História Milk - Capítulo 31


Escrita por: ~

Postado
Categorias Ariana Grande, Fifth Harmony, One Direction, Zayn Malik
Personagens Ariana Grande, Harry Styles, Liam Payne, Louis Tomlinson, Niall Horan, Zayn Malik
Tags Ariana Grande, Fifth Harmony, Harry Styles, Larry, Liam Payne, Little Mix, Louis Tomlinson, Niall Horan, One Direction, Perrie Edwards, Zariana, Zayn Malik, Zerrie
Visualizações 223
Palavras 1.334
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


BOA LEITURA

Capítulo 31 - 30. Milk


Fanfic / Fanfiction Milk - Capítulo 31 - 30. Milk

Todos querem roubar a minha garota
Todos querem seu coração
Bilhões de pessoas no mundo
Encontrem outra, porque ela é minha

One Direction - Steal My Girl

 

— O que você está fazendo aqui com ele? - Olhei para trás encontrando um Zayn praticamente soltando faíscas pelos olhos em direção a Nathan.

 

Olhava de Zayn para Nathan esperando alguma reação, mas o que eu tive, foi apenas os dois me encarando com feições zangadas, engoli em seco.

 

— Allyson? - olhei para Zayn que me encarava de braços cruzados.

— Crosby. - Zayn revirou os olhos.

— Eu lhe fiz uma pergunta.

— O que pessoas fazem em um bar? Jogar damas que não é. - revirei os olhos e me virei para frente tomando outro gole de minha bebida.

— Vamos embora. - senti Zayn pegar em meu cotovelo mas logo Nathan tirou a mão dele de lá.

— Sério que você vai fazer cena por ela estar aqui? - Nathan perguntou e pelo canto do olho, vi o mesmo levantar-se do banco.

— Não, eu vou fazer cena por ela estar aqui, conversando com você.

— E você é o que dela? Namorado? Pai? Guarda-costas? - senti um arrepio ao ouvi-lo falar “namorado”, comecei a imaginar Zayn como pai, cacete o cabelo do bebê ia ser lindo.

— Alguém que não te interessa, agora se me der licença, não tenho tempo para perder-lo com babacas mimados de uma banda flopada. - Zayn respondeu com uma voz rouca que senhor, subiu até uns coisos aqui. Quando fui levar o copo novamente a boca, vi a banqueta que antes era ocupada por Nathan, cair no chão, seguida de Nathan em cima de Zayn tentando dar socos no mesmo.

Quando vi, a música havia parado e todos da balada se amontoavam em volta de nós gritando repetidas vezes “briga, briga, briga”, franzi o cenho ao ver Nathan dar um soco no nariz de Zayn e o mesmo revidou em seguida.

— Cacete, é o Zayn da One Direction e o Nathan do The Wanted, alguém filma isso. - em seguida vários flashes vieram em nossa direção, é, deu minha hora. Peguei a garrafa de catuaba que estava dando sopa em cima do balcão, meu sobretudo e desci da banqueta e passei - cambaleando - pelo meio das pessoas que acompanhavam a briga, no meio do caminho, ouvi alguém gritar meu nome, virei-me para trás e todos me encaravam após Zayn gritar-me, quando vi, todas as câmeras foram apontadas para mim e gritos como “ela foi a causadora da briga”, “eles estavam brigando por ela”, corri em direção a saída enquanto ouvia os gritos aumentar e Zayn gritar atrás de mim. QUE PORRA ESTAVA ACONTECENDO? Quando fui virar para trás, senti minha cabeça ir com tudo contra uma parede de vidro. Cai sentada para trás com a mão sobre o local que bateu, senti lágrimas escorrerem pelo meu rosto, cacete, parece que eu levei um tiro na testa. Vi alguns flash’s novamente se aproximando, olhei ao redor e encontrei uma saida de emergência, sem pensar duas vezes, abri a mesma e sai para fora sentindo alguns flocos de neve tocar o meu rosto. Encostei-me na parede e respirei fundo agradecendo aos céus pela saída dar nos fundos da balada, e talvez pelo horário, não havia ninguém por aqui. Vesti meu sobretudo no mesmo momento que a porta foi aberta, sequei as lágrimas que ainda escorriam.

 

— Allyson? - olhei para Zayn que fechava a porta atrás de si. - Você está chorando? - antes que eu pudesse responder, Zayn continuou. -   Se foi sobre o que aconteceu lá dentro me desculpe, eu não sei porque agi daquela forma, eu só vi vocês dois juntos e meu sangue ferveu, e porra - passou a mão pelo cabelo -eu detesto aquele cara, ou melhor, eu e os meninos detestamos todos eles. - respirou fundo. - Me desculpe por fazer você chorar.

— Na verdade eu estava chorando porque bati minha cabeça no vidro. - apontei para o local que certamente deveria estar começando a criar um galo e Zayn pareceu finalmente notar.

— Ah… - ficou em silêncio. Ouvimos passos perto da porta me fazendo arregalar os olhos assustadas. - Vamos antes que comece aquela baderna de novo. - Zayn agarrou minha mão e puxou-me em direção ao carro. Porém, antes de sequer alcançar o carro, Zayn parou com tudo e me puxou para trás de um carro. - Cacete, hoje tiraram o dia para me encher o saco. - segui o olhar de Zayn e vi vários paparazzis chegando com seus carros, provavelmente, descobriram o que ouve dentro da balada. Abri a garrafa de catuaba e a virei em minha boca. - O que está fazendo? - Zayn perguntou.

— Esse dia está um porre, e eu preciso tomar um porre. - quando pensei que Zayn iria xingar-me, ele arrancou a garrafa de minha mão e tomou um gole, antes que eu pudesse o xingar, ouvi meu celular tocar. - Alô?

 

“Allyson? Você está bem?” - ouvi a voz afobada de Niall através do celular e ao fundo, a dos outros meninos. “Zayn está com você? Vocês estão em todos os sites de fofoca possíveis, que diabos aconteceu?”

“Culpe o Zayn, Niall” - ao ouvir o nome de Niall, Zayn rapidamente arrancou o celular de minha mão, Zayn colocou-o no viva-voz.

“Precisamos de ajuda, estamos escondidos atrás de uma árvore, não conseguimos chegar ao carro, ele está cercado de paparazzis” - Zayn explicou, ouvimos várias vozes falarem ao mesmo tempo, mas no fim, somente uma se destacou.

“Vou enviar os seguranças para aí, da próxima vez, não saiam escondidos” - gelei ao ouvir a voz de Simon, em seguida, somente foi ouvido o “bip” do telefone. "Vão para a casa de Allyson, o hotel está infestado de paparazzis".

 

(...)

 

Sai do elevador com Zayn atrás de mim e fui em direção á porta de meu quarto de hotel. Tirei a chave de meu sutiã, apertei os olhos tentando descobrir qual das três fechaduras era a verdadeira, maldita catuaba.

 

— Quer ajuda? - Zayn perguntou segurando a risada.

— Não. - tateei com os dedos até achar o buraco da fechadura, encaixei a chave e puxei a porta, porém ela não abriu. - Que porra. - continuei puxando.

— Com licença. - Zayn passou em minha frente e empurrou a porta. - Acho que era para empurrar. - deu um sorriso sínico. Revirei os olhos e passei em sua frente, quando estava prestes a fechar a porta, Zayn passou pela mesma. - Nossa, me expulsando Crosby? -revirei os olhos. Eu não estava com paciência para aturar Zayn, a cena dele agarrando a peituda loira ainda estava fresca em minha mente. Sentou-se no sofá. - Vai me contar porque estava com aquele cara? - bufei.

— Eu só tava bebendo com ele. - tirei os saltos e o sobretudo, senti o olhar de Zayn sobre mim, olhei para o mesmo e seus olhos estavam direcionados para minhas coxas, senti meu rosto esquentar. - Meus olhos não são aí embaixo. - Zayn encarou-me nos olhos.

— Você precisa colocar gelo nesse galo ai.

— E você limpar o sangue de seu nariz. - Zayn levantou-se e se aproximou de mim.

— Eu não gosto do Nathan.

— Que pena, porque eu gosto dele. - virei-me e fui em direção a cozinha cambaleando por estar meio alterada. Abri a geladeira pegando outra garrafa de catuaba, se eu tivesse que aturar Zayn por mais tempo, eu precisava beber.

— Desse jeito vai entrar em coma alcoólico.

— Foda-se. - abri a tampa da garrafa bebendo-a em seguida.

— Caralho, o que eu te fiz.

— Te respondo no dia que eu for uma loira peituda. - resmunguei com raiva. Zayn começou a rir.

— Isso é ciúmes? - Zayn aproximou-se e eu fui indo para trás. Ciúmes? Não fui eu que sai na porrada com um cara.

— Porque eu teria ciúmes se não temos nada? - bati com as costas na geladeira, eu estava sem saída. Zayn aproximou-se mais até ficar a poucos centímetros de distância.

Mas nós poderíamos ter.


Notas Finais


UOOOOUUUU.
Lembram-se da fanfic com o Harry? Lembram-se que estava em dúvida entre uma fanfic criminal e uma estilo Milk? Eu pensei e tive uma ideia, e se eu misturasse os dois estilos? O que acham? Tenho algumas ideias aqui na cachola, mas quero a opinião de vocês.
OBRIGADA PELOS COMENTÁRIOS E FAVORITOS AMORES, AMO VOCÊS.
ATÉ A PRÓXIMA.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...