História Minha história. - Capítulo 11


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Visualizações 10
Palavras 1.212
Terminada Sim
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Romance e Novela
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 11 - Reencontro esperançoso


Onze

Estávamos a uma semana do casamento de Bia e Igor, estávamos completamente enrolados, quase nada estava preparado, apenas escolhemos o lugar e as roupas, faltava ensaio de casamento, banda ou DJ, flores, tudo isso. Bia estava uma pilha de nervos, e os outros estavam tentando ajudar da melhor forma.

Estávamos na casa deles. Bia estava dentro do quarto, pois tinha ficado muito estressada o dia todo.

—O que vamos fazer Igor? —perguntei.

—Queria saber!

—Mas você é o noivo!

—Eu sei, e acho que é por isso que eu não sei.

—Senta todo mundo! —gritei.

Todos se sentaram.

—Olha, precisamos organizar tudo, antes que o casal aqui surte.

—Mas como vamos fazer isso? —perguntou Kathleen. —Não sabemos nem por onde começar.

—Não temos que começar por lugar nenhum, temos que fazer tudo junto. —respondi.

—Fred, os pais da Bia nem chegaram ainda, e os meus também não. —disse Igor. —Como vamos fazer o ensaio de casamento.

—Não vamos fazer o ensaio agora, e se eles não chegarem ate um dia antes do casamento não vai ter ensaio.

—Como assim não vai ter ensaio? —perguntou Igor

—É, vocês conseguem sem ensaio, e todos nós já estamos cientes do que temos que fazer. —respondi. —Pode confiar.

Levantei-me e peguei um papel e uma caneta.

—Vamos separar as tarefas por padrinhos. —disse. —Viviany e Daniel, vocês cuidam das flores. Walter e Andressa, cuidem para que os familiares cheguem a tempo, principalmente os pais e irmãos! Eu e Kathleen vamos cuidar da musica.

Eu e Andressa estávamos sendo apenas amigos, sem tocar no que tinha acontecido, ela não me deu nenhuma resposta e nem eu insisti.

Kathleen e eu saímos para encontrar um DJ, para que o estilo de musicas fosse diversificado, rodamos a cidade inteira e ainda as cidades ao redor, mas não conseguimos achar um bom DJ para um casamento.

—Vamos desistir de DJ Fred, vamos procurar uma banda logo.

—Mas a banda as vezes não sabe tocar o que os convidados pedirem.

—Vamos procurar ué. —disse Kathleen

Estávamos parados no meio de uma calçada, ate que uma pessoa se aproximou de nós.

—Com licença. —disse ela. —Ouvi que estavam procurando uma banda para casamento.

—Estamos sim. —disse Kathleen.

—Bom, prazer, meu nome é Jessica, eu faço parte de uma banda.

—Viu Fred, eu disse que achar uma banda é mais fácil. —disse Kathleen.

—Prazer Jessica. —disse a ela. —Poderíamos escutar sua banda tocar? Só pra ter certeza de que tocam bem.

—Fred, tá insultando a menina.

—Não, que isso. —disse Jessica rindo. —Ele tem toda razão, tem que se certificar primeiro, para ver se temos talento.

—Viu, ela entende.

—Podem me acompanhar até o estúdio, podemos tocar para vocês hoje mesmo.

Levamos ela ate o estúdio, era um lugar bonito, parecido com um estúdio de filmes mesmo. Quando chegamos a sala de gravações, o resto da banda estava lá. Jessica era apenas a baixista.

—Este é o Joao, nosso Guitarrista. —apresentou. —Esse é o Charlie, o baterista. Camila, tecladista e aquela ali no canto é Andressa, nossa vocalista.

Era uma menina de cabelos longos e castanhos, estava de costas, com fones e cantando baixinho. Tinha uma voz linda, mesmo baixo dava pra ouvir o quanto era linda.

—Andressa? —disse Jessica, tocando no ombro dela.

Quando ela se virou, me encantei, já tinha visto aquela garota em algum lugar, pois me lembrava daquele rosto, daqueles olhos.

—Olá. —disse ela.

—Eles querem nos ouvir, para talvez nos contratarem pra um casamento. —disse Jessica.

—Tá. —respondeu Andressa. —Então vamos.

Eu e Kathleen sentamos, enquanto todos eles se arrumavam para tocar.

—Que musica quer? —perguntou a Andressa olhando pra mim.

—O que sabe cantar?

—Escolhe algo que eu digo se sei ou não.

—Photograph. Ed Sheeran.

—Bem antiga. —disse Jessica.

—Está bom essa. —disse Andressa. —Eu gosto dela.

Eles começaram a tocar, e quando Andressa começou a cantar, era a coisa mais linda que eu já tinha escutado antes, nem mesmo a musica original chegou a causar isso em mim, eu estava hipnotizado por aquela voz, queria escuta-la dia após dias pelo resto da minha vida. Fiquei ali, sentado admirando ela cantar.

Quando a musica acabou, eles se sentaram a nossa frente, esperando uma resposta.

—E aí? —perguntou Jessica.

—Eu gostei. —disse Kathleen. —E você Fred?

Eu não parava de encarar Andressa, ela era linda, e poucas vezes garotas conseguiram me impressionar apenas com a voz.

—Eu gostei muito! —disse a eles. —Vocês estão contratados.

—Isso! —comemorou Jessica.

—Quando é o casamento? —perguntou Andressa.

—Daqui a uma semana.

—E estão vendo banda agora? —disse ela rindo.

—Sim, estávamos meio atolados com todo o resto. —disse Kathleen.

—Bom, mesmo assim, parabéns ao casal. —disse Andressa

—Vão poder falar isso a eles pessoalmente. —respondi.

—Não são vocês? —perguntou ela.

—Não, somos apenas os padrinhos.

Olhei para ela e soltei um sorriso bobo, ela retribuiu, e assim me fez lembrar de onde a conhecia. No passado, eu a via todos os dias na rua, no mesmo horário voltando da escola, e passávamos nos olhando e no final, antes de passarmos um pelo outro soltávamos um riso bobo.

—Você.. —disse gaguejando.

—Você? —disse ela.

—O que foi? —perguntou Kathleen.

Afastei-me de Kathleen e fui em direção a Andressa.

—Como não te reconheci! —disse a ela.

—Digo o mesmo! Que coincidência.

—Sim, muita!

—Podem me explicar? —perguntou Kathleen.

—Uma longa historia. —respondi.

—Temos bastante tempo.

—Tá. —disse a ela. —No meu ultimo ano aqui, toda vez que eu saia de casa na hora do almoço eu a via andando, nos olhávamos e sorriamos um para o outro.

—Só? —perguntou Kathleen.

—Não. —disse ela sorrindo. —Um dia ele me chamou pra sair, e foi o melhor passeio que já dei.

Olhei para ela sorrindo.

—Quer repetir? —perguntei.

—Quem sabe.

—Ainda tem boas respostas.

—E você boa memoria. —disse ela rindo.

Ela pegou uma caneta e escreveu num papel que estava em cima da mesa.

—Toma. —disse ela estendendo a mão. —Qualquer coisa me liga.

—Vou ligar, pode ter certeza.

Despedi-me deles e fomos em direção ao carro.

—O que houve lá? —perguntou Kathleen

—Sei lá. —respondi rindo. —Me encantei com a voz dela.

—Sim, ela tem uma voz bonita mesmo. —disse Kathleen. —E esta caidinha por você.

—Não é assim. —disse a ela. —Só gostamos da noite em que saímos, e ela quer sair de novo. Isso não quer dizer nada.

—Na verdade quer dizer sim.

—O que?

—Que você finalmente esta pronto pra tentar de novo. —disse Kathleen. —E agora com uma pessoa diferente, sem Vitória e sem Andressa.

—Na verdade o nome dela é Andressa.

—Você vai ter que dar um jeito nisso, pois vai ficar muito confuso.

—Já estou pensando nisso. —respondi rindo.

—O ponto é outro. —disse Kathleen. —Você finalmente vai parar de esperar duas garotas que não vão ficar com você.

—Nossa. —disse a ela.

—Desculpa, mas até você já sabia disso.

—Calma Kath, não vamos apressar as coisas, apenas peguei o numero dela.

—Mas sei que você esta empolgado. —disse ela.

—Dá pra ver tanto assim? —perguntei. — Eu realmente estou empolgado, mas vamos aguardar, não quero que dê errado de novo.

Por mais que eu estivesse com medo, sentia como se dessa vez não fosse dar nada errado, e que eu iria ficar com aquela garota.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...