História Minha escolha! - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Undertale
Personagens Asgore Dreemurr, Asriel Dreemurr, Chara, Flowey, Frisk, Papyrus, Personagens Originais, Sans, Toriel
Tags Undertale Frans Chariel
Exibições 22
Palavras 4.290
Terminada Sim
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Heterossexualidade, Incesto, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Bem, essa é a primeira vez que eu escrevo, então... não sei se está muito bom ^^ espero que gostem ^^ <3

Capítulo 1 - Capítulo único - As escolhas!


Frisk  P.V.O (ON)

Matar o Sans foi a pior coisa que eu fiz, eu o matei com um sorriso horripilante no rosto, eu realmente não estou no controle, eu apenas queria desfazer tudo, mas... não consigo, terei que ir até o final...

Eu sigo pelo corredor, que agora está com o pó do Sans, eu tento não chorar, mas sou rendida pelas lágrimas, eu realmente matei todos, eu sou um monstro...

Finalmente, agora, após essa porta, estará o castelo do rei Asgore, eu lembro disso, já fiz a rota pacifica, eu nunca deveria ter resetado, tudo isso por curiosidade, eu tirei o final de todos, mas eu vou concertar!

Saber que você pode algum dia resolver tudo, isso te enche de determinação

Aqui está, Asgore, ele está regando as flores, eu realmente não quero matá-lo, eu vou tentar conversar com ele, sei que ele não pode me ajudar, mas ele foi meu pai um dia.

Eu me aproximo lentamente, ele se vira pra mim.

-Olá Asgore...!

-...hã? Opa, como vai? Você deve ser a pessoa a qual essa flor me avisou! Hm... que tipo de monstro é você...?- ele diz com um pouco de receio- Perdão, eu não consigo distinguir.

Você sente seus pecados rastejando pelas suas costas.

Logo entramos em modo de batalha, mas antes mesmo de ele terminar de falar, ele é atingido, por mim? Mas, mas eu não fiz nada, eu nem mesmo pensei em fazer isso, o-o que está a-acontecendo?

Flowey logo aparece, terminando de matá-lo... Flowey parecia assustado, ele estava com medo? Eu não sei.

-Viu? eu nunca te traí! Era tudo um truque, viu? Eu estava esperando pra matar ele pra você, afinal eu sou seu melhor amigo, eu sou útil, eu posso ser útil a você, eu prometo que não vou entrar no seu caminho, eu posso ajudar... eu posso... eu posso... por favor não me mata...

Essas foram suas últimas palavras, eu o matei, mas, eu não queria fazer isso, eu estou sendo... controlada? Não, eu agi sozinha, não adianta fazer tudo errado e depois não se culpar, eu causei tudo isso, eu sou o verdadeiro monstro – eu sento no chão e começo a chorar...

-Saudações. Eu sou Chara.

Quem é essa pessoa, seu nome é Chara, mas, mas como? Ela é, humana? Eu achei que estava sozinha aqui!

-Chara, o demônio que vem quando chamam por seu nome, não importa quando, não importa onde, vez após vez, eu aparecerei. E com sua ajuda, nós erradicaremos o inimigo e nos tornaremos fortes. HP, AT, DEF, OURO, EXP, LV. Sempre que um número aumentava, aquela sensação... sou eu ‘’Chara.’’ Mas, você e eu não somos iguais, somos? Sua alma ressoa com uma sensação estranha, há uma razão  para você continuar a recriar esse mundo. Há uma razão para você continuar a construi-lo.

Enquanto ela falava eu olhava para ela, será ela? A irmã de Asriel? Não... será? A humana caída que foi adotada pela família Dreemurr? Sim, é ela, CHARA, ela pode me ajudar a resolver tudo, eu tenho que salva-lá, afinal, ela é quase minha irmã também.

- Chara!

-Não me interrompa, sua idiota! Vamos mandar esse mundo de volta para o vazio!

APAGAR                                                   NÃO

-Chara, isso não é necessário, eu sei que você não é assim, eu sei sobre você, você já foi uma pessoa boa, venha, eu posso te ajudar, eu posso te salvar, vamos  criar um novo mundo e dar um final feliz a todos, Chara!

-Você é realmente idiota, você acha mesmo que pode? IDIOTA, IDIOTA, IDIOTA.

-Chara, eu sei que você odeia todos, mas há algo dentro de você que eu sinto que ainda é bom, Chara, olhe isso, você ainda usa o cordão que o Asriel te deu, “melhores amigos para sempre”, você acha mesmo que ele iria querer te ver assim? Não Chara, eu estou aqui por ele e por mim, nós podemos desfazer tudo isso!

-Não, não podemos, esse colar, esse colar... - ela começa a chorar- Asriel, me desculpe – ela cai ajoelhada no chão – eu matei meu irmão, eu sou horrível!

Tive uma idéia

-Chara, você tem a alma vermelha, não tem?

-Sim, snif, tenho a DETERMINAÇÃO.

-Qual foi seu último ponto salvo?

-Não me lembro... mas  eu posso  CONTINUAR ou RESETAR.

-Chara, pode parecer louco, mas e se você...

-Resetar – falamos juntas-

- Eu sei, é louco, mas, e se der certo?

- Eu não sei, podemos tentar, me ajude a levantar!

-Chara, se você resetar, não de sua alma a Asriel, não se preocupe, eu tenho tudo em mente, apenas me espere, eu irei chegar, eu prometo a vocês a luz do sol.

-Frisk...

-Shh!! Eu sei o que estou dizendo! Mas, me diga, como você pode resetar?

-Preciso de um save point, por lá eu acesso os dados da determinação e reseto. Eu nunca pude fazer isso antes porque nunca teve uma alma com tanta determinação quanto você, você praticamente me trouxe de volta a vida, por assim dizer, quando nossas determinações se fundiram, eu renasci, eu estava com tanta determinação e ódio... se não fosse você e o Asriel, eu iria continuar fazendo resets e matando todos na minha frente.

-Certo, vamos! Tem um save point no final do corredor.

-Ok, vamos!

Eu passo pelo aquele maldito corredor de novo, o pó do Sans ainda está por aqui, ele irá lembrar disso tudo, espero que ele me perdoe, eu vou recompensá-lo, não só a ele, como todos do subsolo!

-Aqui está Chara!

Chara mexeu em algumas coisas, e logo apareceu CONTINUAR -  RESET.

-Pronto! – Chara se vira pra mim, com uma cara meio triste – Frisk, eu acho melhor eu dar minha alma pra Asriel, eu sei que não valerá de nada, mas, depois de tudo que eu fiz, eu não mereço viver...

-Chara, apenas faça o que eu disse, você merece viver como qualquer um aqui, todos nós erramos, então por favor, me deixe concertar meus erros, me deixe te dar o final feliz e dar o final feliz a todos, por favor!

-Frisk, eu... ok, tudo bem, muito obrigada Frisk – Chara me abraça e chora no meu ombro, eu retribuo e choro também-

Chara se afasta, olha pra mim, da um grande sorriso, eu faço um sinal pra ela apertar o botão, ela só assentiu.

-Frisk, eu irei me lembrar de você, adeus!

-Adeus!

Chara resetou!

CHARA P.V.O. ON

-Eu, eu resetei, eu realmente consegui, aqui estou eu, em cima de flores douradas, mas e Frisk? Ela não aparecerá agora, mas daqui a uns anos, ela vai vir, obrigada Frisk. Onde está Asri...

-Hey, o-olá, você é uma humana? Está machucada? Deixe-me te ajudar.

-ASRIEL!!! – eu do um pulo  nele, nós caímos e rimos um pouco-

-Hey, calma, como sabe meu nome?

-Digamos que seja sorte de principiante, eu sou Chara!

-Olá Chara, haha, venha, vou te levar para ver a mãe e o pai. Vamos!

-Claro!

Nós fomos andando, passamos por uma cidade bem fria, depois por umas lindas cachoeiras, logo em seguida um lugar bem quente, pegamos muitos elevadores, até chegarmos no corredor, no corredor que Frisk me deu uma segunda chance! Depois de quase nos perdemos, chegamos em uma casa com uma grande árvore na frente com pétalas caídas, sem dúvida, era a casa de Toriel, a minha mãe, eu realmente vou rever minha mãe, estou tão feliz!

-Mãe, eu achei um humano nas catacumbas, seu nome é Chara!

-Olá minha crianç... – Toriel fez uma cara de espanto, mas logo se desfez para uma expressão de felicidade – Olá, Chara, você está bem? Venha aqui, irei recuperar seu HP – eu me aproximo dela e ela coloca a mão em minha cabeça – Prontinho, foi uma queda e tanto, heim pequena? Haha, meu nome é Toriel, sou a Guardiã das Ruínas, fico feliz em te ver!

-Ola Mã... Toriel, também fico feliz, fiquei sabendo que a senhora faz a melhor torta de caramelo e canela daqui, eu adoraria esperimentá-la.

Toriel me olhou surpresa, será que falei algo errado? Tomara que não! Chega de burradas Chara!

-oh...... claro minha criança, haha, eu irei preparar uma agora mesmo, vá brincaar por ai com o Asriel, eu chamo vocês no jantar! Asgore, diga oi para as visitas! Me desculpe, meu marido é meio lerdo, haha, ele está lendo um livro!

-Ah, Tori, o que Fo... Uma criança, Tori olhe só – Toriel começou a rir-

-Eu sei, meu bobão, venha, me ajude no jantar!

-Heh, estou indo, até mais criança, depois vamos tomar uma xícara de chá!

-Claro, haha.

Eu e Asriel fomos lá pra fora, brincamos muito, conversamos, ele pegou uma câmera e mandou eu fazer uma cara assustadora, ele caiu, acho que eu exagerei, poxa, eu só sou uma ex genocida, hahahahaha, eu realmente estou feliz, quero que todos os dias sejam assim!

ASGORE P.O.V ON

-Tori, você sabe o que isso significa? Nós podemos ser uma família, nosso sonho!

-Sim meu fofucho, estou tão feliz!

-Quando vamos dar aquela notícia nova para nossos filhos? Se assim posso dizer, hehe!

-Em breve, meu amor!

SANS P.O.V ON

Ah, o-o que, por que eu me lembro disso? C-como? Frisk, onde está ela? Minha melhor amiga, me matou... mas eu sei que ela não queria aquilo, eu vi nos olhos dela, ela chorava e estava com um olhar suplicando por ajuda, mas aquele sorriso... aquele sorriso foi pertubante! Eu tentei ajuda-lá, mas... ela aproveitou a brecha e, bem, me matou... mas eu perdoo ela, ela já foi pacifica, não vou desistir, mas antes vou sair por ai, vou matar a saudades de todos, principalmente do Paps, meu maninho, é OSSO ficar sem ele!

*QUEBRA DE TEMPO*

FRISK P.V.O ON

Ali está, o Monte Ebott, está na hora, dia e horas certas, só falta eu subir, está na hora do sacrifício.

*SABER QUE VOCÊ VAI AJUDAR TODO MUNDO, ISSO TE ENCHE DE DETERMINAÇÃO*

Aqui está, agora é só pular – eu do um pulo e não demora muito e eu já chego no chão, e lá está ninguém mais, ninguém menos que Chara! Ela já estava Crescida, e estava com uma feição feliz, porém preocupada.

-Eu estava te esperando! – ela me abraçou, eu retribui

-Chara! Olá, como você mudou, está mais bonita, mais cuidada, minha irmãzinha está linda!

-haha Frisk, Você que está, vem, vamos ver a mãe e o pai, o Asriel e Flowey!

-Flowey? – eu digo assustada – Nosso irmão não virou uma flor de novo, não é?

-hahah, não maninha, é uma surpresa, venha, vamos logo!

-Está bem, vamos!

Nós fomos correndo, até chegarmos no castelo, eu prefiri ir escondida, então, ninguém do subsolo ainda sabe da minha chegada!

-Chegamos Frisk, entre!

-Não, você sabe o porque, apenas traga o Flowey aqui, seja o que isso for, eu prefiro que eles não me conheçam!

-O-Ok mana, fique ali do lado, tem um beco, eu já volto!

-Ok

Eu fiquei lá, sentei um pouco e pensei um pouco, acho que devo falar com o Sans, ele lembra dos reset’s, isso, quando eu acabar daqui irei falar com ele!

-Aqui Frisk, este é Flowey! Nosso irmãozinho!

Chara chegou com uma mini cabrinha de mão dada, não acredito, é o filho da mãe e do pai, é, é meu irmãozinho!

-Chara! Este é, este é...

-Sim! Eu tive a brilhante idéia do nome, obrigada!

-Eu posso falar com ele, posso abraçá-lo?

-Claro, idiota, é o nosso irmão, haha!

-Ei, Flowey, venha cá, sou eu, Frisk, sua irmã!

-Imã Fiski?

-Haha, ele ainda não sabe falar tão bem Frisk, ele tem 4 anos! Por isso você demorou pra vir, digamos que sua caída aqui no subsolo foi adiantada, isso explica agora nós estarmos com 16 e 17 anos!

- Eu ia te perguntar isso, haha, Flowey, irmã ama você, agora todo esforço valerá ainda mais  a pena!

-Frisk, vou levar Flowey, quero conversar seriamente com você!

-Ok...!

- Da tchau pra irmã Flowey! Haha

-Tau imã Fiski!

-Tchau meu lindinho! – sem querer, deixei uma lágrima cair –

Eu vou dar a liberdade para os meus irmãos, estou tão feliz, queria ficar com eles, queria que tivesse alguma forma de eu ficar com eles, algo impossível, haha – mais lágrimas caíram –

-Frisk!

-Sim, Chara?

- Você vai fazer aquilo?

-Sim, é necessário, mas vou fazer outras coisas antes, tenho que falar com o Sans.

-Sim, tem mesmo, ele me pergunta por você, ele mandou eu falar com ele quando você chegasse, vai ser uma grande surpresa para ele, digamos que ele tenha uma queda por você, e eu que tive que aguentar, mas enfim, não há outro jeito? Você não pode ficar conosco?

-Chara, eu prometi a Vocês a luz do sol, então, isso que eu farei!

-Frisk, deve ter outro jeito!

-Se tiver, vamos descobri, mas por agora, eu vou falar com o Sans e me certificar que ninguém me veja!

-Certo, te espero aqui, até depois, irmã!

-Até!

Nos abraçamos, e eu fui em bora. Peguei elevadores, até chegar em teraquente, resolvi pegar uma carona com o Riverman, ele sempre fala coisas estranhas, haha, isso vai ser nostálgico!

-Para onde vamos agora?

-Nevada!

-Certo! Tra La La La. As vezes esperar não deve ser tão ruim! Tra La La La.

-Hum? É deve ser...

-Chegamos, até  depois, tra La La La

-Tchau!

Agora eu só preciso agora ser cuidadosa, irei ver o Sans, ele deve estar no quarto dele! Falta pouco, agora é só bater na porta e ir no quarto dele.

Toc Toc

- VÁ EM BORA!

Am? É a voz do Sans? Não, Não, deve ser imaginação, vou bater de novo

Toc toc

-ME DEIXE MORRER!

AUTORA ON

Pra eu não misturar tudo como sempre faço, vou dar uma leve explicada aqui, O Sans entrou em depressão, ele não agüentou carregar o fardo sozinho, Chara conversava com ele as vezes, mas não adiantava, ele sabia de tudo e tinha que ficar quieto, ele entrou em crise, não saia de casa e tratava todo mundo mal, menos Chara e seu querido irmão Paps, ele estava muito triste, triste por não ter ajudado sua amiga e ter impedido tudo, triste por não estar mais com Frisk!

AUTORA OFF

SANS P.V.O ON

Quem será? Não importa, não quero atender, não ligo!

-ME DEIXE MORRER!

-SANS, ABRA ESSA PORTA, PARE DE FALAR BOBAGENS, SERÁ QUE VOU TER QUE CAIR QUANTAS VEZES NESSE SUBSOLO? ABRA AGORA!

Am? Não! Será? Não pode ser, será a minha amada Frisk? Não, eu só estou alucinando, mas vou atender, antes que essa pessoa quebre a porta!

-JÁ VAI -  mas que coisa – Quem é? Pare de bate... Frisk? é você mesma? Eu não acredito, Frisk!

FRISK P.V.O ON

-Sans, sou eu, sou eu mesma, estou tão feliz em te ver! – ele me abraçou e me levou pra dentro

Ficamos ali, abraçados, chorando de felicidade, eu espero que ele não fique tão magoado quando eu contar o que pretendo fazer, a aparência dele já não está muito boa, ele está com muitas olheiras e com uma expressão cansada.

-Sans, como você está? Onde está o Paps, o que aconteceu com você nesse tempo? Me conte sobre você!

-Frisk, foi osso ficar sem você aqui sabe, sempre que eu ia no Grillby’s lembrava de você, eu sabia de Tanta coisa e só tinha a Chara para conversar, tinha que disfarçar que não sabia de nada, foi bem ruim. O Paps está bem, ele deve está tendo aulas com a Undyne agora, de culinária se não me engano – ele diz isso levantando onde deveria ser sua sombracelha – tudo continua a mesma coisa aqui em baixo, nada de novo, e você? Como está? Tem novidades?

-Sans... não finja que está tudo bem, eu fiz genocídio, eu matei todos... mas eu tenho um jeito de recompensar, não se preocupe!

-Todos nós erramos, eu te perdôo, mas me diga, que jeito seria esse?

-Meu sacrifício, a sétima alma, assim a barreira se romperia.

-Você ta louca kiddo? Não, não faça isso, por favor, não me deixe!

-Ei Sans, algo me diz para não fazer isso agora, acalme-se, ainda vamos ter nosso good time... eu sei, foi um trocadilho bem horrível.

-Eu sou uma má influência...

Rimos muito e nos olhamos, Sans se aproximou de mim e me beijou, foi um beijo quente e gostoso, tinha emoções e sentimentos nele, apesar de ser meu primeiro beijo, foi muito bom, paramos quando o ar foi necessário.

-eu te amo, kiddo!

-eu te amo, Sans!

Ele só vai sofrer mais, por que eu to fazendo isso? Eu o amo, eu realmente o amo de verdade!

-Sans, ninguém pode saber que eu cai aqui, ok? Não por enquanto!

-Certo!

-Eu vou ficar nas catacumbas, esperando um milagre cair, por assim dizer, fale com Chara, sempre que vocês quiserem me visitar, vão lá!

-Claro, Kiddo!

-Estou indo agora, daqui a pouco o Paps chega, tchau!

-Eu te faço companhia, minha kiddo!

-O-Obrigada – digo corada-

Fomos até o lugar onde eu cai, eu realmente amo esse lugar, esse lugar é o começo e o fim, aqui é perfeito!

-Chegamos!

-Obrigada pela companhia! Você poderia me trazer comida as vezes? Pode ser arriscado alguém me ver, e coberto também, aqui é um pouco frio!

-Claro, tudo que quiser, mas, por que esse medo todo de te verem?

-Não quero que ninguém sofra no meu sacrifício! Já basta você e a Chara, eu ficarei aqui apenas alguns meses, ou anos, então, se acostume comigo te apurrinhando, mesmo a nossa história tendo um final triste!

-Certo – ele disse triste – vamos chamar nossa história de “nosso pequeno futuro feliz”

-haha, adorei – eu me inclino e do um selinho nele, o mesmo cora - por nosso pequeno futuro feliz!

-Te amo!

-Também te amo!

*QUEBRA DE TEMPO*

Se passaram 2 anos, todos os dias são a mesma coisa, ainda bem que tenho o Sans e a Chara, falar nela, ela as vezes traz Flowey para me ver, eu fico tão feliz, mesmo com ele continuando me chamando de “Fiski” hahaha. Oh, o Sans está vindo, finalmente, eu estava com fome!

-Sans, se quiser que eu desintregue de fome, fale logo! – eu digo fazendo um drama bem engraçado-

-Frisk, eu estive aqui a 3 horas, e deixei 2 pedaços da torta da Toriel aqui, você tem sorte de ser magra, porque se depender do que você come, era pra você estar mais gorda que o Asgore!

-Ah, seu chato, hahaha, venha comer comigo, o que você trouxe?

-haha, trouxe gentilvete, hot-cat e fritas!

Sans se sentou nós comemos juntos, foi tão bom, todos os momentos com ele são bons, haha, nós ficamos a tarde toda conversando, mas Sans tinha que ir, Papyrus não dorme sem sua historinha de dormir, nos despedimos e eu fiquei ali, deitada, olhando para o topo, eu jurava que vi algo se mexendo, mas acho que estou enganada, bem, vou dormir!

??? P.V.O ON

Que lugar é esse? Seria horrível uma queda aqui, vou sair daqu... antes de eu terminar a minha fala, algo me empurrou, eu cai até chegar em um monte de flores, tinha uma menina ali, ela estava dormindo, UMA ÓTIMA OPORTUNIDADE PARA ELA MORRER! Eu chego por trás dela e preparo um ataque.

FRISK P.V.O

Eu estava dormindo tranquilamente, quando derrepente siu atingida, ficando com 15 de HP, quem é essa pessoa? Ela quer me matar, é uma alma humana, seria disso que o Riverman falava? Seria essa minha salvação?

-PARE, QUEM É VOCÊ?

-S E U P I O  R P E S A D E L O

-Cuidado com o que fala, não sou tão fácil de se vencer assim, haha!

Eu desvio de todos os ataques dele, sua alma é um vermelho misturado com preto, ele seria como eu no genocídio? Será que ele está com alguém dentro dele? Não da para descobrir, eu apenas posso desviar e rezar para o Sans ou a Chara aparecer logo.

-Morra, vadiazinha!

-VAI SONHANDO!

Droga, ele é bem forte, estou só com 6 de HP, se ele passar por mim, ele irá matar todos, irá matar meus amigos e minha família, não! Eu não posso deixar!

*VOCÊ GRITA POR AJUDA... ALGUÉM PARECE TER OUVIDO*

-KIDDO!

-SANS!

Enquanto e me virei, aquele desgraçado me acertou, me fazendo ficar com 0.01 de HP.

-FRISK, NÃO, POR FAVOR, NÃO!

Nesse momento Chara chegou, jogou uma faca naquele desgraçado, que ia dar o golpe final e matar o Sans e eu, Chara entrou em batalha com ele, quanto eu me despedia do Sans.

-S-s-sans, eu tem-t-tei, eu ju-juro, me-me des- me descul-pe, S-ans.!

-Calme meu amor, eu vou te Salvar não fique assim!

-Sans, n-não, espere, e-eu quero t-te pedir algo!

-Tudo que quiser!

-Absorva minha alma, Chara não vai aguentar por tanto tempo, mate aquele desgraçado, mate ele por mim, por favor, pelo ‘’nosso pequeno futuro feliz”

-Kiddo, eu te amo!

-Eu também te amo, meu amor!

Sans me deu um beijo, até eu morrer e minha alma subir meu corpo!

FRISK P.V.O OFF...

SANS P.V.O ON

-Não… meu future feliz se foi, meu amor se foi, por que? Por que tem que ser assim? Mas eu vou fazer o que ela me pediu, eu vou matar esse desgraçado!

Eu absorvo a alma dela, eu sinto o amor dela, eu sinto ela, eu sinto o nosso amor, o nosso amor puro e feliz! Sinto nosso pequeno futuro feliz!

*SABER QUE VOCÊ AINDA SENTE A FRISK, ISSO TE ENCHE DE DETERMINAÇÃO!*

-Chara, cuide dela, eu vou matar esse desgraçado.

Meus olhos ficaram azul e vermelho, eu sentia naquela hora como se eu e Frisk estivéssemos ali, lutando juntos, eu iria matar ele, nem que seja a última coisa que eu faça!

-Haha, mais um? Eu já matei sua namoradinha, bati na sua amiguinha, agora só falta matar você, seu saco de ossos inútil!

-You Gonna Have Bad Time!

-Vamos ver!

Eu invoco gasters blasters e ossos atrás dele, ele desvia e atira facas por toda minha direção, eu desvio, invoco mais ossos, mudo o coração dele pra azul, ele consegue desviar de tudo, que demônio é esse?

-Você só tem isso? Saco de lixo!

-Cale a boca, desgraçado!

Eu já estava cansado, até que tenho uma ideia, vou usar um o pouco da magia da Frisk! Eu o prendo em ossos azuis, ele fica imóvel, eu invoco uma grande quantidade de poder, o poder de Frisk são... flores?! O poder mais forte que tem, que orgulho da minha Kiddo! Agora ele morre, eu junto um gaster blaster com as flores, atirei no desgraçado, ele resistiu um pouco, mas no final, ficou com 0.000001 de HP,

-Você só tem isso?

Logo, Chara veio e enfiou a faca na cabeça dele, fazendo sua alma subir, uma alma vermelha com preta, essa seria a sétima alma, a alma que destruiria barreira, Frisk, conseguiu, ela pagou a promessa, ela nos libertou! Vou levar a alma até Asgore! Ele saberá o que fazer!

-Ei, Chara, leve a alma, eu levo a Frisk!

-Certo! – disse chara, chorando, chorando muito...-

-Vamos, meu pequeno futuro feliz!

Chegamos lá, os Dreemurrs se assustaram, era sangue para todos os lados, nossas roupas  estavam horríveis, nossas expressões horrorosas, enquanto Chara ia explicar tudo para eles, eu fiquei La fora com a Frisk, que já estava ficando de Parda, um pouco Branca.

-Ei, minha felicidade, um monstro terá que dar a vida para dar a liberdade a todos, acho que esse cargo ficou pra mim, haha... eu acho que te vejo logo, eu te amo, minha felicidade!

-Sans, venha, vamos romper a barreira!

-Certo, eu vou apenas levar a Frisk até seu caixão!

-Ok

Eu fui até lá, o caixão dela, vermelho, eu coloquei ela lá, deu um beijo, coloquei seu nome no caixão e disse adeus, o pior adeus que eu poderia dar, adeus a minha amada, adeus a minha felicidade, adeus minha kiddo! Eu te amo!

Eu voltei, voltei para a barreira, lá estavam Toriel, Asriel, Asgore, Chara e Flowey!

-Como vocês conseguiram essa alma? –Perguntou Asgore-

-Tem um ex genocida nas catacumbas! – respondeu Chara-

-oh........ mas agora, precisamos de uma alma de um monstro, quem iremos sacrificar, algum froggit talvez?- Disse Toriel-

- Eu!

-Está louco Sans? Não, Você não pode, não faça isso! – Chara disse-

-É uma escolha minha, e, bem, Frisk que queria nos salvar, então...

Eu pego a alma amarela-Justiça e...

-Flowey, venha cá!

-ok tio!

-Pegue isso, seja justo na sua vida lá em cima, não deixe tirarem sarro de você, proteja os indefesos e tenha cuidado!

-M-mas t-tio!

-Mas nada, absorva!

-Certo!

Flowey absorveu a alma, ele apenas criou uma tatuagem de um J no ombro, nenhuma outra anomalia, ele vai saber se virar, ele terá a responsabilidade, Frisk e eu sabemos disso!

-Ok, agora eu vou absorver as almas e libertar vocês- eu falo em um tom engraçado pra melhorar o clima- ei... chara, eu sei que o paps já está velho, mas... cuide dele, ok?

-Claro, eu prometo!

-Haha, ei Tori, sua torta é a melhor! Asgore, você é um ótimo rei, você vai fazer bonito lá em cima, haha! Asriel, pequeno príncipe, cuide do seu irmãozinho e da Chara, se é que me entende, ela tem uma quedinha por você! Hahaha

-Sans! –Chara diz mais vermelha que um tomate-

-Só estou falando a verdade!

- Pode deixar Sans, vou contar sua história para os nossos filhos – Disse Asriel, pegando na mão de Chara e a abraçando-

-É, bem acho que isso é um adeus, é... adeus.

Eu absorvo todas as outras 6 almas, sinto um ódio enorme, é a alma daquele genocida, mas logo uma voz doce me acalma

-Sans, meu amor, que orgulho de você, eu te amo!

-Kiddo...! haha, isso é por você, meu amor

Eu atravesso a barreira, logo depois viro  pó...

*A BARREIRA FOI ROMPIDA*


Notas Finais


Eu sei ;-; não está tão bom, eu vou tentar melhorar, prometo, desculpe se tiver erros de português, espero que tenham gostado, até alguma outra fic, ou não ;-;


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...