História Minha Deliciosa Secretaria Estagiária - Capítulo 29


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Ecchi, Hentai, Original, Romance, Yuri
Exibições 44
Palavras 884
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ecchi, Hentai, Romance e Novela, Yuri
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 29 - Apenas Rancores... Parte 8


Suzan: Ela vai que?!…

Marcela: Isso mesmo que ouviu, ela vai se casar.

Suzan: Que vadia… Er, desculpa não queria falar assim mais e uma filha da puta ela tem coragem de convidar você sabendo sente algo por ela? Fala sério, seu fosse você mandava ela se foder partia para outra. Fala sério…

Marcela: Não deve ser ruim… Que tal você vim comigo?

Suzan: Séria uma boa dar troco mais eu tenho muito trabalho hoje então não vai dar. Leva Karina ela sua secretaria, sei Kate não gosta dela. Por quê?

Marcela: Longa historia, para outro dia.

Suzan: Hnph… Bem eu vou indo. Liga-me mais tarde para contar que houve.

Marcela: Pode deixar.

Suzan: Tchau Kate!

Kate: Tchau… Você está triste?

Marcela: Não. Tudo tem limite, meu já estourou faz tempo.

Kate: Certeza?

Marcela: Por que disso agora?

Kate: Não importa quanta magoada esteja, poderá pagar muito pelas consequências.

Marcela: Acho que não sou eu está pagando… Disso tenho certeza.

Kate: Tem certeza disso?

Marcela: Sim, tenho.

 Já estou cheia de ficar sofrendo.

 Esperei demais, está na hora de virar essa pagina.

 Claro que eu iria para essa festa, mais antes tenho que cuidar da minha vida.

 Tomei um banho, segui para empresa.

 Hoje estava cheia de coisas para fazer, nem deu tempo de almoçar.

 Mais consegui colocar tudo em dia, claro com ajuda da Karina.

Karina: Enviarei tudo ainda hoje.

Marcela: Espera, quero que se arrume bem hoje.

Karina: Para onde vamos?

Marcela: Uma festa. Quero que seja minha acompanhante se não tiver problema?

Karina: Claro que não, mais e Kate?

Marcela: Ela pode se cuidar sozinha, como já fico varias vezes não se preocupe.

Karina: Que horas?

Marcela: Esteja quinze para sete na minha casa, não se atrase.

Karina: Ok.

Saímos juntas do trabalho, mais cada uma seguiu seu caminho.

 Achava maneira dela pouco estranha, ela se nega morar na minha casa mais eu acho depois do que houve na entrevista deve estar mantendo distancia entre nós ou talvez ela não goste disso.

 Até eu não sei eu aceitei a homossexualidade, e pode ter rolado comigo mais certa vezes fazia duvidar do que estou fazendo da minha vida pessoal e amorosa. Por que não testar com homens?

 Já pensei nisso antes… Logo me veio Vinicius, mais ele vira pagina agora está seguir sua vida. Mais antes ele gostava muito de mim apesar de vê-lo como amigo e quando percebi já era tarde demais.

 Planejava comprar uma roupa nova, pensei muito enquanto rodava pouco de carro quando decidi ir até loja da minha preferência. Dona dela era Sarita. Como já éramos amigas sempre separava algumas peças bonitas, dessa vez ela tinha caprichado.

Sarita: Aqui, que acha?

Marcela: Essa saia aqui?

Sarita: Chego hoje, guardei uma para você. Ótimo tecido deixa seu corpo perfeito e como magrinho vai realçar sua cintura e aquele “Up” em outras partes.

Marcela: Vai ser essa, adorei.

Sarita: Esse vestido e para qualquer tipo de eventos, um bom salto e não precisa de mais nada.

Marcela: Posso prova-la?

Sarita: Claro, entre. Qualquer coisa só me chamar.

 Esse vestido era ótimo e provocante.

 Entrei no provador, comecei tirar a roupa.

 Quando coloquei vestido… Realmente ficou perfeito em mim.

 —

Marcela: Vai ser esse, para ela dar valor que perdeu.

 Tirei vestido com cuidado, guardei dentro da caixa para não amassar.

 Falei para Sarita que levaria esse vestido, ela ainda tentou mostrar outro mais meu o tempo era curto, acabou entendendo.

 Paguei pelo vestido, deixei loja.

 Já eram seis horas, entrei no carro parti para casa.

 Quando cheguei, Kate tava deitada no sofá vendo televisão.

 Apesar de achar estranho, sendo que pai dela ainda não havia chegado para leva-la a Londres. Parecia estar entediada nem queria vim comigo ao trabalho esse dias desde Karina assumiu lugar da mãe dela.

Kate: Que foi…? Por que me olha tanto?

Marcela: Sabe algo do seu pai?

Kate: Sim… Ele esqueceu, parece que dessa vez ele não vem me buscar.

Marcela: Por que não?

Kate: Tudo por causa do maldito trabalho dele… Vou passar minhas férias aqui sem nada para fazer… Dia todo…

Marcela: Não tem outra pessoa?

Kate: Não… Suzan?

Marcela: Ela está trabalhando querida, não tem nada assim que possa se distrair?

Kate: Não… Quero minha mãe de volta.

Marcela: Ela está trabalho agora, sabe muito bem faz isso por você.

Kate: Aff… Sempre foram assim.

Marcela: Venha comigo, para festa então.

Kate: Sério?!

Marcela: Se arruma, rápido vai antes que mude de ideia.

Kate: Legal…!

 Não posso deixa-la sozinha em casa, podia fazer qualquer coisa para fugir de casa.

 Também fui para meu quarto me arrumar, tomei um banho, coloquei vestido, joguei melhor perfume tinha ganhado num evento de cosméticos em Paris sendo preferido.

 Amarrei cabelos em um rabo de cavalo, isso deixava meu rosto mais destacado coisa que eu vim aprendendo com tempo caso queria chamar atenção de ambos os sexos.

 Recebo mensagem da Karina, ela já estava aqui minha espera.

 Dei mais uma olhada no espelho sai do quarto, desci ao encontro dela.

 Quando eu a vi, fiquei surpresa.

 Karina tava muito bonita, e usava um blazer preto, uma blusa branca junto de uma saia longa preta, rasteirinha. Seu olhar fitou-me por completo fazendo fica vergonha.

Kate: Tá bonita Marcela.

Marcela: Obrigada.

Karina: Então vamos?

Marcela: Sim, vamos botar pra quebrar



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...