História Milk - Capítulo 13


Escrita por: ~

Postado
Categorias Ariana Grande, Fifth Harmony, One Direction, Zayn Malik
Personagens Ariana Grande, Harry Styles, Liam Payne, Louis Tomlinson, Niall Horan, Zayn Malik
Tags Ariana Grande, Fifth Harmony, Harry Styles, Larry, Liam Payne, Little Mix, Louis Tomlinson, Niall Horan, One Direction, Perrie Edwards, Zariana, Zayn Malik, Zerrie
Visualizações 340
Palavras 1.491
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


CAPÍTULO NÃO REVISADO, DESCULPE QUALQUER ERRO

Capítulo 13 - 13. Milk


September 26, 2012

Algo dentro de mim do qual eu não posso desistir
Acho que vou perder a cabeça
Continuo e continuo até acabar minha sorte
Sim, eu continuo e continuo até acabar minha sorte
Estou sentindo algo lá no fundo
Mais quente que um jato queimando pelo céu
Tenho um sentimento lá no fundo
E está levando, está levando tudo o que tenho

One Direction - Fireproof

Se isso é um sonho, eu não quero acordar. Ninguém me belisca, e sim, me dá uma câmera para eu poder tirar uma foto deste Deus grego. Sua pele coberta por algumas tatuagens e seu corpo magro, mas que deixa qualquer garota de joelhos, meu santo cristo, multiplica.

Me sentei na ponta da cama e cruzei as pernas.

 

— Então... – Zayn incentivou.

— O Louis estava no meu quarto com a namorada, então eu vim para o quarto de vocês com a Allyson. – Niall se levantou da cama diminuindo o volume da TV.

— Vocês estavam... – Zayn insinuou com as mãos e levantou uma sobrancelha.

— Não – respondi junto a Niall.

— Estávamos apenas assistindo Bob esponja.- Niall explicou.

— Bob esponja? – Zayn olhou para mim e deu um sorriso sem mostrar os dentes.

— O que? Bob esponja é legal. – me defendi.

— Eu não falei nada. – Zayn levantou os braços e foi em direção ao guarda-roupa. – Tem uma garota lá em baixo te procurando Horan.

— Garota?

— O segurança disse que é uma morena, alta e que ela disse que vocês se viram ontem, e que tem algo para você. – vestiu uma camisa de mangas pretas, que pena, a visão estava ótima. Niall lenvantou-se rapidamente da cama.

— Fique aqui, eu já volto. – acenei com a cabeça. Antes de sair, Niall se virou para Zayn. – Fica com ela por favor?

— Não sou criança. – reclamei.

— Eu sei. – se virou e fechou a porta atrás de sim.

 

Olhei para Zayn que encarava a TV com o cenho franzido.

 

— Você está olhando para o desenho como se fosse um bicho de sete cabeças.

— Eu nunca entenderei esse desenho. – se sentou na cabeceira da cama.

— Não vou nem discutir. – voltei a encarar o desenho.

 

(...)

 

­— Niall teve que sair. – Zayn quebrou o silêncio, alguns minutos depois.

— Tudo bem, eu vou embora. – me levantei sendo seguida de Zayn.

— Quer uma carona?

— Não, eu pego um taxi. – abri a porta olhando para os dois lados do corredor tentando lembrar por qual lado viemos.

— É só uma carona, não vou te raptar.

— Duvido muito.

— Pensei que tivesse me perdoado.

— Ah desculpe-me não acreditar em você, mas vai que você me leva para a casa da sua noiva para ela terminar de me bater.

— Ex noiva. – parei de olhar para os lados e me virei de frente para ele. – As coisas não vão bem entre nós.

— Sinto muito. – SINTO PORRA NENHUMA, VEM NI MIM MALIK.

— Tudo bem, eu acho. Mas, não estou afim de ligar a TV e descobrir que uma garota baixinha e morena foi encontrada morta em uma esquina qualquer.

— Nossa, se isso tudo é só por uma carona, imagina outra coisa. – cruzei os braços.

— Estou tentando ser legal, acredite, não sou assim com todo mundo. – se encostou no batente. Não sei vocês, mas estou me sentindo em uma dessas fanfics clichês onde os namorados discutem para ver quem vai pagar a conta.

— E por que está sendo legal comigo?

— Isso está parecendo uma DR e nem um casal somos, vai aceitar a carona ou não?

— Só por que sou sedentária.

 

(...)

 

 Quando leio fanfic, sempre que um casal ficava trancada no carro, algo de “especial” acontecia, sexo, revelações ou brigas, fanfics me decepcionando mais a cada dia.

O caso aqui era que estávamos presos no carro, devido a chuva que caia lá fora, e nem de longe, éramos um casal.

 

— Ei! – gritei de repente fazendo Zayn frear o carro com tudo, obrigado mãe por me ensinar a colocar o sinto de segurança.

— Mas que porra? – Zayn gritou se virando para mim.

— Você me chamou de baixinha, eu não sou baixinha. 

— Você está me zoando? Eu quase bati a merda do carro. – continuou gritando.

— Pelo menos eu te fiz falar.

— Você deve ter algum parafuso a menos só pode. – se virou para frente.

— Ta me zoando? Baixinha, louca, que mais?

— Que? Por que estamos brigando afinal? – perguntou com uma expressão confusa no rosto.

— Porque eu odeio que me chamem de baixinha.

— Você deve ter o que? Um metro e sessenta? – zombou.

— Um e cinquenta e oito. – Zayn me encarou com a sobrancelha direita levantada. – Sei que sou um pouco baixa, mas não preciso que joguem na minha cara.

 

Posso parecer estúpida, mas sofrer bullying por anos por causa da minha altura, me deixou um pouco, puta da vida.

 

— Não foi minha intenção lhe ofender. – se encostou no banco, visto que estávamos totalmente parados.

— Ok. – olhei para a janela ao meu lado.

— Sabe, depois que te passei meu telefone e te segui no twitter, esperava retorno ou meu número divulgado na internet, não um completo silencio.

— Não sabia exatamente o que responder.

— Um oi estava bom.

— Desculpe.  – mas eu sabia uma maneira melhor de me desculpar, só espero que não acabe em algum desastre.

 

(...)

 

James me respondeu rapidamente me deixando feliz.

 

— Entregue. – desviei os olhos do celular e notei que já estávamos me frente ao hotel.

— Obrigada. – tirei o cinto. – Zayn. – encarei-o. – Você não...Hm...Quer entrar? – Zayn abriu a boca mas me apressei em continuar. – Não estou dando em cima de você, ou que isso é algum tipo de encontro, mas, talvez um jantar seja um bom pedido de desculpas? – perguntei, naquele momento, já me arrependia de ter pensado nessa ideia. – E não estaríamos sozinhos, minha mãe e meu irmão vão estar, bem, isso não é muito bom porque ele não bate muito bem, mas eu também não bato, e minha mãe faz uma ótima lasanha de frango com queijo e-

— Respira mulher. – Zayn me interrompeu e sorriu. – Eu ia dizer que estou morrendo de fome, e além do mais, eu adoro frango.

 

Batia meu pé dentro do elevador, eu estava nervosa, que merda de ideia foi essa?

 

— Estou com medo do seu nervosismo.

— Ah não, não precisa ter. – as portas do elevador se abriram e fomos em direção à porta. – Que Harry Potter nos ajude.

 

Abri a porta e quase cai para trás. Eu nunca vi esse “quarto” tão limpo, e cheiroso, normalmente só se sente o cheiro dos gases de James.  Entrei e o Zayn fechou a porta após passar por ela.

 

— Mãe? James? – gritei.

— Estou aqui querida. – minha mãe apareceu na porta da mini cozinha com uma vasilha nas mãos. – Esse que é o Zain? – puta merda mãe!

— Zayn mãe.

— Prazer, quer ajuda? – quem diria que Zayn Malik é cavaleiro.

— Já que perguntou, poderia arrumar a mesa? – Zayn sorriu e acenou. - Allyson te ajuda. – deu as costas e voltou para a cozinha.

— Então, onde fica os talheres? - revirei os olhos e lhe mostrei onde ficava.

— Filha - minha mãe gritou da cozinha. - chame seu irmão lá no quarto.

— James, o jantar está pronto. – entrei no quarto encontrando meu irmão incrivelmente arrumado e cheiroso.

— Estou gato?

— Você sabe que ele não é gay, é noivo e que eu o vi primeiro né? – sussurrei a ultima parte. – Ou era noivo.

— Era? Vou pegar um terno. – segurei seu braço.

— James é só um jantar-

— Com o integrante gato da BoyBand do momento que esta solto na pista. – me interrompeu.

— Tá, que seja, só, aja como se fosse uma pessoa normal está bem?

— Eu sou normal.

— Claro, e o melhor amigo do Batman é o Coringa.

 

O arrastei pela mão em direção a pequena mesa que tem entre a sala e a cozinha. Zayn já se encontrava sentado junto com minha mãe, deixando um lugar do seu lado e um do dela. Antes que eu pudesse pensar em algo, James passou por mim e se sentou ao lado de Zayn, revirei os olhos e me sentei ao lado de mamãe. Logo começamos a nos servir.

 

— Então Zayn, você trabalha? – nós três olhamos para ela surpresos. Não mãe, tenho pôsters dele no meu quarto porque ele trabalha no açougue.

— Eu faço parte de uma banda, One Direction.

— Não é a banda que você gosta filha? – me engasguei com o suco e comecei a tossir. Olhei para Zayn e ele estava sorrindo de canto. PORRA MÃE.

— Acho que isso é um sim. – James zombou.

— Agora me lembrei, ele é um daqueles garotos que estão no pôster da parede do seu quarto lá de casa. – botei a mão na cara. – Sabia que ela assisti vocês desde o X Factor Zayn?

— Não, mas fico feliz em saber.

— E você é o fa-

— Alguém quer mais suco? – me levantei com o copo cheio de suco nas mãos e fui em direção a cozinha.

 

— Ela quase vendeu um vaso caríssimo da avó dela só para ir ao show de vocês, é óbvio que não deixei né?

 

Vai ser uma longa noite.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...