História Mi Tentación - Capítulo 19


Escrita por: ~

Postado
Categorias MasterChef Brasil
Personagens Ana Paula Padrão, Erick Jacquin, Henrique Fogaça, Paola Carosella, Personagens Originais
Tags Farosella
Visualizações 285
Palavras 909
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Adultério, Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 19 - Sem Resgate.


Fanfic / Fanfiction Mi Tentación - Capítulo 19 - Sem Resgate.

    - Uma semana depois, Brasil

     Gravação MasterChef.

  

    

Como se cada segundo fosse devidamente desenhado e traçado, assim que Paola pôs os pés para fora do carro ouviu o ronco da moto que ela já sabia de cór, ecoar pelo estacionamento. Os olhos se encontraram e a tensão se fez presente com força, como se quisesse recuperar desesperadamente o tempo perdido. Ela sorriu, sem querer, mas sabendo o porquê. A presença dele, simplismente. Suas pernas se recusaram a se mover enquanto o via descer da moto e tirar o capacete. Fingiu verificar o alarme do carro e quando se virou para frente novamente segurou todo o ar ao vê-lo se aproximar. 

     - Hola - ela falou em um fio de voz, mal teve tempo de esperar por uma resposta quando sentiu o corpo rígido a prensar contra a porta do carro. - Henrique!

- Eu morri de saudades - ele murmurou antes de beija-lá ferozmente, a ouvindo gemer com o encontro das línguas. A rapidez do início logo não passava de uma lentidão em sincronia com as mãos que se tocavam trazendo um para perto do outro como se quisessem ser um só. - Eu estou viciado em você como nunca estive com nenhuma droga na minha vida. - ele desceu os beijos para o pescoço dela, roçando a barba no local e sorrindo ao senti-la tremer em seus braços. Ela ofegava em busca por ar e palavras, mas o que saia de seus lábios era apenas gemidos manhosos e repletos de saudade. - Olha pra mim - ele segurou delicadamente o queixo dela, passando o polegar pelos lábios vermelhos e inchados, os encarando antes de olha-lá nos olhos - Me perdoa por ter sido fraco, agi no desespero de te perder como realmente um viciado faria. Você não faz idéia do que se tornou em mim Argentina... Não faz idéia. - ele sussurrou contra os lábios dela, a apertando forte contra si.

- No momento em que eu mais precisei estar em seus braços você me deixou sozinha, Fogaça. - ela falou baixo desviando dos olhos dele, a saudade era gritante porém a mágoa não passava despercebida. Ela respirava forte tentando recuperar o fôlego que ele arrancou. 

   - Não, eu pedi para Ana ir cuidar de você!

   - Tem razão. Não tenho motivo para ter ficado magoada, eu que me apeguei a você feito uma idiota e... - ele a interrompeu a puxando pela nuca e penetrando os dedos entre seus cachos até alcançar o coro cabeludo. Roubou um beijo e todo o fôlego da Argentina. 

     - Só assim pra fazer você calar a boca. 

  - Necesita parar con eso - ela respondeu calma, colocando o rosto no pescoço dele e sorrindo com o conforto que o seu cheiro lhe trazia. 

   - Eu te espero nesse endereço, as onze da noite. - ele colocou um papel no bolso de trás da calça jeans que a Argentina usava. Aproveitou para acariciar a região e dar um tapa em seguida, arrancando um suspiro longo da mulher em seus braços.

    - Acha que eu vou a algum lugar proposto por você? Pode ser um sequestro! - ela debochou dando selinhos no pescoço dele, se dependesse dela não sairia daquela posição tão cedo.

  - Pode mesmo. - ele falou no ouvido dela a apertando mais contra si - Mas comigo é sem chance de resgate. 

     



   Durante toda a gravação o clima não poderia ser melhor, a sintonia entre os três jurados e a apresentadora estava fluindo melhor do que Pato esperava, para a alegria da equipe inteira. 

Paola estava leve, a tempestade finalmente havia seguido novos ventos, pelo menos por enquanto. Apesar do primeiro dia em Londres ter sido doloroso pelo ocorrido com Jason, o resto da semana pela iluminada cidade foram dias únicos ao lado da filha. Francesca supria qualquer vazio deixado pela tristeza no coração da mãe. Mas havia algo a mais nos olhos de Paola, algo que sem esforço Henrique notou. Sabia que havia algo a preocupando, mas as perguntas ficariam para outro dia. 

O bad boy havia colocado Carine em seu lugar sem precisar toca-lá ou ceder as suas ameaças, precisou apenas contar para o pai da loira, que não dava a mínima para a filha, porém prezava por sua reputação no mercado de São Paulo. E sabendo que Henrique tem poder suficiente para manchar sua imagem, tratou logo de repreender Carine de um modo que Fogaça não fez questão de saber. Seu foco estava em Carosella, apenas.

     

         .


         .


         23:00


      Paola parou o carro em frente ao local que ele havia descrito no pequeno pedaço de papel. Dedilhou os dedos pelo volante enquanto olhava em volta procurando por ele, sabia que ele estava por perto, seu corpo sentia a presença do homem.  

        - Gosto de mulheres pontuais, Carosella. - a voz rouca falou em seu ouvido, antes que ela virasse para trás para vê-lo ele a prendeu com um dos braços a impedindo. 

         - Siempre soy. - ela mordeu o lábio inferior quando ele amarrou uma venda sobre seus olhos - Posso começar a gritar por socorro agora? 

        - Apenas quando estiver nua e amarrada em uma cama. - ele a virou de frente para si, a segurando firme. Fitou os lábios de Paola por um longo tempo, ela passou a língua por eles o provocando. Mesmo vendada sentia os olhos dele fixados em si. - Eu duvido muito que você irá gritar por socorro, o motivo será outro, Carosella.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...