História Midnight Biker - Jikook - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Aventura, Bangtan Sonyóndan, Fantasia, Jikook, Yaoi
Visualizações 36
Palavras 2.558
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Drama (Tragédia), Escolar, Fantasia, Festa, Ficção, Hentai, Lemon, Magia, Mistério, Romance e Novela, Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror, Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Hai galerous! Desculpem a demora heuheu, vou tentar não demorar tanto pra atualizar haha :D
Desculpem qualquer erro e boa leitura!

Capítulo 3 - Ele Está De Volta.


Fanfic / Fanfiction Midnight Biker - Jikook - Capítulo 3 - Ele Está De Volta.

-Você é louco? -perguntou o maior recuando mais no banco- Que tipo de psicopata é você?

-Eu não sou louco! Muito menos psicopata. -falei irritado e o mesmo riu-

-Eu sei. Só estou brincando, bobinho. -bagunçou meus cabelos e sorriu de um jeito fofo- Sério que sonhou comigo? Eu sou tão bonito assim pra ser visto em sonhos sem ser conhecido antes? Ah, já sei! Sou uma celebridade e meus fãs sonham comigo, certo?

-Claro que não! -falei levantando do banco e pegando minha mochila voltando a sentir a pontada na cabeça.-

Eu realmente não sabia como havia parado ali.

-Vai me mostrar a padaria ou não? Estou faminto! -falou colocando a mão na barriga mostrando o quanto de fome sentia pelas suas expressões faciais.-

Eu ri soprado e abri o portão de casa.

-Vai ter que esperar um pouco, vou tomar um banho e trocar de roupa. -falei entrando em casa mas sou puxado pelo esverdeado que aproximou nossos corpos-

-Você.. vai... me mostrar... onde fica... a porra da padaria... -disse pausadamente em meu ouvido me fazendo paralisar- Por favorzinho! -fez aegyo o que de uma certa forma me tranquilizou-

-Vamos. -revirei os olhos e sai na frente com o cara atrás de mim-

-Qual seu nome? -perguntou o maior correndo até ficar do meu lado-

-Jungkook, Jeon Jungkook. -falei um tanto apressado-

-O meu é Min Yoongi mas por algum motivo me chamam de Suga. -diz e eu o encaro rindo, o mesmo revira os olhos.- Qualé! Eu sei que sou branco de mais.

-Eu não vejo problema nisso. É legal. -falei acelerando o passo-

Ficamos o caminho todo em silêncio, aquilo de alguma forma me incomodava. Yoongi também parecia incomodado com algo, já que bufava a cada passo que dava.

Finalmente chegamos a padaria mais próxima -que não era tão longe de nossa casa-. Ficamos parados na frente da mesma a encarando até que Yoongi me cutuca e revira os olhos.

-Vai entrar ou vai virar garoto propaganda?

-Eu não entendi.

-Aigoo, leu lerdo! -me deu um peteleco no ombro- Vamos entrar.

-Mas eu quero que me explique. -falei o acompanhando para dentro da padaria-

-Você chama atenção, garotos propagandas chamam atenção. -fez uma pausa para olhar qual bolo compraria- Como estava de frente a padaria chamaria a atenção das pessoas que pasassem em frente. Aish, eu odeio explicar piadas.

-Aquilo não foi uma piada! -falei rindo-

-Se não fosse não estaria rindo. -concluiu logo se calando-

Yoongi logo escolhe qual bolo levaria, enquanto isso fico distraido olhando as pessoas passando no parque.

-Jungkook. -a voz de Jimin ecoava na minha mente- Oh, Jungkookie.

Fechei os olhos podendo sentir o calor que suas palavras causavam, aquilo era tão bom.

-JUNGKOOOOK! -me balançava Yoongi- Acorda!

-Hãm? Jimin? -balancei minha cabeça saindo do transe e encarando Yoongi que batia os pés irritado no chão-

-Você é um astronauta? Sempre está na lua! -reclamou me puxando pra fora da padaria- Vamos ter que correr, vai começar a chover.

Fomos correndo até em casa, ele me puxava pela mão enquanto eu sorria sentindo a brisa do vento fresca e fria que batia no meu rosto.

-Você é sempre aéreo assim? -perguntou Yoongi destrancando o portão de sua casa-

-Eu não era assim antes.

-Ihhh.. -puxou o portão e deu espaço pra eu entrar- Isso deve ser por alguma apaixonite aí. Quem é a sortuda?

Entro e vou observando o imenso jardim que tinha ali, e o quão bonito era.

-Eu não estou apaixonado! E.. o que faço aqui afinal? Devo ir pra casa. -falei meio confuso com minhas ações-

-Não falei! -disse Suga indo em direção a porta principal a destrancando.- Você vai comer comigo por que eu quero. -disse autoritário e eu ri- Não é brincadeira.

Ele entrou dentro de casa e eu acompanhei tirando os sapatos e os colocando próximo a parede.

-Seus pais não se importam né?

-Não, minha mãe está no trabalho. Ela não irá descobrir.

Yoongi riu nasalmente e me jogou um olhar de "meu garoto".

-O que quer comer? Temos.. -abriu a geladeira- Na verdade não temos nada porquê eu acabei de me mudar pra cá.

Ri e fui até o mesmo.

-Você é engraçado, Min.

-Não me chame pelo sobrenome, odeio isso. -confessou e eu ri- E eu não sou engraçado, é só pra causar boa impressão.

Coloquei a mão na barriga de tanto rir e o maior colocou o bolo na mesa. Pegou algumas laranjas e foi até a pia enchendo uma jarra de água. Me senti incomodado por não ajudar entã me aproximei do mesmo que me encarou.

-Preciso que ache o liquidificador, deve estar em algumas dessas caixas menores.

Fui até uma caixa e abri a mesma, fui tirando coisa por coisa sem prestar muita atenção para não o soar como se eu fosse um bisbilhoteiro.

Depois de algumas caixas abertas -que não foram poucas- acho finalmente o liquidificador. Ao lado do mesmo tinha um álbum de fotos, tentei não pegar mas minha curiosidade falou mais alto. Abri o mesmo e fiquei olhando algumas fotos, rindo baixo e cuidando para que Min não desconfiasse. Pelo que vi ele é fascinado por basquete, já que na maioria das fotos estava com uma bola do tal esporte ou estava em uma quadra. Vou passando as fotos até que acho uma que me chamou minha atenção, era o pequeno Suga ao lado de um menino com um sorriso familiar. Tirei a foto do local e olhei a legenda: "Y & J, 1999." Quem é J?

-Ahaaaaa! -disse Yoongi me assustando, fazendo-me jogar o álbum longe- Mexendo minhas fotos hum? Que coisa feia Jungkook. -disse cruzando os braços-

-E-eu.. desculpe, foi por curiosidade. -falei envergonhado encarando o maior que riu soprado e voltou a descascar uma laranja-

-Eu era muito esquesito quando menor, nem sei porquê ainda tenho esse álbum, já deveria ter posto fogo.

-Eu achei legal o jeito que você era, ou é, apaixonado por basquete. Esportes como esse são legais. -falei sorrindo enquanto fitava o chão ainda envergonhado-

-Eu sempre gostei de esportes como basquete, vôlei, futebol e essas coisas. -falava enquanto colocava as laranjas no liquidificador o ligando fazendo um barulho médio porém irritante-

Fiquei o fitando por um tempo. Mergulhei em meus pensamentos pensando quem poderia ser J. Sei que estou me preocupando por bobagem mas o tal garoto me deixou realmente curioso.

Yoongi desligou o liquidificador e tirou da tomada, coou o suco e procurou copos em uma pequena caixa. Tirou copos de plástico estampados com super hérois, ri com tais detalhes e ele revirou os olhos.

-Minha mãe me enchia desses copos coloridos. -colocou um deles a minha frente e o encheu- Eu dizia que não gostava mas ela continuava comprando. Isso era irritante.

Eu ri e segurei o copo a minha frente o observando melhor, logo após tomando um gole do suco que estava sem açúcar.

-Ah me desulpe. -falou Suga pegando o copo da minha mão e me vendo fazer careta, sorriu.- Eu esqueci do detalhe.

-Não tem problema. -falei colocando o cotovelo na mesa e apoiando o queixo nas minhas mãos.-

Yoongi colocou o copo de volta a minha frente e seguiu para o outro lado da mesa cortando o bolo e se esticando para me entregar uma fatia.

-Você é bem independente, Yoongi-ssi. -falei me esticando para pegar a fatia e o mesmo sorri incrédulo-

-Eu aprender assim para poder sair da casa dos meus pais o mais rápido possivel. -falou e eu ri mordendo um pedaço da fatia de bolo a minha frente.-

Eu queria perguntar quem era J, mas tinha medo de parecer irritante aos olhos o cara a minha frente. Respirei fundo e encarei o mesmo que me encarou de volta fazendo nossos olhares se encontrarem.

-Suga-ssi.. -fui interrompido pelo mesmo que revirou os olhos-

-Eu tenho 24 anos, pode me chamar de hyung. Essas formalidades populares me irritam.

Fiquei um tanto surpreso e com medo mas o mesmo logo riu o que me fez relaxar e levar tudo na brincadeira.

-Certo, hyung. -falei respirando fundo- Bom.. er.. qu-quem é J? -falei rápido e corei fazendo o mesmo rir de um jeito fofo e engraçado-

-Seu jeito tímido e curioso é engraçado, Kook. -falou e eu sorri ainda envergonhado-

-Bem.. eu vi uma foto sua com um garoto, pareciam ter a mesma idade no tempo. -enquanto falava o outro parecia se mostrar atento ao que dizia e interessado no que iria comentar sobre- Ele me pareceu familiar então tirei a foto do local e li a legenda. -o mesmo me interrompeu-

-Estava escrito S & J, certo? -perguntou e eu assenti- Imagino que queira saber quem é J, estou certo? -assenti novamente e ele sorriu fraco- J, era meu amigo de infância, sempre viviamos grudados e ele era apaixonado por basquete assim como eu. -suspirou- Porém, parece que uma professia da antiguidade sobre sua família o fez se mudar e ter que seguir o que a tal professia pedia. Eu não sei direito sobre, isso é o que me contaram.

Expressei um "Ah" e franzi a testa tomando um gole do suco observando o fundo do copo.

-E qual o nome real de J? -perguntei curioso e realmente interessado na resposta- Desculpe eu ser tão metido, é que quando me interesso sobre um caso fico realmente curioso.

-Tudo bem, eu gosto de lembrar do passado. -suspirou alegre e me encarou em silêncio por alguns segundos- O nome real dele era Jimin.

Ao ouvir tais palavras vindas de Suga congelei, fiquei sem reação e o mesmo achou aquilo realmente estranho, no seu lugar eu também acharia.

-O que houve? -perguntou preocupado-

-Ji-jimin.. -repeti o nome do citado anteriormente deixando o esverdeado a minha frente mais confuso-

-O conhece? -perguntou e eu assenti positivamente o encarando, o mesmo abre um sorriso largo- Ele é legal não é? Sempre muito divertido.

Tais confissões sobre Jimin que ele dizia não eram verdadeiras, o que me deixou mais intrigado e curioso com uma parcela de medo envolvida nos sentimentos sentidos no momento.

-O motoqueiro. -falei- Jimin é um motoqueiro.

-Motoqueiro? -perguntou Suga até ouvirmos gritos vindos da minha casa-

Saimos correndo até lá fora e encaramos minha casa que se encontrava com o portão aberto, sem pensar duas vezes eu e Yoongi adentramos a mesma e nos deparamos com mamãe que griatava meu nome pela casa, ao me ver veio até mim ignorando a presença de Yoongi e puxou minha orelha me fazendo fazer caretas.

-Senhora não o culpe. -Yoongi chama a atenção da minha mãe que o encara ainda brava- Ele estava comigo.

-Eu deixei? -perguntou levantando meu rosto para encará-la e eu comecei a chorar-

-Não finja que se importa comigo pois você não se importa. -puxei suas mãos do meu rosto e subi correndo para meu quarto sendo acompanhado por um Yoongi que tentava me acalmar mas sem sucesso entrou no quarto junto comigo-

-Hey, fique calmo. -fechou a porta delicadamente e se sentou do meu lado na cama- Não fique triste por isso, ela só estava preocupada com você.

-Mentira! -gritei me levantando e socando a primeira parede que vi pela frente- Ela finge se importar pois tem pena, ela me odeia. Me odeia!

Eu repetia isso várias vezes mas Yoongi segura pelos ombros me virando para o mesmo que sorria tranquilo tentando passar tranquilidade e me abraçando.

-Vai ficar tudo bem. -acariciava minhas costas e apertava minha cintura com a outra mão me fazendo sentir melhor-

(...)

-Tem certeza que quer fazer isso? -dizia Yoongi enquanto eu saia do banheiro já vestido e mais calmo.-

-Eu não aguento mais ficar aqui, e parece que todas as noites Jimin vai para aquele parque. Se for o Jimin que você conhece vocês poderão se reencontrar.

Eu bagunçava os cabelos enquanto terminava de ajeitar a camisa levantando suas mangas longas a altura do cotovelo. Me olhei no espelho que mostrava meu corpo inteiro e pela primeira vez na vida me senti atraente. Eu não sabia o que estava havendo comigo para agir assim, só que saber que iria ver Jimin me deixava nervoso e um pouco desconfortável, mas talvez essa sensação deve ser apena fruto da minha imaginação por acreditar tanto nas lendas que envolvem os motoqueiros.

-E sua mãe? -perguntou Yoongi preocupado-

-Ela não se importa. -falei calçando o tênis-

-Olha aqui garoto. -se pôs a minha frente e segurou meu rosto fazendo o encarar- Eu cheguei aqui hoje, não quero arrumar encrencas, muito menos com sua mãe escutou? -disse em um tom ameaçador e eu assenti seguindo até a porta e abrindo-a de vagar olhando se minha mãe não estaria por lá-

Segui o corredor até as escadas e vi a sala vazia. A princípio estranhei pois minha mãe nunca saia de casa, mas me senti até melhor por não ter dificuldades nessa "fulga".

Eu e Yoongi saimos de casa correndo e rindo igual crianças que corriam de seus pais para não apanhar, era tão bom, aquele sentimento de liberdade o deixava tão confortável. Mas lembrar que logo mais estaria de volta acabava com todas as suas felicidades, principalmente a de que veria Jimin em pouco tempo.

Ao chegarmos ao parque ambos sentamos nos balanços e ficamos nos balançando, o parque já começava a esvaziar por conta de ser quase dez da noite, nós dois nos sentimos até mais confortáveis com o pouco movimento. Após 20 minutos sentado ali esperar já estava se tornando entediante para mim, e eu tenho certeza que para Yoongi também. Então cansados de esperar nos levantamos e Yoongi anda até mim com as mãos no bolso provávelmente desapontado.

-Eh.. acho que ele não vem. -disse se aproximando mais de mim e passando o braço pelo meu pescoço- Vamos fazer uma outra coisa, tipo ir numa lanchonete comer algo.

Assenti positivamente ainda triste e seguimos caminho até algum lugar, até que ouvimos alguém me chamar distante me deixando esperançoso. Olhei rapidamente para trás podendo constatar Park que descia de sua moto e tirava o capacete jogando o cabelo pra trás o que fazia meu coração acelerar. Jimin ia se aproximando com um sorriso um tanto sedutor em seus lábios e Yoongi estava confuso com tudo que acontecia naquele momento.

-Sabia que viria. -disse Jimin chegando próximo a nós e sentando-se em um banco cruzando as pernas- Quem é esse? -referiu-se a Suga-

Yoongi se aproximou mais de Jimin o deixando com uma expressão incomodada.

-Jimin? -Suga perguntou e Jimin arregalou os olhos olhando para Yoongi que sorria contente-

-Suga? -perguntou Jimin se levantando e fazendo Yoongi sorrir mais ainda-

-Jimin! -Yoongi repetiu e abraçou o mesmo a sua frente sendo retribuido de mal jeito pelo Park a sua frente que parecia sorrir também-

-Hu hum.. -resmunguei um pouco incomodado e ambos me encaram sem jeito- Eu continuo aqui, sabiam?

-Desde quando conhece Yoongi? -perguntou Jimin sem se desgrudar do esverdeado-

-O conheci hoje, ele é meu novo vizinho. -falei desviando o olhar para não olhar os dois praticamente se beijando em minha frente.-

A aproximação extrema de ambos me incomodava, eu queria sair dali imediatamente porém não podia.

-Por onde andou hyung? -perguntou Jimin empolgado me fazendo revirar os olhos-

-Se eu te contar não vai acreditar. -disse Yoongi também empolgado-

Eu sabia que a conversa entre os dois demoraria e eles se aproximariam mais depois dela, e isso me fez se arrepender amargamente por ter trago Yoongi junto.


Notas Finais


Eu acho que o Kook está com ciúmes hum?
E vocês, o que acham? Deixem suas opiniões, elas são de grande importância pra mim e me incentivam muito hihi.
Tchau!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...