História Minha história, por mim mesma - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Eldarya
Exibições 34
Palavras 1.115
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Fantasia, Festa, Ficção, Ficção Científica, Harem, Hentai, Luta, Magia, Mistério, Misticismo, Romance e Novela, Seinen, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Álcool, Canibalismo, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Spoilers, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


AMEI,AMEI,AMEI minha primeira fanfc, agradeço por ser sortuda ao ponto de ter alguém como tu lendo minha fanfic. Sem contar que mais nada vamos a fanfic. P.S. Nem um dos personagens ou imagens presentes nesta história me pertence.

Capítulo 1 - O que sou,o que aconteceu ,minha vida ,minha história.


Quando a guerra começou eu tinha 3 anos, eu e minha mãe estamos morando no mundo humano na esperança de uma vida melhor , lembro-me de ver a rainha Julia fazer um anuncio e algumas pessoas começaram a chorar enquanto outras, corriam e muitos humanos pareciam assustados de acordo com as palavras da rainha também me lembro de olhar minha mãe e perguntar o que estava acontecendo ela me abraço e disse que tudo daria certo e que me amava , não sabia o que estava acontecendo mas sabia que tinha obviamente algo errado.

Se passou 1 semana, não tamos mas morando em nossa casa e sim em um abrigo improvisado feito de panos fedorentos e sujos ,onde só tinha uma faca, uma bacia e alguma mudas de roupa, ajudava minha mãe com a comida e toda noite mudávamos de lugar com o tempo fui começando a entender o que estava a acontecer , que se tratava de uma guerra e que os faeryanos estavam sendo caçados pelos humanos e sendo escravizados, eu tinha ódio dos humanos por isso,  já fazia um bom tempo , tudo estava indo bem ,até que um dia minha mãe ficou doente, eu não sabia como tratar uma gripe muito menos uma febre tão grave, fui procurar água e fique muito tempo procurando , era sempre minha mãe que sempre procurava água, e eu a comida, demorei tanto que já estava de tarde , quando voltei tinha um humano  perto da minha mãe .Eu fiquei louca, cori o mais rápido jogue a água, que tanto procurei em cima dele dei um chute entre ás pernas  não causo muita dor já que era uma criança, e peguei uma uma faca que estava no chão, foi tudo tão rápido tudo por puro reflexo , depois de cair no chão por causa da dor, ficou um tempo imoveu e depois de aparentemente se recuperar se levantou, e eu apontei a faca para ele novamente,  e ele balançou as mãos em um sinal  para eu parar, ele colocou a mão no bolso e tirou um frasco jogando para mim pelo chão que veio girando até meu pé o peguei de maneira rápida, o frasco era grande comparado com o tamanho da minha mão sem deixar de olha para o homem ao olhar o frasco reconheci na hora, era estrato de palmeira dourada uma planta extremamente rara que tinha excelentes funções medicinais, por que ele teria me dado isso, então reparei ele era umas 15 vezes maior que eu se fosse de sua vontade já teria me atacado e eu não teria como reagir, não deixei de arregalar os olhos afinal ele tinha um tamanho monstruoso meus pensamentos escaparam pela boca e então falei -Tem certeza de que é humano- E ele riu um pouco, deixei a cabeça pender para o lado o que o fez ficar me encarando por um breve momento, antes de dar meia volta e eu falei, quase gritando - ESPERE ...Não pareces uma pessoa mau por que esta me ajudando eu só uma faeryana, e a rainha-Ele falou-A rainha é uma louca, e sua mãe parecia precisar de ajuda , venha a levarei para minha casa até melhorar-Ele falou pegando minha mãe no colo e tentei interferir-E-espere aonde vai -falei correndo atrás dele tentando o acompanhar-Ás senhoritas ficaram na minha casa até sua mãe melhorar-Ele falou bem rápido quase não intendi -Eu queria intervi más eu não sabia usar o remédio então só o segui más lembrei -Espera ninguém vai nós ver - Ele me olhou riu um pouco e falou-Minha casa é perto daqui-Nós caminhamos uns 50 minutos chegamos em uma cabana bonitinha, eu entrei e fique olhando a sala era branca, tinha umas 5 ou 6 prateleiras com livros um sofá bem grande e uma mesa com 2 cadeiras, ele deitou minha mãe no sofá e entrou em uma das portas na sala ele veio com um copo de água  e falou -O remédio por favor-tirei o remédio do bouço e entreguei para ele que colocou no copo com água e colocando na boca da minha mãe e dando a ela de beber  a cobriu com uma manta e falou-Pronto agora ela vai melhorar, vem vou lhe levar para um quarto para descansar-falei rápido -Não precisa vou esperar ela acorda -Ele afirmou com a cabeça que sim e saiu de alguma forma ele parecia uma boa pessoa.

Acabei dormindo e sonhando com meu falecido pai.não me lembro bem do sonho mas acordei muito feliz com o som da voz da minha mãe cantarolando minha musica favorita abri os olhos e vi minha mãe com seus lindos olhos lilas e seu cabelo roxo que balançava com o vento, era realmente uma cena bonita, a abrasei e senti uma lagrima escorrer pelos meus olhos.

Falei um pouco com minha mãe ela ficou zangada comigo por aceitar ir a casa de um estranho e brigou comigo-Hum, não faça isso e´muito perigoso que não se repita.- Ela falou tentando se levantar  para ir falar com o moço mas não conseguiu pois ainda estava fraca então, sai da sala a sua procura e entre na porta onde ele avia entrado, entre na segunda sala onde tinha 3 portas , tentava farejar para ver se tinha rastros de seu cheiro e fui a primeira porta onde o encontrei na cozinha preparando algo que parecia peixe cozido -Olá, precisa de algo.-Ele falou feliz como sempre então respondi -Não, mas minha mãe acordo -Falei feliz -Ela gostaria de velo-E ele respondeu -O sim,sim já estou indo vela, como me achou -Pensei em como explicar de maneira rápida-Senti seu cheiro-Entendo-falou ele,então lembrei que não sabia seu nome então perguntei-Moço qual seu nome.-Ele virou para trás e disse -Meu nome é Law, e o seu.-É Botan.- falei, depois de um tempo conversando com minha mãe, decidiram ,por muito insistir , Law fez com que mamãe aceito ficar na casa até melhora.Se passou uns 3 dias, na verdade já estamos morando na casa, minha mãe melhorou.Acordei de manhã sentei na beira da cama, peguei um espelho e fiquei olhando minha pele morena e meus olhos lilas comparando com minha mãe, com um pouco de magia faço a escova de cabelo flutuar e começo a pentear meus cabelos roxos, troco de roupa saiu para fora e vejo senhor Law e começo a conversa com ele.      

-Bom dia , senhor Law -Falei com alegria.                                                                                                                                                                                    -Bom dia , pareces animadas, como esta sua mãe.-                                                                                                                                                                  -Melhorou.-                                                                                                                                                                                                                                          -Aposto que é o motivo da sua alegria, fico feliz.-                                                                                                                                                                       -Sim,sim estava muito preocupada com ela.-Minha mãe chegou na sala                                                                                                                              -Bom dia, senhor Law, bom dia Botan, como estão-Tomamos café da manhã, tiramos a louça da mesa.                                                                                                                                                                                                                                                                                                         


Notas Finais


Oi, oi como estão, bem usei cada gota de criatividade que tinha faz 6 horas que escrevo como já falei é minha primeira fanfic, já tá tudo certo estou arrependida do destino da minha personagem a Botan ela vai sofre acho que essa vai ser uma das melhores fazes de sua vida e vai ter sim ELDARYA só que vai demorar uns 2 capítulos . Um beijo e um abraço.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...