História Minha meia-irmã - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fifth Harmony
Tags Abo, Camren, Camreng!p, Universoalternativo
Exibições 240
Palavras 1.292
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Famí­lia, FemmeSlash, Ficção Científica, Romance e Novela, Universo Alternativo
Avisos: Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


HEY AMORES <3

Muito obrigada por todo o carinhos, pelos comentários, pelos favoritos, estou tão feliz pela forma que receberam a fic, e mais feliz ainda por terem gostado da adaptação. Tem muita coisa pra acontecer e bom, eu estou muito empolgada e confiante de que essa adaptação seja até melhor que a versão original.

Enfim, boa leitura<3

Música para o capitulo : Closer - The Chainsmoker feat. Halsey **** AMO

Capítulo 4 - Encosta o carro


 

Pov. Lauren

 

Vesti uma camiseta preta acompanhado de uma calça da mesma cor, nos pés um par de botas que iam até metade da panturrilha.

Me sentei na cama esperando Camila sair do banheiro, mexi no celular vendo alguns email's da empresa de meu pai, onde eu trabalhava como assistente administrativa. Completamente diferente da minha área de formação, medicina cirurgica.

A verdade era que eu havia conseguido o emprego em périodo integral quando eu estava cursando a universidade, então eu ganhava o dinheiro do trabalho e uma mesada do meu pai, que estava tudo guardadinho.

Até então eu estava bem trabalhando com meu pai, mas o meu amor por medicina estava batucando na mente.

Eu iria pedir demissão e procurar um emprego na minha área.

Mas por enquanto não.

- Como estou?

Camila apareceu dando uma volta e eu desci o corpo por seus olhos mordendo o lábio inferior.

Uma blusinha rosa acompanhava sua saía preta rodada e nos pés uma bota de saltos.

- Linda, gostosa pra caralho.- Sorri mordendo o lábio inferior e a vi corar.

- Você também não está nada mal.

Caminhou em minha direção e eu me levantei diminuindo nossa distância.

Ela segurou meu cabelo enquanto eu me inclinava para beijar seus lábios, eu iria aprofundar mas ela se afastou.

- Vamos logo.

Deu meia volta e eu olhei para sua bunda, caralho! Que mulher gostosa.

A abracei por trás beijando seu pescoço e saímos de casa logo depois.

Hoje iriamos de carro e pude observar Camila comemorar, ri baixinho lembrando como ela ficava quando íamos de moto.

Respirei fundo assim que entramos no carro e encarei Camila.

Porra de cheiro!

Ela estava lubrificando, o seu cio estava muito perto.

- Camila, eu acho melhor não irmos.

Comentei e ela me encarou confusa.

- Porquê?

- Você está lubrificando.- Inspirei seu cheiro e me xinguei mentalmente por ter feito aquilo.- Lá tem muitos Alfas, e eles também irão sentir Camz.

- Mas terão várias ômegas também.

Resmungou e eu bufei.

- Não saia de perto de mim.

Segurei seu rosto séria e ela assentiu sorrindo.

- Fica tranquila, Lo. - Disse ela lambendo os lábios.- Me dá um beijo.

Sorri mordendo o lábio inferior.

- Se eu te der um beijo agora do jeito que eu quero, sentindo seu cheiro e dentro desse carro...- Sorri negando com a cabeça só de imaginar foder Camila dentro do carro.- Eu vou ficar de pau duro e doida pra te foder.

- Fode então.

Disse ela contra minha boca e me olhando nos olhos com aqueles cilios longos, aqueles castanhos.

- Camila...

Respirei fundo me encostando no banco do carro e apertando o volante com força.

Eu estava atordoada assim como Camila que agora respirava fundo me encarando.

Liguei o carro e em minutos chegamos  na festa.

Segurei a cintura de Camila enquanto caminhavamos rumo a entrada da festa onde Vero e Dinah nos esperava.

- Demora da porra hein.

Murmurou Dinah.

- Desculpa, eu estava esperando essa mulher.

Falei e Camila me empurrou.

- Que gata hein.

Elogiou Vero e eu a empurrei.

Ao entrarmos na festa nos deparamos com tudo aquilo que eu já sabia.

Muita gente bebendo, dançando, se pegando, rindo, aquele era o tipo de festa que eu adorava.

- Quer alguma bebida?- Perguntei no ouvido de Camila e ela negou.

- Olá pessoal.

 

Nem levantei a cabeça pra saber quem era.

Elizabeth estava na nossa frente com um sorrisinho pra Camila, respirei fundo segurando na cintura da minha ômega com firmeza.

- Hey Eliza, feliz aniversário ! 

Camila e as meninas parabenizaram.

Agradeci mentalmente por algumas garotas virem chamar ela, não dando tempo dela ficar.

- Eu vou pegar bebida, querem alguma coisa?

Perguntou Dinah e negamos.

Vero já tinha ido para a pista dançar.

Sorri para Camila e puxei-a pela cintura fazendo ela laçar os braços em meu pescoço.

 

 

 

Inicie Closer - The Chainsmokers.
 

 

 

Hey, I was doing just fine before I met you
I drink too much and that's an issue but I'm okay
Hey, you tell your friends it was nice to meet them
But I hope I never see them again .


Começamos a nos mover no ritmo da música e Camila sorriu virando de costas dando uma pequena rebolada se afastando de mim logo depois, sem parar de dançar. 
Assim como as outras pessoas nos movíamos de acordo com o som, passei a mão pelo cabelo e mordi o lábio inferior encarando aquela ômega sexy e provocante minha frente.

 

Observei algumas pessoas olhando a beleza natural de Camila enquanto se movia graciosamente a cada batida da música.

 And I can't stop
No, I can't stop .

Aquele lugar estava ficando quente.

So baby pull me closer in the backseat of your Rover
That I know you can't afford
Bite that tattoo on your shoulder
Pull the sheets right off the corner.-
 Neguei com a cabeça encostando nossos narizes e sorrindo contra sua boca.- Of the mattress that you stole
From your roommate back in Boulder
We ain't ever getting older .

 

 

Balançamos nossos corpos ao som da batida coladas, literalmente. Sua boca cantando contra a minha, nossa mãos entrelaçadas, eu segurando sua cintura com a mão livre e ela com a outra em meu cabelo.

 

We ain't ever getting older
We ain't ever getting older  

 

Nos beijamos com paixão, abracei sua cintura e ela deu passagem para que minha língua adentrasse sua boca.

Paramos o beijo somente quando respiramos o ar que nos circulava.

O cheiro forte, misturado em todas as formas, como se...

Abri os olhos quando a música de repente parou assim como nós e todas as pessoas na pista de dança.

 

O cheiro estava insuportável, incontrolável.

Feromônio.

Os olhos de algumas pessoas começaram a se dilatar, apertei meus olhos e prendi a respiração encontrando Camila, que diferente de mim estava com a respiração descontrolada.

O primeiro baque foi ouvido.

Um homem havia segurado com força uma mulher, e quando o primeiro gemido foi ouvido o cenário virou guerra.

 

Como era possível todos terem entrado no cio?

Engoli seco olhando para Camila e em segundos senti um baque em mim, quase fui lançada pra longe mas como meus sentidos estavam controlados e bastante apurados aceitei um soco em quem havia me atingido.

Um cara loiro e alto, com o corpo cercados por tatuagens me olhava raivoso.

Observei o cenário mais horrivel do mundo, todo mundo estava sedento por sexo, céus

Quando ele pretendia puxar Camila, soquei seu rosto com tanta força que ele foi lançado para a entrada do local desacordado.

 

Via olhares sedentos de Alfas para Camila.

- Se controle Camila.- Usei minha voz de Alfa em seu ouvido e a puxei pelo braço.

Mas ela estava entrando em combustão, por culpa do seu cio que estava próximo.

Segurei em suas coxas e impulsionei para carrega-lá.

Saí correndo desviando de algumas tentativas e golpe, agradeci mentalmente quando estava do lado de fora.

Corri desesperada para o carro e coloquei Camila no banco de passageiro, arregalei os olhos ao ver o que pareciam ser 5 Alfas correndo em nossa direção.

Me joguei no carro trancando as portas e senti o primeiro baque no vidro da janela.

-  Caralho! 

Tentei ligar o carro a primeira vez e consegui, senti outro baque e acelerei o carro.

- Lauren...- Ouvi um gemido de Camila e olhei pro lado.


Ela estava se tocando.


Soltei um rosnado e entrei na estrada olhando pra trás mas agradeci mentalmente por eles terem parado de nos seguir.

Eu estava suando, tremendo e excitada.

Mas eu estava preocupada demais pra me deixar levar.

- Lauren, encosta o carro por favor! - Gritou Camila e eu respirei fundo negando.- Você vai parar esse carro e me foder agora!

 


Notas Finais


HUMMMMMMMMM


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...