História Minha história. - Capítulo 13


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Visualizações 6
Palavras 1.071
Terminada Sim
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Romance e Novela
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 13 - O grande dia.


Treze

Acordei as Sete da manha, tinha prometido ajudar Igor nas ultimas coisas para o casamento.

Desci as escadas para tomar ao menos um café. Bernardo já estava de pé.

—Tá fazendo o que acordado à essa hora? —perguntei.

—Vou encontrar com ela agora. —respondeu.

—Agora? —perguntei surpreso. —Há essa hora? Meu Deus

—Perguntei a mesma coisa quando ela me ligou. —respondeu. —Mas, fazer o que né.

—A chame pra vir pra cá.

—Vou tentar. —respondeu. —Mas primeiro vou busca-la ne.

Fui até a cozinha pegar um café.

—Mas e você, por que tá acordado?

—Vou encontrar com Igor, ele precisa de ajuda com mais algumas coisas.

—Ata. —disse ele. —Até mais tarde então.

—Até.

Bernardo saiu. Terminei de tomar o café e saí logo em seguida. Igor marcou comigo na Igreja, quando cheguei, ele estava sentado perto do altar.

—Fala mano. —disse a ele.

Ele levantou e me abraçou.

—Então.. —disse ele.

—Então?

—Preciso de ajuda com os votos.

—O que?! —perguntei surpreso. —No dia do casamento e você ainda não tem esses votos prontos?!

—É. —respondeu ele nervoso. —Sei que tá em cima da hora, mas quero dizer algo bonito, e nada veio a minha cabeça.

—Se quer dizer algo bonito é só dizer como foi o relacionamento de vocês até agora cara. —disse a ele sorrindo.

—Tem certeza? —perguntou.

—Absoluta. —respondi. —Mais bonito que o relacionamento de vocês não existe.

Sentei-me ao lado dele.

—Cara, olha onde você esta.

Igor olhou para a igreja toda.

—Você está na Igreja aonde vai se casar, esta noite!

—Tem razão. —disse ele.

—Claro que tenho! —brinquei.

Igor me deu um abraço.

—Obrigado. —disse ele.

—Não me agradeça cara! —disse a ele. —Apenas sejam felizes!

Saímos dali e fomos almoçar, Igor estava muito nervoso com o casamento então o levei pra dar uma volta para ver se ele se acalmava. Paramos com o carro perto da praia.

—Fred. —disse ele.

—Pode falar amigo.

—Quero que guarde uma coisa pra mim.

—Pode falar.

Igor tirou suas mãos do bolso, e estava com a aliança em sua mão.

—Quero que guarde isso até a hora certa. —disse ele.

—Sério?! —perguntei emocionado.

—Sim. —respondeu ele sorrindo. —Você tem feito muito por nós, e quero retribuir de algum jeito.

—Não precisa retribuir nada mano. —disse sorrindo. —Dê ela pro seu irmão, ele vai ser seu padrinho também, e isso é coisa de família.

—Mais um motivo pra eu estar te dando. —disse ele. —Você é meu irmão também. E tenho certeza de que ele vai entender.

Eu peguei a aliança de sua mão.

—Ela é linda cara! —disse a ele. —E obrigado! De verdade.

—Eu que agradeço mano.

Ficamos um tempo ali, olhando as pessoas passarem, até que olhamos a hora, e tínhamos que nos arrumar. Deixei Igor em casa e fui me arrumar, pois tínhamos que chegar um pouco antes, e eu ainda tinha que ir buscar Andressa.

Quando cheguei em casa, Bernardo e Rafael estavam se arrumando também, todos colocando o Terno.

—Era pra você estar arrumado já, não? —perguntou Bernardo.

—Não, vocês é que estão adiantados.

Subi correndo para o quarto, pois realmente estava um pouco atrasado. Tomei um banho não muito demorado, minha roupa já estava pronta só para vestir.

Quando desci, Bernardo já tinha ido, pois ele iria buscar sua acompanhante para ir.

—Me da uma carona? —perguntou Rafael.

—Claro. —respondi. —Só vou passar na casa da..

—Da? —perguntou Rafael.

—Entra logo no carro. —disse a ele rindo. —Muito engraçado.

—Não vai mesmo me falar quem é? —perguntou ele rindo.

—Logo você vai descobrir.

Fomos ate a casa da Andressa, Rafael não parava de falar um segundo sobre querer conhece-la.

—Pronto. —disse a ele. —Agora você vai conhecê-la.

Não demorou para ela descer, e quando a vi, foi como se tudo acontecesse em câmera lenta. Ela estava com o vestido longo, roxo, seu cabelo estava preso. Estava linda! Fiquei sem fala ate ela entrar no carro.

—Boa noite. —disse ela.

Mas eu não consegui responder, ficava apenas olhando pra ela.

—Assim você me deixa sem graça. —disse ela.

—Ahn, desculpa. —respondi. —É que você está linda!

—Obrigado. —disse ela dando um sorriso de vergonha.

—Bom, já que ele não vai me apresentar. —disse Rafael. —Muito prazer, sou o Rafael, mas você já deve ter escutado falar de mim.

Eu comecei a rir e Rafael também, pude ver que Andressa tinha ficado sem entender nada.

—Desculpe a brincadeira. —disse ele. —Sou Rafael.

—Muito prazer. —disse ela. —Meu nome é Andressa.

—Não liga pra ele Andy. —disse a ela. —Ele parece um idiota mas é legal.

Ela sorriu.

Chegando a Igreja, Igor, as famílias dos noivos e os padrinhos estavam recepcionando os convidados, e os fotógrafos tirando as fotos.

Estacionei o carro em uma vaga perto da entrada, eu e Rafael saímos do carro e fui ate a outra porta abrir para Andressa.

—Obrigado. —disse ela saindo.

Rafael foi andando na frente. Enquanto eu e Andressa atrás.

—Está bem cheio. —disse ela.

—Sim, eles têm muitos amigos.

—Ainda me pergunto o que estou fazendo aqui. —disse ela.

—Está aqui como minha acompanhante. —respondi estendendo a mão para ela.

Ela segurou minha mão e seguimos para a entrada como um casal.

Quando chegamos, cumprimentei a todos, e fui até Igor.

—E aí. —disse a ela. —Terminou naquele lance?

—Terminei. —respondeu ele. —Obrigado.

—Nada. —respondi. —Bom, já se conhecem.

—Oi Andressa. —disse Igor a cumprimentando.

—Está tudo lindo. —disse ela. —Parabéns.

—Muito obrigado.

—Posso tirar uma foto? —perguntou o fotografo se aproximando de nós.

—Claro. —respondeu Igor.

—Deixa eu me afastar. —disse Andressa.

—Claro que não. —disse a ela. —Quero que esteja comigo.

Andressa sorriu.

—Fred tem razão. —disse Igor. —Já até arrumamos seu lugar na mesa com a gente. Ao lado dele.

—Viu. —disse a ela.

—Tudo bem então. —disse ela com um sorriso bobo em seu resto.

O fotografo se posicionou para tirar nossa foto, mas um pouco antes do flash se ascender, atrás dele tinha uma pessoa que eu nunca mais imaginaria ver. Gabriel.

Quando o fotografo terminou de tirar as fotos, chamei Igor para pergunta-lo.

—A Bia convidou o Gabriel? —perguntei.

—Sim, desculpa não ter avisado.

—Não, tá tudo bem, é o casamento de vocês, e vocês são amigos dele. —disse. —Eu entendo.

—Fred! —chamou Rafael. —Olha!

Rafael tinha apontado para a direção que Gabriel estava, mas foi para ver quem estava com ele. Era Vitória. Ele era o marido dela.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...