História Milk - Capítulo 12


Escrita por: ~

Postado
Categorias Ariana Grande, Fifth Harmony, One Direction, Zayn Malik
Personagens Ariana Grande, Harry Styles, Liam Payne, Louis Tomlinson, Niall Horan, Zayn Malik
Tags Ariana Grande, Fifth Harmony, Harry Styles, Larry, Liam Payne, Little Mix, Louis Tomlinson, Niall Horan, One Direction, Perrie Edwards, Zariana, Zayn Malik, Zerrie
Visualizações 350
Palavras 1.472
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Isso não é uma miragem, eu realmente voltei antes do normal.
Obrigada pelos comentários e favoritos <3

BOA LEITURA

Capítulo 12 - 12. Milk


September 26, 2012

 

Você diz que é difícil manter um segredo
Garota, não me deixe sozinho neste hotel
E, essas cortinas podem nos esconder das ruas, sim
Um final de semana, eu prometo que nunca vou contar
Você provavelmente deveria ficar,
Deveria ficar, alguns dias a mais
Venha e me deixe mudar sua passagem para casa
Não vá, não é o mesmo quando você vai embora
Não é bom estar sozinho

One Direction – Change Your Ticket

 

Fechei o zíper da calça jeans preta, passei pelos braços uma blusa de lã cor salmão e nos pés um all star preto. Respirei fundo e encarei a escova de cabelo e a chapinha na minha frente, minha batalha diária de cada dia.

Deslizei a chapinha pela ultima mecha ondulada e a desliguei, coloquei uma touca preta e por ultimo um gloss nos lábios. Coloquei meu celular, dinheiro e identidade, nos bolsos de trás da calça, desisti de usar bolsa á muito tempo, pois sempre a empurrava para alguém segurar ou a esquecia em algum local, perdi minha bolsa favorita da Hello Kitty em uma dessas ocasiões. Sai do quarto em direção ao pequeno sofá para aguardar Niall. Se me dissessem a um mês atrás que seria convidada por Niall Horan para assistir meu desenho favorito em seu quarto de hotel, eu certamente, a mandaria para um hospício.

 

— Filha? – encarei minha mãe saindo da cozinha. – Vai sair? – confirmei com a cabeça. – Podemos conversar rapidinho?

— Tenho medo das suas conversas. – fui um pouco para o lado dando espaço para a mesma sentar.

— Bem, vou direto ao assunto. Seu pai me ligou para saber como estávamos aqui em Londres, e eu expliquei que estávamos em um hotel por que não sabemos até quando ficaremos aqui. Então, ele pediu para comprar uma casa para você aqui em Londres-

— Mãe, é claro que não. – interrompi-a.

— Eu sei Ally, eu expliquei para ele que você não quer morar aqui, muito menos ter uma casa aqui, por que você nem sabe o que vai acontecer com a banda, então ele se ofereceu para pagar um hotel mais perto da Arena durante o tempo que ficarmos aqui.

 

Minha vida é um pouco confusa. Na verdade, eu e James não somos irmãos, e sim meio irmãos. Minha mãe se separou do pai de Frankie, e algum tempo depois se casou com meu pai; eu nasci quando James tinha dez anos. Em torno dos meus oito/noves anos, meus pais se separaram, eu, minha mãe, meu irmão e meus avós, saímos de nossa cidade natal –Boca Raton-, e nos mudamos para Califórnia, meu pai foi morar, literalmente, no outro lado do pais, em Miami. O caso é que meu pai é roteirista, e mesmo não escrevendo roteiros para grandes filmes de Hollywood, ele é relativamente rico, o que minha mãe sempre teve raiva, ela o amava, mas detestava a forma que ele gastava o dinheiro.

Então quando eles se separaram, minha mãe recusou qualquer coisa vinda do meu pai, apenas o deixava pagar uma pensão e uma mesada para mim, que até hoje não uso,  como tenho um emprego –eu espero que ainda tenha-, apenas a deixo guardada no banco para casos de extrema urgência.  O caso é que, eu também passei a detestar que meu pai quisesse pagar tudo para mim.

 

— Sei que você não gosta que ele gaste dinheiro com você, mas ele é seu pai, quer o melhor para você, e eu não vou conseguir pagar esse hotel por muito mais tempo, não posso gastar todo nosso dinheiro aqui, além de que fica longe da arena, você o deixaria feliz, e Holly não precisaria te dar carona todo dia. – suspirei.

— Tudo bem. – concordei, pois sei que para minha mãe, não, não é resposta. Mamãe sorriu, me deu um beijo na testa e se levantou voltando para a cozinha.

— Vai sair maninha? – James perguntou e se jogou no lugar que mamãe estava. – Com quem?

— Um garoto.

— Pegou o mentos? – revirei os olhos e neguei com a cabeça. – você não pode beijar ele com bafo. – se levantou e foi, provavelmente, a procura do mentos.

— Eu não tenho bafo. – gritei e logo em seguida, ouvi três batidas na porta, que me fizeram arregalar os olhos.

 

Levantei e abri a porta dando de cara com um Niall sorridente.

 

— Fico feliz em saber disso. – sorri amarelo sabendo que minhas bochechas devem estar mais vermelhas que tomate.

— Oi.

— Oi. – quando menos esperava, um vulto colorido passou por mim pulando em cima de Niall o levando ao chão.

— James. – gritei. – Sai de cima dele viado. – puxei sua blusa.

— Sua viada, você vai sair com Niall Horan e não me fala nada. – gritou após levantar-se.

— Não falei para evitar justamente isso. – resmunguei ajudando Niall a levantar, e advinha? O loiro estava rindo.

— Prazer, Niall Horan. – parou de rir e esticou a mão para James, que ignorou e abraçou-o de novo, mas dessa vez sem derruba-lo.

— James Crosby. – se afastou de Niall. – por acaso você tem o número do Zac Efron?

— Pelo amor, tchau James. – empurrei James para dentro.

— Toma. – me esticou, disfarçadamente, o pacote de Mentos. – eu iria falar para você só colocar um na boca, mas após descobrir que você vai sair com Niall Horan, enfia o pacote inteiro goela abaixo. – murmurei um simples “vai se foder”, peguei o mentos e após gritar um “tchau mãe”, fechei a porta na cara de meu irmão. Respirei fundo e me virei para Niall.

— Onde você estacionou o carro?

 

(...)

 

— Então seu irmão é gay? – perguntou enquanto entravamos pelos fundos do Hotel em que estava hospedado com a banda, ele entendeu que eu não quero ser “exposta” na mídia, o que me deixou feliz e aliviada, mesmo eu querendo jogar na cara das garotas idiotas que só falavam merdas para mim, ainda não estava pronta para isso. E o irônico, é que o hotel era praticamente do lado da arena em que ocorre o programa.

— Acho que suas roupas coloridas e seu cabelo loiro com mechas rosas, deixa bem claro. – ele riu enquanto entravamos no elevador.

— Ele é fã do Zac Efron?

— Não diria fã, o sonho dele é fazer um sexo selvagem com ele na beira do mar enquanto toca It’s Raining Men. – Niall gargalhou ao meu lado, pelo amor de apple, bota a risada dele no iTunes que eu compro.

— Nossa sorte é que ganhei o dois ou um e consegui um quarto só para mim. – contou contente enquanto girava a chave e abri a porta. – Louis. – gritou.

 

Louis levantou rapidamente, só de cueca, da cama e se colocou na frente da garota, ou melhor, de Eleanor que estava, provavelmente, quase nua de baixo do lençol.

 

— Eu não ganhei aquele jogo estúpido para você vir transar no meu quarto caralho. – Niall continuou gritando.

— Foi mal, mas o Zayn estava dormindo lá no quarto, e você sabe que ele dorme que nem pedra, não deu para expulsá-lo. – Louis se explicou e olhou para mim. – Ei Allyson.

— Oi Louis. – respondi meio incerta.

— E tinha que vir logo no meu?

— Qual é Niall, se quiser eu saio. – começou a se mover pelo quarto, provavelmente atrás de sua camisa e calça.

— Fica ai, vou ficar lá com o Zayn, só peça para trocarem os lençóis depois que acabar. – Niall resmungou e fechou a porta.

— Você fala como se nunca tivesse transado. – Louis gritou do outro lado da porta.

 

(...)

 

Niall abriu a porta do quarto e estranhei as duas camas estarem vazias.

 

— Estou com medo de falar que estamos com sorte e algum deles aparecer pelado na porta do banheiro. – ele pareceu pensar um pouco. – espere ai. – foi até o banheiro e olhou dentro. – área limpa, senta ai.

 

Entrei e me sentei calmamente em cima da cama com medo de quebra-la, uma hospedagem nesse hotel deve custar mais que minha casa. Niall pegou um dos controles que estavam em cima da penteadeira e ligou a TV, pegou o telefone e pediu pipoca.

 

— Quer tomar algo? Tem suco, água, cerveja, refrigerante... – falou enquanto olhava dentro do frigobar.

— Suco está bom. – peguei a garrafinha que foi lançada para mim enquanto ele sentava segurando uma cerveja na mão direita, com a outra mão, procurava o desenho na netflix. – então você é fã da esponja amarela que fala.

— Assisto desde o primeiro episódio, quem não gosta de Bob Esponja?

— Pessoas estúpidas.

— Exatamente

 

 

(...)

 

Quando eu assistia as entrevistas deles e Niall ria, era impossível não rir junto, mas aqui, deitada na cama e dividindo uma pipoca com ele, eu ria tanto que quase fiz xixi nas calças duas vezes. Se ele falasse pudim, eu iria rir.

Enquanto gargalhava de uma piada estúpida de Niall, a porta foi aberta brutalmente.

 

— Não acredito que você estava transando no quarto do Niall Loui- parou de falar ao me ver ali. – Allyson?

— Oi.

 

Zayn Malik estava a minha frente, sem camisa, MULTIPLICA SENHOR.


Notas Finais


Até o próximo (que se Deus quiser, sairá no sábado/domingo)
Beijos


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...