História Minha música favorita é você (Imagine Lay) - Capítulo 28


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol, Chen, D.O, Lay, Sehun, Suho, Tao
Tags Baekhyun, Chanyeol, Chen, Comedia, Exo, Imagine, Kai, Kpop, Kyungsoo, Lay, Long Imagine, Romance, Sehun, Universo Alternativo, Vida Escolar, Zhang Yixing
Visualizações 282
Palavras 1.334
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Colegial, Comédia, Crossover, Ecchi, Escolar, Festa, Hentai, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Visual Novel
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 28 - Reconciliação


Fanfic / Fanfiction Minha música favorita é você (Imagine Lay) - Capítulo 28 - Reconciliação

~Sexta-feira, 18:30 (P.O.V IZA ON )
 

- Você está com fome? - KyungSoo disse colocando as chaves em cima da mesinha e indo direto para a cozinha.
 

- Você vai cozinhar? - Fui para sala me sentar naquele sofá super macio e enorme que só na casa do KyungSoo tinha.
 

- Vou!- Ele disse alto.
 

- Então estou com fome.
 

Ele veio da cozinha me trazendo um copo d'água e me encontra jogada no sofá.
 

- Por que não estou surpreso com você jogada ai desse jeito?
 

Sorri de modo fofo e pisquei algumas vezes - Esse é o melhor sofá do mundo.
 

- Eu sei, você sempre diz isso - Ele coloca o copo em cima da mesa - Acho que você deveria dormir aí então - Ele se virou para ir pra cozinha mas eu segurei seu braço.
 

- Eu não vim aqui pra dormir sozinha-Falei de modo manhoso mas sugestivo.
 

De repentente KyungSoo me surpreendeu subindo em cima de mim - Quem disse que eu deixaria você dormir sozinha? - Ele deu um sorriso de lado. Eu ja sabia no que ele estava pensando.
 

Ele aproximou seu rosto do meu até encontrar meus lábios. Seus lábios carnudos beijavam delicadamente os meus. Mas eu não deixo me enganar por toda aquela delicadeza inicial.
 

Logo ele puxa meu lábio superior dando uma leve mordida no mesmo e para o beijo distanciando nossos rostos.
 

- Por que parou?
 

- Não podemos fazer isso aqui - Ele se levanta e sem nem deixar que eu respondesse ele me puxa me fazendo ficar de pé e volta a me beija dessa vez com mais ferocidade.
 

Fomos andando enquanto nos beijavamos até o seu quarto. Ele fechou a porta e me colocou contra ela subindo minhas pernas. Minhas mãos estavam em sua nuca enquanto suas mãos apertavam minhas coxas me fazendo arfar a medida em que ele fazia mais força.
 

 Ele desceu os beijos até meu pescoço, ele sabia que era meu ponto fraco, minha respiração se tornou ainda mais pesada.
 

- Não achei que sentia tanto a minha falta - Eu disse ofegante enquanto ele ainda beija meu pescoço.
 

Ele subiu os beijos até minha boca e disse entre os beijos - Você não faz ideia.
 

Nesse momento ele se virou comigo em seu colo e andou até a cama e me colocou nela. Ele se distanciou um pouco de mim e ficou me analisando. Ele estava ofegante e eu ainda mais.
 

- Eu te amo tanto... - Ele diz de forma inesperada enquanto alisa meu rosto. Ele não era muito de falar isso.
 

- Você quer que eu chore num momento desses? - Eu disse olhando em seus olhos lhe retribuindo com um leve sorriso.
 

Ele  solta um pequeno riso - Eu realmente não sei o que você vê em um cara como eu, honestamente eu não sou bom o suficente pra você - abaixa um pouco os seus olhos.
 

- Você não sabe o que diz - Aliso o seu rosto e o puxo lhe beijando o jogando para o lado ficando por cima dele - Ninguém é tão bom quanto você.- fito meus olhos nos seus enquanto ponho meus braços ao lado de seu rosto.
 

Ele ficou em silencio, dessa vez foi ele quem me puxou, e o beijo foi ainda mais sedento.
 

Senti sua mão segurar firme minha bunda e aperta-la enquanto minha mão deslizava por dentro de sua camisa sentindo seu corpo um tanto definido.
 

 Ele subiu suas mãos até a barra da minha blusa e a puxou para cima interrompendo nosso beijo por um breve momento para tira-la do meu corpo. Fui até o seu pescoço e comecei a beijar dando leves chupões. KyungSoo era bem ágil, assim que abriu meu sutiã e o retirou do meu corpo ele me jogou para o lado ficando por cima de mim de novo.
 

- Você nunca me deixa assumir o controle - Falei um pouco chateada.
 

- Porque essa é a minha função - Ele disse me dando um sorriso que só eu tinha conhecimento do significado e atacou o meu pescoço novamente descendo os beijos até o meu seio.
 

Ele começou a chupar meu seio devagar e deslisou sua mão pela minha cintura e segurou firme o outro seio. Meus toques me faziam delirar, eu não era capaz de segurar tudo aquilo que eu sentia, quanto mais ele abocanhava meu seio mais eu gemia sentindo prazer. Puxei sua camisa o interrompendo, tirei a mesma e quando ele ia me beijar eu coloquei minhas mãos em seu peito o fazendo parar.

- Eu preciso apreciar - Eu realmente gostava de faze-lo ficar tímido, porém ele pegou em meus pulsos de surpresa e jogou meus braços para cima os prendendo com suas mãos.
 

- Sou eu quem vai te apreciar essa noite.- Ele sussurra com sua voz rouca em meu ouvido.
 

Perdi o ar com a sua resposta, não era novidade ver KyungSoo daquela forma mas também não era algo que eu via todo dia. Eu sabia o quando ele me desejava naquele momento.
 

Ele me segurava com uma das mãos e desceu a outra até minha calça enquanto beijava meu pescoço. Senti sua mão entrar lentamente dentro dela mas eu a segurei  para não deixa-lo continuar.
 

- Eu quero você - Sussurei com dificuldade.
 

Ele entendeu meu recado. D.O começou a fazer uma trilha de beijos descendo pelo meu pescoço e descendo sua outra mão pelo meu corpo até encontrar o botão da minha calça. Ele a retirou com pressa junto com a minha calcinha, me deixando completamente exposta para ele. Não demorei muito para tirar a sua calça e deixa-lo na mesma situação na qual eu me encontrava.
 

Sem dizer nada ele puxa minhas pernas e me penetra com força me fazendo gemer alto de prazer. KyungSoo era do tipo bruto na cama e o que ele mais gostava de fazer era apertar qualquer parte do meu corpo.
 

Uma de minhas mãos estava em sua nuca com meus dedos se enroscando no seu cabelo enquanto a outra mão arranhava suas costas fazendo ele soltar gemidos roucos.
 

- Mais rápido - Eu pedi enquanto sentia aquela onda de prazer enquanto ele atacava meu pescoço de beijos e chupões.
 

Ele subiu os beijos até meu ouvido - Eu ficou louco quando ouço seus gemidos - Ele sussurrou com dificuldade logo em seguida mordendo o lóbulo da minha orelha.
 

A respiração rápida de KyungSoo me fazia ficar ainda mais excitada. Meu coração pulsava cada vez mais rapido a medida que ele tocava meu corpo. Quando mais fundo ele ia mais eu queria.
 

- Mais... - Eu já estava perdendo as forças, minha cabeça ia cada vez mais pra trás quase chegando ao meu ápice.
 

Não demorou muito e ele também chegou ao seu limite e se jogou ao meu lado me puxando para um abraço. Eu conseguia ouvir seu coração tão rápido quanto o meu. Beijei seu peito e continuei com a cabeça encostada nele.
 

Depois que faziamos amor era difícil encontrar as palavras certas para expressar o que estavamos sentindo. Eu não precisava de mais nada, por que eu tinha certeza do quanto ele me amava.
 

- Soo.. - Eu o chamo fazendo ele olhar para mim - Eu te amo - viro meu rosto em Sua direção e fecho os olhos enquanto coloco o queixo em seu peito.
 

Ele me sobe um pouco mais dando um beijo na minha cabeça e volta a olhar para cima.
 

-Eu também te amo - Ele se ajeita e me abraça mais.
 

- Vamos dormir assim?- Volto a deitar minha cabeça.

 

-Vamos... vai que tenha um segundo Round...
 

- Topo, mas não agora.
 

- Okay...- ficamos em um silêncio pequeno
 

-Acho q devo ficar brava mais vezes com você.
 

- Por que? - Ele pergunta levantando a cabeça.
 

- Por que nossa reconciliação é a melhor- mordo o seu peito.
 

-Ta - Ele ri -Agora deita direito
 

-Ta....
 

P.O.V IZA OFF
 

(FIM do Cap 28 ) 


Notas Finais


Fala ae Xingminhas.
Então, se tiver erro é porque eu não consegui reler kkkkkk longa história gente


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...