História Minha obsessão. - Capítulo 44


Escrita por: ~

Postado
Categorias Shadowhunters
Personagens Alexander "Alec" Lightwood, Clary Fairchild (Clary Fray), Isabelle Lightwood, Jace Herondale (Jace Wayland), Magnus Bane, Raphael Santiago, Simon Lewis, Valentim Morgenstern
Tags Alec Lightwood, Lemon, Magnus Bane, Malec
Exibições 193
Palavras 2.305
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Festa, Lemon, Romance e Novela, Shoujo-Ai, Universo Alternativo, Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Estupro, Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Olá pessoal!!!
Sei que ando demorando para postar mas eu espero estar me compensando pelo tamanho dos capítulos... Aproveitem!

Capítulo 44 - Capítulo 43.


Depois de ir com Alec para o hospital e ficar o resto do dia em sua casa, Magnus teve que voltar para o colégio, lugar onde menos queria estar, tudo que desejava agora era estar ao lado de seu namorado mas o próprio havia feito ele prometer que iria estudar como antes e só ir para casa nos finais de semana, como sempre fazia.

Passar os dias longe de Magnus, começaram a ser piores do que eram antes para Alec, suas noites pareciam eternas e toda vez que passava mal, o que não era difícil, ele só desejava ter ele ali para acalmá-lo.

Apesar dos pesares, o tempo passa rápido e Alec já estava com 3 meses, seus enjôos diminuíram como Jem havia falado mas agora era o sono prevalecia e por conta disso, muitas vezes dormia antes de dizer tchau para Magnus, que o ligava toda noite, porém como já era de se esperar, não ficava bravo, gostava de ouvir a respiração pesada e calma de Alec antes de desligar. No outro dia, era um pedido de desculpas atrás de outro mas já estavam acostumados.

Depois de uma eternidade, sábado finalmente chegou, Magnus arrumou suas coisas e pediu para sua mãe o levar para a casa dos Lightwood. Ele não esperava mas pelo jeito, Lilith será uma avó bem coruja, já que antes mesmo de nasceu, faz tudo para o bem estar deles.

"Bom... Chegamos, filho." Ela chamou, acordando o filho de seus devaneios.

"Obrigado, mãe! A senhora é a melhor." Ele disse e lhe deu um beijo na bochecha. "Posso passar o final de semana aqui? Prometo que depois do almoço de domingo, eu dou uma passada lá em casa."

"Claro que pode, né filho? Até parece que eu diria não! Mas quero que vá em casa mesmo hein?!" Ele assentiu e logo saiu do carro, indo em direção à casa.

Bateu por pouco tempo e logo Lydia abriu a porta.

"Oi, Magnus!" Ela o abraçou. "O que veio fazer aqui? Pensei que fosse encontrar Alec..." Falou, hesitando.

"Ele não está em casa?? Tinha falado para ele que viria hoje..."

Aquilo estava muito estranho, Alec sempre o avisava quando ia sair.

"Bom, você pode subir e esperar ele lá encima, Izzy está no quarto."

"Ok, muito obrigada Lydia."

Quando terminou de subir as escadas, entrou no quarto e encontrou Isabelle deitada dormindo junto com Simon... Era um tanto engraçado ver a cena, mas não deixava de ser algo fofo.

Simon falava tanto dos dois juntos que ele, com certeza, já sabia de tudo que acontecia no relacionamento. Só não sabia que iriam para o mesmo lugar no final de semana, porém resolveu não incomodar e voltou para a cozinha, onde Lydia se encontrava cozinhando algo.

"É... Tem um casal muito peculiar lá encima, posso ficar aqui?"

"Claro que pode! Desculpe, eu acabei esquecendo do Simon." Ela riu minimamente. "Sente ai, vamos conversar até Alec voltar."

"Falando nisso, sabe onde ele foi?" Ela negou. "Estranho ele sair sem me falar assim."

"Ah, meu querido! Alec vem agindo de modo estranho ultimamente, a pior parte são os desejos que tem, tipo esse aqui." Ela tirou uma assadeira do forno. "Disse que estava com desejo de comer bolo de queijo com goiabada, ainda falou que se alguém comesse ele ia bater." Ela riu, novamente e dessa vez, Magnus riu também.

"Será que se for eu, ele vai bater também? Esse bolo está com uma cara tão boa."

"Se quiser arriscar... Fique à vontade."
Ela tirou um pedaço do bolo e colocou em um prato pequeno. Magnus até queria resistir, mas estava realmente com um cheiro maravilhoso e já que Alec tinha saído sem o avisar, não teria problema.

"E como ele está? Fora os desejos, etc... É tão ruim passar a semana longe dele." Magnus olhou para baixo com um semblante triste, mas que logo se desfez por Lydia ter o erguido para olha-lo nos olhos.

"Ele fala tanto de você, mas tanto, que o pai dele não aguenta mais." Ela riu mais. "Ele está ótimo, querido! Cada dia mais parecido com um verdadeiro pai, comendo tudo certinho mas dormindo feito um urso, só que é normal, né?!"

"Eu, realmente, queria poder acompanhar tudo isso de perto... Mas sei que ele está sendo bem cuidado aqui."

"Está mesmo, eu sou uma ótima irmã e uma madrinha melhor ainda." Isabelle apareceu perto da porta de mãos dadas com Simon, que parecia querer sair correndo de tanta vergonha.

"Oi, Izzy!" Ele lançou um olhar desafiador para Simon. "Oi, Simon! Quanto tempo... Se tivesse me falado, minha mãe te trazia junto comigo."

"Desculpa, cunhadinho mas meu pai foi buscar ele logo depois de passar no meu colégio. Não falamos com você porque pensei que fosse junto com Alec..."

"É, vocês não se separaram, pensei que fossem sair juntos. Aliás, o que está fazendo aqui?"

"GENTE, eu nem sei onde ele foi."

Magnus estava preocupado, mas não só isso, estava magoado por Alec não ter falado nada para ele.

E todos ali ficaram surpresos por isso, os dois eram o casal mais inseparável possível, como Alec não tinha avisado onde havia ido?

"Vai ver ele só foi dar uma volta, Mag..." Izzy tentou amenizar, mas também estava preocupada. "Já tentou ligar para ele?"

"Claro, Isabelle! Foi a primeira coisa que fiz." Respondeu como se fosse algo óbvio. "Será que ele está bem? E se sofreu um acidente? Pelo o que vi, foi dirigindo..."

"Credo Magnus, vira essa boca para lá." Simon se prontificou.

E assim que a cozinha ficou em silêncio, puderam ouvir o carro de Alec chegando. Por medo de brigar com ele, Magnus deixou todos irem até a porta e subiu para o quarto de Alec... Precisava se acalmar para não brigar com ele, por mais bravo que tivesse, estava feliz por Alec estar ali agora.

"Maninho!!!! Onde você estava? Por que saiu sem avisar para onde ia? Está tudo bem?" Isabelle disparou as perguntas em questão de segundos.

"Izzy, calma! Eu só fui dar uma volta, ai passei em frente à um café e me deu vontade de comer bolo, então entrei e fiquei lá por um tempo. Por que esse desespero todo?" Ele, realmente, não conseguia ver o motivo de todo aquele pânico.

"Porque saiu sem avisar, não atendeu o telefone, podia ter acontecido alguma coisa!!!"

"Pois é, querido! Lembre-se que é uma gravidez de risco, não pode dar bobeira..." Foi a vez de Lydia comentar.

"Está bem, está bem! Desculpem por isso, meu celular deve ter descarregado."

"Não é só para nós que precisa pedir desculpas..." Simon comentou em um tom mais baixo, quase sussurrando.

Lydia e Isabelle olharam para ele com repreensão mas não falaram nada. E justamente por isso, Alec ficou sem entender.

"Vai tomar um banho, querido! Depois conversamos. Vou com a Izzy e o Simon no mercado." Lydia falou e Alec seguiu o que ela pediu.

Assim que entrou em seu quarto, encontrou Magnus com uma expressão de choro... Ou talvez preocupação, era algo assim.

"Amor?? O que faz aqui?" Ele foi para perto dele e tentou lhe dar um beijo, mas Magnus desviou. "O que houve?"

"Onde você estava?" Perguntou ele, friamente. "Me diz, Alexander, onde estava?"

"Calma, amor! Eu só fui dar uma volta, pensei que fosse vir a tarde, por isso não tive pressa de voltar... Me desculpa!" Estava se sentindo culpado, não pensou que Magnus ficaria assim.

"Você tem noção do quão preocupado eu fiquei? Cheguei a pensar que tinha acontecido um acidente!!!" Magnus se levantou, não queria brigar mas estava impossível. "Eu te falo tudo que faço, por que não pôde me avisar??? Queria testar pra saber se eu me preocupo? Pois bem, eu quase morri. Feliz?"

Alec estava muito mais do que arrependido... Deveria ter avisado, mas parecia ser algo tão bobo na hora.

"M-me desculpa, Mag..." Estava chorando novamente, odiava ser tão sensível durante a gravidez. "E-eu só queria comer algo diferente... Na-não pensei que fosse ficar b-bravo. S-sinto muito..." Abaixou a cabeça e abraçou o próprio corpo enquanto chorava mais forte... Cena que comoveu o coração de Magnus.

"Ei, me desculpa!" Magnus o abraçou. "Desculpa ter me irritado tanto, mas é que... Fiquei preocupado, amor! Ninguém aqui sabia onde tinha ido... Só passou o pior pela minha cabeça."

"E-eu sei... Me desculpa por não ter avisado, ok? Juro que na próxima vez eu te mando uma mensagem a cada 2 minutos." Comentou rindo para o namorado. "Acho que agora eu podia receber o meu beijo, né?"

Magnus virou para Alec e o beijou apaixonadamente, passando os dedos pelos cabelos negros do namorado e acabou tirando sua camiseta... O clima estava esquentando.

"Hm, Magnus? Acho que... Você se empolgou muito." Alec riu, fazendo Magnus ver o que havia feito.

"Ah... Desculpa! É que eu estava com tanta saudade de você..." Ele beijou os lábios de Alec. "Saudade do seu corpo..." Beijou seu pescoço. "Saudade do meu namorado..." Ele deixou um chupão no pescoço de Alec. "Saudade do pai do meu filho..." Terminou beijando a testa de Alec.

"Argh, quer saber? Que se dane!!!"

Alec o atacou assim que acabou de falar, tirou sua camiseta e o deitou na cama, deitando por cima e fazendo uma trilha de beijos desde a boca de Magnus até a sua cintura, onde já conseguia ver e ouvir o mesmo ofegando mais forte. Tirou a calça que estava e logo tirou a de Magnus, junto com sua cueca, fazendo ele dar um gemido baixo.

"Alec... Tem certeza que quer isso? Ou que podemos fazer isso?" Perguntou enquanto ainda tentava raciocinar.

Porém Alec não o ouviu, ou fingiu, e continuou a ir onde queria, logo abocanhando seu membro, fazendo ele parar de pensar totalmente. "Ah, que se dane mesmo..." Ele jogou a cabeça para trás, respirando meio sofrido e fazendo Alec sorrir.

"Isso, Magnus Bane! Não pense, só sinta..." Voltou a colocar a boca no membro de Magnus, que segurava forte o lençol embaixo dele.

Quando escutou o primeiro gemido alto, Alec intensificou os movimentos e logo sentiu que Magnus estava perto, aumentando mais ainda velocidade.

"A-Alec? E-eu v-vou g-go..." Antes de terminar de falar, se derramou na boca de Alec, que engoliu até a última gota. "Você sabe mesmo como fazer uma ótima reconciliação, né? Te amo!" Deu um selinho em Alec, que sorriu.

"Espero ter me compensado..."

"Olha só!!! Eu nem lembrava mais desse assunto..." Respondeu rindo. "Mas estou curioso, o que queria comer de tão diferente?"

Eles estavam deitados um lado outro, mas Alec estava com a cabeça no peito de Magnus.

"Não sei, queria bolo mas sabia que Lydia ia fazer o que pedi... Ai tomei uma vitamina e comi alguns doces. Ah, também fiquei vendo um casal que chegou com uma menininha linda nos braços, acho que foi mais isso que me distraiu."

"E como se sente assim? Carregando nosso filho?"

"Olha... Por mais que eu durma a maioria do tempo, estou amando." Magnus sentiu ele sorrir em seu peito. "Tenho medo, claro! Mas venho sonhando com isso e me animando cada vez mais."

"Eu também venho sonhando com isso e não vejo a hora de ter essa coisinha em meus braços."

Ficaram conversando sobre como achavam que ia ser no futuro por poucos minutos, até Lydia chegar com Isabelle e Simon. Foram tomar banho e logo desceram para comer o tal bolo romeu e julieta.

"Pelo visto a reconciliação foi boa, não é maninho?" Izzy comentou com Alec, mas olhando para o pescoço de Magnus onde havia uma grande mancha roxa.

"Seu irmão sabe muito bem de como fazer uma ótima reconciliação, cunhadinha." Magnus riu, enquanto entrelaçava seus dedos com os de Alec.

"Bom, chega né? Não quero continuar a passar vergonha." Respondeu Alec, com o rosto totalmente corado.
"Chega mesmo, vamos comer o bolo antes que fique ruim." Lydia falou.

E assim foi a noite deles, com muita conversa e muita comida, nada parecia conseguir atrapalhar o clima bom que estava ali, nem mesmo Alec passando mal algumas vezes.

Como Maryse e Robert iriam dormir na casa do lago, Magnus e Alec dormiriam na cama do casal, enquanto Isabelle e Simon iriam dormir na cama dela mesmo. O que gerou muita conversa antes de irem dormir de fato.

"Você pode pensar que eu por estar no outro quarto não vou ouvir nada mas vou, ok? Não faça nada com a minha irmãzinha, já sabe as consequências, certo Simon?" Alec falou, vendo Simon assentir, Isabelle revirar os olhos e Magnus rir. "Ótimo! E você, Isabelle, se comporte, ouviu?"

"Magnus, por favor leve esse seu namorado estérico para o quarto." Ela respondeu, já impaciente. "Eu te amo maninho mas você está pior que o papai."

"Vem, vamos dormir Alec." Magnus o puxou em direção ao quarto. "Mas juízo os dois, hein?!"

"Como se fossem ter um pouquinho de juízo, não é mesmo?" Simon comentou rindo enquanto entrava para o quarto com Isabelle.

"Céus... Minha irmãzinha está crescendo..." Alec comentou enquanto se sentava na cama.

"Deixa ela, Alec! Com certeza deve estar apaixonada, assim como eu estou por você." Magnus deu um selinho nele, logo se deitando em um lado da cama. "Vem, vamos dormir."

"Ahhh, mas eu não quero dormir agora." Reclamou manhoso.

"Então vamos assistir um filme?" Magnus respondeu, ainda deitado e com os olhos fechados.

"Você já foi mais animado, Magnus Bane!" Alec estava sem paciência, fazendo Magnus o olhar. "Eu quero atenção, quero que você me mime."

"Ô meu amor, deita aqui então!" Magnus bateu o lado de seu corpo e logo viu o namorado deitar. "Acho que tem alguém carente." Comentou sorrindo, passando a mão entre os cabelos de Alec.

"Eu só senti saudade..." Respondeu, já sonolento. "Te amo tanto, Magnus..."

"Eu também te amo, Alexander." Ele respondeu mas sentiu o peso de Alec em sua perna, ele já estava dormindo.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...