História Miau? - Capítulo 19


Escrita por: ~

Postado
Categorias B.A.P, Bangtan Boys (BTS), Got7
Personagens Daehyun, Jackson, JB, J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V, Youngjae, Zelo
Tags Hopemin, Hybrid, Jihope, Namgi, Sugamon
Exibições 117
Palavras 617
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Fantasia, Fluffy, Lemon, Misticismo, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Yaoi
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 19 - Um estranho no ninho


Fanfic / Fanfiction Miau? - Capítulo 19 - Um estranho no ninho

Capítulo 19 - Um estranho no ninho.

Uma semana havia se passado desde aquelas duras palavras do gatinho. Lua tinha sido injusto com o seu marido e sabia disso. Tinha pedido desculpas e NamJoon as tinha aceitado. Todavia algo parecia estar quebrado dentro daquela bolha que era o casamento deles.

Algo tinha mudado.

Seu horário de chegar a casa era às dez da noite não mais às seis. Isso quando vinha para a casa. YoonGi tinha se acostumado ao vazio ao lado da sua cama, embora ainda procurasse o seu amante ali todas as noites.

Foi em uma terça-feira que viu a sua pacata e harmoniosa vidinha mudar da água para o vinho. O relógio batia duas e quarenta e cinco da madrugada quando ouviu barulhos estranhos vindo do andar de baixo da sua casa. Estranhou tudo aquilo e principalmente se preocupou com NamJoon, ele apenas dava noticias de que estava bem, contudo não dava as caras por ali há exatos três dias.

– Amor. – O pequeno gatinho arrependido chamou por seu marido no andar debaixo. Não acendeu as luzes, não precisava disso, era um gatinho muito eficiente afinal.

Foi então que viu o seu pior pesadelo na sua frente. Na sala estavam NamJoon e J.B, um sócio de seu marido a quem Lua não suportava. Tinha um ciúmes quase que doentio por seu marido, e sabia muito bem que ele sempre foi apaixonado por seu marido.

– Isso Namie, assim. – JaeBeom gemeu manhoso assim que se deu conta de que era observado. NamJoon investia com vontade contra o seu “amigo” e sócio. Foi então que começou a chorar, era um estúpido. Deveria ter notado os sinais. NamJoon o estava traindo.

Deixou que grossas lágrimas escorressem por seus olhos tristes e felinos. – Jae. – NamJoon gemeu puxando-o por seus cabelos para um beijo sujo. NamJoon o devorava com força e vontade. Nunca tinha tratado o marido assim. O sexo entre eles era sempre muito romântico e calmo, e Lua gostava assim. Aquilo doeu o machucou como nunca antes.

– Seu desgraçado! – O gato gritou chamando a atenção de ambos ali. – Eu te odeio seu filho da puta! Desgraçado, nojento. – O gatinho estava desesperado e começava a tacar no casal de amantes tudo o que via pela frente. Seu coração batia acelerado, a respiração faltava e as lagrimas pareciam não querer escorrer dos seus olhos nunca mais. – Eu confiei em você, eu sabia, eu sabia que você era um erro. –

NamJoon olhava assustado para o seu marido, estava levemente alcoolizado. Abotoou a sua calça e se jogou em cima de JaeBeom o protegendo de um vaso de cerâmica que o gato jogou em sua direção. – Porque? porque? – O pequeno gritava sem entender. NamJoon nada respondia, apenas olhava enraivado para Lua e afagava os cabelos de seu amante o protegendo da raiva do gatinho.

– Mãe! – YoungJae desceu as escadas correndo a tempo de amparar Lua. O gatinho lutava inutilmente contra as suas lágrimas que insistiam em descer incessantemente.

– Eu te odeio NamJoon. Eu te odeio. –

– Que bom isso facilita muito as coisas. – O mais alto puxou seu amante por seus dedos e puxando as suas roupas indo na direção da porta. – Meu advogado vai entrar em contato com você. – Dito isso saiu carregando o seu JaeBeom nos braços.

Qual é estava no auge da sua vida, não iria desperdiça-la  com YoonGi, não quando ele lhe direcionava palavras tão rudes e cruéis para si. Queria ser feliz, e seria independentemente se fosse com Lua ou com J.B.

Sim, JaeBeom. Seu novo amor, a quem estava perdidamente apaixonado.

­– Eu te odeio NamJoon. – Eu te odeio. – E foi tudo o que conseguiu gritar antes de cair desmaiado nos braços finos e esguios de seu filho.


Notas Finais


Pode ter erros.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...