História Milhares de quilometros entre nós - Capítulo 16


Escrita por: ~ e ~JuliaUzumaki13

Postado
Categorias Fairy Tail
Personagens Alzack, Angel, Anna Heartfilia, Bickslow, Bisca Connell, Brandish μ, Cana Alberona, Chelia Blendy, Elfman Strauss, Erza Scarlet, Evergreen, Gajeel Redfox, Gildartz, Grandine, Gray Fullbuster, Hibiki Lates, Igneel, Irene Belserion, Jellal Fernandes, Jude Heartfilia, Juvia Lockser, Kagura Mikazuchi, Laxus Dreyar, Layla Heartfilia, Levy McGarden, Lisanna Strauss, Loki, Lucy Heartfilia, Makarov Dreyar, Mavis Vermilion, Meredy, Mest, Minerva Orland, Mirajane Strauss, Mystogan, Nashi Dragneel, Natsu Dragneel, Orga Nanagear, Ren Akatsuki, Rogue Cheney, Romeo Conbolt, Sayla, Sherry Blendy, Silver Fullbuster, Sting Eucliffe, Ultear Milkovich, Ur, Virgo, Wendy Marvell, Yukino Aguria, Zeref
Tags Aventura, Fairy Tail, Lucy, Nalu, Natsu, Romance
Visualizações 67
Palavras 5.005
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Artes Marciais, Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Escolar, Esporte, Famí­lia, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Eai pessoas como estão?Bom a gente demorou um pouco pra postar porque nós estamos ocupadas com uns assuntos da escola e é complicado pra gente postar as vezes,bom é isso,espero que gostem do capítulo.

Boa Leitura!! :)

Capítulo 16 - Eu não esperava que ela...


             

  


             Lucy_Narrando



-Lucy?oe,Lucy? -Erza estava me chamando a um tempo e não havia percebido...

-Sim? -olho pra ela arqueando minha sonbrancelha.

-eles venceram -olho pra quadra e eu vejo todos comemorando por eles terem vencido o jogo,vejo Natsu que estava sentado nos bancos com a mão apoiada nas pernas e parecia estar recuperando a respiração,engulo em seco,eu iria ter que beijar o Natsu na frente de todas essas... pessoas?até parece,vou é fugir isso sim,num sou idiota não -Ah mas mais você não vai mesmo -estava me virando já preparada pra fugir mas Erza segura meu braço com certa força,(ela lê mentes por acaso?).

-por favor Erza,por favorzinho,eu não quero passar vergonha,olha o tanto de gente,e o Natsu só pode estar zuando com a minha cara,ele não faria isso -ela me olha com uma cara debochada.

-Eu não fugi quando o Jellal obrigou eu a fazer isso,encare e vá logo lá - ela aponta pra quadra e eu vi que Natsu não olhava pro treinador,mas sim pra mim,os nossos olhos estavam fixos um no outro e não conseguiamos desviar o olhar,e eu olho novamente pra Erza quebrando meu contato com Natsu,Erza já havia me soltado mas esperava eu fazer algo.

-Eu vou... -digo baixinho e começo a descer as escadas,e por sorte a pessoas que estam sentadas nas arquibancadas não estava percebendo eu descendo.

-e faz um show pra ele garota! - (será que a Erza não pode calar o bico?).

(Na moral,isso é muita maldadee como é que o Natsu pode fazer isso na minha primeira semana aqui? oque foi que eu fiz?o que fiz pra merecer isso?).

Eu olho pra quadra e vejo ele olhando pro chão enquanto Jellal e Gray falavam com ele,e assim que eu entro perto dos bancos da quadra Natsu levanta o olhar e seus olhos me encontram outra vez,ele da um sorriso bobo e fala pra ir até ele,o Jellal e o Gray se viram e arregalam seus olhos ao me ver e os dois vão indo de fininho pra trás assim que fico de frente pro Natsu.

Natsu me olha e arqueia as suas sonbracelhas,não perco tempo e puxo a cola da camisa do clube de basquete de Natsu dando um beijo quente,ele coloca as suas mãos em minha cintura dando um aperto forte que me fez gemer entre o beijo baixinho. Levo minhas mãos até o pescoço dele e peço passagem com a Língua,ele rapidamente sede e puxa meu corpo para mais junto de si,batendo os meus seios cobertos pelo sutiã e uniforme escolar em seu peito.

Natsu segura minha cintura com certa força me mantendo firme sobe os seus braços,agora deixei do pecoço dele e eu levei as minhas mãos novamente para a gola da sua camisa aprofundando mais a minha lígua em sua boca de uma forma sensual,podia sentir o perfume cheiroso de Natsu durante o beijo,roço meu nariz em suas bochechas ainda o beijando.

Nossas líguas brincanvam uma com a outra,e explorando cada lado de nossas bocas, Natsu estava de olhos abertos e me olhava durante o beijo com as suas pupilas super dilatadas,o rosto dele me mostrava surpresa e desejo,eu acho que devia ser por não esperar isso de mim,colo mais meu corpo ao dele e continuo com beijo quente,nossas líguas se tocavam não querendo deixar uma ou a outra,estavamos no meio da quadra eu podia sentir vários olhares acima de mim nas arquibancadas ,já estavamos quase sem ar e num movimento rápido Natsu me pega no colo e começa a correr pra fora da quadra saindo do ginásio,(o que deu nesse louco?). Eu olho pra trás e vejo as pessoas sentadas com a boca aberta em um "O" e os seus olhos super arregalados,corei um pouco e logo Natsu parou de correr quando nós dois já estavamos no mesmo corredor de antes.

-O que foi aquilo? -ele me pergunta ofegante com a respiração acelerada,e tremendo um pouco nervoso, e ele me solta do seu colo devagar.

-Um beijo,como pediu -digo normal e desço ainda com os meus braços em seu pescoço,e ele me olha confuso,(foi só um simples beijo,porque ele esta tão ofengante?eu não estou...).

-"Um beijo"?L-Lucy,e-eu achava que você nem tinha concordado com minha aposta,e que beijo foi aquele?hein?e-eu pedi um beijo quente,mas... aquele beijo foi demais,eu quase desmaiei de tanto que eu gostei,e assim vou parecer um fraco contra o seu charme Lucy,eu já falei o quanto você é Linda? -o Natsu me olha,e agora eu pude ver que ele estava muito corado,sabe,chega a ser fofo as bochechas dele coradas -você beija bem,demais,aonde foi que aprendeu?

-Sim -dou um sorriso -E Obrigada,eu acho ... e eu não aprendi com ninguém - digo e desvio meu olhar pro chão e solto seu pescoço mas ele segura as minhas mãos antes,me olhando sério.

-Agora me de outro -dessa vez o seu olhar transmitia uma aura sedutora que fez meu corpo estremecer ao Natsu tocar minhas costas com as mãos e ele me puxou me aproximando dele (o Natsu é bipolar?agora mesmo estava nervoso e ofegante,e agora está no modo pervertido me pedindo outro beijo).

-não,e você já recebeu aquele beijo que valeu muitos -digo virando a cara e mesmo assim ele dá um selinho bem no canto da minha boca,mas ele não ficou satisfeito.

-Tsc -ele revira os olhos ao eu virar o rosto e logo vai em direção a quadra novamente (sim,acho que ele é bipolar...).

-pare de bufar e resmugar,assim vai parecer meu vô -ele trava no lugar ao me ouvir dizer a palavra "vô".

-vou voltar -(é impressão minha ou ele foi grosso comigo?) -ligo pra você de noite,pra dizer o endereço,lembre-se de que,amanhã noite terá o jantar na minha casa,e eu já falei com sua mãe sobre isto -(gente,o que eu fiz?só porque recusei o beijo ele está assim,sendo grosso e frio).

-certo... -digo indo pro ginásio aonde vejo Erza e a Mira paradas sentadas nas arquibancadas,elas estavam vermelhas como tamates e pareciam nervosa,alem de soltarem suspiro a cada 3 segundos - Oe,o que foi que eu perdi aqui hein? -elas olham pra mim parecendo robos que de certa forma me da um pouco de medo.

-o Jellal me beijou da mesma forma que você beijou o Natsu... -Erza estava corada suspirando.

-O Laxus também... -Mira diz com a cara feliz dando um suspiro.

-idaí? -(elas não queriam isso?).

-"idaí"?idaí que eu e Mira quase que desmaiamos,eles nos pegaram de jeito,e como iamos saber que os dois iam fazer isso?

-E?

-você não sentiu o mesmo quando beijou o Natsu? -ela pergunta incredúla.

-Não...-(sabe,acho que foi mais ao contrário,o Natsu que quase desmaiou,e depois agiu daquela forma comigo...,Tsc).

-Nossa... -elas me olham surpresas.

-como foi?

-depois de você e o Natsu irem pra fora do ginásio,esses dois subiram e nos beijaram -Mira diz calmamente,(será que foi só isso mesmo?acho que tem mais algo que as duas estão me escondendo hein).

-Hum...-faço cara desconfiada.

-vamos?a aula já acabou,agora é hora dos clubes -Erza diz se levantando.

-eu vou voltar pra casa,já falei com a minha treinadora,e eu vou ao clube só na semana que vem -digo me levantando e dou um aceno pra elas descendo todos os degraus das arquibancadas,e assim que chego no fim vejo o Natsu do outro lado da quadra olhando pra mim com um sorriso de canto no rosto,eles estavam se retirando e indo pra fora pra treinar.

-até quando ele vai parar de olhar pra mim? -resmungo saindo do ginásio,mas lembro que meu celular tinha ficado nas arquibancadas -droga -entro outra vez no clube e não vejo ninguém,vou de fininho subindo as escadas e chego no banco em que sentei,mas minhas coisas não estavam lá -droga ,droga,droga,onde está?-olho os bancos .

-está procurando por isso? -me viro e vejo um garoto de cabelo preto muito bonito com o meu celular em mãos.

-Sim,obrigada -eu pego e pude ver o rosto dele melhor,ele tinha o cabelo até o meio do pescoço e uma franja que batia em cima de seu olho esquerdo,os olhos escuros e uma pequena cicatriz em seu nariz -aonde achou meu celular?

-eu estava aqui o tempo todo,e logo quando a jogo acabou eu fui beber uma água,e como você eu tinha esquecido o celular- ele diz e me entrega o celular.

-O-Obrigada -pego e ele sorri.

-de nada,bem,eu vou indo -se vira e antes de descer as escadas fala -Ah,e eu me chamo Rogue,prazer em conhece-la,er...

-Lucy,me chamo Lucy -ele se vira me fitando e sorri outra vez.

-prazer em conhece-la ... Lucy -se vira e desce dois degraus.

-igualmente,Rogue -falo e desço as escadas atrás dele -é do 3° ou 2° ano?

-Sou do 3,sala 4-B -diz descendo ao meu lado,(essa sala é a que fica ao lado da minha...) -e você?qual sala?

-5-A...-ele faz uma cara surpresa.

-Uouuu,você é do 5-A? -ele pergunta com as sonbrancelhas arqueadas. e faço que sim com a cabeça.

-Sou...,você está em algum clube de esporte?

-Sim... ,sou do clube de vólei,mas o nosso jogo acabou antes,então vim pra cá ver,e você?de algum clube de esporte você é? -ele diz com as mãos no bolso,eu e ele descemos todas as escadas e saimos do estádio de basquete.

-sou,o de natação,e porque estava vendo o jogo de basquete?você não tem treinamento depois de jogos ou não foi hoje?

-Ah?é que não tinha treinamento hoje e eu gosto de basquete,quer dizer,eu não gosto tanto como vólei ,mas,mesmo eu não gostando tanto como gosto de vólei eu resolvi vir ver,ainda mais com esse capitão que o time de basquete tem,ele é muito bom,já cheguei a conversar com ele,mas não foi tanto.

-Me desculpa mas eu vou ter que ir agora,a gente pode se vê por aí -dou um aceno e ele retribui sorrindo.

-Até...



     Natsu_narrando



Eu não esperava que a Lucy realmente fosse me beijar,eu achei que no mínimo ela ia dar um selinho ou nem concordou com a aposta. mas ela chegou daquele jeito e me deu um beijo muito quente,e meu deus,que beijo foi aquele?juro que até agora sinto os lábios dela nos meus,eu vou enlouquecer com os beijos da Lucy.

Estava em casa,o treino tinha acabado e vim de trem,e sabe quem veio comigo?o Gray,ele se convidou,eu nem falei nada,e eu sei muito bem que ele não vai embora mesmo que eu o mande,então deixei ele vir,Gray estava ao meu lado e deitado na minha cama mexendo no celular.

-tu não cansa dessa vida?-ele mostra o dedo do meio sem me olhar.

-fala quem até pouco tempo ficava de 15 em 15 minutos no celular pra ver se a Lucy vizualizava mensagens-agora eu que mostro o dedo do meio pra ele.

-isso é passado,não vou mais fazer isso... -ele me olha com olhar debochado e senta na cama.

-sei...,aposto que faria sim,Ei Natsu,a Lucy pode saber de muita coisa sobre você,mas eu te conheço desde que me entendo por gente,quer apostar que eu to certo? -(Naim,não vou apostar,eu iria perder,ele me conhece desde a infância,e se eu fosse apostar ia perder).

-Não,to de boas aqui -ele volta a se deitar na  MINHA  cama e coça a barriga.

-certo,agora pega um copo de água pra mim -(como?ele vem na minha casa sem ser convidado e quer que eu pegue as coisas pra ele,FDP).

-Vai tu pegar folgado -me levanto e saio do quarto,desço as enormes escadas (que são um saco,devia ter elevador aqui pra mim não precisar subir a porra dessas escadas,e porque uma casa tão grande pra duas pessoas?meu pai exagerou).

-Pai? -bato três vezes na porta e eu não recebo resposta,decidi então abrir a porta,quando abri vi meu pai com a sua cabeça jogada na mesa e os braços em cima de seus pápeis e documentos,(ele mentiu pra mim,tinha dito que estava tudo bem,mas,não está parecendo isso,ele anda exagerando demais,vou pedir pra Scorpio levar ele ao medico um dia desses,ele perece um doente,torço pra que não esteja bebendo como ele bebia quando entrou em depressão após a morte da mamãe),observo meu pai dormindo e coloco seus braços ao redor do meu pescoço e seguro ele,(vou levar ele na cama,deve ter trabalhado demais,ele sempre exagera...,vou ter uma conversa séria com ele).

Ao sair do escritório carregando meu pai,eu vejo Gray descendo as escadas sem blusa.

-Vai colocar uma blusa,aqui não é a tua casa -ele fica irritado.

-Idaí,o que houve com seu pai?-ele olha pra mim que carregava meu pai.

-esta exausto,vou levar ele na cama,e não saia daqui -ele faz que tava nem aí com os ombros e segue pre sala,subo as escadas e passo pelo corredor,chego no quarto dele e coloco ele na cama, cubro ele com o cobertor e fico observando ele por um tempo,saio do quarto e vou até a sala onde vejo Gray com o  MEU  pote de sorvete.

-Oe oe oe oe,Gelinho,ESSE POTE É MEU! -meus olhos mostravam um olhar mortal pra Gray que finjia nem ter ouvido,caminho até ele ficando frente a frente -vou ter que repetir?

-Se é chato mano,num posso nem comer em paz -ele coça o nariz e volta a comer sem sequer me olha -Não é mais seu,e agora fica quietinho que eu estou aqui tentando assistir tv aqui

-Folgado desgraçado ,sério que tu tá assistindo bob esponja,isso é velho,quem assiste bob esponja?

-Não me olha assim não,esse é um desenho muito bom -pega uma colher de sorvete e coloca na boca.

-Na moral tu é escroto,não sei como a Juvia consegue namorar com você -eu digo fazendo cara de nojo.

-Talvez seja porque eu sou gostoso sei lá,é só um palpite sabe,ou por causa do meu corpo -diz colocando a mão no queixo.

-Ai o gostoso sou eu né -digo apontando pra mim mesmo e ele da umarisada debochada.

-Vai sonhando ameba rosa.

-Calado,e chega pro lado que eu quero comer também -empurro ele.

-Tá,agora fica quieto que eu quero assistir -ele tira do pause e começa a ver.

Eu me sentei ao lado dele e nós dois ficamos assistindo bob esponja,o Gray é demente,e na moral,eu não sei como eu consigo ser amigo dele. Depois disso a gente ficou com fome (tem um pequeno detalhe,a gente comeu um pote inteiro de sorvete,acho que vamos ficar doentes até...).

-Fome da disgraça -Gray diz com sua mão masageando a barriga.

-Pois é -digo me deitando no sofá.

-Oe,Vamos no McDonald's? -ele diz e fica de pé se espreguiçando.

-Vamos,eu estou morrendo de fome.

Saimos da sala e chamei Scorpio que na verdade estava dormindo no quarto dos empregados,saimos de casa e chegamos no McDonald's rápidamente,eu falei pro Sporpio que não precisava esperar poís talvez demorassemos um pouco.

Nós nos sentamos em uma mesa e uma moça veio nos perguntar o nosso pedido e o Gray pediu 7 Hamburguês,e eu pedi uns 5 pra minha barriga não explodir.

Mas nós pedimos mais do que deviamos e comemos pra caramba,e parecia que a gente ia explodir.

-Ah,Eu vou explodir!-diz e coloca a mão na barriga que estava cheia,(sabe,to achando...que se ele não se controlar vai acabar perdendo o tanquinho definido que ele tanto ama...),penso.

-Também,mano,se eu come mais eu acho que vou morrer explodido -digo e ele me olha debochado,(até parece eu).

-Vamos pra tua casa? -ele se levanta da cadeira.

-Pode ser -me levanto -espera ae,tu não tem mais casa não?

-To com preguiça de ir pra casa-diz.

-Folgado do caramba -faço cara de reprovação.

-E tu?se é mais preguiçoso que o próprio bicho preguiça -mostro o dedo do meio e saimos do McDonald's,liguei pro Scorpio e esperamos um pouco,e o Scorpio demorava um pouco,então nós ficamos conversando sobre o time.

Logo o carro chegou mas dessa vez era o Zeref em vez do Scorpio.

-Senhor Natsu,Scorpio-san teve que ir compra umas coisas pra mansão junto da virgo-san,então foi em outro carro me pedindo pra vir buscar o Senhor -ele diz e abre a porta pra mim e pro Gray.

-Certo,e me chame apenas de Natsu,Zeref. Quantas vezes tenho que falar que não precisa essa de "senhor"?

-Desculpe-me senh-... Natsu-san,me perdoe,não vai mais acontecer,é que as vezes esqueço -diz coçando a bochecha um pouco nervoso.

-tudo bem,vamos? -fico no acento da frente e Gray vai no de trás.

-sim sim Natsu-san -ele liga o carro e sai da garagem.

A gente foi pra minha casa e ficamos assistindo star Wars o despertar da força e vimos dois filmes de terror muito legais,na metade de um dos filmes eu olhei pro lado e vi o Gray dormindo,e foi nesse momento que eu tive a melhor ideia do mundo.

Bom, como o ótimo amigo que eu sou (só que não,hihihi),eu desenhei na cara dele e bati muitas fotos( vou postar no instagram,hihihi,e usar pra chantagear ele).

-certo,agora postar -envio e olho pro Gray que babava,aquilo tava nojento,eu coloquei um casaco dele em cima de sua cara -assim ta melhor.

Saio do meu quarto e desço as escadas indo pra sala,(amanhã a Lucy vai vir com o Pai e a mãe dela,ah e a Ana-san vai vir junto,então eu tenho que falar com os empregados pra fazer um jantar lindo e que seja agradável).

A Lucy me enlouquece,eu não paro de pensar nela,naqueles lábios que ela tem,naqueles olhos lindos que me prendem,e naquele corpo que me puxa como um imã,não paro de pensar em seus beijos,e, de como eu quero mais do que apenas beijos dela,eu quero sentir aquelas mãos lindas e muito delicadas fazerem carinho em meu cabelo,a Lucy Heartfia me puxa pra si como um imã que não consegue se separar um do outro,e nesse sentido bem que é verdade,Lucy é delicada,gentil e sincera, como foi que me apaixonei? bom,eu me apaixonei pela pessoa que a Lucy é,pelo jeito dela pensar grande,e quando ela me disse em nosso encontro que queria ir e explorar o mundo fez eu ficar cada vez mais admirado pela pessoa e pelo jeito que ela é,e não é pelo fato de eu admirar a Lucy que eu tenho um sentimento que é falso,tenho certeza absoluta de que eu amo a Lucy,porque,o meu peito acelera quando a vejo,e uma onda de calor sobe o meu corpo derrepente,nunca cheguei a perguntar ao Gray se isso é amor,mas eu sei que é,e o meu próprio pai falou que o que eu sinto é mesmo verdadeiro,se eu e ela nos conhecemos por acaso?não,e se nos conhecemos por destino?talvez...,eu só sei de uma coisa.

fomos feitos um para o outro...


       

             Lucy_narrando



Estar em casa sem fazer nada é um saco,ainda mais quando você não tem nem sequer idéia do que fazer,estava deitada na cama e a minha vó estava dando os "conselhos" dela,sérião,quando o vovó Ana abre a boca não fecha mais,e eu já estava quase dormindo de tanto tédio ao ouvir as histórias dela.

-escute garota,eu vou viajar daqui a alguns dias e você nem está dando sua atenção pra mim -ela fala fazendo voz de choro,(o que essa mulher quer?eu já dei a minha atenção pra ela durante mais ou menos quase um mês,e ela vem com a desculpa de que não estou dando nem sequer atenção pra ela?).

-vovó,eu estou exausta,e hoje não é o dia de encher o meu saco,vai procurar o max,ele deve estar lá fora com o amber,eu não to afim de conversar,desculpe se estou sendo grossa -digo levantando da cama e indo até a prateleira de livros -eu vou ler um pouco -volto pra cama e vejo a minha vó fazendo bico.

-Sua chata -ela sai pisando duro do quarto.

Fiquei lendo e recebi uma mensagem do Natsu dizendo o endereço dele,ele falou que depois do jantar de amanhã ele iria me mostrar algo,mas não tinha certeza se devia mostrar agora,então falou que se não mostrasse hoje iria mostrar outro dia,depois de conversar com ele voltei a ler,mas acabei dormindo enquanto lia.


                    •••


Coço meus olhos com as costas da mão e me levanto da cama pegando meu celular na escrivaninha,me assusto com o horário (como assim?já é sabádo?e eu achando que era sexta a noite ainda,pera aí,eu durmi tanto assim?),saio do quarto e desço as escadas,já era quase 12:45,ao chegar na cozinha veja minha mãe,meu pai e a vovó colocando comida em cima da mesa.

-porque não me acordaram? -digo indignada me sentando na mesa.

-sua vó subiu até seu quarto 3 vezes e te chamou,mas você devia estar com o sono profundo porque não abriu a porta -a me mamãe disse se colocando o suco na mesa,a vovó só observava tudo com um sorriso sacana pra mim,(ah então foi ela é...,drogaaa,1-1 não é vovó,acontece que não vai mais se repetir).

-tudo bem -digo e me direciono até a geladeira pegando um iorgute.

-querida,a hora do café da manhã já acabou,e pode colocar de volta o iorgute na geladeira -(comu assim?olha mulher,eu acabei de acordar,e você não vai nem um pouco querer eu irritada,porque se não o bicho vai pegar,bem que eu queria ter essa coragem de pra falar isso pra ela ...).

-mas...eu acabei de acordar mãe,e eu não vou almoçar agora,sério mãe?você já sabe que quando se trata do café da manhã posso fazer de tudo -olho pra ela com o olhar desafiador,(e não é que tive coragem de falar isso pra ela...).

-Ahhh,tá -ela se senta e a vovó e o papai fizeram o mesmo,saio da sala com o meu iorgute em mãos e vou pra sala.

(Bem que minha mãe podia parar com essas frescuras de não querer que tome café da manhã,e sim almoçe se acordar tarde...,Natsu...,eu devia ter ligado pra ele antes de descer,acho que vou ligar agora ou séra que ligo depois?não,ligo depois).

Me deito no sofá dando um gole no meu iorgute e ligo a TV com o controle coloc-ando em um canal qualquer,estava ven-do Animal planet,pisco duas vezes pra poder tirar o sono e amento o volúme da TV.

-MÃEEEEEEEE! -grito alto e ela vem correndo da cozinha com meu pai com a cara assustada -você pode me ajudar?o que eu uso hoje a noite? -ela fica com a aura negra ao redor de si e estra-la os dedos (o que é isso porra? ela virou o Kaneki?) . penso aterrorizada e ela vem em passos lentos até mim com seu olhar mortal

-você gritou só pra me pedir pra te ajudar?sendo que eu fiquei como uma doida e pensando que você tinha se machucado,Lucy Heartfilia,hoje você vai ficar sem celular até depois do jantar na casa de seu Namorado ,e se me chamar assim por algo de nada outra vez já sabe -ela estava séria,isso era bem raro, e meu pai também de braços cruzados,eu pude ver a minha vovó atrás deles,com o seu sorrizinho no rosto.

(droga,não devia ter gritado,saiu sem querer, e agora estamos no 2-1 não é vó,mas saiba que irá ter volta vovó, não vou deixar barato). penso com um sorriso maléfico meltalmente.

-Me desculpe mãe,não vai acontecer novamente -digo sem graça.

-Acho bom -ela volta pra cozinha e a vovó seguiu ela,ficando apenas eu e o meu pai na sala.

Ele se senta no sofá na minha frente e fica um tempo me observando e dá um sorriso de lado.

-Como está sendo os primeiros dias de aula querida? -ele me olha curioso apoiando o queixo nas mãos.

-foi legal,espero fazer vários amigos nessa escola -(diferente da outra escola).

-torço para que arranje amigos que sejam verdadeiros e não usem você,e eu também peço que tenha cuidado,hoje o mundo não é mais o mesmo,nunca entre em becos,nem que esteja de manhã ou de tarde,você já passou por isso,e sabe muito bem como é -ele me da um olhar preocupado (sim,eu sei como é papai...) -e Natsu não vai estar sempre ao seu lado querida,por isso eu peço que tome cuidado ao ir e voltar de algum lugar que for,qualquer um que seja.

-Sim,pode deixar pai -digo olhando pras minhas mãos que suavam.

-deixando isso de lado,Lucy,você vai voltar a trabalhar?ou vai esperar terminar a escola? -ele se lavanta do sofá e anda até um pote de balas.

-Vou,mas antes tenho que falar com o Natsu,e depois vou procurar emprego em algum lugar -ele joga duas balas pra mim e senta no sofá novamente.

-certo,tem idéia de algum lugar que seja bom e ideal pra você trabalhar?

(Será que a lanchonete que o Natsu me levou está contratando?bom,se tiver eu posso trabalhar lá, afinal eu já estou acostumada a ser garçonte...). penso.

-tenho,há um lugar que o Natsu me levou,é uma lanchonete nova,deve estar precisando de gente pra trabalhar lá,vou fazer cúrriculo e segunda-feira espalho por aí -me levanto me espreguiçando -Ah,agora vou almoçar -pego a minha caixa de iorgute vazia e vou até a cozinha,eu jogo no lixo a caixa e começo a comer o almoço,mamãe como prometido pegou o meu celular me deixando depre da vida,e meu pai ficou rindo da minha cara,sabe o que eu fiz durante a tarde?nadei,como eu não sou uma pessoa ocupada eu fiquei treinando nados a tarde,depois li e logo as horas se passaram,tomei um banho e começei a escolher minha roupa,a minha mãe estava ao meu lado me ajudando a escolher algo apropriado.

-querida,qual você quer?ou é esse ou é aquele -ela diz apontando pro vestido que estava na minha cama e um que ela segurava.

-não sei,não tenho idéia. mãe,você acha que qual ficaria melhor?a noite vai estar frio,será que eu vou com o vestido azul ou o bege?o azul é longo e fino,e o bege é até o joelho mas tem mangas.

-Na minha opnião escolha o azul,ele é bonito e chique,sem falar que no seu corpo fica "Uauuu!que Linda!",só quero saber o que o Natsu vai falar -ela coloca a mão no queixo pensando.

-certo,vai o azul -vou pro banheiro e começo a tirar a roupa,coloco a vestido azul com renda na parte de cima e fecho o ziper nas costas com muito esforço,(e porque a porra desses zipers tem que ficar nas costas?poderia ser nas costelas ...,acho que seria melhor).

saio do banheiro e minha mãe faz uma cara surpresa colocando as mãos na sua boca.

-Uau,você parece uma princesa Lucy,está linda demais -ela me olha de cima a baixo e da palminhas com a mão -ficou perfeita,agora a maquiagem,vem aqui -ela me senta na cadeira amarrando o meu cabelo em um coque no alto da cabeça,ela passa base e espera um pouco,e logo coloca rímel nos meus cílios e um tom escuro em meus olhos,era branco e um pouco de preto,ela passa um batom da cor vermelha e blash rosa nas minhas bochechas,pega um salto preto médio e coloca em meus pés,desfaz o coque em minha cabeça e começa a fazer cachos.

-você está como uma princesa Lucy,mas,falta algo,xo xo Max -Max estava na minha cama em cima de algo que ela ia pegar,ele sai e ela pega um colar azul.

-que lindo,é seu?-ela nega.

-É de uma mulher chamada Aquárius,não sei se você a conhece,ela deu isso de presente em seu nascimento -olho a pedra do colar,é linda -use,é seu,eu só o guardei -ela coloca em meu pescoço-ai,você ficou muito linda minha filha,acho que o Natsu vai infartar -ela sorri.

-vou me olhar no espelho -me viro e os meus olhos se arregalam,(essa ...,sou...eu?) olho pro vestido solto no meu corpo,o vestido realmente conbinou comigo,mostrava minha cintura fina,e minhas curvas,ainda bem que o vestido é solto e nada vulgar, é como mamãe falou,e a maquiagem fazia eu ficar diferente,minha pele estava bem macia -Uauu!

-né,agora eu vou me arrumar,fique aqui esperando,vou com aquele vestido vermelho que uso raramente -(a mamãe vai usar aquele?da ultima vez que ele já usou foi na formatura do Sting,quando a gente tirou aquela foto que eu mostrei ao Natsu em que estavamos juntas).

-tá -me sento na cama e faço carinho no Max que tinha subido outra vez nela.

(Como a mamãe não está aqui,eu posso usar o celular rapidinho...). desço todas as escadas de finhinho e chego na sala,pego meu celular em cima do balcão e volto pro quarto rápido. (Aeee,agora é só ligar pro Natsu). Eu disco o número dele,e ele logo atende.

Natsu_Olá,quem fala?

- Oi,é a Lucy -digo baixinho.

Natsu_Lucy?tudo bem amor?porque esta falando baixo?

-estou bem,e você?depois explico o porque de estar falando baixo,só quero fazer uma pergunta.

Natsu_estou bem,pode perguntar

-você quer que eu leve o Max?pra você poder ver... -olho pra porta pra ter certeza de que ela não estava vindo.

Natsu_sim,pode trazer,você já esta pronta? -Natsu me pergunta com a voz serena.

-estou ...,os meus pais só vão se arrumar e logo iremos,dei o endereço pro meu pai,ele vai usar o gps -faço carinho em Max que mechia o rabinho pra lá e pra cá.

Natsu_certo,nós nos vemos depois,Amo você -(eu estou estranhando o Natsu,ele nunca foi de falar calmamente,esse nem parece ele...).

-Eu também,tchau. até depois -digo e desligo o celular,sai do quarto descendo as escadas e chego na sala,coloco meu celular no mesmo lugar e subo denovo a escada de fininho -Ah,certo,agora devo esperar a mamãe e o papai...

Estava no meio das escadas e ouço a canpanhia tocar,suspiro e desço elas e passo pela sala,abro a porta e me deparo com Loke,(o que ele quer aqui?)ele me olhou de olhos arregalados e nem liguei e abri a porta.

-O que você quer?-Loke não estava me ouvindo? -loke,o que você quer?eu e minha família vamos sair daqui a pouco,seja rápido por favor -cruzo os braços.

-O-Olá Lucy,vim trazer essas caixas pra sua mãe,no trabalho ela me pediu pra dar uma olhada e arrumar algumas coisa dela e trazer de volta -ele estende pra mim a caixa e da um passo pra trás-E-Eu já vou indo -ele se vira e sai com mãos no bolso saindo. (Porque ele agiu assim? Eu juro que pensava que ele ia entrar...) .penso com uma gota na cabeça.

-Querida,quem era na porta? -o meu pai pergunta,o papai usava uma camisa social azul e calça preta social.

-Loke,veio entregar isso pra mamãe,disse que é algo relacionado ao trabalho -entrego pra papai passo por ele.

-certo,já vamos indo -ele anda até o escritório e entra nele,eu ouço passos de alguém desçendo as escadas e olho,e ao ver meus olhos se erregalaram,aquela é a minha... mãe?


  SÓ PRÓXIMO CAPÍTULO



Notas Finais


Oláaaaa,desculpe a demora,e pra quem estava desesperado me desculpeem ;) ,no próximo capítulo vai ser o jantar na casa do Natsu,e vou deixar avisado que vai ter muito NaLu :3 talvez demore um pouco pra escrever o capítulo porque vai ser um pouco longo mas logo volto.

Obrigada por Ler!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...