História Minha Luz na Escuridão - Imagine Rap Monster - BTS - Capítulo 12


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Bangtan Boys, Bts, Hobi, Hoseok, Jeon, J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Kim, K-pop, Min, Namjoon, Park, Rap Monster, Seok, Suga, Taehyung, Yoongi
Visualizações 2.117
Palavras 1.288
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Então galerinha como estou muito inspirada resolvi colocar mais um cap hahaha

Capítulo 12 - Sarcasmo (extra)


Fanfic / Fanfiction Minha Luz na Escuridão - Imagine Rap Monster - BTS - Capítulo 12 - Sarcasmo (extra)

Acordei de manhã, ainda bem que não tinha aula porque estou totalmente acabada. De tanto pensar no que aconteceu ontem acabei adormecendo.

Resolvi levantar e ir até o banheiro fazer minha higiene pessoal.

Minha cara estava péssima resolvi jogar uma água para ver se melhorava. Acabo de me lembrar de que não trouxe escova. Vou ter que usar a do Namjoon...

Saindo do banheiro resolvi olhar-me no espelho. Namjoon me trouxe uma camisola preta muito bonita talvez fosse de sua ex-mulher... De certa forma eu sentia um pouco de ciúmes dela será que ele já conseguiu esquecê-la? E o que foi que aconteceu para eles se separarem? Perguntas e mais perguntas... Preciso de respostas.

Desci as escadas lentamente achando que ele talvez estivesse dormindo...

- Bom dia!

- Ai que susto Namjoon!

Ele saiu da cozinha sorrindo.

- Você devia ser mais atenta!

- Talvez...

- Venha vamos tomar café!

- faz quanto tempo que está acordado?

Perguntei o seguindo para a cozinha.

- faz algum tempo!

- E não tomou café ainda?

- Não! Estava te esperando!

Quase soltei um sorriso com sua frase, mas me segurei, pois não queria demonstrar qualquer sentimento.

Sentei a mesa frente a ele. Começamos a comer sem dizer uma palavra.

- Então... – resolvi falar algo, não gosto desse ambiente fica muito desagradável. – você já foi casado, não é?

Ele fitou-me com a sobrancelha arqueada.

- sim...

- por quanto tempo?

- dois anos!

- ah! – eu expressei apenas um “ah”, mas queria dizer “tanto tempo!”. – E porque acabou? – nossa como eu sou cara de pau!

- incompatibilidade!

Porque meu subconsciente acha que ele está mentindo? Cruzei as mãos próximas ao meu queixo e o fitei com certa desconfiança. Ele nem me olhou para responder.

- porque tenho certa desconfiança que está mentindo?

Ele sorriu ainda com a cabeça baixa.

- isso me lembra do primeiro dia que eu te beijei!

Arregalei os olhos não imaginava que ele fosse falar isso.

- Senhor “professor” porque está tentando mudar de assunto?

Recompus-me novamente para saber a verdade. Ele me olhou com certo sarcasmo.

- Sou eu quem faz as perguntas aqui mocinha!

Ele se posicionou na mesma posição que a minha.

- Não! Eu perguntei primeiro!

- ainda continuo sendo seu professor!

- mas não estamos na escola “meu querido”!

Respondi com sarcasmo e ele apenas sorriu.

- à vontade... – ele se aproximou mais. – de te beijar agora é imensurável, mas não vou fazer isso porque posso perder o controle e “te meter” aqui mesmo nessa cozinha!

MEU DEUS! Eu não sei se ficava paralisada ou pensava em alguma resposta, mas depois de ouvir aquilo não consegui pensar em mais nada.

- Você sente falta dela?

Perguntei com malicia.

- Não provoque!

- tudo bem então! Faça as suas perguntas... Mas com uma condição que você responda todas as minhas perguntas sem mentir!

- Concordo!

- tudo bem faça a sua primeira pergunta!

- o que você foi fazer na casa do Jimin?

- Ciúmes?

- sou eu que faço as perguntas! Lembra?

Estávamos tão próximos que poderia sentir sua respiração em meu rosto.

- Tudo bem! Fui a uma festa!

- desde quando você vai a festas? Pelo que eu saiba você era a mais odiada da escola!

- eu era, mas graças a Larry eu dei a volta por cima e fui convidada para festa!

Ele sorriu.

- e aconteceu algo de interessante?

- muitas coisas...

Respondi com malicia para ver ele com ciúmes.

- tipo qual?

- Você sabe que eu bebi?! Então...

- e as outras coisas?

Eu não queria contar que beijei Jimin, mas isso valia pelo beijo que ele deu na diretora.

Sorri em tom de deboche. Ele fitou-me furioso.

- Eu sabia que estava com ciúmes!

- Eu já disse para não provocar! Agora me responda, ou eu não respondo a suas perguntas!

- Pelo que eu me lembre... – O sarcasmo como sempre reina no meu tom. – eu acho que dancei com Jimin a festa inteira!

Seus olhos despejavam fogo de tanto ódio que ele sentiu nesse momento.

- você acha? Está brincando comigo?

Seu tom de raiva me dava mais prazer em ser sarcástica.

- Não! – Respondi levantando da cadeira. Arquei meu corpo até seu ouvido. – Talvez tenha rolado mais coisas...

Isso foi à gota d’água para ele levantar-se bruscamente e me prensa-se no balcão.

- Eu disse para não me provocar!

Ele me beijou violentamente apertando-me entre seu corpo e o balcão. Desceu seus beijos até meu pescoço mordendo fortemente que poderia deixar marcas...

- Namjoon o que vai fazer?

Perguntei tentando controlar minha respiração que já se encontrava alterada.

- Você vai ver, ou melhor, vai sentir!

Não sei por que, mas essa frase me deu medo, já que seria minha primeira vez.

- Mas Nam eu...

Fui interrompida quando ele voltou a me beijar. Ele colocou uma de suas mãos em meu seio por cima da roupa e apertou tirando um gemido fraco de meus lábios.

Senti sua mão passear por meu corpo até chegar a minha intimidade ele começou a massagear o local ainda por cima do pano. Soltei mais gemidos. Até que ele prensou-me ainda mais ao balcão.

- Fica quietinha!

- Mas...

Fui interrompida novamente quando ele adentrou sua mão por dentro da calcinha. Ele começou a estimular meu clitóris, passando seus dedos lentamente por toda a extensão da minha intimidade. Sua outra mão foi parar em minha nuca e sua boca deu leves mordiscadas em minha clavícula, minha vagina pulsava a cada toque seu. Meu coração acelerava-se mais e mais

- Na... m...joon

Gemi seu nome devagar apertando seus ombros. Seus dedos continuavam em meu clitóris agora aumentando a velocidade. Meu corpo estremeceu-se quando seus dedos chegaram à entrada de minha vagina.

- Ah... – ele suspirou. – apertadinha!

Ele sorriu malicioso logo tirando minha calcinha e abaixando a minha frente. Eu podia fugir a qualquer momento, mas meu corpo não queria e talvez minha mente também...

Ele pegou minha perna e colocou em seu ombro, sua língua tocou minha intimidade soltei um gemido falho.

Ele fazia movimentos circulares me fazendo delirar de excitação. Aquilo era muito bom. Ele apertava minha perna até que ele levantou a outra perna até seu ombro para que eu pudesse ficar totalmente em cima de seus ombros. Apoiei-me no balcão com uma das mãos e a outra direcionei para seus cabelos.

Senti seus dedos abrirem minha intimidade e sua língua passar devagar pela a mesma, gemi mais alto quando senti meu ápice chegando, depois de mais algumas estimuladas senti meu corpo relaxar e o orgasmo tomar conta do meu corpo.

Ele voltou a minha frente, eu tentava tranquilizar minha respiração, Namjoon beijou meu pescoço.

- o que você fez Namjoon?

Perguntei em meio a suspiros.

- Eu disse para não me provocar!

- Mas eu...

- Virgem? Eu percebi, e continua sendo não te penetrei como queria, pois esse momento tem que ser especial! Não vou te forçar a nada só precisava te dar uma lição.

Ele me pegou no colo e subiu as escadas até seu quarto. Colocando-me na cama e deitando-se ao meu lado. Virei meu corpo para ficar de costas a ele.

- Por mais que esse tipo de intimidade tenha acontecido com a gente eu ainda não esqueci o que aconteceu...

- olha pra mim!

Virei para olha-lo por um momento.

- Eu prometo que vou te provar que estou dizendo a verdade!

- eu espero que seja logo!

Voltei à posição de antes, Namjoon envolveu seu braço em minha cintura aproximando seu corpo ao meu apertando-me a ele. Eu poderia muito bem dar um basta nisso e ir para casa, mas eu não queria fiquei ali aproveitando aquele momento.


Notas Finais


Então gostaram das preliminares kkkkk lembrando que o proximo vai ser a diretora se fodendo kkkk e depois #VemHentai <3 kkk


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...