História Minha Menina - Capítulo 11


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Hinata Hyuuga, Naruto Uzumaki, Sakura Haruno, Sasori, Sasuke Uchiha
Tags Naruhina, Romance, Sasusaku
Exibições 811
Palavras 3.194
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Colegial, Ecchi, Escolar, Famí­lia, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 11 - O Pressentimento ruim.


Os meses foram se passando e as coisas para Sakura só ficavam piores em relação a gravidez, a mesma descobriu nos primeiros meses de gestação que sua gravidez seria de risco por ser muito nova, Claro que Sakura se preocupou com esse fato então tomou o Maximo de cuidado em relação a sua saúde durante sua gestação, nos 8 meses a mesma recebeu apoio de seus pais que sempre estavam ali para que ela precisasse, do seu irmão mas velho, de Kyo que estava sendo um amor com ela a ajudando com tudo, e para a surpresa de Sakura até mesmo Mikoto e Fugaku estavam preocupados com a Saúde dela. O que a deixou mas irritada durante esses meses foi que Sasuke sempre estava por perto a vigiando e tentando se aproximar dela, sempre mandava bilhetes e mensagens perguntando dela e do bebê, claro que ele tinha esse direito além do mais era o Pai do bebê, mas não precisava fingir que as coisas estavam a mil maravilhas e que ambos eram um casal pois não era, ele era casado e tinha um filho que havia nascido a dois meses.

Nas primeiras semanas do nascimento do Pequeno ‘’Daisuke’’ ficou frustra pois sabia que essa criança sempre teria Sasuke ao seu lado e seu bebê não isso a entristeceu muito, a mesma chegou a pensar que Daisuke não era filho de verdade, mas foi comprovado por exames que Sasuke havia pedido do dia em que seu filho nasceu, foi comprovado que sim ‘’Daisuke’’ era sim filho de sangue do moreno, isso tirava as duvidas de todos que pensavam que Ume estava de brincadeira.

A Dois dias atrás a mesma havia saído com sua mãe para comprar algumas coisas e acabou encontrando com Mikoto no caminho, a mulher estava com o neto nos braços fazendo com que a Rosada pudesse ver o filho do moreno pela primeira vez, o bebê era realmente a copia do pai não tinha nadinha da mãe nem sequer o pouco do cabelo era igual a mãe, o bebê tinha os negros que nem a escuridão da noite e o pouco cabelo que possuía eram pretos, Daisuke havia encantado Sakura a deixando com ainda mais desejo de ver o rostinho de seu bebê que estava por vir.

Faltava exatamente um mês para que seu filho viesse ao mundo e isso a deixava ansiosa pois queria muito ver o seu bebê mas ao mesmo tempo a deixava com medo pois não conseguia imaginar na dor que sentiria caso fosse um parto normal, ou se fosse uma cesárea a mesma teria sua barriga aberta isso a deixava nos nervos.

Segundo o que Mikoto havia dito o parto de Ume havia sido tranqüilo, um parto normal sem problemas alguma, a gravidez inteira foi sem problemas e sem riscos , o bebê nasceu muito bem e saudável, Sakura sentiu inveja em saber disso pois a mesma estava tendo uma gravidez complicada mesmo com todo o cuidado que estava tendo.

-Então vai ser uma menina? –Perguntou Kyo encarando a barriga da Rosada que não estava muito grande para uma grávida de 8 meses-.

-Sim, a Doutora disse que vai ser uma menina.-Respondeu a Rosada animada- Estou tão feliz, o único problema e que não consigo escolher o nome.

-Já tem alguma sugestão? –Perguntou Kyo dando um pequeno sorriso em quanto acariciava a barriga da Rosada, o mesmo sabia que aquele bebê não era seu mas gostava muito como se fosse, em todos os momentos esteve ao lado da rosada para o que ela precisasse o mesmo fazia isso sem pedir nada em troca, sabendo que nunca teria o amor dela-.

-Bom eu estive pensando em Sara e Mika.-Respondeu a Rosada- Não consigo decidir, bem que você podia me ajudar.

-Hm, Gostei dos dois nomes são muito bonitos para uma menina.-Falou Kyo- Mas prefiro Sara.

-É mesmo? –Perguntou a Rosada e Kyo assentiu- Então ta decidido o nome da minha bebê será Sara.

-Tem plevisão para que dia será a chegada dela ? –Perguntou Kyo-.

-A Doutora disse que entre dia 10 ao dia 18 do mês que vez .-Respondeu a Rosada- Sabe estou com medo.

-Porque esta com medo? Você e forte se suportou tudo isso até agora isso significa que e uma forte mulher, então não precisa ter medo vai passar por isso também de boa.-Falou Kyo- Bom se precisar de alguma coisa você já sabe.

-Sim eu sei Kyo, só te ligar que você vem correndo.-Disse a Rosada rindo- Você já me disse isso um milhão de vezes.

-Não custa dizer de novo vai que você se esquece.-Falou Kyo se levantando mas antes deu um beijo no rosto da rosada e logo em seguida um beijo na barriga da mesma- Fiquem bem vocês duas.

-Pode deixar vamos ficar bem.-Disse a Rosada dando um largo sorriso-.

---------

-Porque esta nervosinho de novo? A Já sei esta preocupadinho com a Sakura e o bebezinho não e mesmo.-Falou Ume em quanto balançava o bebê que não para de chorar nenhum minuto-.

-Cala essa maldita boca, escutar sua voz me deixa irritado.-Disse o Moreno furioso-.

O mesmo já não estava mas agüentando aquela vida, estava trabalho que nem um condenado para dar tudo para seu filho e para aquela mulher que ele mal amava, olhar para ela o deixava com ódio pois sabia que se não tivesse sido infantil nesse momento estaria ao lado da garota que gostava a ajudando na gravidez de seu filho que estava por vir, o mesmo não estava fazendo pouco caso do filho o mesmo amava Daisuke o problema era que não suportava a mãe dele era só isso.

-Olha como fala comigo, sou sua esposa e você deve me respeitar.-Disse a mesma balançando o bebê na tentativa de fazer o mesmo parar de chora- Será que esse bebê não fica calado não agüento mas escutar choro.

-Olha como você esta balançando ele, até parece que vai o matar.-Falou Sasuke tomando o filho do colo de Ume nesse momento a criança parou de chorar se acalmando nos braços do Pai- Está vendo nem seu próprio filho te suporta.

-Não me importo de um jeito ou de outro sou a mãe dele.-Disse Ume- Se não fosse por aquela garota nos estaríamos felizes com nosso filho, mas não você não da atenção para seu filho e nem para esposa, esta sempre atrás da garota e do maldito bebê.

-Ume e melhor calar essa maldita boca antes que eu faça uma besteira.-Falou o Moreno-.

Realmente era verdade Sasuke não dava atenção par Ume deis de que a mesma havia dado a luz ao seu filho, tudo para Sasuke agora era Sakura nem era agora sempre foi deis do começo sempre que ela precisava Sasuke estava lá espionando Sakura para ver como ela estava e como estava o bebê, sempre estava mandando mensagens de texto para a rosada ou pequenos bilhetes que Itachi entregava para ela a pedido dele. É sempre o moreno recebia como resposta que estava tudo bem e que não precisava se reocupar.

Essa situação estava deixando Ume louca de ódio e de ciúmes já não estava conseguindo suportar aquilo tudo, ver que seu marido gostava de outra e não dela, ver que ele se importa mas com a rosada na gravidez do que com ela quando estava grávida, seu ódio era tanto que estava pedindo aos Deuses que de alguma maneira matasse a Rosada e a tirasse de seu caminho.

-Estão discutindo de novo? –Falou Mikoto entrando no quarto do filho- Parem com isso pelo bem do bebê, ele ainda e muito pequeno não pode ficar escutando gritaria os ouvidinhos deles são muito sensíveis.

-É seu filho que só sabe dar atenção para aquela garota.-Disse Ume furiosa-.

-Ume você sabe que eu não gosto de você, mas te respeito porque e mãe do meu neto e esposa do meu filho.-Falou Mikoto dando um longo suspiro, a mesma já havia esclarecido o fato de não gostar da nora a muito tempo- Mas você tem que entender que Sasuke não tem só o Daisuke de filho, Sakura esta grávida de um filho dele que estar por vim e como papel de pai ele tem que se importar e ficar por dentro.

-Quando eu estava grávida ele não me deu essa atenção toda.-Disse Ume-.

-Claro que não, você sempre estava rodeada por pessoas da sua família, e sua gravidez sempre foi saudável não precisava de muita atenção, agora a gravidez de Sakura sim e de risco qualque coisinha ela pode colocar a vida dela em risco e a do bebê.-Falou Mikoto-.

-Por mim ela e esse bebê que morram não vão fazer um pingo de falta.-Disse Ume, no mesmo momento ela sentiu seu rosto arder com o tapa que havia recebido da Sogra, Sasuke já não estava mas ali com seu filho havia saído para longe pois não agüentava mas ficar perto daquela mulher-.

-Vocês ainda vão se arrepender por estarem fazendo isso comigo, se pensam que vou me separar do Sasuke então enganado eu amo ele e vou ficar com ele.-Falou Ume com a mão no rosto- A senhora ainda me paga.

-Fala o preço que tenho que fazer o xeque então.-Disse Mikoto em um tom irônico saindo dali deixando a nora para trás-.

-Velha desgraçada eu te odeio, você e principalmente Sakura vão me parar por tentarem estragar meu relacionamento com Sasuke.-Falou Ume-.

---------

-Mãe eu não vou.-Falou Sakura com a mão em sua barriga-.

-Você vai sim, a família de Sasuke querem saber como você e o bebê estão de saúde, eles tem o direito disso.-Disse Mebuki ajeitando seu cabelo-.

-Mas mãe a Ume vai estar lá, você sabe que ela me odeia com todas as forças e acha que pelo fato de estar grávida do Sasuke eu irei o tirar dela.-Falou Sakura-.

-Sakura já decidido vamos e ponto final nesse jantar na casa dos Uchiha.-Disse Mebuki-.

Sakura não quis mas discutir com a mãe pois sabia que a mesma estava por um lado com a razão, o problema era que ela não queria ir nesse jantar e se encontrar com Sasuke já fazia meses que estava tentando o evitar o Maximo, mesmo sabendo que ele tinha os direitos dele como Pai.

-Está pronta ? –Perguntou Mebuki-.

-Estou sim.-Respondeu a Rosada emburrada, a mesma podia estar grávida mas continuava sendo uma adolescente birrenta -.

Seu Pai não poderia participar do jantar pois tinha algumas coisas muito importantes para resolver no trabalho, isso fez com que Mebuki e Sakura fossem sozinhas para a casa dos Uchiha, ao chegarem lá ambas foram recebidas por Mikoto que estava animada com a presença de Sakura a pessoa que ela queria como nora do seu filho e não Ume. Kyo também estava animado em ter a Rosada por perto além do mas durante meses ele sempre esteve ao lado dela a ajudando o Maximo o possível mesmo esse sendo o trabalho de seu irmão mas novo.

-Que bom que vieram.-Falou Mikoto- Estou tão feliz que tenha vindo Sakura.

-Obrigada pelo convite .-Disse a Rosada, a mesma olhou pra o canto da sala e pode ver Ume a mesma não estava com uma cara nada boa até parecia que a qualquer momento voaria em seu pescoço ou coisa do tipo isso fez com que ela se arrepiasse toda e sentisse uma pontada na barriga que para era normal na gravidez mas aquela pontada foi diferente, foi como se o bebê estivesse assustado prevendo que alguma coisa de ruim fosse acontecer naquele jantar.

-Onde está o Sasuke? –Perguntou Mebuki-.

-Está lá em cima cuidando do bebê.-Respondeu Mikoto- Venham sentem aqui o jantar será servido em menos de meia hora.

Sakura se sentou ao lado de seu amigo Kyo e passaram a conversar não demorou muito e Sasuke foi para sala com o filho no colo, ao ver a Rosada ali o seu coração ficou a mil fazia algum tempo que não a via já que a mesma o evitava, o mesmo ficou completamente bobo em ver com ela estava perfeitamente linda como sempre com seu cabelo curto no altura de seus ombros, e sua barriga não muito grande mas que a deixava fofa. A vontade de Sasuke era de esquecer de tudo e ir até a Rosada e a abraçar como nunca havia feito em sua vida, o mesmo não se importou se ela estava o evitando e mesmo assim se aproximou.

-Oi Sakura.-Falou ele a cumprimentando parando na frente do sofá com Daisuke em seus braços- Tudo bem com você e o bebê?

-Estou bem sim.-Respondeu a Rosada- Como vai você e seu filho?

-Estou melhor agora com você aqui.-Disse o Moreno- Meu filho também esta bem, como pode ver e minha cara.

-É sim sua copia.-Falou a Rosada dando uma risada- Uma gracinha também.

Sakura se levantou do sofá e se aproximou do moreno, o que a mesma queria era poder tocar no filho de Sasuke, a mesma olhou para o bebê nos braços do Uchiha e pode ver o quanto era bonitinho e fofinho, a mesma passou a mão no rostinho do pequeno e pode ver o mesmo dar um sorrisinho banguela fazendo com que seu coração se derretesse, Daisuke encarava Sakura de uma forma diferente parecia que o pequeno queria que a Rosada o pegasse, a mesma sentiu seu dedo ser apertado e era ele o bebê que estava segurando o dedo dela.

-Que coisinha mas fofa.-Disse a Rosada morrendo de amor pelo bebê-.

-Pode se afastar do meu filho agora, já se aproximou demais dele e do meu marido.-Falou Ume irritada-.

-Desculpa, não queria me aproximar .-Disse a Rosada-.

-Não escute essa mulher Sakura, ela não sabe de nada.-Falou Sasuke irritado- Sobre o bebê, é menino ou menina.

-É menina.-Respondeu a Rosada voltando a se sentar ao lado de Kyo-.

-Já tem nome? –Perguntou o Moreno-.

-Tem nome sim.-Respondeu Sakura- Eu estava em duvida mas o Kyo me ajudou, acabei escolhendo Sara .

Ao escutar o nome de seu irmão Sasuke ficou totalmente irritado mas não demonstrou pois não queria acabar com aquele jantar por brigar com seu irmão, ficou o mas calmo o possível.

-Sakura você quer alguma coisa para comer? –Perguntou Kyo-.

-Não estou com fome, mas obrigada Kyo.-Respondeu a Rosada sorrindo-.

-Você não esta com fome mas a bebê está.-Disse Kyo- Você sabe que não pode ficar sem comer, pelo seu bem minha linda e pelo bem da bebê.

-É eu sei.-Falou a Rosada olhando pra Kyo e olhou pro lado e não viu mas Sasuke ali com certeza estava com a esposa em algum canto- Tudo bem em quanto você vai buscar alguma coisa, irei no banheiro.

-Está bem, você pode usar o banheiro do meu quarto.-Disse Kyo-.

---------

Sakura tranquilamente se levantou do sofá com dificuldade e foi em direção a escada que dava acesso ao outro andar onde ficava os quartos e os banheiros, antes de começar a subir a mesma olhou pela sala e viu sua mãe conversando com a mãe de Sasuke, em quanto Fugaku via algumas noticias que passava na TV, a mesma se virou e começou a subir a escada ao olhar para o topo da mesma ela pode ver Ume a mesma estava com um sorriso nos lábios até parecia que alguma coisa boa havia acontecido, a Rosada nada disse só continuou a subir as estadas , quando finalmente chegou ao lado de Ume ambas se encararam mas no momento em que a Rosada foi para passar por Ume, a mulher não mediu esforços algum em fazer o que estava pensando, em um momento Sakura estava passando e no outro a Rosada estava rolando escada a baixo, Ume colocou o pé na frente de Sakura fazendo com que a mesma se desequilibrar.

-Opá foi mal.-Disse Ume em um tom irônico vendo a Rosada rolando escada a baixo, quando todos ali escutaram o barulho olharam direto em direção a escada e pode ver a Rosada rolando para baixo, todos ficaram desesperados principalmente a mãe da Rosada que havia presenciado sua filha gravida rolando a escada-.

-MEU DEUS, ALGUÉM AJUDE MINHA FILHA.-Gritou Mebuki desesperada correndo até o corpo da sua filha caído ali-.

-ALGUÉM LIGUE PARA UM HOSPITAL, PARA QUALQUER COISA.-Gritou Mikoto desesperada- SAKURA CAIU DA ESCADA.

Nesse momento Kyo apareceu na sala as pressas se deparando com a rosada naquele estado, o mesmo pode ver que tinha uma poça de sangue misturado com outra coisa ao redor da Rosada que estava perdendo seus sentidos aos poucos, no alto da escada se encontrava Ume que continuava ali com um sorrisinho de vitoria no rosto, ninguém havia notado ela ali estavam desesperados demais quando a mesma se virou deu de cara com Sasuke o mesmo estava chorando e muito, o moreno estava desesperado sem reação no que havia acabado de fazer.

- O QUE VOCÊ FEZ COM A SAKURA? -Gritou o Moreno correndo para baixo onde a Rosada estava caída mas antes pode escutar Ume dizendo-.

-Só estou tirando ela do meu caminho.-Disse Ume-.

Todos estavam desesperados, já haviam chamado a ambulância que não demoraria para chegar, Sakura estava sento uma dor insuportável nunca havia sentido uma dor tão grande, a mesma também chorava muito sua visão estava escurecendo mas ela inda podia ver todos ao seu redor preocupados, a mesma pode ver o Desespero de Sasuke que estava jogado ao seu lado tentando a ajudar de alguma forma.

-Sakura se acalma tudo vai dar certo.-Falou o Moreno colocando a cabeça da rosada em seu colo-.

-SASUKE VOCÊ VIU O QUE SUA MULHER FEZ?-Gritou Kyo desesperado-.

-CALA A BOCA KYO, NÃO ESTA VENDO QUE ELA ESTÁ MAL DEPOIS FALAMOS SOBRE ISSO.-Gritou Sasuke-.

-Gritar só vai piorar as coisas .-Disse Mikoto-.

Mebuki que antes estava desesperada agora estava desmaiada por conta do que havia acabado de acontecer com sua filha, Fugaku vendo que as coisas não iam nada bem ligou para Kizashi avisando sobre o que havia acabado de acontecer.

-Sasuke.-Falou a Rosada o chamando com a Voz fraca- Eu estou perdendo minha bebê.

-Fica calma tudo vai ficar bem, a ambulância esta a caminho.-Disse o Moreno-.

-Nossa filha, eu estou perdendo a minha bebê.-Falou a mesma chorando- Eu não quero isso, não quero perder ela.

-Você não vai perder.-Disse Sasuke fazendo carinho na cabeça dela, não demorou muito e a rosada começou a desmaiar- Sakura pelo amor de Deus você não pode desmaiar, tem que ser forte pela nossa filha e por você.

As palavras de Sasuke não foram o bastante pois em seguida Sakura havia desmaiado e a cada minuto que se passava mas sangue saia e mas do liquido que saia entre a suas penas a encharcava , a bolsa tinha rompido mesmo não sendo a hora mas.

-A ambulância acabou de chegar.-Disse Mikoto correndo para perto, ao dizer isso Kyo pegou Sakura dos braços do irmão e correu com ela para fora a levando até a ambulância -.

-Quem esta acompanhando a paciente ? -Perguntou o medico -.

-Eu sou o Pai da criança, eu vou.-Respondeu o Moreno, antes que ele pudesse entrar na ambulância kyo o puxou-.

-Vá cuidar da sua família que da Sakura eu cuido.-Falou Kyo- Eu irei com a paciente.

----------- 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...