História Mil Em Uma - Capítulo 49


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Birl 6, Chimbinho, Coreana, Hoseosão, Indígena, Jhopião, Jin\princesa, Jungkookião, Namzão, Patrão, Scarlet, Sugasódorme, Sun He, Taeleão
Visualizações 59
Palavras 3.606
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Escolar, Fantasia, Hentai, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Saga, Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Spoilers, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 49 - Eu Devo Te Amar?(28)


Fanfic / Fanfiction Mil Em Uma - Capítulo 49 - Eu Devo Te Amar?(28)

~~Vez do Namjoon

___POR QUE ESTÁ LEVANTANDO TUMULTOS, DIRETOR SONG?--Scarlet gritou com o próprio primo.--Mas espera... Como assim... Você ser o neto mais velho, e eu a neta mais nova.... Namjoon, o que ele quis dizer com isso?--ela me olhou desentendida. 

___SÉRIO?? Você não falou ainda para ela, Kim?--Mon-Gu me olhou sádico. 

___Falar o que??--Scarlet me olhou. 

___Venha comigo, agora Scarlet!--a puxei, nós fomos para nossa sala. 


~~Vez da Scarlet 

De repente Namjoon ligou para alguém, logo quando nós entramos na nossa sala. 

___Senhor Song-nim? Sim, sou eu o Kim... Preciso falar com o senhor... Sim, ela está bem... Preciso falar com o senhor sobre ela... Ela já está querendo saber... Vou levá-la aí... Certo, estarei ai em trinta minutos!--Namie começou a falar no telefone. 

___Para quem você ligou??--perguntei assim que ele guardou o celular. 

___Você precisa vir comigo!--ele puxou minha mão. 

Nós descemos, e fomos para o carro... Eu estava sem entender nada, aliás com quem ele estava falando?? 

___Para onde estamos indo?--perguntei. 

___Hoje você vai saber de tudo... Não te esconderei mais nada!--ele falou olhando somente para frente... Aquilo dava medo, Namie estava me assustando... 

Fomos para uma área afastada.... Paramos de frente a uma cada imensa, parecia a casa do Drácula... Era velha e assustadora. 

___Vêm, vamos!--Namjoon pegou minha mão. 

Nós entramos na casa, e ficamos na sala de espera, sentados... Namjoon estava com um ar de tensão... Depois, um senhor entrou na sala... Eu já havia visto aquele senhor na empresa... 

___Senhor Song-nim!--Namjoon fez reverência... Esse sobrenome... 

___Boa tarde, senhor!--fiz a reverência... Aquele senhor lembrava a minha mãe, quando eu reparava bem nele... 

___Scarlet...--o senhor me olhou, como ele sabia meu nome? 

___Sim?--o olhei desentendida. 

___Namjoon, você pode me deixar sozinho com minha neta, por favor?--o senhor falou. 

___Sim senhor!--Namie fez reverência.--Por favor, não faça tumultos, jagiya!--ele pegou no meu ombro, e saiu do meu ponto de vista. 

___Sua mãe... Como ela está?--o senhor me perguntou. 

___Minha mãe? Ela morreu a quatro anos!--respondi...--Por que quer saber da minha mãe?--o olhei curiosa. 

___Eu sinto muito... Realmente queria que isso fosse uma mentira... Eu sou Song Kwon... Sua mãe nunca falou de mim para você?--o velho me olhou... Agora eu já tinha idéia do que estava acontecendo... 

___É claro que falou!--o olhei irritada.--E de todas as vezes que ela me falou de você, sempre o vi como um monstro! Um monstro que tentou me separar dela... Um monstro que falou coisas horríveis para a própria filha!--falei com lágrimas nos olhos. 

___Eu me arrependo muito disso... Por favor me perdoe! Naquela época, eu era um monstro, mas não sou mais assim... Me arrependo muito de ter dado a idéia para ela abortar... Naquela época eu era outro homem... Por favor me perdoe!--ele me olhou enquanto chorava. 

___SE REALMENTE SE ARREPENDE, E SE CULPA, POR QUE NÃO RECEBEU AS CARTAS DA MINHA MÃE? TODA VEZ QUE ELA FALAVA DE VOCÊ, EU ME SENTIA CULPADA, SABE PORQUE? PORQUE EU VIA COMO SE EU FOSSE O MOTIVO DELA TER SE DISTANCIADO DO SEU PAI... ELA AMAVA O PAI QUE TINHA... E VOCÊ NUNCA FOI ATRÁS DELA!--gritei, libertando todas as minhas lágrimas. 

___Cartas? Nunca recebi cartas nenhuma.--ele falou.--Por favor, eu me arrependo muito disso, me perdoe minha neta!--ele me olhou com piedade em seu olhar. 

___NUNCA O PERDOAREI... E ENQUANTO ISSO, ESQUEÇA QUE UM DIA TEVE UM FILHA... ESQUEÇA QUE TEM DUAS NETAS... E NÃO VÁ ATRÁS DE MIM, NEM DÁ MINHA IRMÃZINHA!--sai dali, abri a porta e vi que Namjoon estava ouvindo a conversa toda atrás da porta. 

___Espera aí, Scarlet!--Namjoon foi correndo em minha direção, nós entramos no carro, e ele saiu dirigindo.... Olhei para o retrovisor, e vi aquele velho chorando enquanto via o carro saindo. 

Como já estava de noite, Namjoon me levou para a nossa casa... Eu estava guardando minhas lágrimas, ou transformando-as em ódio e revolta.... 

___Você está bem?--Namjoon perguntou assim que ele encostou a Lamborghini. 

___Claro!--menti. 

___Você não deveria ser tão dura com seu avô!--Namjoon falou. 

___Você não sabe como foi minha vida a quatro anos atrás, então não se meta!--respondi friamente. 

Nós entramos em casa, e Taehyung já veio correndo em nossa direção. 

___NOONA! HYUNG! Sejam bem vindos de volta--ele sorriu todo alegre quando nos viu. 

___Oi Tae...--falei um pouco desânimada.--Chega de abraçar... Estou de saco cheio hoje!--saí de perto de Taehyung, e subi as escadas. 

Vesti um top e um short de ginástica, simplesmente desci as escadas, Namjoon estava no sofá, com seu irmão mais novo. 

___Oh... Cunhada!--Tae me olhou envergonhado. 

___Scarlet? Não use essas roupas aqui... Fecha os olhos menino!--Namie deu uma travesseirada no Tae... Logo em seguida, correu para me tampar. 

___Me deixa!--falei, e fui até a sala de treino. 

Coloquei as luvas do Namjoon, e agredi o saco de boxe com força... Eu estava tão revoltada, com tanto ódio, aliás eu já guardei muita revolta dentro de mim. 


~~Vez do Namjoon


Scarlet estava muito estranha, eu a segui pela casa, e a vi golpeando o meu saco de boxe... Era estranho vê-la assim, mas prefiro não mexer, vai que sobra pra mim? 

Enfim... Fui tomar um banho, vesti minha calça de moletom, e fui jogar vídeo game com meu irmãozinho. 

Vi Scarlet andando pela casa, ela subiu e se trancou no nosso banheiro, eu ouvi o chuveiro ser ligado. 

De repente depois de um tempo, ela desceu com seu cabelo molhado, e sentou no meio de mim e do Tae... Ela estava secando seu cabelo. 

___AISH! COMO PODE ME ESCONDER ISSO, DURANTE TODO ESSE TEMPO?--ela tirou a toalha da cabeça, e começou a me bater com a toalha molhada. 

___AI! ISSO DÓI!--me protegi enquanto apanhava de toalha molhada. 

___SEU FILHO DE UMA LUMBRIGA! AAAAAAH EU VOU MATAR VOCÊ NAMJOON!--Scarlet gritou, enquanto me batia com a toalha molhada... Estava doendo de verdade, pois eu estava sem camisa. 

___AAAAAAAAAAH PARA COM ISSO PELO AMOR DE NOSSA SEHUNA!--gritei.--TAEHYUNG, ME PROTEJA, VOCÊ É MEU IRMÃO MAIS NOVO, EU EXIJO QUE ME PROTEJA!--puxei Tae do sofá, e me escondi atrás dele, enquanto Scarlet batia agora no maknae. 

___E O QUE EU TENHO HAVER COM ISSO? FOI VOCÊ QUE DECIDIU CASAR COM A PANTERA!--Taehyung gritou irritado por eu ter tirado ele do sofá. 

___TAEHYUNG, ME SALVE!--me grudei a Taehyung. 

___HYYYYUNG! ME SALVE VOCÊ! ESSA MULHER ESTÁ FICANDO LOUCA!--Tae gritou assustado, enquanto apanhava no meu lugar. 

___JÁ QUE VOCÊS DOIS ESTÃO SE DEFENDENDO, OS DOIS VÃO ENTRAR NA CINTA!--Scarlet gritou enquanto nos batia. 

___AI! PELO AMOR DE DEUS! NOONA! SE ACALME!--Tae chorou.

___TAEHYUNG, RÁPIDO! SEGURA O BRAÇO DIREITO DELA, EU DOU CONTA DO ESQUERDO!--falei. 

Nós a seguramos, e tiramos aquela arma terrível chamado "toalha molhada" de suas mãos. 

___PELO SANGUE DO CORDEIRO, QUEIME ESSA ARMA DOS INFERNOS, AGORA MESMO TAE!--joguei a toalha nele. 

___Por que a noona está assim?--Tae olhou curiso para a Scarlet.--Você está de TPM, noona?--ele perguntou. 

___É lógico que não, seu bobo! Eu conheço a garota que tenho! Quando minha doll fica de TPM, ela chora com qualquer coisa, ela não custuma ficar agressiva!--explique.--Mas então, se você não está de TPM... ESTÁ POSSUÍDA?--perguntei medroso, enquanto segurava seus braços. 

___AISH! QUER MORRER?--Scarlet levantou a mão para mim. 

___Calma noona!--Tae segurou a mão dela, a impedindo de me bater. 

___Eu vou subir, viu? E vocês dois calem a boca que eu quero dormir!--Scarlet bateu o pé. 

___Nós que devemos calar a boca, para você dormir, noona? As vezes eu vou dormir lá no meu quarto, e ouço barulhos estranhos vindo do quarto de vocês! Como "Mais rápido Namjoonie"... Você é muito barulhenta noona! (Olha só esse escândalo todo que você fez)--Tae a imitou. 

___Nossa, você faz igualzinho!--ri da situação. 

___NAMJOON!--ela gritou irritada e constrangida. 

___Hmm o que?--a olhei desentendido.--ATAAAA! Isso é coisa que se fale, a respeito da sua cunhada???--bati no ombro do Tae... Aliás Taehyung que estava de entrão ali, pois a casa era minha e da Scarlet. 

___AISH! FIQUEM QUIETOS!--Scarlet gritou zangada.--Eu vou levar isso comigo!--ela foi até a estante, e pegou a amarula.--E enquanto a você, Kim Namjoon, nem pense em colocar os pés naquele quarto!--Scarlet me olhou da forma mais assustadora possível, e subiu as escadas. 

................................    

Mas que diabos! Por que Scarlet estava assim? Só porque falei que ela deve pegar leve com o vovô Song, no carro? 

Não sei, mas devo tentar saber o que ela tem, e com o que ela está irritada comigo! 

Já era meia noite, eu e Tae paramos de jogar, e então eu fui para o quarto. 

Fui me aproximando devagar... Subindo na cama aos poucod, olhei para o lado, e vi que ela havia bebido toda a minha amarula... 

___KIM NAMJOON, EU FALEI FORA DAQUI!--Scarlet se levantou, com seu taco de beisebol nas mãos. 

___Minha nossa! Tá bom, já tô saindo!--peguei meu travesseiro e sai do quarto... 

O que me restava, era somente aquilo... Então fui para o quarto do meu irmão. 

Subi na cama de fininho, reparei que Tae já estava dormindo abraçado em seu ursinho. Me deitei ao seu lado, e ele me abraçou... 

___Oh Maria... Maria! Ou Maria! Estoy enamorado por ti Maria! Hein Maria!--ele falou enquanto me abraçava com força. 

___MAS QUE DIABOS!--empurrei ele longe e ele acordou assustado.--Que droga que você cheirou? Quem é essa Maria?--o olhei curioso. 

___M-Maria? Não é ninguém... Só uma moça que eu conheci...--ele falou envergonhado.--Espera, você vai dormir aqui hyung? Que legal!--Tae se aproximou de mim. 

___Vou ter que dormir aqui, porque a patroa me expulsou do meu próprio quarto... Mas não fique frescando com minha cara não!--me cobri. 


................................ 

Acordei dez horas da manhã, me arrumei, tomei café com Tae, mas reparei que Scarlet não havia descido. 

___Vocês brigaram feio mesmo, hein hyung!--Tae falou enquanto tomava seu chá. 

___E o pior é que eu nem sei exatamente o motivo da briga!--respondi.--Vou lá chama-la, aliás devemos nos resolver, e viver nós três em armonia nessa casa!--bebi meu chá, e subi as escadas. 

___Jagiya! Deixa eu entrar?--bati na porta do meu próprio quarto... Mas ela não abriu.--Scarlet! Eu vou entrar... Não me mate por favor!--abri a porta cuidadosamente. 

Vi a cama arrumada, e Scarlet não estava mais lá... Então desci as escadas, e abri a porta da garagem... Sua Ferrari também não estava mais lá. 

Imediatamente me vesti, e fui para a empresa, ela só poderia estar lá. 

............................... 

Fui para a minha sala, e Scarlet também não estava lá... 

___Bom dia, Namjoon-nim!--Jimin, Hoseok e Yoongi fizeram a reverência para mim. 

___Bom dia... Minha noiva já chegou?--perguntei. 

___Sim senhor, Scarlet-nim está na sua sala agora!--os secretários responderam. 

Larguei minhas coisas na minha sala, e tirei meu terno também, aliás a conversa seria longa... Fui para o corredor, e ouvi um barulho estrondoso que vinha da sala da Scarlet... 

___AAAAAAAAH!--ouvi ela gritar assim que eu abri a porta.... Scarlet pegou um dos seus jarros, e o arremessou contra a parede. 

___Jagiya! O que está fazendo?--entrei preocupado. 

___COMO ELE PODE FAZER ISSO?? TER REJEITADO SUA PRÓPRIA FILHA!--ela caiu no chão chorando irritada... Scarlet se referia ao vovô Song.

___Calma! Vamos conversar!--me ajoelhei no chão, e a abracei. 

___CONVERSAR SOBRE O QUE??? SEU TRAÍDO!--ela começou a me bater. 

___JAGIYA! PARE DE PUXAR MEU CABELO!--gritei desesperado.

___VÁ EMBORA DAQUI, SEU TRATOR!--ela apontou um jarro em minha direção. 

___TÁ! TÁ, EU ESTOU INDO EMBORA!--saí da sala desesperado. 

___Senhor Namjoon-nim, está tudo bem?--os secretários me olharam preocupados, aliás meu cabelo estava bagunçado, e minha cara de susto. 

___Mas... É claro que sim!--respondi ainda assustado. 

Fiquei na minha sala, trabalhando durante o dia inteiro... Por que ela está assim comigo? Estávamos tão bem! Ai que vontade de chorar... Já passou! 


~~Vez da Scarlet 


Hoje eu estou muito irritada, e mais irritada ainda com Namjoon... Como ele pode me esconder tudo isso? 

Enfim... Sai para tomar um sorvete com os meus amigos, Hoseok e Jimin, mas para não ficar por fora, chamei Yoongi também! 

___Scarlet! Preciso falar com você... O que aconteceu mais cedo? Parece que você tentou matar o Namjoon-nim...--Hoseok me olhou prepcupado.--E ele havia perguntado de você?--ele falou. 

___Meninos, vão na frente, por favor!--falei para Jimin e Yoongi. 

___Certo, Scarlet-nim!--Yoongi e Jimin se afastaram de mim e do Hoseok. 

___Sim, eu e Namjoon brigamos mais cedo... Mas isso é entre nós... E nós voltamos, não estamos mais tendo tantos problemas.... Depois do transplante dele, as coisas estão sendo mais fáceis!--expliquei meio sem graça. 

___Hm! E ele fez transplante é?--Hoseok perguntou novamente. 

___S-sim... Um doador compatível foi encontrado!--respondi... Eu e minha boca grande!

___Mas.... Vocês voltaram? Não né?--Hoseok perguntou. 

___Voltamos sim, nós nos resolvemos! Eu o perdoei.--falei já envergonhada. 

___Mas... E enquanto a mim? E enquanto a Na-Seok? Você havia pedido ajuda para mim... Perdoou mesmo aquele traidor?--Hoseok perguntou apavorado. 

___Me desculpe... Mas Namjoon não é traidor... Acontece que eu me enganei... Mas mesmo assim, vou ajudar você e Na-Seok!--falei. 

___ISSO É UM ABSURDO!--Hoseok fechou a cara.--SE VOCÊ NÃO ME AJUDAR A ACABAR COM ELE, EU ACABAREI SOZINHO!--Hoseok gritou, e saiu de perto de mim... O que será ele quis dizer com isso? 

............................ 

Depois do sorvete com os meninos, eu voltei para a empresa... Ainda estou me corroendo de raiva! 

___KIM NAMJOON!--invadi a sala dele, logo quando Namjoon já estava pronto para ir embora. 

___Aaaai! Que susto.... Você ainda está brava, jagiya?--ele me olhou com o rabo entre as pernas. 

___MAS É CLARO QUE SIM! COMO ME ESCONDEU ISSO, DURANTE ESSE TEMPO TODO?--gritei furiosa. 

___E O QUE EU PODERIA TER FEITO? ALIÁS O VOVÔ SONG MANDOU EU MANTER SEGREDO!--ele gritou de volta. 

___O QUE VOCÊ PODERIA TER FEITO? PODERIA TER ME FALADO, ALIÁS NÃO ME AMA?--perguntei já com sangue nos olhos. 

___Calma tá? Não é culpa minha... Eu só obedeci o que ele mandou... Me perdoa!--ele juntou as mãos. 

___COMO VAMOS CASAR ASSIM? SENDO QUE VOCÊ SEMPRE ME ESCONDE ALGO!--uma lágrima caiu do meu olho. 

___NÃO É CULPA MINHA!--ele de repente, quebrou a caneta... Como se quebra uma caneta? 

___Seu monstrinho! Vive quebrando as coisas, tudo que você toca quebra.... Para a paz mundial, você deveria ficar só em casa!--dei cinco tapinhas no ombro dele. 

___AISH! COMO VOCÊ PODE FALAR ISSO PARA MIM, SUA GAROTA ESTÚPIDA!--Namjoon me olhou com a maior cara de furioso. 

___NOSSA! É ASSIM QUE VOCÊ QUER RESOLVER AS COISAS?--cruzei os braços.--EU VOU EMBORA DAQUI!--peguei minha bolsa e sai da sala. 

Quando eu estava no corredor, havia me arrependido daquilo... Algo me dizia para voltar.... Segui meus sentidos, simplesmente voltei... 

Abri a porta cuidadosamente, e vi Namjoon de costas para mim, parado somente olhando para a parede... Meu coração doía... Meus sentidos eram tão fortes, que eu podia até mesmo saber que ele estava chorando... Era como se eu pudesse ouvir suas lágrimas caindo... 

Eu estava sentindo que Namjoon estava muito mal, então simplesmente o abracei por trás. 

___Quer me falar o que está acontecendo?--encostei minha cabeça em suas costas. 

___Quando me chamou de "monstrinho"... Eu lembrei da minha mãe... Só ela me chamava assim... Só ela me falava coisas como essas! E hoje... Faz vinte e um anos que ela me abandonou!--ele secou suas lágrimas.

___Eu sinto muito!--falei. 

___Odeio quando nós brigamos, sabe... Eu sinto como se fosse te perder... E eu tenho muito medo disso!--ele se virou, e me abraçou com força. 

___Você não vai me perder! Vêm, vamos para casa!--peguei a mão dele, e nós fomos para os nossos carros. 

................................... 

Chegamos em casa, e como sempre Tae nos recebeu muito bem. 

Enquanto os meninos estavam assistindo um filme, eu estava aprontando na cozinha... Tentei fazer pipoca, mas o fogão é louco, e queimou minha pipoca, então simplesmente fiz três xícaras de chocolate quente. 

___Vêm para cá Scarlet! Vamos assistir esse filme!--Namjoon sorriu me vendo entrar na sala. 

___Eu fiz chocolate quente. Toma Namie, tô TaeTae!--dei as xícaras para eles. 

___Obrigado noona!--Tae me deu um beijo na bochecha, assim que sentei no meio dos dois. 

___Obrigado jagi!--Namie sorriu e pegou minha mão. 

Enquanto nós assistíamos o filme, reparei que Tae não estava muito bem... Na verdade nem Namie estava bem.. 

___Ah noona! Você me faz chocolate quente, você cuida de mim... Me dá carinho e amor... Me defende desse hyung chato... Me faz me sentir bem!--de repente Tae olhou para mim, com lágrimas nos olhos... Namjoon estava desentendido.

___Esse é o dever de uma cunhada, certo?--o olhei. 

___Na verdade eu as vezes sinto como se você fosse a mãe que eu nunca tive... Você cuida tão bem de mim noona... Todo o amor que você me dá, parece o amor de uma mãe (tanto é que até me bateu ontem)... Hyung... Eu nunca tive o amor de uma mãe, então divide a noona comigo?--Tae deitou sua cabeça em meu colo, e olhou para Namie. 

___QUE?? TIRE SUA CABEÇA DAÍ! SÓ EU POSSO COLOCAR MINHA CABEÇA NELA!--Namjoon falou irritado. 

___Deixa ele!--afastei a mão do Namjoon, e comecei a acariciar o cabelo de Tae. 

___Meu irmão escolheu uma ótima garota... Mas tão ótima, que cuida até de mim, e isso porque você não me deve nada noona... Eu poderia até chama-la de omma!--Tae sorriu.--Eu não sinto falta da minha omma... Eu só tenho vontade de ter uma mãe... De poder ter tido uma!--Tae começou a chorar... E eu emocionada chorei também. 

___Pode me chamar de omma, não têm problema... Mas não faça isso em público... Aliás eu tenho que cuidar de você e do seu irmão.... E por mais estranho que seja, eu gosto... Também sei como é sentir falta de uma mãe.... E eu vou ajudar você e seu irmão a superar isso!--sequei minhas lágrimas e sorri. 

Eu sentia algo por o Tae, sei lá... Eu o via como uma criança, por ser um pouco mais novo que eu.... Ele precisava de cuidados e um pouco de amor... Sinceramente quando minha Sun-He foi embora senti um buraco no meu coração, mas Tae está tampando esse buraco... Sinto que além de Namjoon, devo cuidar de Tae também.... 

___Você está vendo daddy? Não seja tão rigoroso com Taehyung, aliás é só falta de uma mãe.... Você não têm uma mãe, mas pelo menos tem a mim... E enquanto ao Tae... Ele não têm ninguém... Só deixa eu cuidar dele também... Eu também sei como machuca a falta de uma mãe!--falei assim que eu e Namie deitamos na cama. 

___Tá bom... Realmente Taehyung teve uma vida difícil, então eu até gosto da amizade de vocês... E do carinho que existe entre vocês, ele realmente te considera como uma mãe... E você cuida dele como uma, igual a quando cuidava da sua irmã mais nova!--Namie concordou. 

Enfim.... Nós fomos dormir, mas de repente começou a chover muito forte, com rajadas e trovejadas... 

De repente senti alguém deitar entre mim e Namjoon... 

___QUE ISSO?--Namjoon ligou a luz assustado.--O que você está fazendo aqui?--Namjoon olhou para Tae, que estava deitado no meio de nós. 

___Hyung... Eu tenho medo de chuva!--Tae fez bico. 

___Vai embora! Vá para seu quarto e nos deixe em paz!--Nam falou irritado. 

___Mas eu tenho medo hyung!--Tae falou manhoso. 

___Dane-se, vamos! Levanta e cai fora!--Namie respondeu. 

___Deixa ele Namjoon! Se esse bebê têm medo de chuva, ele dorme aqui essa noite!--falei... Aliás Namie sempre fazia minhas vontades... Ele nunca me negaria nada!

___Tá!--Namjoon respondeu grosseiro.--Mas você não vai ficar no meio de nós não! Vem para cá, ficar do meu lado...Não deve ficar ai do lado da Scarlet!--Namie falou. 

___Obrigado omma!--Tae sorriu e beijou minha bochecha em agradecimento, logo em seguida foi deitar no lado do irmão dele. 

.................................. 

Acordei assustada com um barulho muito estranho, olhei para o lado, e vi Namjoon levantado. 

___Namie? Que foi isso?--perguntei assustada. 

___Espero que não seja o que estou pensando... Isso está parecendo uma invasão...--Namie falava enquanto fechava seu colete. 

___Que? Invasão?--Tae perguntou medroso. 

___Taehyung... Se eu não voltar em cinco minutos, você sabe o que fazer.... Você vai pegar a Scarlet, e ir para bem longe daqui!--Namie falou com Tae, enquanto entregava-lhe um revólver, e jogou um cronometro no mais novo.--Agora eu vou descer!--ele carregou a sua doze. 

___Não vai Namjoon... Não vá por favor!--falei medrosa. 

___Se acalma Scarlet, seu noivo é um homem perigoso! Eu vou voltar, prometo!--ele me beijou, e me entregou minha pistola rosa.--Te amo!--ele me abraçou.--Se algum dia eu faltar, você é a nova líder de Runch Randa... Agora deixe-me ir!--ele saiu. 

Eu estava apavorada.... Estava tremendo e chorando ao mesmo tempo... Taehyung tentava me acalmar, e manter o controle... O tempo não passava, e todo aquele tiroteio me assutava muito. 

___Noona! Devemos ir, já passou cinco minutos....--Tae me olhou com os olhos marejados, ele já estava com minhas malas nas mãos. 

___Não! Vamos esperar... Namjoon não voltou ainda!--me controlei para não chorar. 

De repente ouvimos um último tiro... 

___Droga... Vamos noona!--Tae me puxou. 

Nós estávamos andando agachados pela casa... Tae segurava minha mão, e o medo e angústia, corroíam a minha alma.... Vimos um homem morto no pé da escada... 

___AAAAAAAAAAAH TAEHYUNG!--gritei, pois o morto havia puxado meu tornozelo. 

___FILHO DA PUTA! SOLTA ELA!--Tae apontou para a cabeça do homem caido e atirou. 

Fomos até a sala, e lá tinha uma pilha de mortos... Meu coração ainda tinha esperanças de encontrar Namjoon... Eu podia sentir que ele estava vivo. 

Fiquei reparando bem na pilha de mortos... E vi a mão de Namjoon no meio de lá... Eu sabia que era a sua mão, e até mesmo sua aliança de noivado estava em seu dedo.... 

___Não... Taehyung... Para!.... Namjoon está aqui... Temos que ajudá-lo!--me soltei de Tae e corri até a pilha de mortos. 

___Noona.... É tarde demais, vamos logo, antes que mais invasores cheguem... Como seu cunhado devo protege-la!--Tae me puxou de uma vez, e me arrastou até o carro do Namie... 

Eu podia sentir Namjoon vivo... Mas o que eu havia acabado de ver, me dizia o contrário... Ele estava morto..... 


Continua......................... 

 

 

 

 


Notas Finais


Desculpa os erros


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...