston: pode me contar o que quiser.

Nina: Mas... Não tô pronta.

Gaston: quando tiver, pode me contar. Certo, namorada? - ela dar um sorriso tímido e cora. Eu não resisto e puxo-a para mais um beijo.

Era muito perigoso. Tínhamos que nos controlar. Estamos namorando escondido.

.


Notas Finais


Espero que tenham gostado.
Namoro escondido Gastina. Será que vai dar Merda? Não sei.
Beijooooooo


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...