História Mi Princesa - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Sou Luna, Violetta
Personagens Ámbar Benson, Broduey, Camila "Cami" Torres, Diego, Federico, Francesca Cauviglia, Lara, León Vargas, Ludmila Ferro, Maxi Pontes, Nathália "Naty" Vidal, Simón, Tomás Heredia, Violetta Castillo
Visualizações 46
Palavras 1.378
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Colegial, Ficção, Romance e Novela
Avisos: Adultério, Álcool, Insinuação de sexo, Nudez, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oi pessoal!
Essa é minha primeira fic! Sobre Fedemila ♡
Espero que gostem! E eu vou aceitar dicas e críticas para ajudar na história.
Nos encontramos lá em baixo 👇☺

Capítulo 1 - Voltando para Buenos Aires


Fanfic / Fanfiction Mi Princesa - Capítulo 1 - Voltando para Buenos Aires

Itália 12:35 p.m.



Federico On:

Eu já estava com a minha passagem na mão, estava indo para a área de embarque. Já tinha me despedido de minha família.

Fui para o avião e depois de 14 horas, cheguei em B.A.! Peguei um táxi e fui pra casa do Germán. Apertei a campainha e logo Olga abriu:


- Fe... Federico? (Disse com sono, já era tarde.) O que faz aqui a esta hora?

- Oi Olga! Desculpa, mas é que eu cheguei agora do aeroporto. Posso? (Ela assentiu e eu entrei.)

- Seja muito bem vindo! (O abracei.)

- Olga... Tá me sufocando! (Ela me soltou.) Já estão todos domindo?

- Sim, acho melhor você... Ir também! (Bocejei.) Seu quarto já está pronto! Lembra aonde é? Né?

- Claro! Vai dormir Olga, amanhã conversamos! Boa noite.

- Pra você também! 

Peguei minhas malas e subi com cuidado, cheguei no meu quarto e capotei.





🌼 No dia seguinte...





Violetta On:

Levantei 09:48 a.m. , fiz minhas higiênes matinais e troquei de roupa. Coloquei um vestido azul rodado, com um lacinho branco. Sapatilhas da mesma cor. Passei um gloss e desci pro café. Vi meu pai:


- Bom dia, papai! 

- Bom dia filha! (Ela deu um beijo em minha bochecha.)

- Papai, sabe da Angie? Ela sempre me liga 10 da manhã e hoje, não ligou.

- Deve estar ocupada, filha! Sabe como é!

- Bom dia, minha pequena! 

- Bom dia, Olguinha! Bom dia, Ramalho!

- Bom dia, Violetta!

- Pai, eu não sei se o senhor ouviu, mas ontem escutei um barulho estranho!

- Que barulho? (Parei de ler o jornal.)

- Sei lá, um barulho na escada, e também uma porta abrindo e fechando!

- Ah... Já sei o que houve!  Disse Ramalho.

- O que?  Disseram Germán e Violetta ao mesmo tempo.

- BOM DIA! (Disse bem alto para que eles pudessem me ouvir.)

- Federico? AA! (Corri até ele e nos abraçamos, me girou no ar.)  Disse Violetta.

-  Mas... Como?  Perguntou Germán.

- Ele chegou ontem, pela madrugada! Eu que o recebi.  Olga disse.

- Violetta! Que saudades que estava de você! (Disse me separando do abraço.)

- Eu também! Não acredito nisso! Penseu que iria chegar amanhã!

- Não! Eu não iria perder a festa de voltas às aulas! (Fomos abraçados de lado até a mesa.)

- Federico! Como é bom tê-lo aqui novamente.  Disse Germán, levantando para dar um abraço no Fede.

- É bom estar aqui! Oi Ramalho! (Apertei sua mão e sentei ao lado de Violetta.)

- Então, como foram suas férias na Itália?

- Ótimas! Adorei passar ao lado de minha família, passeamos, conversamos... Nos divertimos bastante!

- Que bom! Mas olha, esta casa sem você não é a mesma!  Disse a Violetta, fazendo carinho no ombro de Federico.

- Tô sabendo! (Rí e ela me deu um tapa de leve.)

- Bom dia! ... Federico?  Disse Angie, surpresa com Federico.

- Angie! Que bom te ver!  Federico levantou e a abraçou, ela retribuiu.

- Não sabia que estava aqui! Como está?

- Bem! Muito bem! E você?

- Também! Seja bem vindo!  Disse Angie sorrindo.

- Agora chega! Ela é minha tia! E veio me ver, não é?  Disse Vilu, abraçando a tia de lado com ciuminho.

- Isso mesmo querida! 

- Anda, venha tomar café conosco!  Disse Violetta puxando Angie, que acabou aceitando o convite.




Num lugar próximo dali...





Ludmila On:

Eu, Âmbar e Naty estávamos no Resto bar. Falando sobre a festa de volta às aulas. 

Estávamos tomando um suco quando ouvimos alguém cantando. Nos viramos e vimos um garoto no palco:


Es conexión entre tu y yo...

En cada verso desta canción...

Tu voz y la mía, en cada acorde en cada rima... Aha...

Es conexión entre tu y yo... 

En cada verso desta canción...

Es tan distinto junto a tí!

Soy lo que soy se estás... Aqui...


- Uau! Ele canta bem!  Disse Naty.

- E ainda é lindo!  Disse Ludmila, meio encantada.

- Pra mim, não é muita coisa!  Disse Âmbar, logo Ludmila olhou para ela.

- Como? Ele é lindo e canta bem! Já é muita coisa!  

- Só ser for pra você Ludmi! Esse aí, é um entregador de quinta categoria! Não é uma pessoa do meu nível.

- Isso vou ter que concordar!  Disse Ludmila concordando.

- Vocês prestam atenção nos mínimos detalhes! Idaí se ele é entregador? Pode ser um bom rapaz!

- Não importa se ele é bom rapaz! Ele é um entregador! Não é do nível de Âmbar e nem do meu! Agora o seu... Deve ser!  Disse Ludmi e ela e Âmbar riram malígnas.

Naty revirou os olhos.

- Mas mesmo se a Naty estiver interessada, não teria chance!  Disse Âmbar.

- Por que?  Perguntou Naty.

- Ele tem namorada!  Âmbar disse e as duas olham, ele está aos beijos com uma garota.

- Deve ser do mesmo nível dele! Mas quer saber? Irei provocar!  Disse Ludmila já se levantando.

- Ludmi, não se misture com eles! Fique aqui!

- Perdão Âmbar! Mas eu não recebo ordens!  Ludmila disse e dá uma piscadinha, Naty riu de Âmbar.

- Oi! ( O casal parou de se beijar.) Desculpe atrapalhar o casal, mas, queria muito falar com você!  Disse Ludmila, ao rapaz totalmente santa.

- O que quer com ele? (Disse a namorada do rapaz.)

- Eu não sei se ouviu mas, eu quero falar com ELE e não com você! 

- Mas eu sou a namorada dele, o que tiver pra falar com ele, pode falar comigo!  Disse a garota cruzando os braços na frente do rapaz, encarando Ludmila.

- Qual seu nome?  Perguntou Ludmila a garota.

- Lara! 

- Ok Lara, já que você é a namorada do rapaz e eu quero falar com ele... Vou fingir que você não existe! ... Qual seu nome?  Disse Ludmila  se referindo ao garoto deixando Lara com ódio.

- Escuta aqui! Quem você pensa que é pra falar assim?  Disse Lara, alterendo a voz e atraíndo alguns olhares.

- Calma Lara!  Disse o garoto.

- Cala boca, Tomás!  Disse Lara irritada.

- Hey hey! O que está acontecendo aqui?  Disse o dono do Resto.

Logo Naty e Âmbar se aproximaram de Ludmila.

- Essa garota está bringando comigo só porque eu queria falar com o entregador...  Disse Ludmila, com se fosse a vítima.

- Se quisesse falar com o entregador, primeiro perguntaria ao dono do lugar! Já que é o chefe dele!

- Tomás, controle sua namorada! Se não estará despedido!

- Lara, chega! Pare com seu ciúme! Venha!  Disse Tomás, já puxando Lara dali.

- Eu sinto muito por esse incômodo! Eu lhe prometo que terão as devidas consequências!

- Ah, não precisa! Ela só queria provo...  Disse Naty, e logo Âmbar lhe calou.

- Não é necessário demití-lo! Já está tudo bem! Nós ja pagamos. Agora nós iremos!

- Ok... Ahm... Volte sempre!  Disse falando com as garotas que foram embora.

- O que aconteceu Luca?  Disse a irmã mais nova do dono do Resto.

- Escute aqui, Francesca! Fala pro Tomás, que se a namorada dele arrumar mais uma confusão, por MENOR que seja... Ele estará na RUA! Entendeu?  Disse Luca, vermelho de raiva.

- Quanto exagero!  Disse Fran revirando os olhos e indo atrás de Tomás.



Camila On:

Eu estava no shopping, esperava as meninas na praça de alimentação.

Iríamos comprar roupas, sapatos e acessórios para irmos a festa de volta às aulas. Que seria amanhã.

Logo vejo as meninas, aceno pra elas e elas vem até mim:


- Oi meninas! Até que enfim chegaram!  Disse Camila meio impaciente.

- Desculpa, tive problemas com o meu irmão e com Tomás.  Disse Fran olhando pra baixo.

- Sempre esse Tomás... Meu Deus! E você Vilu? Tem desculpa?

- Tenho! Mas a minha é boa! MUITO boa!  Disse Violetta com um sorriso de orelha a orelha.

- Qual?  Perguntou Cami e em seguida, Fran.

- Pode vir!  Violetta disse e logo apareceu Federico.

- Olá meninas!  Disse Federico sorrindo.

- FEDERICO! Disseram as duas e logo o abraçaram.

- Caramba! Não sabiam que estavam morrendo de saudade!  Disse Federico, ele quase caiu quando as meninas foram até ele.

- Não se ache tanto!  Disse Camila.

- Como está? Come sta I'Italia? 

- Tudo bem! Incredibile, come sempre! So che ho conosciuto tuo padre?

- Davvero?! E come sta?

- Beh, morendo di nostalgia per te e tuo fratello.

- Ah... Bacana! Os dois italianos vão ficar aí? Falando e a gente não entendendo nada! Legal!  Disse Vilu, ela sabia falar italiano, mas não tanto.

- Eu acho melhor deixá-los a sós, Vilu!  Disse Camila.

- Esperem! Melhor nós irmos, Fede!  Disse Fran e os dois foram atrás delas.



Os 4 passaram a tarde inteira no shopping, Fede teve que levar praticamente todas as sacolas. Mais terde, ele resolveu dar uma volta no parque...

Foi aí que...



🌼


Notas Finais


Hey pessoal! Então... Gostaram?
Espero que sim! Não sei se ficou bom, mas sei que ficou um pouco grande 😂 Desculpinha

Continua? 😞


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...