História Minha pequena Mellorine - um romance de Sanji por Nami - Capítulo 34


Escrita por: ~

Postado
Categorias One Piece
Personagens Monkey D. Luffy, Nami, Nico Robin, Roronoa Zoro, Sanji, Tony Tony Chopper, Usopp
Tags Nami, One Piece, Sanami, Sanji X Nami Sanji
Visualizações 39
Palavras 1.197
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Romance e Novela, Shoujo (Romântico)

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 34 - Desejos à flor da pele


Fanfic / Fanfiction Minha pequena Mellorine - um romance de Sanji por Nami - Capítulo 34 - Desejos à flor da pele

Já longe dos demais agora estavam apenas Sanji e Nami. O cozinheiro entrelaçava seu forte e musculoso braço contra a cintura da ruiva enquanto a mesma se aconchegava o mais perto que podia dele.
     Mesmo após aquele dia conturbado era incrível na visão da ruiva sobre como o perfume dele ainda se mantinha intenso.          Aquilo era quase como uma droga pra ela, e ficar londe daquele aroma por muito tempo já a fazia sofrer com uma forte abstinência.

Nami: Pra onde iremos agora, meu cozinheiro do amor?
 

O loiro deu uma meia risada ao ouvir a ruiva chamá-lo daquele jeito. Por mais que aquilo o fizesse lembrar daquele marimo idiota e de seu irritante " ero cook", com a ruiva era diferente, e ele amou ser chamado daquele jeito por ela.

Sanji: Até as nuvens se você quiser, minha ruiva.

Nami: E isso não ficaria um pouco longe demais?

Sanji: Tendo alguém assim do lado fica mais perto do que você imagina. - Respondeu piscando seu único olho visível.

 Sem entender direito o que ele quis dizer com aquilo ela apenas sorriu um pouco sem jeito, deduzindo com quase 100% de certeza que se tratava de algo com um duplo sentido.

Antes que ela pudesse questioná-lo, o loiro puxou-a pela mão e saiu andando sem rumo pela areia morna do fim da tarde. Observaram a linda paisagem que os cercavam e enfim chegaram ao que parecia ser o alto de uma montanha.

   Nami soltou-se do loiro por um breve momento e foi até próximo a beira do penhasco, que era até onde sua coragem permitia. Sanji que até então apenas observava a cena de sua bela ruiva admirando o vasto mar azul, se aproximou por trás dela e a envolveu em um abraço forte e envolvente, surpreendendo a navegadora que sentiu seu coração quase sair pela boca quando suas costas se chocaram contra o peitoral largo definido do cozinheiro.

          Nami: Sanji kun! Você quer me matar de susto?! - Disse ela ainda sentindo sua respiração irregular e com uma das mãos contra o coração.

     Sanji: Hahaha Gomen Nami san! Minha intenção não foi te assustar, eu só queria te abraçar bem forte. - Ele beijou o alto de sua cabeça.

       Nami: Ao menos tivesse avisado antes... - Ela agora havia se virado de frente com o cozinheiro, encarando de perto seus cabelos rebeldes e seu olhar intenso.

      Sanji: Eu realmente amo quando você fica assustada, é um lado seu que eu gostaria que aparecesse mais vezes.

      Nami: E é um lado que eu detesto quando aparece... - A ruiva virou o rosto de lado tentando esconder sua expressão ruborizada do loiro, o que não deu muito certo, já que o mesmo havia segurado levemente seu rosto fazendo com que ela o olhasse nos olhos mais uma vez, ao mesmo tempo que a puxou pra mais perto de si.

      Sanji: Minha linda Mellorine... há tempos que eu venho sonhando em ficar a sós com você, e parece que eu finalmente consegui.

  Ela se manteve encarando o sorriso pervertido do loiro por alguns segundos, até que teve coragem de responder.

       Nami: Você não desiste mesmo não é?

   Ele arqueou a sobrancelha e a questionou numa expressão matreira:

         Sanji: Vai me dizer que você que você também não quer?

          Nami: Hm.... - Ela levou o dedo a boca ao mesmo tempo que fez um bico, o que enlouqueceu o cozinheiro.

       Sanji: Você ainda me mata mulher... eu não aguento esperar mais... eu quero você pra mim...

Ela tomou outro susto.

    Nami: Mas aqui e agora?! D-digo... os outros podem chegar aqui a qualquer momento e-

   Sanji: Do que você tem tanto medo Mellorine? Você pode confiar em mim, eu jamais farei algo que você não queira. - Ele continuava fitando aqueles olhos castanhos, que agora pareciam estar repletos de dúvidas e insegurança.

       Nami: Eu não tenho medo... eu só... eu só acho que é arriscado fazer isso nesse lugar assim tão a vista de todos..

      Ele não pôde deixar de achar fofo a forma como ela estava envergonhada.

      Sanji: Isso só irá fazer com que esse momento fique ainda mais emocionante, não acha? Confie em mim Mellorine, você não vai se arrepender, eu prometo.

    O que a navegadora poderia responder agora? A verdade é que há tempos ela também sonhava em um momento a sós com o cozinheiro, mas ela era mulher, era normal se sentir insegura. Ou será que não? Ela só desejava que aquilo não fosse exagero de sua parte... 

       Antes que pudesse mudar de ideia ela respondeu:

       Nami: Está bem... eu confio em você.


    Aquilo foi o suficiente pra fazer o loiro sorrir da forma mais linda que ela já havia visto.


     Sanji: Arigatou... - E antes que ele pudesse ouvir qualquer coisa da parte dela, tomou-a em um beijo intenso, como se estivesse sedento pra sentir o gosto da sua ruiva.

    A navegadora por um momento decidiu quebrar todas as barreiras que a fazia sã naquele instante. Permitiu ser beijada pelo loiro como nunca havia sido por ninguém, sentiu seu desejo de tê-la pra si e ficou surpresa com isso. Não imaginou que o cozinheiro a quisesse tanto. 

O loiro com cuidado se inclinou sobre a ruiva até que a mesma se sentisse obrigada a deitar no chão.

Parou o beijo assim que o fôlego faltou a ambos, e fitou a ruiva que fechou os olhos ainda ofegante.

Olhou uma última vez nos olhos da navegadora esperando uma confirmação de que poderia continuar, recebendo como resposta um leve gesto de "sim" com a cabeça.

Desviou a atenção de sua boca e seguiu em direção ao pescoço, fazendo-a arrepiar- se instantaneamente assim que sentiu seus lábios quentes lhe tocarem a pele.

A sua barba por fazer arranhava a pele de Nami ao mesmo tempo em que a fazia suspirar em puro êxtase. O loiro percebendo tal reação por parte dela e querendo intensificar a mesma tomou a liberdade de baixar de leve uma das alças de sua blusa, sentindo que dessa vez ela hesitou por um momento.

Sanji: ...Mellorine? - perguntou ele preocupado.

Ela por um impulso puxou o loiro pelo colarinho até que o mesmo ficasse novamente próximo à ela , retomando o beijo que tanto queria, porém dessa vez de uma forma mais calma e romântica.

Sanji entendeu aquilo como um sinal de que deveria ir mais devagar. Ele queria a ruiva, mas ela talvez não estivesse preparada pra encarar as coisas daquela forma, no ritmo dele.

Os lábios dele agora pressionavam os da ruiva de uma forma mais suave. Era um beijo calmo, mais ao mesmo tempo provocante. Sanji sabia ser um verdadeiro cavalheiro.

Os minutos que se seguiram foram ficando cada vez mais intensos. Sanji não aguentaria se segurar por mais tempo, e Nami percebia isso. Resolveu se entregar de vez aos toques do loiro, não tinha como ela se arrepender.

As curvas bem marcadas do corpo da navegadora faziam o cozinheiro revirar os olhos. Ele a queria. Muito. E agora.

E foi isso o que aconteceu em seguida. Banhados apenas pela fraca luz do fim do dia Nami se tornou uma só com ele pela primeira vez. Ele não poderia desejar mais nada, e ela também não.

                                                Continua



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...