História Minha âncora - Capítulo 10


Escrita por: ~

Visualizações 53
Palavras 1.152
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Ficção, Ficção Científica, Luta, Mistério, Romance e Novela, Suspense, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Oyn, capítulo novo.
Affs meus GIF's não estão funcionando

Boa Leitura ❤❤

Capítulo 10 - O Acampamento


Fanfic / Fanfiction Minha âncora - Capítulo 10 - O Acampamento

Capítulo 10 – O Acampamento

Acordei no meio da madrugada com o motorista segurando a buzina do veículo, dava pra ouvir o eco de choramingo dos alunos que queriam estar dormindo.

Tutor – ANDEM, LEVANTEM AGORA!,

Olho para os meus lados ainda tonta, e nina não estava mais lá, apenas Effy. Olhei para o lado de fora do Ônibus e lá estava Nina, já pronta. Solto um sorriso automático e corro pra fora do ônibus, para fazer minha higiene matinal.

Nina – Bom Dia vagaba – ela piscava pra mim, o que me fazia rir -

Fran – Bom dia piranha rara.

Nina – hm.. Rara?

Fran – Claro, piranha não dorme cedo – apenas ouvi suas risadas e segui reto-.

Havia um posto de gasolina, agora que eu tinha percebido, tinham vários banheiros e corri rapidamente para eles enquanto todo mundo fazia fila para usar o banheiro, Tomei uma ducha quente, fiz minha higiene matinal, minhas necessidades fisiológicas e me troquei rapidamente com a mesma roupa de ontem que eu mal tinha usado, exceto as íntimas claro, quando ouço um choro vindo de outra cabine, o choro vai ficando mais forte e imediatamente bato na porta.

Voz feminina – Saia daqui, me deixe em paz!

Fran – O que?, claro que não... o que ta fazendo?

Quebro a trinca da porta com um chute, e lá esta Hillary cortando os pulsos.

Hillary – SAIA DAQUI! - ela grita chorando, enquanto eu só consigo sentir pena -

Fran – O que acha que ta fazendo.. - roubo sua navalha -

Hillary – Kimm.. Ela não vai voltar, então preciso ir com ela, me devolve!

Fran – O que?, Escuta Hillary, Coisas ruins acontecem nessa cidade, muito ruins, mas você precisa seguir em frente, você é linda, você pode melhorar como ser humano.

Hillary – Eu não to falando de mim sua imunda, e sim da minha amiga.., ela era a única que me entendia..

Fran – Bom. Ela não vai voltar, e você não pode fazer nada sobre isso – Me abaixo para conversar com ela enquanto ela está naquele chão sujo sentada, nem parecia a Hillary que eu conhecia-.

Fran – Quando coisas ruins acontecem, você pega todas essas coisas ruins, COLOCA EM UMA CAIXA, FECHA A TAMPA, OLHA PRA CIMA e FOCA EM SEU OBJETIVO!, entendeu?, é isso que você tem que fazer agora, aproveitar dessa viagem com a sua amiga Rebecca e com o seu amigo Flash!. - faço uma atadura em seu braço, com coisas que eu tinha em minha mochila enquanto ela não dizia uma palavra, apenas chorava, é, eu sei que ela não teria feito o mesmo por mim se eu estivesse nessa situação, mas não sou como ela.-

Me levanto daquele chão para sair dali.

Hillary – Obrigada..

Fran – ta... - eu ainda sentia raiva dela, por tudo o que ela fazia com todos os nerds/novatos -

Quando saí daquele banheiro eu podia jurar que tinha ouvido gemidos vindo de outro lugar, mas o que diabos estava acontecendo?, seria eu a curiosa exagerada?.. Eu me aproximei para ver, e era a Nina... com o Flash, MAS QUE DIABOS?!, eles estavam perto de uma árvore transando, apenas corri dali com aquela imagem na minha cabeça quando dou de cara com o Peter..

Peter – Pode conversar comigo agora? - ele não parava de me encarar enquanto eu olhava pro chão e os ao redores-.

Fran – Sobre o que? - ele fecha os olhos e me encara, mas consegui entender tudo -

Fran – Eu não sei se ta pronto.. Mas.. Eu sou um experimento e fui criada em laboratório, eu sei isso é loucura, mas eu não morro, eu não posso morrer e quando estou nervosa aquela sombra esquisita aparece e..

Ele me interrompe com um abraço quente e apertado.

Peter – e seus pais eles..

Fran – Eu sou órfã.. Eu fui CRIADA pelo meu pai, literalmente.. Minha família era uma mentira.. E a nina? Nem é a minha prima de verdade..

Peter – Eu sinto muito.. Eu nem sei o que dizer..

Fran - Não se preocupe..

Olhei para o lado onde ficavam os banheiros e no meio daquela fila enorme, Flash estava vindo para o tutor, arrumando o zíper da calça, enquanto Nina vinha correndo, mantendo distancia dele e chegando até minha pessoa.

Fran – Com o Flash? Sério? - eu cochichava e ela soltava uma risada-

Nina – Eu precisava de um favor dele, na verdade.

Fran – Ele é um nojento..

Nina – Nem tanto.. - a mesma sorria para mim, tentando me irritar -

Nina – Anda logo, tem muita caminhada maninha..

Eu não acreditava que ela seria capaz de se prostituir, quer dizer, ela é menor de idade... eu nem sei mais o que pensar.

Tutor – ANDEM LOGO SEUS MOLENGAS, SAIAM DAS CABINES, TA NA HORA DA CAMINHADA!.

Effy – Temos um ônibus, por que vamos andando?

Tutor – para esquentarem as pernas, e a propósito, o ônibus pifou. - conseguia ouvir as pessoas fazendo som de decepção-

Flash – A FILINHA, A FILINHA.. - Ele parecia muito alegre com aquele sorriso babaca que ele conseguia ter, é eu odiava aquele ser -

-

Já estava anoitecendo, caminhávamos tanto, Ned estava só o bagaço, Effy bebia toda a água da garrava dela, Nina conseguia sorrir apesar de tudo, e eu não conseguia ficar cansada, quando eu começava a cansar ao mesmo tempo eu sentia uma energia imensa que substitua o cansaço..

Tutor – Pronto, é aqui.. armem suas barracas já que estão tão cansados.. Subiremos a colina de rapel amanhã cedo.., tem um chalé bem no topo.

Flash – O Ned vai quebrar a corda.. - Risadas podiam ser ouvidas até da nina que estava ao meu lado, cheguei a dar um soco no braço dela pra ela parar com aquilo-.

Peter – Cala a boca escória!.

Ned – Cara.. Não vale a pena.

Flash – A propósito, você ta muito gata hoje Franzky..

Fran - Você me da nojo.

Flash – E você me da tesão. - ele continuava a sorrir, quando Peter da um soco em seu rosto -

Peter – FALA ISSO DE NOVO!

Flash – Quem você pensa que é seu nerd de merda?! - o Tutor vai separar os dois e acaba levando um soco no rosto -.

Tutor – Flash, tenha mais respeito com as suas colegas.. E PETER, fique calmo..

E eu apenas corro para a minha barraca, eu me sentia violada de alguma forma, não sei como aquilo terminou, mas eu me arrependi de ter vindo pra cá, eu poderia estar em casa agora, assistindo filmes com meu pai e minha irmãzinha.

Nina – Por que esta triste amiga? Sabe acho que você precisa transar..

Fran – Isso é tão Clichê, mas Eu preciso do meu pai..

Nina – Ok.. Eu só vou ter uma conversa com o flash, sabe, pra ver se ele fez o que pedi hoje mais cedo.

Isso me dava nojo só de pensar, eu tinha feito uma fogueira, no meio das barracas, junta com o tutor, até que Peter vem até mim sorridente.

Peter – tenho algo para lhe mostrar, vem...


Notas Finais


Esse pessoal nem sabe no que estão se metendo no meio da selva c:

Sim o Flash é o Justin de 13rw
Flash - https://s-media-cache-ak0.pinimg.com/736x/b8/37/2d/b8372ddce9d0d1bc58043deabb46fe5f--thirteen-reasons-why-tv-series.jpg

comentem se gostaram, bjs e até o próximo ❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...