História Milk - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Ariana Grande, Fifth Harmony, One Direction, Zayn Malik
Personagens Ariana Grande, Harry Styles, Liam Payne, Louis Tomlinson, Niall Horan, Zayn Malik
Tags Ariana Grande, Fifth Harmony, Harry Styles, Larry, Liam Payne, Little Mix, Louis Tomlinson, Niall Horan, One Direction, Perrie Edwards, Zariana, Zayn Malik, Zerrie
Visualizações 492
Palavras 1.518
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


MUITO obrigada pelos 11 favoritos, espero que gostem e acompanhem a fic.

Capítulo 4 - 04. Milk


Fanfic / Fanfiction Milk - Capítulo 4 - 04. Milk

 

September 7, 2012

 

Eu tentei parecer tranquilo
Mas quando eu estou olhando para você
Eu nunca consigo ser corajoso
Porque você faz meu coração disparar
Fez-me cair do céu
Você é a minha criptonita
Você me mantém fraco, yeah
Congelado e sem respirar

One Direction – One Thing

 

Era estranho pensar que agora pertenço a um grupo, e mais estranho ainda era pensar que, os outros grupos eram formados por irmãos ou até melhores amigos, mas se nos “tiraram” da eliminação, para nos colocar em um grupo, é por que acreditam em nós, e se eles acreditam, eu também acredito.

Hoje era o nosso quarto como um grupo, nesses quatro dias trabalhamos para entendermos nossas vozes, nossas personalidades, para nos conectarmos, afinal, nós queríamos nos sair bem, pois talvez nunca tenhamos outra oportunidade como essa, o que me lembra o que Simon nos disse mais cedo:

“Esse é o momento que pode mudar a vida de vocês, literalmente. Acho que coloquei cinco pessoas muito talentosas juntas; o que queremos é um grupo que vá dominar o mundo”.

 Uma frase pequena mas que deu um motivo para lutarmos e mostrarmos nosso talento para o mundo, posso estar sendo clichê mas se uma errar, todas irão para casa, e nenhuma de nós quer isso. Todas temos um motivo para estarmos aqui, seja para ajudar a família, para realizar um sonho ou os dois juntos.

 

(...)

 

— Eu pensei que iria vomitar quando comecei.

 

Finalmente pudemos respirar fundo e acalmar os nervos, passamos da casa dos jurados e agora a competição realmente começava.

 

— Não é para tanto Molly, você cantou muito bem. – Holly disse enquanto molhava sua batata frita no pequeno potinho de Ketchup da lanchonete em que estávamos. – Por que eles colocam tão pouco ketchup? Sério, da próxima vez, eu vou trazer de casa.

— Isso me lembra que tenho que pedir mais dias de hospedagem no hotel, não esperava que fosse passar da seleção.

— Você sabe que se precisar, pode ficar na minha casa Ally.

— Eu sei Lauren, e agradeço mais não quero incomodar. – Dei de ombros.

— Não seria incomodo algum, minha mãe adora visitas.

— Eu até aceitaria, mas minha mãe é mega orgulhosa nunca aceitaria.

—- Caso precisar, é só ligar. – Sorri para a mesma em forma de agradecimento.

— Vocês ouviram sobre um covidado surpresa que virá no programa?

— Convidado? Que convidado Lizy? É o Justin? – Perguntou Holly enquanto arregalava os olhos.

— Não sabia que você era fã do Bieber.

— Que Bieber o que Allyson, to falando do Timberlake.

— Bom, eu não sei quem é, mas provavelmente deve ser alguém que já participou do X Factor, e querem o trazer para darem umas dicas para nós.

— Não vou nem sonhar em quem possa ser, por que no final, vai acabar sendo um cara desconhecido de alguma temporada ai. – Revirei os olhos enquanto respondia a mensagem de James “Ta na rua né? Pode trazer sabonete? Os que trouxeram hoje acabaram e eles disseram que não irão dar mais sabonetes para nós. Ridículos, pagamos a estadia para que então?” revirei os olhos enquanto respondia um breve “Sim”. James fazia esculturas de sabonete, é a forma que ele encontrou de pagar seu curso de teatro, e eu realmente não sei quem compraria esculturas de sabonete.

— Seria legal se fosse Little Mix, elas foram formadas da mesma forma que nós, são uma GirlBand e venceram a temporada passada, poderia nos ajudar muito. – Todas acenamos para Lizy em concordância.

— Isso me lembra, temos que começar a pensar nas músicas para a apresentação, quanto mais cedo, mais tempo teremos para ensaiar. – Concordamos com Lauren.

— Bem, eu já volto.

— Vai ao banheiro? -  Perguntou Molly enquanto via Holly se levantar.

— Não, vou pedir mais ketchup. – pegou o potinho e foi em direção ao balcão de onde saia os pedidos.

 

Começamos a discutir opções de músicas, o foda é que não era somente uma música, mas sim duas, porém nossa “roda de ideias” foi interrompida pela voz alta de Holly.

 

— O que custa você me dar uma droga de outro copinho? – Gritou Holly enquanto batia o copinho no balcão fazendo o mesmo amassar.

— Eu to chapada por conta do Milk-Shake ou a Holly ta realmente arrumando uma treta por causa de um ketchup?

— Bem, Milk-Shake não deixa  as pessoas chapadas então, sim, treta por ketchup. – Respondeu Molly a Lizy.

— É só um potinho por porção, já lhe disse, não podemos lhe dar outro, não precisa fazer um escândalo por causa disso. – O rapaz respondeu sem a menor paciência. O sino da porta de entrada do estabelecimento tocou fazendo todos tirarem a atenção da discutição por um minuto, para olharem um grupo de cinco rapazes encapuzados (que tornavam impossível a tarefa de ver seus rostos, por estarem de cabeça baixa) que acabara de entrar junto com alguns homens de terno.

— Se vocês colocassem o ketchup em um potinho maior, eu não faria um escândalo. – Continuou com a gritaria.

— Eu vou pagar a conta. – Disse me levantando.

— Espera, nós não íamos dividir? – Perguntou Lauren enquanto segurava meu braço.

— Vocês me pagam lá fora, só vou pagar a conta antes que sejamos expulsas. – Respondi e fui em direção ao caixa quando Lauren soltou meu braço. A briga estava agora tomando a atenção de todos no estabelecimento, até dos garotos de capuz, mas ainda era impossível ver os rostos por conta dos brutamontes que estavam sentados a frente deles, estranho é pouco para descrever. – Moça, a conta por favor. – Pedi a moça do caixa.

— Se eu mergulhar uma batata, já acaba o ketchup. – Continuou gritando.

— Se você não fosse gulosa, não acabaria, louca do ketchup. – Foi escutado uma gargalhada alta vindo do grupo encapuzado.

— Seu troco. – Agradeci e caminhei de volta a mesa

— Você me chamou de gorda seu babaca? – Gritou bem mais alto fazendo a gargalhada de antes acabar.

— Para comer tanto ketchup assim, tem que ser. – revirou os olhos.

— Ele não falou isso. – Lizy perguntou desacreditada.

— Gorda? Você vai ver a gorda seu merda. – A próxima coisa que foi vista, foi um jato de coca cola, que vinha de uma mangueira para encher os refrigerantes, em direção ao rosto do cara fazendo o mesmo cair para trás.

— Holly. – Gritei e fui em direção á mesma junto com Lauren. – Nós vamos ter que pagar por essa coca Holly Young. – Vi Lauren tirar a mangueira de sua mão e dar para o gerente desliga-la.

— Vamos embora Holly. – Lauren pediu enquanto a arrastava para longe do cara.

— Foi por isso que eu terminei com você, você é um merda. – Gritou antes de sairmos do estabelecimento junto com as outras garotas que traziam nossos pertences.

— Nunca pensei que iria ver uma treta por conta de um copinho de ketchup. – Molly quebrou o silencio fazendo nós quatro gargalhar e Holly cruzar os braços.

 

(...)

 

September 16, 2012

 

Hoje era o dia em que iriam nos apresentar aos convidados especiais, eles iriam vir com o objetivo que já suspeitávamos “darem algumas dicas para nós”.

Já havia se passado nove dias da briga causada pelo ketchup, briga que no final descobrimos que aquele cara era o ex de Holly, eles namoraram durante dois anos, mas tudo acabou quando ela o pegou na cama com sua melhor amiga, ou melhor, ex melhor amiga. No final, acabamos com fotos nossas (que eu não faço ideia de onde tiraram) em um pequeno mural onde se encontrava as pessoas que “estão proibidas de entrar neste estabelecimento”, as pessoas na verdade, eram só nós cinco. O resultado era que agora temos que andar dois quarteirões para ir em uma lanchonete.

A “Week 1” foi a dois dias, nos apresentamos com Skyscraper (o que nos rendeu o apelido “puxa saco” dos outros participantes) e We Are Never Ever Getting Back Together de Taylor Swift, felizmente conseguimos ficar para a segunda semana.

 

— Acho que eu desloquei minha perna. – Reclamei enquanto alongava a puxando para trás e me apoiando em Lauren. Encontrávamos em uma sala separada dos demais (muitas pessoas em um local pequeno não dá certo) enquanto aguardávamos a chegada dos convidados.

— Também, do jeito que você pula com esses saltos, não sei como ainda não a quebrou. – Zombou Lauren.

— Eu ando com salto dês dos meus quinze anos, estou acos... – Fui interrompida por uma voz atrás de mim e de Lauren.

— Com licença, sabem onde está o Simon?

 

Lauren virou-se depressa para ver quem estava perguntando, o resultado esperado foi óbvio: Sem nenhum apoio, estando em pé com apenas uma perna e usando salto, o inevitável aconteceu, perdi o equilíbrio e fui com tudo para trás. O que eu não esperava era cair em cima de um corpo ao em vez do chão. Abri os olhos e tentei olhar por cima do meu ombro para saber em quem eu cai, eu só não esperava encontra os olhos mais bonitos que alguma vez já havia visto, naquele momento eu não lembrava se falava inglês, francês ou até árabe, eu nem lembrava como se falava, mas quando vi, as palavras saíram da minha boca.

 

— Z-Zayn Milk? – perguntei gaguejando.

 

Nunca pensei que erraria o nome de um dos meus ídolos, mas hoje eu agradeço por tê-lo errado.


Notas Finais


Apesar de gostar, não queria que os dois se conhecessem por um esbarrão no meio de uma starbucks, ele pedia para sentar com ela e no minuto seguinte já estão apaixonados e se beijando loucamente. Qual é? Na vida real quando o crush supremo te nota é normalmente por que você passou uma baita vergonha, quem nunca caiu em cima (literalmente) do crush? Bem, a Ally já.
Acho que deu para entender o por que da história se chamar Milk né? Se não deu, mais para frente dará.
Obrigada pelos comentários no capítulo anterior.
Feliz natal (atrasado) e um Feliz Ano Novo, que 2017 seja melhor que 2016, com menos mortes, mais boys (or girls) magias e One Direction de volta. (5H com as 5 seria pedir demais?)
Até o próximo capítulo.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...