História Michael,inocência e sangue - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Anticristo, Bruxas, Crianças Psicopatas, Depressão, Homicidios, Inocencia, Morte, Rituais, Sangue, Suspense
Visualizações 4
Palavras 1.287
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Suspense, Terror e Horror
Avisos: Adultério, Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 4 - Capítulo IV


13 OUTUBRO,2007

Ana estaciona seu carro no Manicômio Para criminosos insanos de New Orleans. Ela vai até o balcão de atendimento e a recepcionista fala :

- pois não,em que posso ajudar ?.

- queria visitar uma paciente.- Responde Ana seria.

- Nome ?.-pergunta a recepcionista digitando algo no computador.

- Luana Fernandez.- Fala Ana convicta.

- é parente da paciente ?.- Pergunta a recepcionista ainda digitando no computador.

- sim, sou a avó dela.- fala Ana com um sorriso irônico.

- deixa eu vê se ela pode receber visitas.- a recepcionista mexe no computador - sim ela pode, este guarda irá com você.

- obrigada.- Responde Ana.

Um guarda vai com Ana até uma sala de visitas. Ela se senta em uma cadeira e o guarda vai buscar Luana no quarto dela.

- você tem visitas.- Fala o Guarda à Luana.

- visitas ? Quem é ?.- Pergunta Luana desconfiada.

- Não importa, vamos!- fala o guarda pegando Luana a força pelos braços e levando para a sala de visitas. O guarda aponta para Ana e fala :

- a visita é aquela mulher ali.

- o inferno chegou.- fala Luana com raiva se dirigindo até Ana

- o que você quer ana ?.- Pergunta Luana com um tom grosso.

- que modos são esses ? não vai pelo menos perguntar como está sua avó ?.- Pergunta Ana ironicamente.

- Velha inunda! você deixou de ser minha avó a muito tempo!.- Cospe Luana com raiva.

- Que comovente.- Fala Ana com tom debochado.

- o que você quer ?!.- Pergunta Luana sem paciência.

- guarda, pode ir,nos de privacidade. - fala Ana fazendo o guarda sai da sala - vim saber como ta minha pequena criminosa.

- Você sabe muito bem que eu não matei meus amigos,nem meu namorado, foi você !.- Grita Luana.

- Mais ninguém acredita em você, querida.- Fala Ana sorrindo.

- fala logo o que você veio fazer aqui!.- Fala Luana com desprezo.

- você sabe que dia é hoje ?.- Pergunta Ana.

- aqui não tempos calendários, nem comemoramos datas especiais. Mas eu conto, hoje é 13 de outubro. Aniversário da morte da minha mãe,valeu a pena ela morrer pra da a vida a ele ?.- Pergunta Luana fervendo de raiva.

- Claro que valeu, alias hoje não é o aniversário da morte da sua mãe. E sim o aniversário do meu querido netinho.- Fala Ana sorrindo.

- Sua vaca! - Luana Parte para cima de Ana e bate nela, fazendo a mesma  gritar :

- Guardas!.

Os guardas chegam e levam Luana e Ana sorrir maliciosamente. Ela sai do Hospício e vai para casa, ao abrir a porta, Vê algumas marcas de sangue no chão e vai até a sala. Ela encontra a  babá morta no chão cheia de sangue e com varias marca de facas. Ela preocupada segue as pegadas de sangue e chega no quarto do neto, onde vê brincando com uma faca cheia de sangue.

Ela chega perto dele e ele ataca ela, ela pega o revólver que estava em sua bolsa e atira nele, fazendo o mesmo cair no chão desmaiado e fala :

-  O que eu farei com você agora ?.

25 DEZEMBRO,2015

- Meu primeiro natal fora daquele orfanato arruinado. Tenho que esconder os corpos,limpar tudo e voltar lá pra cima antes que notem que não estou lá... Espera tenho uma ideia melhor! vou trancar o porão e depois vou trocar de roupa, se me virem com esse sangue todo irão desconfiar. Mas como vou subir para trocar de roupa e pegar a chave do porão sem notarem que estou melado de sangue ?

Michael olha pelo reflexo do espelho e vê uma roupa limpa e nova em cima da máquina de lavar, Ele tira a roupa suja com sangue e veste a outra, sobe pega a chave,quando ele vai para o porão para trancar, Ben chama ele :

- filho vem cá.

"Droga" pensa Michael e fala :

- já vou pai,só vou fazer uma coisinha rapidinho.- Fala Michael inocentemente.

- Não demore, okay ?.- Pergunta Ben.

- Okay.- responde Michael sorrindo.

Michael vai até a porta do porão e a tranca,ele volta até Ben e fala:

- Foi o que pai ?.- Pergunta Michael sorrindo.

- Filho, esse é seu Primo James,ele já se meteu em muita confusão,mais agora é um novo homem,não é James ?- Pergunta Ben olhando para James.

- Claro tio. Oi Michael,é um prazer conhecer- fala James sorrindo gentilmente.

- Oi novo primo - fala Michael retribuindo o sorriso e começa a pensar " Espere um pouco,eu estou reconhecendo ele, vi uma matéria no google dizendo que ela foi preso por ter matado um homem,mas essa matéria é de 2 anos,talvez eu posso matar duas aves com um tiro só,mais primeiro,tenho que confirmar".

- Com licença, Pai vou no banheiro e já volto.- Fala Michael que vai até o banheiro.

Chegando lá, ele pega o celular e pesquisa no google " James Dorkus ",ele encontra varias matérias dizendo que ele matou uma mulher e fala:

- Perfeito, isso já serve! Posso até aproveitar pra matar as pessoas que não gosto ou que não vou gostar. Afinal,a noite está apenas começando. Michael vai para a sala e Ben fala:

- Michael, Esses que acabaram de chegar é meu irmão Nathan, sua mulher Rose e seu filho de 7 anos Víctor.

- Oi novo tio,tia e priminho - fala Michael sorrindo.

- Oi rapazinho,tudo bem ? -pergunta Nathan bagunçando a cabeça de Michael.

- Sim, tudo! E o senhor ? - Pergunta Michael gentilmente.

- Que educado.- Fala Rose.

- Por que não vai brincar com o Víctor um pouquinho ? - pergunta Ben.

- Claro pai,vou levar ele pra conhecer meu quarto.- Fala Michael.

Michael leva Víctor para seu quarto.

- Posso brincar com seus brinquedos ?.- Pergunta Víctor.

- Não!.- Fala Michael sério.

- vai! Deeeixa!.- Implora Víctor.

- Não porra!.- Fala Michael sem paciência.

- Você falou uma das palavras proibidas pelo papai.- Fala Víctor abismado.

- Idai ?.-Pergunta Michael debochando.

- Vou contar para o papai.- Fala Víctor.

- Para ai,quer vê o melhor brinquedo do mundo ?.- Pergunta Michael animado.

- Huuum... quando!.- Fala Víctor animado.

Michael leva Víctor para o porão vendado e tranca a porta.

- Cade o brinquedo ?.

Michael tira a venda de Víctor que se depara com os corpos da prima e do namorado dela. Antes que ele grite Michael corta a garganta dele com uma faca e lambe o sangue da faca mas solta a faca assustado ao ouvir alguém batendo a porta do porão e chamando ele.

02 JANEIRO,2016

No manicômio, Uma enfermeira entra no quarto onde Luana está e fala :

- bom dia, Luana.- Fala a enfermeira.

- Bom dia, Amanda. Como foi seu natal e ano novo ?.- Pergunta Luana.

- Foi legal, Adivinha ?.-Pergunta Luana

- o que ?.- Pergunta Luana.

- Achei noticias sobre ele.- Fala Amanda.

- Michael ?!.- Pergunta Luana raiva.

- Sim, essa matéria saiu até no jornal no dia 25, como eu fiquei de folga no dia 24 até dia 1 não pude trazer, mas trouxe hoje,toma.- Fala Amanda que entrega o jornal para Luana que fala:

- Obrigada Amanda, aqui diz " Tragédia de natal, família tem natal estragado de modo brutal por parente criminoso. James Dorkus que tinha saido da prisão a alguns anos,mata no porão de Ben e Emily Dorkus, um casal e uma criança. Ele tentou matar o filho adotado do casal—Michael—, Que tinha sobrevivido ao incêndio do orfanato Madre Esmeralda. Michael também escapou desse assassino com vida,acho que esse garotinho de 10 ano já sofreu muito,não acham ? ". Você percebe amanda ? Esse é o Michael! Ele está matando pessoas! preciso acabar com isso,preciso matar ele!.- Grita Luana furiosa.

- Concordo Luana, mas não vai tentar fugir de novo vai ?- Pergunta Amanda furiosa.

- Acho que tenho uma ideia melhor.- Fala Luana.

Um guarda entra no quarto e fala :

- Luana,você tem visitas.

- quem ?.- Pergunta Luana confusa.

- ela disse que se chama Maggie, Maggie Dorkus.- Fala o Guarda.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...