História Mi Chica Ideal - Capítulo 24


Escrita por: ~

Postado
Categorias Sou Luna
Tags Gastina, Jico, Lutteo, Pelfina, Simbar, Yamiro
Visualizações 635
Palavras 1.042
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Escolar, Famí­lia, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Vamos para mais um Capítulo

Capítulo 24 - "Obrigada, Mauricinho"


Fanfic / Fanfiction Mi Chica Ideal - Capítulo 24 - "Obrigada, Mauricinho"

Pov Luna.

Algumas semanas se passaram...

Luna: Então, como está o seu namoro com Gaston? - estava conversando com Nina. Estávamos no Roller.

Nina: fala baixo, alguém pode escutar. - Só eu e as garotas sabíamos desse namoro. Não sei se os amigos de Gaston também sabiam.

Luna: tá, tá,tá... Como está?

Nina: Está de boas. Só temos que nos esconder muito bem pelo fato dos pais deles, pois eles não podem nos pegar, mas está ótimo.

Luna: e você está feliz? 

Nina: Sim. As vezes, quando os pais dele chega tarde em casa, dormimos juntos.

Luna: e eles não percebem?

Nina: Não. Trancamos a porta dos nossos quartos e eles nem percebem. Chegam exautos.

Luna: Mas vocês nunca fizeram...?

Nina: Não, não,não. Eu não tô pronta para esse tipo de relação.

Luna: Espero que a sua Seja melhor que a minha. Bem melhooooor.

Nina: Mas não vai acontecer agora. Ok? 

Luna: Ok! 

Âmbar e Delfina: oi meninas! 

Luna e Nina: Oi! 

Delfina: Cadê Jim e Yam?

Nina: saíram para comprar um presente de aniversário da Mãe da Yam. 

Delfina: Ah...

Luna: Dor de cabeça novamente, Âmbar?

Âmbar: Não. Tontura! 

Delfina: eu já falei para ela ir ao médico, mas ela não me escuta! 

Âmbar: eu estou bem, juro. Só vou pedir um remédio para Simon. - Diz se levantando - Onde ele está?

Luna: Não ala dos armários.

Âmbar: Vou até lá. - diz e sai.

Luna: por que ela se sente tão mal ultimamente?

Delfina: Não faço a mínima idéia. Insisto bastante para que ela vá ao medico, mas ela não me escuta. Sempre diz que tá bem, mas sei que é mentira. 

Nina: temos que insistir para que ela vá ao medico.

Luna e Delfina: Sim, temos.

Passou uns minutos, e Âmbar não vinha. Por que ela estava demorando tanto?

Luna: gente, vou ver o que Âmbar tá fazendo. - me levanto e vou até a ala dos armários, onde acabo encontrando Simon tentando acordar Âmbar, que estava desmaiada. - Simon, o que houve com ela? - me aproximo e tento acorda-la também.

Simon: Eu não sei. Eu fui pegar o remédio, e quando voltei a encontrei assim. - aos poucos ela foi despertando. - ela tá acordando.

Âmbar: hã... O que houve? 

Simon: Você desmaiou.

Luna: Âmbar, é melhor você ir ao medico. Se isso voltar a acontecer novamente.

Âmbar: Não é nada, Pessoal. Acho que esqueci de comer direito e não tive uma boa noite de sono. Deve ser isso que causou o desmaio.

Simon: ainda sim, acho que devia ir ao médico.

Âmbar: Fica na sua, Garçom Guitarrista! 

Luna: pode ir, Simon. Eu converso com essa garota.

Simon: ainda quer o remédio?

Âmbar: Sim. - ele entrega.

Simon: se algo acontecer com ela novamente, pode me chamar. 

Luna: Ok! - ele sai e ela toma o comprimido - ainda acho que você devia ir ao médico.

Âmbar: eu tô Bem.

Luna: Âmbar, você está assim há algumas semanas já. Por que não escuta nossos conselhos e vai a um médico?

Âmbar: Porque eu não preciso.

Luna: Deixa de ser teimosa, Âmbar.

Âmbar: eu tô falando sério,eu tô bem. 

...

Eram umas 16:00. Havia acabado de patinar e estava sentada num dos bancos do parque.

Matteo: oi, Menina Delivery.

Luna: Oi, Mauricinho! 

Matteo: O que foi? Parece triste. - ele se senta ao meu lado.

Luna: só estou cansada. Eu juro.

Matteo: sei. Eu também fico triste e digo que estou cansado. Não caio nessa.

Luna: Só ando um pouco pensativa ultimamente. Sei lá, acho que estou ficando meio louca.

Matteo: louca você sempre foi!

Luna: é sério, tá. Ando triste sem motivos, fico alegre sem motivos... Não sei.

Matteo: bipolaridade, talvez?

Luna: Não. O médico que fui disse que não tenho nenhum transtorno mental.

Matteo: Então está apaixonada!

Luna: e por quem?

Matteo: aí eu vou saber? Os sentimentos são seus, não meus.

Luna: e como eu sei que estou apaixonada?

Matteo: Bom... Você fica pensando na pessoa o tempo todo, seu coração acerola quando está perto da pessoa. Quando está com ela, parece que ninguém está ao redor. Você fica com essa cara de boba que você está fazendo agora mesmo.

Luna: eu não tô com cara de boba. - cruzo os braços

Matteo: Ah não, sou eu! - Diz sarcástico.

Luna: palhaço! - dou um soco de leve em seu braço.

Matteo: brincadeiras a parte, você quer saber se está apaixonada ou não? - assenti - Certo, então faça o que eu disser, ok?

Luna: tá!

Matteo: primeiro, feche seus olhos. - faço isso. - agora imagine como seria o encontro perfeito para você e vá me contando o que está imaginando.

Luna: eu imagino um piquenique a noite a beira do mar. 

Matteo:certo. Você pode me descrever como está o seu redor.

Luna: sim. Estava tudo deserto, o mar estava calmo, a brisa batia no meu cabelo. O céu estava estrelado...

Matteo: tem alguém ao seu lado?

Luna: Sim! 

Matteo: Quem é? - eu estava imaginando tudo de boas de tals. Quando vejo o rosto dessa pessoa era... O Mauricinho? Abro os olhos rapidamente. - Então, quem era?

Luna: estava embaçado. - inventou qualquer desculpa.

Matteo: Bom, mas tirou sua conclusão de está apaixonada? 

Luna: é... Acho que tô mesmo! - dou um meio sorriso. - Obrigada, Mauricinho! - digo e abraço ele.

Matteo: consegui um abraço da Menina Delivery, então é porque o conselho foi bom mesmo! - dou um leve soco em seu braço.

Luna: Cala a boca e não estraga o clima.

Matteo: Ok, ok, ok... Estou calado.

Ficamos mais um tempo abraçados. Estava muito bom e nenhum de nós queríamos nos soltar. Acho que ficamos tempo demais. Já estava estranho.

Luna: Já tá bom de Abraço, não? - me solto dele.

Matteo: Concordo.

Luna: vou patinar, quer me acompanhar? - me levanto.

Matteo: espera, você está pedindo para patinar comigo e não a Âmbar que pediu para você? Tenho que tirar uma foto desse momento.

Luna: Vai vir ou não?

Matteo: vou sim! - se levanta. - Vamos, Menina Delivery?

Luna: Vamos, Mauricinho!

Começamos a patinar e ficamos assim durante o resto da tarde toda. 

A companhia do Mauricinho é muito divertida.

Talvez estivesse mesmo apaixonada por ele.

.


Notas Finais


Espero que tenham gostado.
Mais uma apaixonada nessa fanfic.
Beijooooooooos


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...