História Minha nerd - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Justin Bieber, Lucy Hale
Personagens Justin Bieber, Lucy Hale
Tags Justin Bieber, Lucy Hale
Visualizações 70
Palavras 2.195
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Colegial, Crossover, Ficção
Avisos: Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Mais pra vocês :)

Capítulo 3 - Capitulo - III


Fanfic / Fanfiction Minha nerd - Capítulo 3 - Capitulo - III

                              Justin

  Hoje já faz 2 meses, 62 Dias,1488 horas,89.280 minutos,5.356.800 segundos que eu não sei absolutamente nada de Lucy,ela praticamente sumiu depois da nossa última conversa,eu já liguei,fui na casa dela e praticamente implorei para Thomas ou Ralph me contar o que estava acontecendo,mais eles se recusam a me falar alguma coisa,só me disseram que Lucy pediu pra não contar onde ela está.Eu me sinto tão miserável e tão perdido ao mesmo tempo,o técnico está a um passo de me colocar fora do campeonato,por causa do meu desânimo e faltas,meu pai aparece de vez enquanto pra me humilhar mais eu já não me importo nem com suas ofensas nem com suas ameaças,Evan está preocupado comigo o cara pediu pra mim até ir na psicóloga da escola pra mim desabafar,mais eu não quero desabafar com ninguém eu só quero minha Lucy.

-Bieber não acredito,levanta dessa cama e vamos para a escola agora,temos que estudar os pontos fracos dos cuzões do jogo da semana que vem.-Evan disse entrando no meu quarto de uma vez.-Aposto que eles já estudaram o nosso.-Ele disse se jogando na cama ao meu lado.

-Meu ponto fraco tem nome,endereço e sobrenome Evan.-Suspirei cansado.-Eu não entendo porque ela está fazendo isso comigo,caralho eu disse pra ela que eu jamais brincaria com os sentimentos de ninguém e ela não me escutou,porra eu falei pra ela que eu estou apaixonado por ela e eu nunca disse essa porra pra ninguém.-Fiquei de pé na cama.-Quer saber?Tô ligando o foda-se,não vou ficar aqui mofando pensando nela,Lucy já deixou claro o que quer de mim e eu vou para de ser trouxe,não vou correr atrás dela,pra mim já deu.Vou parar de me importar,vou parar de falar nela,vou parar de me preocupar e vou começar a ignorar quem não merece nem um pingo da minha atenção porra!-Eu soquei o travesseiro.

-Caralho,você está com muita raiva dela.-Evan disse me olhando surpreso.

-Você ainda não me viu com raiva amigo,isso não é nada,raiva mesmo eu estou é da tua prima que estragou tudo pra mim.-Fiquei de pé e peguei minha camisa do chão.

-Falando nela,essa vadia cara de pau está te procurando pela escola toda,não me pergunte porque,você sabe que eu odeio aquela cadela.-Revirei os olhos,se ela pensa que está tudo de boa entre nós está muito enganada.

-Se ela quer tanto me vê,vamos encontra-la.-Eu disse entre dentes.

-Cara,eu sei que você está muito puto,mais vai para o banheiro se barbear e tomar um banho primeiro,porque você está fedendo.-Vesti a camisa e peguei meus óculos escuros ao lado da minha cama.

- Lembra do foda-se?Então foda-se pra isso também.-Sai pela porta sem me importar nenhum pouco com o pedaço de merda que eu estava parecendo.

-Cara você sabe que lá fora está fazendo um calor da porra.-Coloquei meu capuz e olhei para meu amigo.

-Foda-se!-Passei por ele e fui direto para a sala calçar meus tênis.

    Fomos correndo até a escola,realmente estava muito calor e eu estava praticamente banhado de suor,mais foda-se eu não me importava e acho bom ninguém se importar com isso também.Assim que cheguei na escola algumas pessoas olharam pra meu estado chocadas,ninguém nunca me viu tão desleixado e eu só tenho uma coisa pra dizer pra eles,F-O-D-A-S-E!

-Bieber me espera preciso falar com você.-Ivy veio correndo com Dafne na minha direção,eu não parei continuei meu caminho.-Bi me espera.-Parei na hora.- Nossa você está bem apressadinho hoje,mais enfim eu vou dar uma festinha só para os mais chegados então se sinta mais do que convidado.-Ivy disse pra mim com um sorriso safado,vadia do caralho. --

-TAMBÉM TENHO UMA COISA PRA TE FALAR IVY PARA DE ME CHAMAR DE BI  E EU NÃO SOU SEU CHEGADO,QUANTO A FESTINHA,FODA-SE!                              EU NÃO VOU A ESSA PORRA,VOCÊ ACHA MESMO QUE DEPOIS QUE  ME DIFAMOU POR AÍ COM SUAS MENTIRAS EU IRIA PRA QUALQUER LUGAR PERTO DE VOCÊ? POIS SE PENSOU,ESTÁ MAIS QUE ENGANADA SUA CADELA,EU NÃO ME MISTURO COM GENTE DA SUA LAIA,AGORA ME FAZ UM FAVOR PARA DE FICAR ATRÁS DE MIM, EU NÃO QUERO NADA COM VOCÊ,NUNCA QUIS,VÊ SE ME ESQUECE,PORQUE VOCÊ PRA MIM NÃO EXISTE!- Mostrei meus dois dedos do meio pra ela e sai andando entre a multidão que se formou no corredor com um sorriso debochado.

-Isso foi maldade Bieber.-Evan disse com um sorriso divertido.-Mais você detonou a cadela!-Ele bateu na minha mão animado.

-Maldade foi o que ela e Dafne fizeram com a Lucy,essas vadias fizeram ela se ajoelhar no pátio Dafne jogou a bandeja de comida nela,encontrei minha garota no auditório chorando.-Evan estava surpreso.

-Caralho,porque Diabos a Dafne fez isso?

-Ela é a melhor amiga da sua prima, aposto que às duas planejaram fazer essa merda toda com a Lucy,no fim sobrou tudo pra mim!-Revirei os olhos.

-Essas vadias mau amadas,sempre procurando confusão.-Evan bufou.-Agora vamos que os caras estão esperando a gente na cantina.-Fui para a cantina já cheio do olhar de todo mundo em cima de mim.

-O que vocês estão olhando porra?Vão se foder caralho!-Eu resmunguei bravo e entrei na cantina,meu corpo paralisou imediatamente quando eu olhei pra frente e vi minha Lucy mais linda do que nunca.

-Puta que pariu,que gostosa.-Evan disse babando em cima da minha mulher,dei um tapa na cabeça dele e ele me olhou confuso.

-Tira a porra dos olhos de cima da minha mulher,seu idiota!-A boca dele abriu em forma de “o”.

-Aquela é a Lu-Lucy?-Eu assento e olhei para ela de novo.

-Sim,mais linda do que nunca.-Nossos olhares se travaram e eu senti meu coração acelerar com a saudade insana que eu senti dela.

                           Lucy

Hoje ao chegar na escola às pessoas não tiravam os olhos de mim,alguns caras até vieram puxar conversa comigo mais eu os ignorei,Ralph e Thomas não quiseram me deixar sozinha,eles estão preocupados comigo e com minha mudança repentina de visual,acham que eu estou em negação por causa de Bieber,se eles soubessem o que eu estou enfrentando eles iriam me entender,mais eu tenho medo de contar pra eles,preciso conversar com Justin e vê o que vamos fazer,porque eu estou muito perdida.

-Você não vai falar com ele?-Thomas perguntou pra mim e apontou para Justin.

-Sim,eu vou mais agora não posso.-Eu disse abaixando a cabeça.

-Ele está olhando pra cá.-Eu me encolhi e respirei fundo,eu não podia olhar pra ele se não eu iria chorar ou vomitar.

-Eu acho que ele vai vir aqui.-Meu coração acelerou.

-Preciso sair daqui,não posso conversar agora.-Levantei da mesa peguei minhas coisas e fui no caminho contrário sem nem ao menos olhar pra trás

Eu passei esbarrando nas pessoas a procura de um banheiro,assim que avistei um no fim do corredor eu corri na direção do mesmo e peguei minha mochila,quando entrei me senti aliviada por não ter ninguém coloquei minha mochila em cima da pia e a abri a procura daquela caixinha que estava me aterrorizado a dias.

-Quero vê você fugir de mim aqui baby-Eu tomei um susto tão grande ao escutar a voz de Justin que deixei aquela caixa maldita cair bem na frente dele.

-Merda!-Eu praguejei alto e olhei para a droga da caixa.

-Você está grávida?-Justin me perguntou,antes de se abaixar e pegar a droga do teste de gravidez.-Está Baby?-Ele segurou minha mão e eu olhei pra ele,seus olhos estavam cheios de ternura,mas eu estava a beira das lágrimas,eu não quero ser mãe tão nova,mais eu fui imprudente.

-Eu não sei...-Uma lágrima escorreu dos meus olhos.-Faz quase dois meses que eu sinto muito mal-estar,minha mãe e o meu pai acham que eu estou grávida eles queriam me obrigar a fazer o teste,mais eu disse que precisam fazer isso com você.-Ele sorriu pra mim,como ele pode sorrir no meio da porra dessa confusão?Eu ainda não contei tudo pra ele.

-Vai ficar tudo bem linda.-Ele me puxou para seus braços.-Eu estou aqui com você.-Eu chorei em seus braços.

-Estou com medo e se eu estiver grávida?Será que eu vou ser um boa mãe?Vou conseguir fazer o pré-natal certinho?Vou me alimentar direito ?Vou dar conta de dar a luz?E se ele não me respeitar?Ou pior e se ele me odiar a primeira vista?-Justin deu uma gargalhada sonora.

-Oh bebê não surte meu anjo.-Ele beijou meu pescoço.-Agora vai fazer esse teste,eu vou ficar aqui te esperando.-Respirei fundo e caminhei para uma das cabines do banheiro.

     Fiz o teste e depois fiquei ansiosa ao lado de Justin,ao vê minha agitação ele me abraçou forte,meu coração saltava no meu peito,mais ter ele junto comigo me deixava mais tranquila.

-Você está tremendo pequena,está com frio?

-Não,é só ansiedade.

-Fica tranquila linda,seja qual for o resultado eu não vou te abandonar.-Ele beijou minha testa.-Sei que agora não é um local apropriado,mais temos que conversar sobre nós dois Lucy,eu sei que você não acredita que eu sou inocente da acusação da Ivy,mais...-Eu cortei ele imediatamente.

-Sei que foi o que pareceu quando eu fugi correndo,mais eu não acredito na Ivy Bieber,eu sei que você não é esse tipo de cara.-Sorri pra ele.

-Então porque você fugiu de mim?Te procurei como um louco,mais você não me atendia e nem seus amigos quiseram me dizer onde você estava.-Me afastei dele e me sentei na pia.

-Eu não queria te contar isso assim,mais tem tanta coisa acontecendo agora.-Fiz um coque no meu cabelo e o encarei.

-Contar o que Lucy?-Ele me perguntou preocupado.

-Promete que vai me escutar e não pirar?Por favor?-Ele me olhou por um tempo sério e depois se aproximou de mim.

-Tudo bem eu prometo.

-Ok-Respirei fundo.-Naquele dia eu menti pra você.-Olhei para Bieber e fiquei nervosa.-Eu não estava chorando pelo que a Dafne fez...pra você entender melhor eu preciso volta a seis meses atrás,quando te conheci.-Justin franziu a testa e me olhou confuso.-Alguns meses  antes da nossa primeira noite juntos eu passei mal,muito mal mesmo e todos os sintomas indicavam que minha leucemia tinha voltado.-Vi quando os olhos de Justin brilharam com desespero.

-O que?Você está doente?Vamos procurar o melhor especialista amor,você vai ficar boa.-Ele colocou às mãos no meu rosto e me olhou com os olhos marejados.-Eu juro,eu sou capaz de rodar o mundo atrás de um médico bom pra te curar.-Meu coração derreteu.

-Calma lindo,eu não terminei de falar.-Apertei às mãos dele nas minhas-Eu fui ao médico e fiz um exame de sangue,mais eu estava com medo dele apenas confirma a doença,então eu fugi do hospital.Nesse mesmo dia fui a sua festa e bebi tanto que acabei ficando com você e a medida que o tempo passava, eu percebi que o que eu sentia por ti era muito mais que paixão,eu não podia te arrastar para meus problemas,então naquele dia que eu disse que estava chorando por causa da Dafne eu menti,a verdade é que eu queria terminar tudo com você,porque se eu estivesse com câncer de novo,morreria muito mais rápido vendo você sofrer por minha causa.Então naquele dia eu fui pra casa fiz minhas malas e voltei pra casa dos meus avós,passei dois meses escutando eles me implorar para ir ao médico e descobri o que estava acontecendo comigo,então no dia que eu estava indo a consulta o médico que me atendeu aqui me ligou e me contou que o resultado deu negativo para a leucêmica,eu fiquei feliz da vida e pensei em te ligar mais lembrei que nunca tinha te contado essa parte da minha vida. Então pensei em vir voando pra te contar todos os meus pensamentos,planos e segredos.Mais não pude volta porque eu desmaiei e desde então eu venho tendo enjoos toda manhã e sentindo um mal estar horrível,minha avó desconfia que eu esteja grávida e já fez até planos com meu vô.-Eu sorri.-Eles me compraram esse teste de gravidez e tentaram me obrigar a fazê-lo,então eu fugi e vim te encontrar,porque se eu estiver grávida mesmo eu quero descobrir isso com você.-Ele me envolveu em seus braços e beijou minha cabeça.

-Eu te amo Justin,amo tanto.-Meu coração acelerou e um sorriso bobo iluminou meu rosto.

-Eu também te amo Lucy Hale.-Eu nunca disse isso a mais ninguém sem ser meus avós e devo confessar que amo dizer isso para o Bieber.

-Acho que agora devemos vê se vamos ser pais meu amor,eu não sei porque mais eu acho que meu filho está aí dentro.-Ele segurou o meu rosto e me deu um beijo apaixonado.-Eu te amo Lucy e se você estiver esperando meu filho vou ser o cara mais feliz do mundo inteiro.-Ele voltou a me beijar e todo o nervosismo que eu estava sentindo se esvaiu.

-Vamos vê agora.-Eu peguei o teste e fechei os olhos,Justin sorriu pra mim e me abraçou por trás.

-Estou aqui com você amor e eu não me importo com o resultado,tudo que quero é ser feliz com você e nosso bebê se ele estiver a caminho.-Ele beijou meu ombro e então eu trouxe o teste mais perto do rosto,e quase desmaiei ao vê o resultado.

                                      Grávida

                                          1-2

-O meu Deus!-Justin começou a pular de alegria,enquanto eu estava petrificada com o teste na mão.

-Eu te amo garota-Ele me beijou na boca e logo em seguida agachou.-Eu te amo bebê.-Assim que ele beijou minha barriga e me abraçou pela cintura,eu cai na real e meus olhos marejaram,eu vou ter um bebê,um bebê de Justin Bieber o homem que eu amo.

 


Notas Finais


Até amanhã,beijo :)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...