História Minha pequena Julianne - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Amor, Escola, Ilusão, Professor, Romance Proibido
Exibições 28
Palavras 719
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Espero que vocês gostem do primeiro capítulo e perdão caso haja qualquer erro de concordância escrever pela madrugada as vezes não da muito certo

Capítulo 1 - Decepção


Fanfic / Fanfiction Minha pequena Julianne - Capítulo 1 - Decepção

Mais uma noite fria de agosto, sinceramente ele já não acha interessante a ideia de romper o seu relacionamento, é algo tão profundo mas ao mesmo tempo tão desgastante. Colocar a mente pra racionalizar as vezes é bem complicado, principalmente com coisas tão sensíveis.
Ele já não vê uma luz no fim do túnel, porra, uma série de relacionamentos rompidos pelos mais variados motivos.

Mas afinal, porque tanto azar no Amor? 32 anos, alto, charmoso, extremamente belo, com um sorriso encantador, ele exala sensualidade, é o estereótipo de homem perfeito, basta um olhar e ele terá qualquer mulher aos seus pés no estilo Hollywood.

Mas voltando ao caos que é sua vida sentimental, já na oitava taça de vinho ele inicia um monólogo.

- Não vejo saída sabe. Eu tento de todos os jeitos te agradar e não da certo, seja um pouco mais compreensiva, aceite que eu tenho uma rotina além de você, e se você pensar, de 24 horas, 18 são dedicadas à você...

NÃO isso está horrível!! Não posso chegar na frente dela dizendo qualquer coisa mal planejada.

Tenho que ser objetivo e romântico, não posso magoa-la de maneira alguma... Ela é.. Ela é...

-Trimmm
-Alô?
- Oie tudo bem Antonny? Desculpe pelo horário, mas eu preciso conversar com você!
- Claro, aconteceu algo com a mel? Ela está bem?
- Não, esta tudo ótimo com a melissa, eu, bem, é chato te dizer isso, ainda mais dessa maneira, mas ela não quer mais nada com você meu filho! Ela não teve coragem pois seria muito ruim pra ela terminar com você portanto eu estou adiantando isso, por favor não a procure mais. Passar bem.....

Atônito ele se sentou, encheu a taça, e num movimento suave apreciou o vinho, sentiu o aroma, sentiu os sabores. Ao terminar a taça ele se levantou e foi diretamente para o banheiro, lá ele se olhou no espelho, observou seus traços, seus defeitos, suas expressões, passados 10 minutos ele se despiu, e entrou para o seu mundinho particular, quando a primeira gota de agua tocou suas costas, a primeira lágrima rolou, e em seguida a segunda, a terceira... Ate que ele se deu conta, estava sentado no chão do banheiro, enquanto a água caia em seu rosto, e encolhido como um bebê, ele pensava no porquê, aonde errara com a doce garota detentora do seu coração já partido inúmeras vezes! Não haviam motivos, não haviam mesmo! Ele chorou por aproximadamente 20 minutos, chorou sem ninguém para o amparar, sem colo, sem abrigo. Isso foi um martírio. Mas quem ele estava enganando? No dia seguinte ele teria que dar aulas, nosso homem sensual resolveu ficar bêbado numa quinta a noite, bem antes do seu dia mais atarefado.
                           ***
Ele acordou pela manhã com uma enorme dor de cabeça, assim que abriu os olhos soube que estava completamente ferrado. Havia perdido o horário. Sua rotina começa às 6:00 em ponto, mas já eram 9:57. Com a percepção de que não valeria a  pena chegar atrasado na escola pela manhã, resolveu tentar dar um jeito na dor de cabeça e no estado deplorável do seu rosto.

Depois de um longo banho de 55 minutos ele saiu do banheiro e começou a se arrumar para dar aulas à tarde, se o emprego permitisse ele iria de pijama, com uma caneca grande de chá na mão, mas como isso não seria possível, ele escolheu uma camisa pólo azul clara e uma calça jeans também azul. Depois de 20 minutos ele estava pronto! Chamou um taxi e foi para a escola, obviamente pensando em melissa ainda e no porque daquilo tudo.

Antony deu a primeira aula como sempre, interagindo ao máximo com os alunos. Seu segundo horário de aula era de descanso. Ele não via a hora de acertar alguns assuntos com o vice diretor e ter ao menos 40 minutos de descanso.

-Paulo? Você tem um tempinho?
-Claro Toni, entre.
-Bem, alguns alunos estão tendo muita dificuldade de realizar as atividades propostas e...
- Paulo tem uma garota passando mal no 3° B... Parece sério..
- Toni, me ajuda com a garota?
-Claro, vamos!

Era só isso que me falta realmente, vou perder todo meu horário pra atender uma pessoa que provavelmente não comeu pra estar passando mal... Mas enfim o que posso fazer?


Notas Finais


Gostaria de saber a opinião de vocês, principalmente sobre a organização!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...