História Minha música favorita é você (Imagine Lay) - Capítulo 10


Escrita por: ~

Visualizações 63
Palavras 1.574
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Aventura, Colegial, Comédia, Ecchi, Festa, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Visual Novel
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 10 - O Aniversário


Fanfic / Fanfiction Minha música favorita é você (Imagine Lay) - Capítulo 10 - O Aniversário

- Eotteohge naega umjigil su eopsge. Nal ooh ahh ooh ahh hage mandeureojwo .... Aish, por que diabos eu estou cantando Twice ?
 

Estou andando pelas ruas de Seul procurando algo que não seja muito caro e que o Lay possa gostar ou precisar
 

- Oh! - paro de frente pra uma vitrine onde vende vários acessórios masculinos - Essa é a loja!
 

Andei a loja inteira buscando algo que fosse a cara do Lay, mas por conhecê-lo a pouco tempo não sei exatamente do que ele gosta.
 

-Mas que fofo! - avisto um relógio de mesa em formato de gato de cor cinza metálico, o mais legal é que as orelhas mexiam de um lado para o outro de acordo com o passar dos segundos e quando despertava as orelhas tremiam. - Acho que já temos um presente legal !
 

Peguei o pequeno relógio de gato e pedi para embrulhar para presente. O Moço simpático fez um lindo embrulho numa caixa preta com um grande laço prata. A caixa cabia nas minhas duas pequenas mãos mas preferi carregar até lá numa sacola para não correr riscos de amassar ou outra coisa.
 

*hm.. será que eu compro um bolo? Nah, vai que ele já esteja com os amigos?... Mas e se ele não estiver ?  Vou pedir para entregar*
 

Vou até a padaria mais próxima e peço pra entregar um pequeno bolo na casa de Lay com os dizeres em cima "Happy B-day  (>°-° )> "
 

-É, esse bonequinho tá fofo. -Digo pra moça
 

Fui até o caixa pagar e aproveitei pra comprar um PEPERO porque deu vontade do nada.
 

Saio da padaria e pego o táxi. Não que o apartamento de Lay fosse longe mas eu estava cansada de tanto andar
 

(...)

Finalmente cheguei ao prédio onde Lay morava. Já era 7:00 da noite mas por estar um dia frio acabou escurecendo mais rápido.
 

Subi com toda a pressa do mundo pelo elevador com o estômago quase doendo de tanta ansiedade que estava de chegar lá e vê a cara de surpresa daquele lindo ser.
 

(Toc Toc toc) -Bati na porta e esperei por alguns segundos até a porta destrancar.

 

A porta se abre e eu pulo pra assustar Lay-  Ha!  -  Mas quem atendeu a porta não foi o Lay - SoJin?!? - a olho de cima a baixo
 

SoJin estava semi-nua. Seu batom vermelho um pouco borrado, cabelo bagunçado, lingerie branca com cinta liga e meia de renda 7/8 e seu salto vermelho sangue. Ela estava com uma taça de vinho na mão e parecia não estar totalmente sóbria.
 

- Posso ajudar? - Fala novamente com ar de superioridade me fazer querer arrancar os cabelos dela ali mesmo
 

- O que você está fazendo aqui? Não deveria estar se preparando para o seu vôo?  Cadê o Lay? - fico com mt raiva mas a vontade de chorar era maior
 

- Ele está ocupado - Diz olhando para trás - Você não deveria estar aqui agora mocinha - Ela continua - Você acha mesmo que vindo aqui vai conseguir alguma coisa com o Lay?  Quem é você comparada a mim?
 

- Do que você está falando? - Digo com olhos cheios de lágrimas por minha mente estar sendo influenciada por suas palavras e poder não poder bater nela
 

- Querida - Ela se aproxima e mexe no meu cabelo - Você esqueceu que eu sou mais velha do que você? Eu sei quando uma pobre criança gosta de alguém. Apenas vá embora.
 

- ESCUTA AQUI! - Levanto a voz para ela quando Lay aparece na porta
 

- (s/n)?
 

 Larguei a bolsa que estava o presente do Lay no chão e corri dali o mais rápido que pude antes que eu voasse nela.
 

Meu coração parecia que ia explodir. O pior de tudo era achar que aquela megéra tinha razão, que comparada a ela eu não sou nada.
 

Corri para um beco que tinha ao lado do prédio do Lay, precisava muito respirar um pouco.
 

- (s/n)!
 

  P.O.V LAY ON (antes de tudo acontecer )
 

*Hoje eu vou ficar em casa! É meu aniversário mas como eu acabei de fazer amizade com o pessoal seria estranho eu chamar eles para beber ou algo do tipo aqui em casa. Prefiro tirar um tempo pra jogar e dormir de tarde *
 

 Deitei no chão da sala e comecei a pensar na (s/n). Fico na dúvida se deveria ligar pra ela, afinal, ela é a pessoa mais próxima de mim e ultimamente eu tenho pensado muito mais que o normal nela.
 

Peguei no sono enquanto me perdia em pensamentos.
 

(Toc Toc Toc )
 

Abro os olhos, estou tão cansado que considero se devo abrir ou não, mas ainda sim insistem
 

(TOC TOC TOC )
 

- Já tô indo! Já tô indo! - Gritei enquanto ia até a porta - SoJin?  O que está fazendo aqui? O seu vôo não é hoje? - Dei espaço para ela entrar
 

- É hoje, mas você acha que eu esqueci do seu aniversário? - diz levantando uma sacola e uma garrafa de vinho
 

-Não precisava se preocupar com isso. Você sabe, não é?
 

-Sim, mas ainda assim eu quis- Diz colocando as coisas em cima da mesa e sentando no sofá cruzando as pernas de modo que encurtasse seu casaco fechado.
 

Depois de algumas horas conversando, bebendo e rindo ela parece  estar um pouco relaxada demais. Eu estava mais tranquilo, eu parecia ser fraco mas sou bem tolerante ao álcool.
 

- Por que tínhamos que terminar, hm? - Diz SoJin de forma manhosa
 

-Porque seguimos caminhos diferentes, não podemos parar nossas vidas ou seguir caminhos iguais por causa de alguém.
 

- Nossa, que coisa horrível de se dizer - Olha para o copo
 

- Você mesma me disse isso, eu concordei, você tinha razão.
 

- Eu estou levemente arrependida de ter dito isso- coloca o copo na mesa e se levanta
 

- Não deveria se arrepender, como eu disse você tinha razão, seguimos caminhos diferentes e... - Ela sobe em cima de mim e me beija - Ei!
 

- Eu me arrependi de ter terminado com você, todo esse tempo eu pensava em como teria sido se eu não tivesse ido embora - Ela tenta me beijar novamente mas eu desvio
 

- SoJin, já aconteceu! Não temos mais nada um com o outro. E saia de cima de mim porque você não está no seu juízo perfeito. - tento tirar ela do meu colo mas antes que eu fizesse algo ela abre seu casaco. Ela está apenas de lingerie branca e eu não estou gostado nada dessa situação.
 

Nesse momento eu só quero sair daqui e não paro de me sentir culpado. (S/n) veio na minha cabeça me fazendo me sentir mais culpado ainda - *Droga, por que ela está aparecendo na minha cabeça num momento desses? - Finalmente escapo dos beijos de SoJin  jogando ela no sofá
 

-Escuta! Olha, eu não sei se isso é coisa sua ou da bebida, mas quero deixar claro que eu não quero mais! Você vai embora agora e eu não quero isso novamente - viro as costas e vou em direção ao meu quarto
 

-Onde você vai? -Pergunta SoJin ainda jogada no sofá
 

- Pegar uma blusa pra você vestir. Assim que se vestir novamente você vai embora e vai pegar o seu vôo pra longe daqui - viro as costas  e vou para o quarto
 

* Cara o que foi isso? Ela nunca foi de fazer essas coisas. (s/n).. ainda quero saber parque eu pensei nela.*
 

Vou até o guarda roupa e pego uma blusa antiga que não uso mais, até que eu ouço gritaria na porta e vou até lá correndo ver.
 

-.. (s/n) ?
 

Ela joga algo no chão e corre. Eu tento ir atrás dela mas SoJin está na porta me bloqueando.
 

- Você não vai atrás dela, não é?
 

- Sim! Eu vou sim! E você - Entrego a blusa grosseiramente em sua mão - Você vai embora daqui agora! - Pegou a sacola que (s/n) deixou cair e vou atrás dela

 

*Droga! Por que ela teve de chegar logo naquela hora?  O que foi que SoJin disse a ela pra ela sair daquele jeito? Droga Sojin*
 

Corro pela rua até que avisto (s/n) encostada no beco chorando
 

- (s/n)!
 

 P.O.V LAY OFF
 

Lay grita meu nome e corre até mim
 

-Lay, eu - Eu ia dar continuidade mas fui interrompida por seus lábios calando os meus.
 

Ele me abraçou enquanto me beijava naquele beco escuro e apertado. Me pegou de surpresa mas senti que ia morrer a qualquer momento
 

- Me desculpa por aquilo! Eu juro que não fiz nada, ela só entrou lá e fez o que fez...
 

-Mas eu... -fui interrompida novamente
 

-Eu não gosto da SoJin, eu.... eu...- fiquei esperando sua resposta mas ele não conseguia dizer nada . Comecei a chorar mais ainda

 

- Ei - limpou uma lágrima que escorria do meu rosto - está chorando por que? (S/n) eu finalmente descobri que eu gosto de você. Então, por favor, não corra mais daquele jeito.
 

-Não vou- Disse enquanto o encarava.
 

Lay estava com a respiração ofegante, provavelmente por ele ter corrido atrás de mim. Ele colocava o braço esquerdo na parede e a mão direita no meu rosto impedindo minha saída e impedindo desvio de olhar.
 

-(s/n) - me chamou olhando pra baixo - me desculpa por isso

 

(FIM CAP 10)


Notas Finais


Finalmente neh? Kkk asdorom


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...