História Mil e Uma noites (Marichat) - Capítulo 109


Escrita por: ~

Postado
Categorias Miraculous: Tales of Ladybug & Cat Noir (Miraculous Ladybug)
Personagens Personagens Originais
Tags Marichat
Visualizações 58
Palavras 1.322
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Ficção, Hentai, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Visual Novel
Avisos: Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Boa leitura, meus amores,obrigada pelos comentários
Estamos chegando aos duzentos favoritos

Capítulo 109 - A sentença mortal dos Rossi



Então com o sultão Rossi amordarço , o general  de Hawkmoth e o seu pequeno exercíto começaram a deixar  a tenda do sultão Rossi, levando o seu prisioneiro junto , além de estar amordadaço , o sultão Rossi estava amarrado que nem um criado condenado por algum erro que tinha feito, ficando balbucionado palavras de ódio contra o Hawkmoth ,mas ninguém entendia o que o sultão estava falando , enquanto ele caminhava entre os soldados inimigos, o sultão era empurrado, pisoneado pelo prório exército que sobreviveu a terrível guerra.
´´  Fora rei, sem valor algum `` ou ´´  Abaixo a Dinastia Rossi `` ,eram as frases proferidas pelo exército de Rossi, que não queria mais ser governando pela família sem valor moral algum, enquanto os soldados ficaram revoltados com  a durante a caminhada do sultão Rossi, o próprio sultão via os soldados mortos que tentaram honrar o seu nome , em uma poça enorme de sangue , desta vez, o sultão derrotado, começou a perceber que tinha perdido a guerra, o seu reino para sempre  e que ninguém ia sentir falta dele.
Pela primeira vez na sua vida fria, cheia de arrogância, desprezo pelas pessoas mais humildes do seu povo, o sultão Rossi chorou pelo resto do seu caminho, na direção da tenda de Hawkmoth, aonde o próprio estava aguardando a sua vinda, para dar a sua sentança
~  Quebra de tempo :   Na tenda de Hawkmoth  -  No fim da Guerra.
Hawkmoth estava satisfeito em ter vencido a guerra contra o seu antigo aliado, por causa do seu desejo que tinha feito ao gênio Noroo, que flutuava , olhava contrastamente para o seu dono que se delitava com  a sua vitória garantida, agora ele esperava o sultão Rossi vir escoltado por seu exército poderoso.
  -  x x  -
___   Está satisfeito com a sua vitória,Hawkmoth ?  -  Noroo perguntou para o seu senhor, olhando calmamente para o sultão que sorria para ele,antes de responder, o seu sorriso era de vitória absoluta.
___   Claro que estou , Noroo, graças ao meu exército poderoso, ganhei a guerra contra os Rossi, em menos de três dias  !  -  Hawkmoth respondeu ao gênio totalmente satifesito com a sua vitória, ficando impressionado com a duração da guerra.

___  O que pretende fazer, já que venceu a luta contra os Rossi ?  -  Noroo olhando brandamente o sultão, curioso para saber os próximos passos dele na guerra.

___    Ah, será o primeiro á saber , Noroo, eu vou condenar aquela filha simplória deles, á vagar eternamente pelo deserto , até que um dia , alguém tenha pena dela, eu duvido que consiga, por causa que uma princesa mau educada, mimada , rude de coração !  -  Hawkmoth exibindo um sorriso do mal em sorriso , falando sobre a sentença de Lila, que foi a noiva do seu filho, Chat Noir.

___  É uma sentença interessante , o que pretende fazer com os pais da sua ex - nora ? -  Noroo lançando um olhar curioso sobre o sultão, querendo conhecer a sentença dos pais de Lila.

___  Serão enforcados em três dias, primeiro dia eu vou fazer que os dois limpem o meu castelo , sem ajuda de ninguém, se alguém ajudar os dois, será condenado á dez chicotadas, no segundo dia , eu vou fazer com eles fiquem nus perante o reino deles  e o meu , eu vou distribuir tomates podres, para serem jogados neles , assim eles nunca mais vão se esquecer disto, no terceiro dia ... !  -  Hawkmoth dando uma sentença mortal para os pais de Lila, sendo interrompido por seu gênio que revivou os seus olhos.

___   Enforcará os dois no amanhecer do terceiro dia, estou sabendo !  -  Noroo completando  a frase do seu senhor, ficando entendiado com tudo aquilo.

___   Sim, sim, Noroo, mesmo o seu tédio não vai atrapalhar a minha alegria , agora que eu venci, o meu reino será o maior e mais poderoso de todos, agora que eu interagei com o reino dos Rossi , eu vou ser invencível !  -  Hawkmoth sorrindo de maneira doentia, falando que o tédio do gênio dele , começando a se achar invencível em tudo.

___   Mas se esqueceu do seu filho, ele vai herdar tudo , depois que você morrer , eu acho que ele vai devolver o reino que ganhou nesta guerra boba para as pessoas que de fato mereçam, eu acredito que ele vai dar o reino dos Rossi ,vai dar para aquele amigo de infância, Concha !   -  Noroo sendo sincero com o seu patrão , falando sobre o Chat Noir herdar tudo quando o pai dele morrer , elaborando uma teoria.

___  Você sempre estraga os meus momentos , Noroo, precisa ser tão chato ?   -  Hawkmoth ficando furioso com o gênio, fazendo um punho de zangado na direção do gênio, reclamando do gênio.

___    Apenas eu sou sincero, meu amo, nós , os gênios sabemos de tudo, somos parecidos com os videntes, mas acertamos cem por cento !   -   Noroo vendo calmamente a ira do seu amo, contando um fato interessante sobre os gênios em adivinhar o futuro , falando que eles sempre acertavam 

___  Chegamos com o sultão Rossi, meu amo !  -   O general anuncionado a chegada deles antes que o Hawkmoth podesse dar uma resposta para ao Noroo ,  empurrando o sultão Rossi de maneira bruta para dentro da tenda.

____   Ah, que bom, muito bem, agora em deixe á sós com ele !  -  Hawkmoth vendo o sultão todo machucado , humildado , sorrindo debilmente para ele ajoelhado perante ele,  pedindo para que o general os deixe á sós .

___  Sim, meu amo!  -    O general fazendo uma revência para o sutão, atendendo o seu pedido, retirando da tenda para que Hawkmoth brinque o seu antigo aliado.

___  Ora, ora, o que está acontecendo com você, parece que eu ganhei a nossa pequena guerra , entre nós,  bem, agora eu ganhei justamente, eu tenho direito de tomar tudo o que é seu, da sua esposa e claro, daquela sua filha injusta ,mimada e ineficiente  !  -  Hawkmoth sorrindo loucamente para o sultão que chorava , começando a tomar tudo o que era dele e da família, reclamando da ineficiência da princesa Lila em conquistar o filho.

____   Está chorando , que peninha , é mesmo para chorar mesmo, quem mandou você e a sua ridícula família me tratar como se fosse um mero escravo de vocês !  -   Hawkmoth vendo o choro do sultão, não demostrando nenhuma piedade com ele ,  tapando um tapa nele.

___  Está chorando mais por causa do tapa, por isso, eu vou tomar a sua vida ainda pior, quando voltamos para o seu reino, que agora é meu por direito, você e  a sua esposa serão os meus prisioneiros até a sentença , aquela sua filha vai vagar pelo deserto , por toda eternidade !  -   Hawmoth vendo o choro do rival aumentado, dando um novo tapa nele, falando a sentença de sua filha.

___   Ah, você quer saber a sua sentença , que também vai ser de sua esposa ?! -   Hawkmoth vendo que o rival tinha parado de chorar, olhando curiosamente para ele.

___  Bem, em três dias será enforcado ao amanhecer junto de sua esposa, eu duvido que alguém do seu reino vai sentir falta de vocês !  -   Hawkmoth falando sobre a sentença do rival, acreditando que ia não ter ninguém na despedida deles.

___   Ah , no primeiro dia antes da sua sentença, vai limpar o meu castelo inteiro, tendo a ajuda de sua mulher, assim vão sentir o que seus criados fizeram para vocês , no segundo dia , vão ficar nus na frente do seu povo, vão receber tomatadas podres em seus corpos, por fim, no amanhecer do terceiro dia, vão morrer !!!!!!!!  -   Hawkmoth dando a sentença mortal, começando a rir loucamente pela tenda dele.
 


Notas Finais


Me desculpe por algum erro
Até o próximo capítulo


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...