História Midlife Crisis - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Yuri!!! on Ice
Tags Futuro, Lemon, Q Que Eu To Fazendo Gzuz, Viktuuri, Yuri!! On Ice
Exibições 384
Palavras 2.258
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Lemon, Shonen-Ai, Yaoi
Avisos: Homossexualidade, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oiieeee amorxsss ☆*:.。. o(≧▽≦)o .。.:*☆

Essa é minha primeira fic de Yuri on ice!!! Espero que gostem! (/ω\)

Capítulo 1 - Oneshot


—Muito bem crianças, terminamos por hoje.— Yuuri dizia batendo palmas.

—Hee.— Ouviu o coro decepcionado de seus alunos e suspirou feliz, o homem realmente amava o que fazia.

—Sem reclamações -Fez bico- Avisei ontem que Victor voltaria hoje, tenho que ir buscar ele.— Aya, uma de suas alunas soltou um som empolgado, realmente amava toda vez que o marido de seu professor vinha os ensinar a patinar também.

Eles eram bonitos juntos.

—Pensei que ele fosse ficar na Rússia por mais tempo!- A garoto exclamou empolgada, era a mais velha dali com treze anos.

—E ele ia, não sei o motivo de sua volta repentina...- Yuuri respondeu enquanto arrumava suas coisas e se despedia calorosamente das crianças que partiam em direção aos seus pais que os esperavam para ir embora.

—Não estou surpresa, sempre é assim.- A garota sorriu terna lembrando da última vez, o russo simplesmente surpreendeu Yuuri no meio da aula, correndo até ele e gritando, dizendo que estava com saudades.

E eles estavam apenas à dois dias sem se ver.

—Você sabe como Viktor é.- Ele olhou para o nada, sorrindo bobo enquanto Aya andava ao seu lado, ela apenas bufou arqueando as sobrancelhas, os dois pararam ao mesmo tempo enquanto olhavam através da ponte o lindo pôr do sol que ocorria.

-O que ele foi fazer na Rússia dessa vez?- Perguntou parando para observar o horizonte.

-Yurio estava com problemas no programa curto que Viktor fez para ele.- Deu de ombros.

—Yuuri!!!- Ambos escutaram a voz exigente de Minako ao longe, ela estava no fim da ponte acenando com a energia de sempre.

—Eu já estou indo Aya-chan, cuidado no caminho de casa.- o homem de óculos afagou os fios negros da cabeça da menor que reclamava pelo seu cabelo estar totalmente desarrumado agora.

-Bye bye Sensei!- Ela gritou assim que Yuuri passou a correr.

—Já disse para não me chamar assim!- Ele gritou de volta e a menor gargalhou feliz.

—Está atrasado!- Minako bateu o pé direito no chão e revirou os olhos enquanto cruzava os braços no peito.

-Desculpa!- Ele juntou as mãos e se curvou.

—Você está sem tempo para desculpas, e se morar demais Viktor vai achar que você abandonou ele, será como o drama da última vez!- Revirou os olhos para a lembrança.

-X-

-Yuuriii~~—Viktor olhou sorridente para um moreno totalmente pálido por ter se atrasado -Você ama me fazer esperar não é mesmo?- porém o sorriso era completamente falso.

-D-Desculpa Viktor eu estava na aula e...

-Sem desculpas!!- Fez bico e correu até o marido, o abraçando para logo passar a apertar as bochechas do mesmo -Eu fiquei esperando por tanto tempo~ pensei que tivesse me largado.

-Eu disse.- Minako tossiu.

Viktor simplesmente se agarrou a Yuuri com um sorriso satisfeito nos lábios enquanto o mesmo tentava carregar as malas pesadas do outro como forma de desculpas.

-Espera!- Minako gritou e ambos os homens paralisaram -Viktor fique parado!- Ela sussurrou perigosamente e o russo obedeceu de olhos arregalados, a mulher andou até as costas de Yuuri onde Viktor estava agarrado como um coala, cuidadosamente direcionou os dedos até o cabelo platinado -Um cabelo branco!- Ela gritou e puxou o fio com rapidez, Viktor na hora amoleceu o corpo e seus olhos desfocaram.

Ele ficou parado por um tempo, olhando para o nada como um boneco.

-E-Espera Minako-sensei, o cabelo de Viktor já é bem claro e..- Yuuri tentava a todo custo levantar o astral do marido que estava com uma áurea negra ao redor do corpo.

-Não, olha! -Ela usou o fio para comparar com o resto do cabelo do homem, e realmente era bem mais claro -Um fio branco! Quem diria que até Viktor ficaria velho um dia.

Cada palavra era um tiro.

-Eu estou velho...- Ele sussurrava para si mesmo, como se tivesse sido despertado de um sonho -Daqui uns anos estarei incapacitado de andar enquanto Yuuri terá todo o cabelo na cabeça e a aparência jovem porque supostamente japoneses ficam com cara de criança pra sempre.- Ele divagava baixinho, olhando pro nada.

Yuuri apenas se calou e repreendeu Minako com o olhar, a mesma apenas deu de ombros.

-X-

Yuuri pensou que o astral de Viktor iria melhorar quando chegassem no apartamento bonito e aconchegante onde viviam.

Mikka apenas acompanhavam o dono para cima e para baixo, Yuuri não via Viktor assim desde a morte de Makkachin, após alguns meses o mais novo decidiu adotar Mikka, um lindo filho de Akita.

Mas não, ele parecia um zumbi andando pelo lugar, de noite enquanto preparavam o jantar ele basicamente queimou tudo e pedia desculpas, dizendo que provavelmente já estava começando a ficar com alzhaimer, o mais novo não sabia se ria do drama ou se chorava pela tristeza do outro.

E bem, ele teve uma ideia.

-Viktor que tal irmos ao onsen e tomarmos banho juntos?- Entrou na frente do marido que olhava para a televisão desligada.

-Você vai esfregar minhas costas?- O homem disse alguma coisa pela primeira vez, fazendo bico.

-Uhnum!- O moreno exclamou empolgado -Podemos também uh... Você sabe...- Ele sussurrou corado -Estou com saudade de você.- ele olhou para Viktor, esperando ver empolgação no olhar, porém o homem parecia ter voltado a ficar deprimido.

-Melhor não irmos...- Ele caiu pro lado no sofá como se fosse um saco vazio.

Yuuri suspirou fortemente.

-Viktor...- Ele murmurou e acariciou as coxas do homem -Um cabelo branco não é pra tanto... Você continua perfeito.

-Obrigado... -O mais velho olhou para ele ainda com um bico nos lábios -Você ainda me quer? Mesmo sendo um velho?- O menor olhou para ele com os olhos arregalados -Quando eu ficar mais velho ainda eu quero dizer... Você ainda está com a aparência tão jovem, tão lindo e adorável, um dia você vai perder todo o desejo.

-Que? É essa sua preocupação?- Olhou surpreso para o mais velho que apenas fez que sim com a cabeça -Oh...- Por essa ele não esperava, o mais novo então decidiu deixar a vergonha de lado, aquele era seu marido não é mesmo? Viktor era dele.

Apenas dele e mais ninguém, pensou feliz, ele retirou os óculos enquanto seu marido assistia cada ação com atenção.

-Você continuará lindo para sempre Viktor, eu sempre vou desejar você.- Yuuri disse determinado a fazer o outro se sentir melhor, pra comprovar o fato apenas beijou o outro com carinho, um selinho simples e carinhoso.

-De verdade?

-De verdade.- Sorriu -Além do mais, engordei dois quilos enquanto esteve fora.-Viktor saltou do lugar e levantou a blusa do menor.

-O que eu disse sobre Katsudon Yuuri?- Viktor parecia o mesmo de antes, com um sorriso sombrio nos lábios e logo suspirou -Você continua lindo pra mim, mesmo ficando gordinho.- Ele sorriu, e nem era pra tanto, Yuuri parecia o mesmo de antes, os dois quilos de gordura a mais não parecia o deixar mais inchado.

-E você continua perfeito, mesmo com alguns fios brancos.- Devolveu o sorriso feliz, Viktor relaxou a careta emburrada e sorriu terno.

-Yuuri, acho que agora eu quero ir ao onsen com você.

-X-

Quando chegaram à casa de banho da família Katsuki todos pareciam estar dormindo, era tarde afinal.

-Vamos repetir a nossa primeira vez?- O mais velho sorria malicioso para o outro que arrancava as roupas com rapidez.

Yuuri assentiu feliz, ambos fizeram sexo ali na primeira vez, foi um pouco antes da Copa da China, antes de partirem e ele estava mais do que feliz em reviver o momento, antes de entrar na água os dois se lavaram, Viktor ronronava feliz com a massagem nas costas.

-As costas desse velho senhor está doendo Yuuri~

O mesmo apenas revirou os olhos e puxou Viktor para entrar na água quente.

-Vamos fazer diferente dessa vez...-Viktor se aproximou dele lentamente -Você fica por cima.- Acariciou o rosto do marido enquanto o outro o puxou pelos cabelos em um beijo aquecido, Yuuri já não era um homem virgem à cinco anos afinal, então ele sabia o que fazer, desceu os beijos para o pescoço do outro, alternando entre beijos, chupões e mordidas desceu até os mamilos do outro que sempre fora tão sensíveis.

-Viktor, sente-se nas pedras.- Ele ordenou duramente, porém o mais velho pareceu gostar pois seu corpo arrepiou-se e ele tremia de excitação, ele caminhou até a beira e sentou-se na borda de pernas abertas, a visão de um Viktor excitado, completamente duro era maravilhosa.

-Não me deixe esperando Yuuri~

O outro caminhou até o marido, passeando com a mãos já enrugadas pelas coxas brancas e torneadas, levou os lábios e passou a saborear a maciez da perna musculosa, cada vez que mordiscava o interior das coxas de Viktor o mesmo parecia ter um espasmo de prazer, aquilo era tão torturante para ele, Yuuri observou o membro de Viktor que estava já completamente duro, levou a mão até a base e massageou lentamente primeiro dando atenção à base e logo subindo para a cabeça proeminente e rosada, o mais velho agarrou com força os fios negros do mais novo e o empurrou em direção ao próprio membro duro, Yuuri decidiu apenas provocar levando a boca até a cabeça e chupando o local, fechou os olhos saboreando o sabor salgado do pré-gozo.

-O-Oh, Yuu não me provoque.- Ele acariciou o cabelo do marido com carinho, Yuuri olhou para cima inocentemente e refletiu como ele amava a imagem de um Viktor alterado por ele.

Só por ele.

-Levante as pernas Viktor.- Sussurrou dando uma batida fraca nas coxas do homem, o olhar do mais velho encheu-se de empolgação e ele imediatamente fez como pedido, abriu mais as pernas e segurou as coxas pro alto.

Yuuri levou dois dedos para a própria boca, simulando um boquete enquanto se deliciava o olhar de Viktor sobre si, quando retirou os dedos melados da boca seu marido se esticou ainda mais, apesar de estar "velho" ele ainda era flexível afinal.

O moreno contornou a entrada do outro lentamente e com carinho, nunca se perdoaria em machucar o outro, ele primeiro penetrou um dedo sentindo Viktor apertar-se em torno de si maravilhosamente.

-O-Oh... Uhm, tão bom, tão gostoso, mais fundo Yuuri~~- ele vasculhou o interior em direção ao estômago de Viktor e quando o mesmo saltou do lugar ele soube que havia encontrado a próstata, o japonês cuspiu na entrada que agora estava aberta para si, e logo penetrou com o segundo dedo, ele tinha dois dedos enterrados em Viktor que não dizia uma palavra coerente, o mais velho era uma bagunça de palavrões e palavras em russo que Yuuri entendia muito pouco.

-V-Vai rápido, e-eu não vou aguentar- Gemeu alto quando mais uma vez sua próstata foi estimulada.

Yuuri apenas saiu da água e deitou Viktor em uma parte lisa e confortável, distribuiu beijos pelo rosto do mesmo e logo passou a beijar os lábios enquanto estimulava o próprio pênis, ele pincelou a entrada do homem abaixo de si, seu ex-treinador e marido que gemia arrastado com a provocação.

-Vou colocar Viktor...- Avisou.

-P-Por favor..- Ele sussurrou de volta e fechou os punhos com força quando sentiu-se ser invadido -Oh Deus Yuuri, tão grosso, você é tão delicioso.- Yuuri se mexeu um pouco, esperando os músculos ao seu redor afrouxarem, quando o homem abaixo de si passou a parecer impaciente ele começou a penetrar lentamente em com força, mirando sempre na próstata fazendo com que cada estocada Viktor parecesse mais fora de si, depois de um tempo na mesma velocidade Yuuri segurou uma das pernas de Viktor e levou ao seu ombro para logo começar a aumentar a velocidade das estocadas, Viktor a esse ponto gritava e o mais novo ao menos se importava se podiam acordar às pessoas que estavam dormindo, ele apenas queria dar prazer à Viktor.

-A-Apertado -Ele segurou com força a cintura do outro e a força de suas estocadas se tornou impossível para Viktor segurar seu orgasmo.

-Yuu-e-eu- Oh mais fo-forte.- Gemeu alto quando seu marido passou a massagear seu membro que até agora estava sem atenção.

-E-Eu também Viktor.- O excesso de estimulação fazia com que Viktor dilatasse e apertasse sua entrada em torno de Yuuri criança um atrito maravilhoso depois de mais algumas estocadas erráticas Yuuri derramou-se em jatos quentes dentro e Viktor, e com a sensação maravilhosa de estar sendo preenchido o russo também gozou com força no próprio estômago, o mais velho caiu exausto para trás e Yuuri caiu no peitoral do marido, ambos fecharam os olhos esperando a respiração se normalizar.

-Vamos repetir?- Yuuri perguntou depois de um tempo com os olhos fechados, Viktor sorriu cansado.

-Meu Yuuri sempre tão resistente~

-X-

-Viktor!!- as crianças correram até o homem com alegria, Yuuri não sabia se ficava ofendido pela empolgação dos menores ou preocupado com a aparência cansada de Viktor.

Ele ajeitou o óculos e sentiu o corpo aquecer de vergonha, ambos estavam sem energia na noite passada para voltar para seu apartamento, então decidiram dormir no velho quarto de Yuuri, o mesmo teve de aguentar os olhares maliciosos pela manhã enquanto Viktor parecia o Viktor de sempre, alegre.

-Infelizmente não vou poder patinar hoje crianças, Yuu-chan acabou com esse velho senhor...- Ele disse fazendo bico enquanto as crianças bufavam decepcionadas.

-Viktor não diga isso!!!- Yuuri gritou para o homem que sorriu, seus alunos estavam alheios ao assunto pois acariciavam uma Mikka completamente feliz em ver crianças.

A aula começou sem nenhum estresse, Yuuri apenas tinha de dividir atenção entre seus alunos e seu marido grudado em suas costas.

E Aya estava feliz de ver seu casal preferido interagindo.


Notas Finais


Não sei se vai ter continuação eueuheuehe, mas eu queria fazer

Espero que tenham gostado meus floquinhos de neve <3

Queria agradecer minha Esposa maravilhosa <3333 Shin_Ah ♡(*´∀`*)人(*´∀`*)♡


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...