História Minha nova irmã (Norminah , G!P) - Capítulo 113


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fifth Harmony
Personagens Ally Brooke, Camila Cabello, Dinah Jane Hansen, Lauren Jauregui, Normani Hamilton, Personagens Originais
Tags Camren, Dinah, Normani, Normimah, Siope, Trolly, Veronica Iglesias, Zandaya
Visualizações 338
Palavras 2.574
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Escolar, Famí­lia, Festa, Mistério, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Intersexualidade (G!P), Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Vocês acharam que eu não iria rebolar minha bunda hoje? kkkkkk

Capítulo 113 - Decepcionada


Fanfic / Fanfiction Minha nova irmã (Norminah , G!P) - Capítulo 113 - Decepcionada


Dinah Jane


-Deixa eu ver se entendi...- Ally , que estava ao meu lado , coloca a mão sobre o coração extremamente nervosa. Todos na sala estavam tensos e assustados depois do que a Hope havia obrigado a Allycia a contar - Você estava com vontade de ir no banheiro e se perdeu no corredor , né? - Ally pergunta e Hope e Allycia assentem - Okay. Daí você sentiu um mão te puxar e era uma menina de mais o menos um metro e setenta , ruiva , pálida e com os olhos verdes, não é? - ela volta a perguntar e as meninas voltam a confirmar - Aí ela pegou , te encostou na parede e...- a se abanar nervosa - Acho que eu vou desmaiar. Eu estou nervosa, eu vou passar mal. - a loira começa a tremer. 

-Toma! Aqui a água - Perrie vem correndo até ela com um copo de água gelado , entregando a loira , que tremia freneticamente enquanto virava o copo - Bebe tudo tudo , Ally. Quer um remédio para dor de cabeça? 

-Q..que...quero - ela começa a gaguejar nervosa. 

-Filha , fala para o papai - Troy agarra a garota em seus braços - A menina abaixou sua calça e fez coisas que você nunca tinha feito ou visto , certo? - Troy pergunta preocupado. 

-É , papai - a menina abaixa o olhar triste. - Desculpa , eu não sabia como me defender , ela era mais forte. - a menina sussurra. 

-Não , meu anjo. Você não tem que pedir desculpas, não foi sua culpa - Niall vai até a irmã , limpando suas lágrimas. 

-Não mesmo. Deixa ela , que a gente descobre onde é a casa dela e manda matar - Harry fala com raiva.

-Isso! A gente pega e soca a cara dela até sangrar - Camila completa com os mesmo pensamentos vingativos. 

-Isso mesmo! A gente joga ela na cadeira eletrificada e queima os miolos dela - me junto ao esquadrão suicida , com mais pensamentos maquiavélicos. 

-Allycia , você quer que eu faça alguma coisa para você? - Liam pergunta meigo fazendo um carinho na cabeça dela. 

-Obrigada , Liam , mas não precisa - ela fala meio abatida.

-Fico me perguntando como alguém tem coragem de fazer isso com uma menina indefesa. Ainda mais uma menina fazendo isso com outra. A gente poderia esperar isso de um macho escroto , mas de outra mulher é meio difícil - Lauren nega horrorizada. 

-Realmente! Isso é sinal de que devemos estar preparados para tudo, pois é o verdadeiro apocalipse zumbi, isso é o fim do mundo. Uma delinquente dessas , a gente mete na justiça contra os pais e manda para o reformatório facíl.  Pode deixar , que isso eu resolvo - Verônica se pronuncia.

-Allycia , por que você não deixou a Hope ir no banheiro com você ? - Bryce pergunta com certa preocupação e a menina da de ombros , como se não soubesse como responder.

-A gente passa com a minha moto por cima dela. A tia Lauren pega a moto dela, eu pego a minha e a gente amassa essa pessoa - Jessy e Lauren batem as mãos no ar.

-Gente , eu quero bater nessa pessoa tanto quanto vocês, mas não podemos fazer isso - Normani dá o choque de realidade na gente. 

-É mamãe, você tem razão. Vocês não podem , mas eu sim. - Hope se pronuncia limpando algumas lágrimas - Mãe, posso falar palavrão pelo menos uma vez na vida? - Hope me pergunta , é que eu estou muito brava e não sei como expressar o meu descontentamento com essa tamanha atrocidade e brutalidade. 

-Uma vez na vida não mata ninguém - eu dou de ombro , recebendo um olhar negativo da Normani , mas logo ignoro. 

-Com você pretende se vingar dela , Hope? - Leigh pergunta a irmã.

-Espera, deixa eu falar o meu palavrão primeiro - diz Hope nos fazendo rir. A menina respira fundo com os olhos fechados. 

-Só não vá falar muita bestei...

-Quem que aquela filha da puta , vaca , galinha desgraçada , pensa que é para encostar na minha amiga? Se eu encontrar essa puta mal comida e mal parida no corredor amanhã , ela está fodida nível hard , porque quando eu pegar aquela piranha sem caráter amanhã , eu vou pegar um explosivo e enfiar bem no olho do cu dela , fazendo ela voar feito a galinha que é. Depois eu vou pegar o facão da minha mãe e vou enterrar no cu dela também, para ela aprender o que é bom para a tosse. Ai de quem me impedir , porque eu meto a mão junto. - Hope termina e todos nós estávamos com a cara no chão depois dessa sequência de palavreados de baixo nível.

-Coisinha , com quem que tu aprendeu essas coisas? - Louis pergunta chocado. 

-Gente, pelo amor , né? Eu aprendi com vocês. E se eu fosse vocês , tomava cuidado com as coisas que vocês falam - a menina pisca descarada e sai andando. 

-Criamos um monstro - Nick , que estava abraçado em Allycia , diz chocado. 

-Graças a Deus! Aí é bom que ela se defende , nos defende e de quebra defende a Allycia e o Bryce na escola - Zandaya conclui. 

-Eu não preciso que me defendam , já sou um homem de verdade - o menino cruza os braços fazendo um biquinho. A gente começa a rir na cara de pau. 

-Olha, você pode ter quebrado o meu braço, mas você continua sendo um frouxo - Camila bagunça os fios castanhos do menino

-Ah, qual é senhorita , Cabello! Ela vai lembrar disso o resto da vida dela ? - Bryce nos pergunta e afirmamos em conjunto - Poxa , eu já fiz de tudo para agradar a senhora. - o menino suspira triste. 

-Tadinho , Camila. Ele é tão fofinho e bonitinho - Jade aperta as bochechas do menino , que agora estavam vermelhinhas.

-Você pode me dar um cacho de bananas - Camila sorri de lado, fazendo o menino olhar estranho. 

-Um cacho de bananas? - ele pergunta franzindo o cenho e ela assente - Okay, acho que posso ver isso para você. 

-Awnn gente! - Camila abraça o menino - Se a Hope não casar com ele , eu caso. 

-Pedófila! - Niall nega brincando

-A Hope casar comigo? - o menino começa a tossir ficando mais vermelho do que estava. 

-Vai me dizer que você não quer - Zayn aperta o olhar com as mãos na cintura. 

-Sabe o que é? Acho que ouvi minha mãe me chamar - o menino inventa nos fazendo rir. 

-Você tem medo da Normani. Olha só como ela está te olhando - Zandaya aponta para Normani que olhava aquilo tudo bem séria. O menino engole em seco. 

-Para de colocar medo no garoto, Normani , tadinho - Troy defende Bryce. 

-Quando a Allycia arrumar um namorado,  a gente conversa - Normani já bloqueia o assunto - Mas se isso te deixa mais aliviado , eu prefiro que a Hope fique com você do que com os outros meninos - Normani fala sincera fazendo Bryce dar um sorrisinho discreto. 

-Ai , adolescência! Bons tempos - digo nostálgica

-Pó , nem fala! - diz Lauren com certa saudades - Mas a nossa melhor fase , foi com 17 anos , porque a gente se conheceu , para agora com 34 estarmos amigos até hoje.

-É verdade , foi muito bom - Normani concorda. 

-Deve ter sido bom ter perdido a virgindade - Troy implica com Normani. - Deve ser ruim não estar sabendo dar conta do recado - Troy sussurra para Normani , mas todos nós ouvimos. 

-Huuuu - todos dizem juntos. 

-Deve ser triste estar a 10 anos sem nada , né? - Normani rebate com clásse. 

-Fatality! Fim de jogo - Verônica diz passando mal de rir. 

-Pessoal , olha o menino aqui - Ally aponta para Bryce , que permanecia vermelho. 

-Desculpa - Normani e Troy dizem envergonhados e o menino assente. 


(***) 

Eram meia noite e a casa toda estava dormindo , portanto , a hora era aquela. Eu tinha me arrumado e descido na ponta dos pés rumo a conhecer o meu admirador , ou simplesmente rumo a destruição de quase 10 anos de casamento. 

Peguei um táxi e dei o endereço indicado. Eu estava decidida a conhecer essa pessoa. A pessoa se dizia homem , um pouco mais alto que eu , tinha uma barba bem feita , estaria com um terno preto e uma gravata vermelha. Ele tinha marcado em um Pub no centro. 

Eu não pretendia trair a minha esposa , eu só tinha uma curiosidade muito grande de saber quem estava interessado em mim, pelo menos é assim que gosto de pensar para diminuir a minha parcela de culpa.

Entro no local agradável. A luz era fraca e amarelada , cadeiras e mesas de madeira bem brilhantes , chão de madeira , paredes pintadas em vermelho escuro, com quadros e espelhos por todo local. Homens e mulheres trajados com roupas do mesmo tipo , cujo eu presumia ser os atendentes , garçons e garçonetes. Um bar enorme. Músicos tocando algo bem agradável com seus instrumentos de sopro , dos tipos : Trompete e saxofone. Ali parecia ótimo , as pessoas pareciam se distrair com conversas descontraídas. 

Meu olhar corre o local , quando para justamente em uma mesa especificações únicas. 

Hum...vejamos...Homem , mais alto que eu , barba bem feita , terno preto e gravata vermelha - penso revendo mentalmente a descrição que o meu possível "admirador" me deu. Olho o meu relógio de pulso - Hum...pontual! Bem na hora.

Sesso meus pensamentos com um olhar quente e sedutor sobre mim, que foi capaz de me deixar até sem jeito. O desgraçado é bonito. Ele era moreno com um tom de pele tipo o da Camila , seus cabelos lisos estavam para trás com um gel e seus olhos castanhos chamavam a atenção de qualquer mulher. Ele era forte , bem forte na verdade ,um verdadeiro galã das novelas mexicanas que a Ally assiste. Ele tragava um charuto cubano com sua grande mão , enquanto me olhava com a sobrancelha arqueada , como se tivesse me chamando. 

Eu me aproximava devagar vendo ele ficar de pé. 

Você é fial e casada - penso olhando para o meu dedo anelar - Merda! Esqueci minha aliança. - me praguejo revoltada. 

-Olá , senhorita - ele pega minha mão dando um beijo demorado nela , sem tirar os olhos dos meus. Eu estava hipnotizada. Sua voz era grave e seu cheiro era um absurdo de bom , apesar de que prefiro muito mais o cheiro delicado de uma bela mulher. 

-Da onde me conhe

ce? - pergunto logo direta. 

-Isso não é muito educado da sua parte , senhorita - ele sussurra atrás de mim puxando a cadeira para que eu me sentasse. Eu me sento , sem nem questionar - Bom , da onde te conheço? Da vida. - ele se senta próxima demais a mim , me causando um medo e um arrepio. 

"Taquipariu"!  Por que eu vim nessa merda? Eu devia ter ouvido a Camila , aí agora vou ter que aturar esse deus grego do Olimpo me cantando a noite toda. Lembrando que eu amo a minha mulher , mas ele fazendo essas coisas fode meu psicológico. Entendam o meu lado , eu sou uma mulher sem sexo a três meses - penso comigo mesma. Eu me sentia péssima de estar ali.

-No que tanto pensa ? - ele pergunta me servindo com um vinho. 

-Estou pensando no que alguém como você quer comigo - dou outro corte , fazendo ele soltar uma risadinha antes de levar a taça de vinho aquela tentação que ele chama de lábrios. 

Para com essa porra , Dinah! Você é casada , para de reparar no homem bonito. Merda! Aí eu reparando na beleza dele de novo. 

-Sabe , Dinah? Você é uma mulher muito bonita , atraente e sexy - ele sussurra mais próximo ainda de meu ouvido - Eu sei mais da sua vida do que você acha.

-É mesmo ? - arqueei a sobrancelha curiosa. - O que você sabe sobre mim? 

-Que ela não está te tratando como você merece. Sei também que você merece algo muito melhor. 

-Ela? 

-Não se faça de santa , nós dois sabemos que Normani anda meio "ausente " do papel que ela deveria exercer , você não acha? 

-Como você a conhece? 

-Eu conheço todo mundo. Conheço seus amigos de A , de Allyson , a Z de Zanday. Eu conheço seus filhos, seus amigos , sei no que você trabalha , sei de tudo , tudo mesmo , cada mínimo detalhe existente - ele pega minha mão fazendo um leve carinho. 

-Quem te contou tudo isso? 

-Lembre-se...- ele toca meu queixo o erguendo - Eu sou o seu admirador...- ele vem se aproximando mais e mais - Como quer que eu não saiba sobre isso ? - ele pergunta e em seguida dá um beijo demorado no canto dos meus lábios - Eu posso te fazer mulher muito mais do que ela fez - ele vai beijando o meu pescoço. Eu suspiro sentindo o toque daqueles lábios em meu pescoço. Algum estalo bate em minha cabeça e a consciência começa a pesar gravemente. 

-Não! - eu sussurro me levantando bruscamente.

-E por que , não ? Eu sei que você quer - ele diz com um sorriso diabolicamente lindo e malicioso.

-Eu sou casada , não posso fazer isso com a minha esposa , eu a amo e ela confia em mim. Portanto , até nunca mais - pego minha bolsa e saio andando para fora do local, aquilo nunca mais aconteceria. 


Normani. 


Acordo cedo no quarto de hospedes , pois eu não havia dormido com Dinah.  Eu andei pensando em perdoá-la e pedir desculpas também , a gente errou muito. Não era justo eu ficar sem dar atenção para ela , certo? 

Me levanto à contra gosto da cama , prestes a ir ao banheiro , mas quando coloco o primeiro pé dentro do cômodo , meu celular apita , me fazendo voltar para ver o que queriam comigo as seis da manhã. 

Olho na tela do celular e era um número desconhecido. Resolvo desbloquear para ver quem era.


Desconhecido : Sua mulher está te traindo. 

Olho aquela mensagem pensando ser algo de muito mau gosto , afinal , a Dinah jamais faria isso comigo. 

Eu: Quem é você ? Como conseguiu meu número? E por que devo acreditar em você?

Desconhecido : Isso é mesmo importante? Eu tenho provas. 

A pessoa me responde mandando várias fotos de Dinah conversando com um homem bonito. Muitas fotos era ele beijando sua mão , sussurrando coisas em seu ouvido , beijando seu pescoço , mas a última foi a que mais me doeu. Ver o cara beijando o canto do lábio dela na maior intimidade , me fez desabar em lágrimas. 

Desconhecido : Está aí a sua prova. Enquanto você dormia tranquilamente , sua esposa foi se encontrar com outro na madrugada passada.

Leio a última mensagem e bloqueio a tela arrasada. Tranco a porta do quarto e me jogo em minha cama chorando horrores. 

Por que ela fez isso comigo? Com a gente? Como ela pôde destruir nosso casamento assim? Eu estou muito decepcionada.


Notas Finais


Fodeu!
Eu dei aquela leve trollada falando que só iria aparecer amanhã hehehehe


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...