História Minha Luz na Escuridão (Imagine Rap Monster - BTS) - Capítulo 8


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Bangtan Boys, Bts, Hobi, Hoseok, Jeon, J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Kim, K-pop, Min, Namjoon, Park, Rap Monster, Seok, Suga, Taehyung, Yoongi
Exibições 467
Palavras 1.515
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


E AI GALERA ... haha vim aqui postar antes que você me matem kkkk bom avisando que vou demorar para postar porque prentendo ir no Show do BTS e tenho problemas com passagem, lugar e etc Já que moro no Rio grande do Sul, prometo responder todas vocês já que não gosto de deixar ninguém no vácuo kkkk

Capítulo 8 - Meu "querido" professor...


Fanfic / Fanfiction Minha Luz na Escuridão (Imagine Rap Monster - BTS) - Capítulo 8 - Meu "querido" professor...

Levantei para mais uma manhã de aula. Dirigi-me ao banheiro entrei de baixo do chuveiro quente pensando nessa última semana que passou, lembrando, dos beijos de Namjoon depois da aula... Já não havia mais castigo... Pelo contrário virou recompensa rs.

Continuávamos as escondidas para não haver nenhum problema para nós dois.

Larry continuava com seus questionamentos e eu desviava a todo o momento... Não queria alarma-la e nem por em risco minha relação com... Bom... “meu próprio professor”.

Por incrível que pareça essa semana meu pai não encostou nenhum dedo em mim e nem em minha mãe. Talvez o abraço de Namjoon tenha me dado algum tipo de “sorte” rs.

 

[...]

Aproximando-me da escola. Como sempre atrasada, bom já era um abito meu chegar atrasada... Continuei andando de vagar, não havia ninguém por perto...

- Você anda muito distraída... – Uma voz que eu sabia reconhecer muito bem. Namjoon me agarrou por trás. Fazendo-me levar um leve susto.

- Nam... Que susto, olha o jeito que você chega. Quase morri! – exclamei tentando normalizar minha respiração.

- mas era para te assustar mesmo. Para ver se aprende a tomar cuidado quando eu não estiver por perto!

- porque você acha que alguém faria mal a uma garota como eu?!

Ele pegou em meu queixo fazendo olha-lo. E aproximando-me mais, coloquei minhas mãos em seu peito. Fiquei na ponta dos pés próximo a sua boca.

- escuta? Quantas vezes tenho que te dizer que você é incrível de todas as formas, tenta não se menosprezar pelo menos na minha frente! Eu juro que não quero ficar bravo com você!

Fiquei corada por um momento. Sorri envergonhada com seu comentário.

Tirei sua mão de meu queixo, afastando-me ainda sorrindo um pouco.

- espera?! Aonde pensa que vai?

- para sala, estou atrasada. – falei sarcástica.

- e meu beijo de bom dia?

- vai ter que ficar para mais tarde... Você sabe muito bem que podem pegar a gente...

Ele fez uma expressão sexy em seu rosto. Droga ele sabe que eu não resisto a aquele olhar.

Virei-me para não agarra-lo ali mesmo.

Senti meu pulso ser puxado, com força, mas sem machucar.

Puxou-me para seu corpo até colidirmos.

- Você não vai me deixar esperando até o final da aula...

Disse-me agarrando minha cintura com uma mão e levantando meu queixo com a outra que fez com que eu ficasse na ponta dos pés para chegar a sua boca.

Ele olhou em volta, para checar se havia alguém olhando.

Colou nossos lábios, logo invadindo minha boca com sua língua, nossa línguas dançavam um ritmo lento e magnifico. Ele apertava cada vez minha cintura ao seu corpo. Minhas mãos foram parar em seu peito. Empurrando de leve... Sério eu não queria sair desse beijo, mas alguém podia nos pegar.

- chega Nam... Podem nos ver! – falei manhosa ainda tentando me afastar.

- você tem razão! Mas você não escapa no final da aula ouviu mocinha?!

- nossa! Falando assim você parece um velho! rs

- hahaha engraçadinha... – ele riu um pouco antes de eu começar a andar para dentro da escola.

- ei espera? Não está esquecendo algo? – perguntou-me encostando o indicador nos lábios.

- Namjoon... Podem nos ver eu já disse!

Ele aproximou-se de mim puxando minha cintura até colar nossos corpos novamente, dando-me um selar mordendo de leve me lábio inferior.

- Vai na frente que eu vou depois. Para ninguém desconfiar!

Ele exclamou me soltando em seguida.

- ok!

Virei-me e segui para a entrada passando pelo corredor. Cheguei a porta olhei para trás Namjoon estava vindo logo em seguida antes de abrir a porta ele piscou e sorriu para mim.

Entrei e sentei em meu lugar. Larry me olhava com uma feição de investigação.

- sempre atrasada rs.

- perdi a hora rs.

- hmm

Namjoon entrou e começou a aula como sempre, passando aqueles conteúdos chatos de matemática.

 

[...]

Passou o tempo chegando a hora do intervalo. Três períodos de matemática são para tirar o couro haha. Menos pelo meu querido professor, na realidade eu nem prestava atenção na aula antes imagine agora! Ficava admirando cada passo que ele dava pela sala. Cada escrita no quadro que, aliás, até a letra dele é linda.

Na realidade não queria ir para o recreio, mas tinha que ir para não criar desconfiança entre os alunos.

- vamos __________? – Larry questiona levantando de sua cadeira.

- ahh.... Vamos! – respondo meio atordoada com meus pensamentos.

Sai da sala junto a ela. Olhei para Namjoon antes de sair. Ele sorriu para mim mostrando aquelas covinhas fofas.

Não imagine o quanto meus olhos brilham só de vê-lo sorrindo para mim.

- _____________!

- q...que? O que foi?

- estou a 5min falando com você!

- ohh... Desculpa!

- você anda muito distraída ultimamente... Como você não quer que eu desconfie que você está escondendo algo?

 - eu não estou escondendo nada. Eu sempre fui um pouco “área”!

- hum “me engana que eu gosto!”.

- como assim?

- tudo bem ___________ se você não quer contar ótimo! Eu espero até estar preparada. Espero que seja logo porque não gosto de ficar curiosa.

Ela seguiu a passos apreçados passando por mim. Tomara que ela não tenha ficado brava!

Segui para fila do refeitório. Cheguei atrás de Larry.

- escuta? – sussurrei em seu ouvido. Ela se inclinou de costas. – eu vou te contar algum dia só espere eu estar preparada ok?

- primeiramente eu espero que confie em mim! Ok.

Ela sorriu abertamente para mim.

Pegamos os lanches e sentamos na “nossa” mesa.

JungKook como sempre encarando Larry, e ela fazia o mesmo.

- porque vocês não “se falam” logo?

Sussurrei perto dela.

- ah....hmmm... O que quer dizer com isso? Nós já nos falamos lembra? Vamos fazer um trabalho juntos!

- não é esse tipo de conversa... Sei lá uma conversa mais “intima”! Sabe?!

- você está falando de SEXO?

Ela levantou a voz apavorada.

- meu Deus Larry fala baixo... E não, não é isso! Estou falando de namoro... sei lá... – sussurrei.

- eu não sei.... ____________ JungKook não parece um garoto que goste de namorar...

- e você já perguntou?

- escuta _________ eu já namorei uma vez, e não é tão fácil quanto pensa! . – Ela vira para frente olhando para JungKook, que dessa vez estava conversando com seus amigos. – Vão existir momentos felizes sim na maioria das vezes vai, mas também vão existir momentos tristes, sabe?! E não começa um namoro assim do nada – ela estrala os dedos um no outro – um amor que se preze demora a acontecer, a gente se conhece mais e mais, claro que podemos dar uns “beijinhos” de vez em quando, mas amor, ahhh o amor floresce com cada gesto, cada carinho trocado, cada sorriso, ele pode demorar, ou às vezes não, mas ele aparece.

Formou-se um grupinho atrás de nós batendo palma, Larry colocou a mão no peito assustada. Sorri e comecei a bater palma também. rs

- Meu Deus o que está acontecendo?

- depois do berro que você deu, todos ouviram nossa conversa. rs.

Ela abaixou sussurrando perto de mim.

- até a parte do JungKook?

- não, eles chegaram depois rs.

- uffa

Ela fecha os olhos de alivio, eu apenas sorrio de seu gesto.

Eu e Larry conseguimos comer rapidinho para poder ir até o pátio da escola, conversar um pouco.

- você estava dizendo que namorou uma vez? – iniciei a conversa, sentando em seguida no banco de concreto perto da árvore. – e quanto tempo durou?

- acho que uns dois anos! – ela respondeu-me sentando ao meu lado.

- como assim acha?

- Bom... Depois de terminar com ele resolvi esquecer tudo para não sofrer.

Ela apoiou-se nas mãos jogando a cabeça para trás deixando seus lindos cabelos longos ao vento.

- então foi um fim conturbado?

- sim foi! Encontrei-o com outra na cama!

A olhei espantada. Ela continuava tranquila como se não ligasse.

- uhn.... Nossa! Que horrível!

- é! Num primeiro momento foi... Mas depois passou!

- como você consegue me contar isso tão tranquilamente?

- bom ___________ a vida tem altos e baixos, e às vezes ela te trás pessoas tão baixas em seu conceito, que não vale a pena nem ligar.

Ela olhou-me ainda inclinada sorrindo singelamente. Retribui o sorriso a ela.

- uhn... oh... Posso me sentar aqui com vocês?

JungKook chegou de surpresa, fazendo Larry ficar um pouco sem jeito.

- Claro JungKook! – exclamei sarcástica. – e a propósito vou ver o professor de matemática, preciso resolver umas questões que não entendi. – Larry me fuzila com o olhar. Eu pisco para ela sorrindo. – “Tchauzinho” para vocês.

- Tchau!

JungKook me responde sentando ao lado dela. Larry apenas me fita com um olhar de suplica como se estivesse dizendo “fica aqui e não me deixa sozinha” rs. Admito que aquela cena foi cômica.

Fui em direção à sala de aula e a porta estava aberta.

Abri-a devagar até direcionar meu olhar dentro da sala e cena que vi seria uma das piores que vi em toda minha vida.

 

NAMJOON ESTAVA BEIJANDO A DIRETORA...


Notas Finais


CÊS TÃO SENTINDO UHUL É O CHEIRO DA TRETA HAHAHAHA


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...