História Miguel Evans-O menino que também sobreviveu - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Harry Potter
Personagens Alvo Dumbledore, Blásio Zabini, Draco Malfoy, Harry Potter, Hermione Granger, Pedro Pettigrew, Personagens Originais, Remo Lupin, Ronald Weasley, Rúbeo Hagrid, Severo Snape, Sirius Black, Theodore Nott
Exibições 9
Palavras 1.845
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Colegial, Famí­lia, Fantasia, Ficção, Ficção Científica, Magia, Romance e Novela, Saga, Universo Alternativo
Avisos: Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Spoilers
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 3 - Chapter Two


Fanfic / Fanfiction Miguel Evans-O menino que também sobreviveu - Capítulo 3 - Chapter Two

Pov Miguel:
No dia seguinte acordei cedo,tomei um banho,me vesti e desci,Harry,Hermione e Rony tomavam café,me sentei ao lado de Harry.
-Então Miguel,já escolheu qual das matérias extras vai fazer ?-Pergubtou Hermione.
-Acho que Adivinhaçõe e Trato das Criaturas mágicas.-falei terminando de tomar café.
-Onde você mora ?-Rony Perguntou
-Shoreditch-respondi.
-É longe ?-Hermione perguntou.
-Um pouco.-respondi
-Vamos crianças.-Uma mulher ruiva falou-Oh,quem é você querido ?-Perguntou.
-Sou Miguel Evans.-falei sorrindo e ela me abraçou,forte,mas tipo,forte mesmo.
-Não seja timído,se amigo do Rony é da família.-falou e eu sorri.-Venha,você irá com a gente nos carros do ministério.-falou
-Mas...não quero incomodar.-falei timído
-Não irá incomodar nada.-falou-agora suba e pegue suas coisas-falou e assenti,todos subiram,logo descemos havia alguns carros do ministério,entramos neles e fomos até a estação,ao descermos o pai do Rony pegou alguns carrinhos colocamos nossas coisas dentro e atravessamos a passagem,deixamos nossas bagagens serem guardadas,Tuffy quis vir comigo,entramos em uma cabine,havia um homem dormindo.
-Acha que está dormindo mesmo?-Harry perguntou.
-Biscoito-falei e Tuffy ficou repetindo-Sim-falei tirando Tuffy do meu ombro e o colocando sobre meu dedo indicador,Harry contou sobre Black.
-Então acha mesmo que ele vai vir atrás de você ?-Rony Perguntou.
-Mas vão achá-lo não vão ?,digo,todo mundo está atrás dele.-falou Hermione,logo vi que ela segurava minha mão direita,senti meu rosto esquentar e ela também corou.
-Mas ele é o Sírius Black,ele é um assassino louco e perigoso.-Falou Rony.
-Podem até acha-lo,mas pegá-lo vai ser difícil.-falei e Tufy ficou repetindo:"Pegá-lo".Nisso o trem parou.
-Não podemos ter chegado-falou Hermione.
-Vai ver enguiçou-falou Harry,as luzes apagaram.
-Tem alguém lá fora,e está embarcando.-falou Rony,nisso uma mão ossuda apareceu na porta da cabine,a porta se abriu e um feio cosplay de gasparzinho apareceu,sugou algo de Harry e em seguida veio pra cima de mim,mas uma luz branca surgiu,era o Homem que estava dormindo,tudo ficou meio embaçado quando o gasparzinho foi embora,fechei meus olhos e ouvi um grito de mulher antes de tudo ficar escuro.
-Miguel !-Ouvi Hermione me chamar.
-Oi ?-falei sorrindo.-Alguém viu o caminhão ?-perguntei,vi que o homem que espantou o gasparzinho black me oferecia chocolate,peguei e dei uma grande mordida.
-Vai te fazer bem-falou.
-O que era aquilo ?-Perguntei.
-Dementadores,estavam atrás de Sírius Black,se me permitem irei ter uma conversinha com o maquinista.,-falou se retirando da cabine.
-Vou me vestir.-falei pegando meu uniforme.
-Tá legal.-falou Rony,abri a porta da cabine e caminhei até o banheiro,entrei no banheiro,tranquei a porta e troquei de roupa não coloquei a capa,ao sair trombei com alguém,olhei e era uma menina de cabelos castanhos,usava vestes verdes,Sonserina.
-Olha por onde anda.-falou grossa.
-Olha você por onde anda.-falei-Pirralha.
-Eu não sou pirralha,tenho 13 anos só pra você saber.-falou e nos encaramos mortalmente,viramos as costas e entrei na cabine logo Hermione,Harry e Rony saíram e comprei algumas varinhas açucaradas,comi e logo eles voltaram,ficamos conversando até que o trem parou e descemos,tive que ir em outra carruagem,ao entrar vi aquela garota.
-Você ?-Falamos em coro-Para de falar junto comigo !
-Eu vou procurar outro lugar.-falei,mas começou a chover e um garoto da sonserina me puxou para dentro e fechou a porta.
-Pode ficar,a Isabelle late mas não morde.-faloy e bufei-prazer Oliver Belwood.-se apresentou.
-Miguel Evans Potter.-falei e ele e a garota ao lado da garota chata abriram a boca em exclamação.
-Então você tem a cicatriz?-perguntou e apontei para o meu pescoço.-Uau.
-O que tem ?É uma cicatriz.-falou Isabelle revirando os olhos.
-Quem é um dos motivos para meus pais estarem mortos.-falei.
-Vai dar namoro-falou e eu senti meu rosto esquentar,provavelmente corei.
-Nunca iria namorar esse troço-falamos juntos-Para de falar junto comigo !-falamos  juntos novamente,a viagem foi eu e Isabelle discutindo,ao chegarmos,desci da carruagem e tive que entrar junto aos primeiranistas.
-Miguel Evans Potter.-falou e ouvi cochichos,me sentei e antes do chapéu encostar em mim.
-SONSERINA !-Berrou e engoli seco,Oliver,Diana começaram a bater palmas,como o resto da casa,que berravam:"GANHAMOS UM POTTER !",me sentei e todos me cumprimentavam,sentia um frio na barriga,no final do jantar fomos para as masmorras.
-Cara,eu tô tão animado.-falou Oliver-vou dividir o quarto com você !-falou e eu ri.
-Han...Olhe pra trás.-falou Diana e me virei vi Harry vindo atrás de mim com passo pesados.
-Por que não me contou antes ?-Perguntou.
-Fiquei com medo-falei-mas quero que mesmo que a gente seja de casas diferentes,vamos ser irmãos-falei estendendo a mão e ele sorriu e a apertou minha mão,ele me abraçou e senti algumas lagrimas molharem meu uniforme.
-Sabe não me sinto tão só-falou e eu sorri.
-Até-nos despedimos,Isabelle me esperava com um olhar tedioso.
-Vamos logo-falou e bateu na parede que virou uma passagem,o salão era bem bonito,ao entrarmos ela foi até um garoto moreno e deu um selinho nele,subi para o dormitório,ao abrir a porta Oliver me apresentou meus colegas,Lucca Fidel de 15 anos, Frankie de 13 anos,André de 14 anos,fizemo um jogo com 2 caixinhas de feijãozinhos de todos os sabores,Lucca roubou cervejas amanteigadas,como ?,ele não contou,mas bebemos bastante,Lucca trouxe apenas 2 garrafas médias e nós dividiamkos as garrafas,começamos a nos conhecer.
-E você Miguel ?,Com quantos aninhos perdeu o BV e com quem ?-pergutou e corei,não,eu nunca beijei ninguém na vida
-Ainda não beijei ninguém.-falei corando
-Que fofo.-falou Frankie zombando,logo que a farra acabou fomos dormir,no dia seguinte acordei cedo e fui tomar um banho,ao sair vesti uma boxer branca e o uniforme da sonserina,exceto pela capa, peguei meus livros e coloquei em minha mochila,ao acabar desci até o salão comunal,encontrando uma Isabelle sendo engolida pelo namorado,era algo tão...estranho,sai dali com algo no peito,encontrei Harry,Hermione e Rony no caminho.
-Hey !-Os chamei e eles olharam para mim-Bom Dia-falei levando meu braço pelo pescoço de Harry que riu.
-Bom Dia Miguel-falou Hermione sorridente.
-Dia-falou Rony-e como foi a noite na casa das cobras,não tentaram fazer sua cabeça.-falou rindo e senti meu sangue ferver.
-FIQUE CALADO RUIVO,VOCÊ NÃO CONHECE NEM METADE DAQUELA CASA PARA FALAR QUALQUER COISA,E CASA NÃO DEFINE CARÁTER,QUEM É O MALUCO QUE FUGIU DE AZKABAN ? DA GRIFINÓRIA,E O MERLIN ? SONSERINA !-Berrei a plenos pulmões e sai dali o mais rápido que podia.
Pov Harry:
Após Miguel berrar aquilo eu e Mione olhamos  para Rony com um olhar repreendedor.
-O que foi ?-Perguntou.
-Você é um panaca-resmungou Hermione-Eu vou falar com ele-falou e saiu dali.
-Mas eu disse a verdade,a son...-interrompi Rony.
-Deixa quieto-pedi e fomos tomar nosso café,logo Hermione voltou,tinha um sorriso nos lábios,olhava a todo instante para a mesa da Sonserina,especificadamente para Miguel.
-Mione vocês...se beijaram ?-sussurrei para que apenas ela ouvisse,ela ficou vermelha e engasgou,foi uma resposta muda para sim,eu e Rony fomos para a aula de adivinhação,pedi para Miguel se sentar com a gente,ele ignorou completamente Rony.
-Olá alunos,eu sou a professora Trelawney,e hoje irei ensiná-los a lei da clarevidência.-falou-mas para isso preciso que abram sua mente.-falou
-Quanta bobagem.-resmungou Hermione e nós três assustamos.
-E você querido?,Como vai sua avó ?-Pergutou ela a Neville
-Bem,eu acho.-falou ele assustado.
-Me dê a xícara.-pediu e a olhou-Lamento-falou e deixou a xícara na mesa-Você meu jovem o que vê ?.
-Bem,Harry tem um tipo de cruz torta,o que significa dor e sofrimento,e um tipo de sol,que significa felucidade e alegria,ou seja,você vai sofrer,mas vai ficar feliz com isso.-falou Rony lendo minha xícara, a professora pegou a xícara e logo a soltou assustada.
-Rapaz,essa xícara é sua ?-perguntou e assenti-Você...Você tem o Sinistro.-falou
-Sinisto ?,O que é Sinisto ?-Pergunto Simás
-O Sinistro, meu querido, o Sinistro!  -  exclamou a professora, que parecia
chocada com o fato  de que eu e Miguel não  termos  entendido.  - O  cão  gigantesco  e
espectral que assombra os cemitérios! Meu querido menino, é um mau agouro, o
pior de todos, agouro de morte!-Senti o meu estômago afundar.Ouvia cochichos,afinal Miguel sussurrou ter o mesmo desenho em sua xícara,que fez um total caos na sala
- Quando  vão  terminar  de  resolver  se  nós  vamoa morrer  ou não?  -  perguntou,  surpreendendo até a mim. Agora parecia que ninguém queria  olhar
para nós.
- Acho que vamos encerrar a aula por hoje - disse a professora no tom mais
etéreo possível. - E... Por favor, guardem suas coisas...
Em  silêncio  a  classe  devolveu  as  xícaras  à  professora,  guardou os  livros  e
fechou as mochilas. Até mesmo Rony evitava o olhar de Miguel.
- Até que tornemos a nos encontrar - disse Sibila com uma voz fraca - que a
sorte lhes seja favorável.  Ah, e querido - disse apontando para Neville -, você vai
se  atrasar  da  próxima  vez,  portanto  trate  de  trabalhar muito  para recuperar  o
tempo perdido.-falou e Miguel desceu correndo as escadas em aspiral pulando parte da escadas.
Pov Miguel:
Estava com a cabeça cheia,fui até o banheiro e joguei uma água gelada na cabeça,ao acabar sequei o rosto e fui para a sala da Professora Minerva,ao entrar me sentei com Oliver.
-Uuuuhhhh O sinistro.-falou zombando e eu ri baixo escolhi um  lugar  no  fundo  da  sala,  sentindo-se  como  se estivesse
sentado  sob  um  holofote;  o  resto  da  classe  não  parou  de nos lançar
olhares furtivos, como se a gente estivesse prestes a cair morto a qualquer momento.
  mal consegui ouvir  o  que  a  professora  dizia  sobre  Animagos  (bruxos
que podiam  se  transformar à  vontade  em  animais),  e  sequer  estava  olhando
quando ela própria se transformou, diante dos olhos deles, em um gato malhado
com marcas de óculos em torno dos olhos.
- Francamente, o que foi que aconteceu com os senhores hoje? - perguntou a
Profª.  Minerva,  voltando  a  ser  ela  mesma,  com  um estalinho,  e  encarando  a
classe  toda.  -  Não  que  faça  diferença,  mas é  a  primeira  vez  que  a  minha
transformação não arranca aplausos de uma turma.
Todas as cabeças tornaram a se virar para nós, mas ninguém falou. Então
Hermione ergueu a mão.
-  Com  licença,  professora,  acabamos  de  ter  a  nossa primeira  aula  de
Adivinhação, estivemos lendo folhas de chá e...
- Ah, naturalmente  - comentou Minerva,  fechando a cara de repente.  - Não
precisa me dizer mais nada, Srta. Granger.  Me diga qual dos senhores vai morrer
este ano?
Todos olharam para ela.
- Eu - disse, por fim,em coro com Harry.
- Entendo - disse a Profª. Minerva, dividindo seu olhar entre mim e Harry seus olhos de contas. -
Então, Potters,  é melhor  saberem  que Sibila Trelawney  tem predito  a morte de um
aluno por ano desde que chegou a esta escola. Nenhum deles morreu ainda. Ver
agouros de morte é a maneira com que ela gosta de dar boas-vindas a uma nova
classe. Não fosse o fato de que nunca falo mal dos meus colegas...
A  professora  se  calou,  mas  todos  viram  que  suas  narinas
tinham embranquecido de cólera. Ela continuou, mais calma:
- A Adivinhação é um dos ramos mais imprecisos da magia. Não vou ocultar
dos senhores que tenho muito pouca paciência com esse assunto. Os verdadeiros
videntes são muito raros e a Profª. Trelawney...
Ela  parou  uma  segunda  vez,  e  em  seguida  disse,  num  tom  despido
de emoção:
-  Para mim  o  senhor  parece  estar transbordando de  excelente  saúde, Potters,  por isso me  desculpe, mas  não  vou  dispensá-lo  do  dever  de  casa, hoje. Mas  fique
descansado, se o senhores morrerem, não precisam entregá-lo.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...