História Milord - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Mitologia Grega, Percy Jackson & os Olimpianos
Personagens Nico di Angelo
Tags Nico Dark
Visualizações 21
Palavras 2.264
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Ficção, Harem, Lemon, Luta, Romance e Novela, Shonen-Ai, Sobrenatural, Terror e Horror, Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Incesto, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir culturas, crenças, tradições ou costumes.

Notas do Autor


boa leitura

Capítulo 5 - Four


-Cléopatra!!

gritava correndo atrás da gata que corria atrás de Herb que corria atrás de Cris que desesperado abraçava a bola de lã com os braços ossudos

-Mestre!,cuidado!não corra desse jeito!

-Uwaaaaaaaaa Bocchan me salva!!! Eles querem me comer!!,sou novo demais pra morrer de novo!!

-Herb Cléopatra!! ,Cris,JÁ CHEGA!!

berrou fazendo a sombras imobiliza-los como se fossem cordas,um dente de Cris quebrou por estar gritando na hora da queda o fazendo gritar de dor.Herb se debatia,os olhos assustados enquanto soltava latidos feridos.já Cleópatra pendurada pele pata traseira olhava com os grandes olhos amarelos pro dono que furioso tentava se acalmar.Thomas atrás de si com cara de deboche e mostrando a língua pra Cris que fica mais furioso ainda,mas fica queto pra não estressar mais o mestre.

-por que tanto alvoroço?!

-bocchan só estava separando uma briga dos dois ,ai eu peguei a bola pra guardar como castigo

Herb rosnou o olhando com raiva,havia atrapalhado sua brincadeira,não gostou de ser atrapalhado enquanto zuava o preguiçoso

-só que ai Herb correu atrás de mim sem motivo e Cléo corria atrás dele irritado,desculpe por tropessar no senhor.-dizia enquanto chorava

Nico suspirou,mal havia começado o dia e já queria voltar e dormir por cem anos,cruzou os braços e solto-os fazendo as sombras voltar ao normal

-Cris de a Cléo a bola dela,Herb sem carne por uma semana.-disse se virando e indo á sala de jantar se sentando e sendo servido por uma empregada zumbi

comeu se perguntando o que queriam consigo no Olimpo,não era ninguém muito importante e se pai parecia ansioso quando o contatou mais cedo,seria  algo haver sobre ser um bruxo?

de qualquer jeito tinha que ir querendo ou não

se levantou,a luz batendo em seu peitoral pálido e com poucos músculos,uma rosa negra de tatuagem em seu pescoço com espinhos rodeando seu peito,uma toga masculina e comprida na cor branca transparente a partir das cochas.O cabelo negro trançado com fios de prata com uma rosa branca enfeitando caia pelo ombro largo.

não demorou muito estava no olimpo,se ajoelhou perante os treze que o olhava

-se levante Nicolas

se sentiu incomodado por ser chamado pelo nome,mas se levantou fitando-os curioso,queria saber do motivo de ser chamado daquela forma

-deves estas se perguntando por qual finidade o chamamos sim?

-sim senhor,sendo sincero estou um pouco surpreso,é difícil me chamarem assim

-Apolo teve uma visão com vos

o moreno franziu o cenho e crispou os lábios,nunca era bom quando acontecia isso,e ficava pior se o próprio Apolo o previa,meio tenso voltou a prestar atenção em Zeus

-não pode nos contar tudo mais pelo que parece ti terás algo haver com os Deuses Nordicos e Japoneses

terei haver? Como amizade ou algo do tipo?

-entendes?só Apolo e as parcas sabem o que ocorrera,mas há a posibilidade de quererem o matar então pedimos pra que tome cuidado daqui em diante

olhou pro  pai e ele o olhava com os olhos preocupados,embora sua face continuasse sem expressões,olhou de relance pra Apolo e ele sorria.

-tem mais alguma coisa?.-perguntou sentindo ter mais anos do que devia

Zeus sorriu e o mais novo identificou algo como orgulho ali,arqueou uma sobrancelha confuso

-queremos lhe dar duas coisas.-quem se pronunciou foi  Poseidon que  sorria da mesma forma que o irmão


Nico estava começando a ficar assustado mais se segurou,ficando apenas curioso com o que ouvira

-me dar?

-sim,como seu pai lhe contou você tem sangue bruxo e Divino e como seu outro pai não era qualquer bruxo .-nessa parte Hecate pareceu orgulhosa.-você tem um poder maior por que a magia fortaleceu seu lado divino

estava confuso aonde a Deusa queria chegar

-então?

-então que a cada uma era aparece uma prole dos três grandes com metade de sangue bruxo,na ultima vez foi um filho de Poseidon e agora é sua vez,entendeu?

-certo acompanhei mais ainda não sei o objetivo

Afrodite solta um risinho enquanto se olha no espelho e Artemis revira os olhos,Apolo ainda sorria Colgate.

Hecate suspirou

-eu criei o mundo bruxo com ajuda das treze cadeiras para as pessoas a quem tem minha benção,essa que é herdada,então naturalmente temos um nome e uma fama.No mundo bruxo temos o sobrenome de Olimpo e temos controle sobre todas as raças desde anões até dragões

piscou confuso


-isso quer dizer...

-quer dizer que a partir de agora você cuidara de nossa mansão como sua ,poderá usar de nosso cofre,comandar as raças e ultilizar nosso nome,então,o que farás?

com todos os olhos em si se sentiu acuado e aceitou com um acenar de cabeça.Os Deuses sorrirão mesmo Artemis se sentia um pouco orgulhosa,o menino sofreu demais então merecia um pouco da felicidade.

-agora temos que te dar a segunda coisa.-Afrodite falou,largando o espelho e se levantando.-eu sou a primeira.-ela se aproximou e Nico deu um passo atrás,a loira o olhava com um sorriso estranho.

Quando ela chegou perto o suficiente o puxou pelo pescoço

-eu lhe concedo Amor e tudo o que venha dele

antes que raciocinasse Afrodite o beijou em um selar simples,sentiu seu coração bater a mil por hora,batidas que ecoavam como tambores em seus ouvidos,recordou-se de suas experiências com o amor e logo em seguida viu seu pai sorrindo pra si,Eros veio logo em seguida,o rosto belo em meio a lagrimas e de como sorria sem realmente estar feliz,porque não estava e era culpa sua.

Nico não sabia mais assim que a Deusa o largou caiu no chão de joelhos e chorava,seus gritos ecoavam no salão enquanto em sua mente agora aparecia a vida ,vida de muitos humanos e como eles são felizes amando,então ele soube que também pode ser feliz,que podia amar sem medo.

seu corpo tremia e sua garganta doía quando as imagens sumirão,percebeu que estava escuro e lamurias vinham de toda parte,olhou em volta se sentindo frágil,fantasmas tentavam entrar na sala.Sentiu seu pescoço ser puxado com brutalidade,se vendo cara-a-cara com Ares que o olhava com os olhos vermelhos

-eu lhe concedo a força da guerra e tudo que vendo dela

a voz grave e severa foi ouvida antes de tomar os lábios rosados em um beijo brutal,sem sentimentos,mordia os lábios e puxava-os entre os dentes.Nico retribuía com fome,voraz,os lábios grossos e duros aos seus,não sabia daonde vinha vontade de retribuir,mais logo fora solta e viera de uma vez,guerras,destruição,morte,sangue.Seu rosto de feições delicadas agora tinha o olhar duro,não combinava consigo.Sabia agora que tinha que ter força no que quer que faria.

-eu lhe concedo...

se aproximava graciosa,o vestido cinza voando com o vento frio que os fantasmas trousseram ao lugar.

-o dom da caça e abençoo-te com a lua

ouviu e de olhos fechados sentiu,os lábios pequenos contra sua bochecha ,em sua mente imagens e mais imagens de animais de todos os tipos ,as experiências de Artemis na caça e tudo o que ela sabe.Abriu os olhos e sorriu pra menor que virou a cara e voltou a andar ao trono.

-agora eu!!

Apolo vinha alegre ficando em sua forma humana e sorrindo grande em direção ao moreno que não sabia se eles só podiam fazer aquilo beijando ou tavam tirando com sua cara,não queria nem olhar pra Hades,vinha uma aura fria daquele lado

Apolo a poucos passos transformou o sorriso em um malicioso ,o moreno sentindo um frio na espinha o olhava cautelozo,logo sendo puxado sentiu a pele contra o peitoral musculoso do loiro que se aproximou,apertando sua cintura com as mãos firmes

-eu lhe concedo,o dom da cura,artes e abençoo-te com o sol

o loiro não esperou muito e beijou o menor ,de começo um selar bruto,logo pediu passagem pra um moreno corado que lhe concedeu

-uhn..mm

gemeu ao sentir sua língua queimar em contato com o sol que o apertou mais forte contra si,sentiu sua pele queimar assim como seus lábios,as bocas mexiam-se com desejo e Nico apertou com força os fios dourados entre os dedos,seus lábios queimavam mais era uma sensação boa,o cheiro de tarde ensolarada era delicioso assim como o gosto de mel dos lábios quentes

Apolo encerrou o beijo e sorriu galanteador passando a mão na cintura queimada a curando,se aproximou e lembeu os lábios vermelhos curando-os,sem esperar adentrou a língua na cavidade enrolando sua língua na do menor e a acariciando

-uurg

quando foi solto estava descabelado e se sentia com tesão,seu fogo estava alto e se viu querendo continuar.corando mais do que já estava mordeu o inferior observando o Deus sol voltar pra seu trono com um sorriso cafageste,todos olhavam de si pro loiro com caras desacreditadas e a aura de morte estava mais intensa pro lado de Hades que o fitava querendo matar,desviou o olhar constragido ouvindo passos vindo a si.

-eu lhe concedo

olhou e viu Hefesto,os cabelos negros e os olhos castanhos,rosto másculo e cheio de músculos,desceu o olhar e enguliu um gemido,diferente dos outros dias hoje o ferreiro estava apenas com uma calça jeans negra,Nico já estava começando a achar estar no inferno..

-o dom da criação de ferramentas e do concerto e lhe abençoou com o vulcão

disse enquanto se aproximava e sorria ladino ao perceber o problema do  menor

-Hefe...Hefes....to.-sussurrou sem ar quando o maior parou afrente de si e o mirou ,os olhos castanhos exalando luxuria e desejo.-uhnn.m!

pego de repente na cintura sentiu os lábios ferventes do outro nos seus,um beijo lento,quente e perigoso,as língua dançavam dentro da boca do menor,sentiu a mão grande pegar sua coxa e ergue-la enquaixando sob o quadril do maior,a mão áspera apertando sua coxa branca com força....

-faça silencio

Gemeu pego de surpresa quando o outro deu uma estocada falça,os membros se estimulando embaixo das roupas deliciosamente,Hefesto marcava o pescoço delgado mordendo a rosa tatuada e Nico de olhos fechados mordia os lábios enchados engolidndo os gemidos

não deu um minuto e gozou

Hefesto abafando seu grito com um beijo de tirar-lhe o resto do folego,quando o mesmo encerrou o beijo lhe sorriu e piscou,ficando alguns segundos o segurando,fez os resquícios de gozo sumir da roupas de ambos  e o soltou quando já era seguro o menor ficar de pé .

Nico estava paralizado,queria cair ali e dormir,era muita carga emocional,não se sentia bem depois dessa,estava tão distraído que não percebeu quando Poseidon se aproximou,ficando em sua frente,o puxou pela cintura e fez a cabeça do menor deitar em seu peito,acariciando os cabelos negros e arumando-os como pode

-eu lhe concedo a calma e o dom do mar .

disse antes de o selar os lábios,Nico instantaneamente se sentiu calmo,o carinho que o de olhos azuis fazia em sua cintura o dava paz,dessa vez foi o menor que iniciou o beijo,Poseidon um pouco surpreso retribuiu,um beijo calmo e sem batallha

se separando Poseidon o soltou meio confuso voltando pro seu trono,sendo observado por uma loira.

Demeter se levantou junto de Hera e Hecate

Hera se aproximou o abraçando e lhe dando um beijo na testa

-eu lhe concedo o casamento

-eu lhe concedo a fertilidade.-disse Demeter beijando a mão alva

-e eu lhe concedo o controle da magia e tudo que vem dela.-disse lhe beijando a bochecha

Nico sorriu pras três,vendo-as sair e vir Athena que o olhava analítica

-eu lhe concedo a sabedoria

disse se aproximando,arrastando o tecido brando do vestido atrás de si,ficou na ponta dos pés e deu um beijinho na ponta do nariz do moreno.

Nico pensou que fosse impossível ler mais de bilhões de livros em apenas um segundo

Zeus se levantou ,a capa voando com o vento,se aproximou pegando sua mão e lhe olhando nos olhos

-eu concedo-lhe o dom dos trovões do voo e da liderança,abençoou-te com os céus

se abaixou erguendo-lhe a mão alva e beijou os dedos pálidos,fazendo Nico sentir raios em seu corpo todo,logo se levantou e se virou voltando pra seu trono,Hermes se levantou gritando no celular

-eu já disse que não caramba!! Você ta surda?! É pro Brasil,Bra-sil ! o que diabos tem haver com Canada?!.-gritava irritado,parou na frente do moreno que o olhava segurando o riso e desligou na cara da incompetente pegou Nico pela mão e o puxou fazendo seus corpos se chocar,Nico o observava de cima

-eu lhe concedo o dom do roubo e da velocidade e eficiência.

e na ponta dos pés o beijou,Nico agarrou a nuca do menor,fofo e irritadinho e acariciou os cabelos areia apertando com força a cintura feminina...e o puxando pra si

o labios se encaixando com voracidade e as linguas velozes brigando na cavidade do menor por domínio ao qual Nico ganho chupando a lingua do mais velho ,fazendo Hermes gemer manhoso

o celular começou a tocar e Hermes não podia ligar menos,pulou no colo do maior sendo segurado pelas coxas ,sentia as mãos apertando-as ,o gosto de chocolate viciante ,gemeu abafado tendo seu inferior mordido

Nico encerrou o beijo e limpou o fio de saliva dos lábios pequenos e pálidos do menor o olhando no fundo dos olhos,o soltou e Hermes sorrindo atende o celular,descabelado e dasarrumado

-oiii flor? Não é pro Brasil,não começa com D não com C...-e ia andando com um sorriso bobo sendo observado por todos

Hades bufa se levantando e andando a passos pesados até Nico que sente um arrepio na espinha

-eu lhe concedo o dom da escuridão e da morte,abençoo-te sob o mundo inferior

disse o agarrando,apertando sua cintura com posseição,puxou os cabelos negros deixando o pescoço alvo livre e sorrindo maldoso mordeu,com força,Nico gritou mudo apertando os cabelos do pai sentindo os dentes rasgar-lhe a carne.

sangue escorreu sob a pele branca

os olhos vermelhos cheios da água,Hades o soltou,lambeu a mordida acariciando os cabelos negros,olhou nos olhos do filho e selou seus lábios em um selo

Cansado Nicolas adormeceu

 

 

 

                              continua?


Notas Finais


obrigada por ler.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...