História Mil e uma utilidades - Imagine Rap Monster/Kim Namjoon {BTS} - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Kim Nam-joon / Rap Monster
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Bangtan Boys, Bias, Hot, Kim Namjoon, Kpop, Masoquismo, Rap Monster, Sadomasoquismo, Sexo
Visualizações 355
Palavras 568
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Ecchi, Ficção, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


OI PERANHAS DO AMORRRRRRR
ESTÃO PRONTAS? SEGUREM ESSA BOMBA
esperei o relógio bater meia noite para postar essas cenas obscenas e quentíssimas com o delicioso vizinho Jung Hoseok...

Capítulo 2 - Cafajeste


Fanfic / Fanfiction Mil e uma utilidades - Imagine Rap Monster/Kim Namjoon {BTS} - Capítulo 2 - Cafajeste

(...)

Hoseok deixou-me ali sem reação e entrou para o seu apartamento. Expirando e inspirando com calma fui recobrando minhas forças novamente.

Entrei em meu apartamento livrando-me daquele salto, atirei a bolsa de couro de cobra no sofá e corri para o banho.

Deixei que a água morna escorresse pelo meu corpo até ver meu grande amigo bem ali no canto pronto para dar-me o mesmo prazer de ontem à noite, porém ao pensar no que Hoseok tinha dito resolvi não me tocar... Não tão intensamente.

Eu estava louca de tesão, se eu não iria ter o Namjoon iria pelo menos matar minha fome com a entrada... Dos meus dígitos em minha vagina.

Antes mesmo que eu pudesse iniciar meu prazer sozinha ouvi alguém bater na porta. Enrolei-me na toalha e revirei os olhos, era Hoseok.

— O que faz aqui?

— Eu senti... Senti que estava prestes a se masturbar e vim te ajudar.

Ri de suas palavras.

— Não preciso de ajuda para isso, vá cuidar da sua vida. – tentei fechar a porta, mas ele impediu com seu pé direito.

— Você consegue ser bem difícil quando quer.

— Eu consigo ser bem difícil quando desejo um homem só e esse homem não é você.

— Mas não é o que o seu corpo necessitado está gritando para mim no momento. – me puxou pela cintura e bateu a porta com o pé.

— Necessitado? – ri debochada. — Você quem deve estar, eu estou ótima. – tentei fingir meu constrangimento ao ouvir tamanha verdade desviando nossos olhares.

— Não está não. – segurou meu rosto com uma só mão apertando minhas bochechas.

— Saia daqui ou irei chamar o segurança do prédio. – disse com dificuldade por estar com os lábios em formato de peixe pela mão dele.

Ele soltou minhas bochechas.

— Pare de se fazer de difícil... Você me quer, vejo nos seus olhos. – aproximou nossos lábios.

Queria resistir a ele, mas era impossível com seus olhos cheios de desejo e sua respiração quente próxima ao meu rosto.

— Pare com isso Hoseok... – murmurei quase em um gemido.

— Se entregue logo. – suas mãos que antes estavam em minha cintura desceram para minhas nádegas e depositaram ali um aperto bem gostoso que me fez suspirar bem próximo do ouvido dele. — Isso não... – falou sobre o meu suspiro e apertou ainda mais forte meu traseiro.

— Você tem uma namorada, pare agora. – eu estava tentando com força dar desculpas para que aquilo não continuasse.

— Ela não precisa saber... – beijou meu pescoço e subiu suas mãos de volta para minha cintura.

Cafajeste – sussurrei já com o corpo mole em suas mãos, não conseguiria aguentar mais.

Eu já estava completamente entregue a ele por estar tanto tempo sem alguém em minha vida, sem alguém para me ajudar a noite quando sinto-me sozinha, eu só estava precisando de um companheiro para aliviar minha tensão e matar minha sede, apenas isso, e ele estava ali prestes a preencher meu deserto com água.

Quando menos esperei minha toalha já estava caída no chão e Hoseok analisava meu corpo nu, cobiçando-o.

Eu não preciso de problemas com ninguém

E eu sei como chegar lá, não me siga

Só preciso de um momento, foda e vá embora

Você pode dizer que teve tudo

Sem compromisso

Fomos caminhando nos beijando com ternura e muito desejo envolvido, nossas línguas estavam famintas travando uma guerra por espaço.

— Hoje irei livrá-la dessa seca, hoje você provará meu doce sabor. – disse ao forçar-me a ajoelhar. 


Notas Finais


SEGURA ESSA MARIMBA MONAMUR"!!!! TÁ CALOR DE NOVO NÉ?
ME DIGAM O QUE ACHARAM (comentem bastante como no prólogo) eeeeeee ATÉ O PRÓXIMO.

Obrigada por todos os comentários isso me faz continuar a escrever essa safadeza e torná-la cada vez melhor, esperem só o Namjoonzão aparecer nessa fic AHAHAHAHAH

Gosta da minha escrita? Me siga para receber notificações de novas histórias @yoonjiprincess


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...