História Minha pequena perdição - Capítulo 12


Escrita por: ~

Postado
Categorias Kuroshitsuji
Personagens Alois Trancy, Ciel Phantomhive, Claude Faustus, Condessa Rachel Durless-Phantomhive, Elizabeth Midford, Grell Sutcliff, Sebastian Michaelis
Tags Comedia, Drama, Kuroshitsuji, Lemon, Suspense, Yaoi
Exibições 300
Palavras 752
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Lemon, Poesias, Romance e Novela, Shoujo-Ai, Violência, Yaoi
Avisos: Adultério, Álcool, Estupro, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Pansexualidade, Sadomasoquismo, Sexo, Transsexualidade, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Gente talvez eu não poste capítulos nesse sábado e domingo porque vou viajar,mas juro que vou tentar

Capítulo 12 - Crueldade em pessoa


Fanfic / Fanfiction Minha pequena perdição - Capítulo 12 - Crueldade em pessoa

Naquele resto de tarde os dois ficaram agarradinhos e cheios de carinho um para com o outro.Mal eles sabiam que naquele mesmo dia tinham comprado o ódio de alguém sem o menor senso de humanidade.

Na manhã seguinte ambos queriam faltar as aulas e continuar deitados e juntinhos,mas não era bem assim que as coisas funcionavam então por obrigação do bom senso se levantaram e se arrumaram lentamente ,realmente não queriam sair.A hora que eles tanto repudiavam chegou,Sebastian deu um beijinha na testa de Ciel.

-Se cuide meu pequeno.Hoje iremos jantar fora okay?

-Okay.

Ciel saiu juntamente com o mais velho e quando chegaram ao refeitório para o café da manhã todos pararam o que faziam para olha-los.

Ciel então se lembrou do que Sebastian havia lhe falado,provavelmente a partir daquela manhã ele passaria a ser um recluso e Sebastian também se lembrava da mesma coisa.Só não esperavam que aquilo iria acontecer.

Lizzy se levantou com um sorriso maléfico no rosto e lentamente apontou o dedo para Ciel e gritou.

-Olha gente,é o fimosinha.

Todos começaram a rir e a apontar para Ciel,o menino se sentia humilhado e os olhos enchendo de lágrimas.Na tarde passada a maior estava passando pelo corredor dos dormitórios e escutou os gemidos de Ciel,olhou pela fechadura e viu toda a cena.Daí o apelido.

-Ciel...

Não deixou nem mesmo Sebastian terminar de falar e saiu correndo do lugar,chorando enquanto todos lá gritavam  "fimosinha" parecendo crianças do ensino fundamental.Ao sair correndo atrás dele trombou com Undertaker que foi levado até lá por causa do barulho.

-É melhor que faça algo quanto a isso Undertaker,tudo bem mexerem comigo,mas com ele...

Voltou a correr atrás de seu pequeno.

Quando o de cabelos prateados entrou no lugar todos se calaram,um clima sinistro subiu.

-Vocês deviam se envergonhar seus bando de merdinhas.Ele é só uma criança!Elizabeth,Hannah e Alois pra minha sala AGORA!Os outros pra salas de aula.

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

-Senhor Underaker não temos nada a ver com isso.-O loiro começou falando,mas logo foi interrompido por Hannah.

-É verdade,tudo isso foi ideia da Lizzy,tentamos impedi-la.

Undertaker se encostou em sua cadeira analisando a situação.Poderia ser verdade afinal Elizabeth sempre fora o problema da faculdade.Alois e Hannah quando chegaram era excluídos e ele sabia que a loira havia se aproveitado disso para os fazer de servos,cachorrinhos que apenas seguem suas ordens.

-Okay...vocês dois podem ir,mas é bom que eu nunca mais ouça o nome de vocês dois.Entenderam?

-Sim sinhor.-Responderam juntos e antes de sairem Hannah se virou para Lizy.

-Dessa vez você realmente exagerou.

Assim que saíram da sala o clima pesou ainda mais.Undertaker se levantou e ficou rondando a cadeira em que Elizabeth estava sentada,sabia que aquilo deixava a garota mais nervosa.

-Elizabeth,você realmente é uma vadia não?Agora vai incomodar até mesmo uma criança?

-Você não pode me chamar assim,é o diretor.

-Justamente.Eu sou o REITOR e você apenas uma de minhas "protegidas" infelizmente.E você como uma aluna pensa que pode tratar os outros assim?Se você pode agir assim eu também posso projeto de piranha.

-Ei!

-Não me interrompa Elizabeth.Se você incomodar mais uma vez esses dois você será expulsa e isso ficará na sua ficha pela eternidade.AGORA SAIA DAQUI!

-Isso tudo porque o Sebastian é o seu queridinho...

-O quê disse?

-Nada.

Se levantou e saiu da sala com enorme ódio.

-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Sebastian chegou a tempo de colocar o pé na porta antes de Ciel o trancar para fora do quarto.

-Me deixa.

-Ciel...

-ME DEIXA!

-Escute aqui garotinho,não me trate assim,além de tudo eu sou seu irmão mais velho e é bom que me respeite.

Ciel se jogou nos colchões que agora sempre ficavam no chão chorando e escondendo o rosto.

-Desculpe...eu fui rude?

O menor balançou a cabeça afogada nos travesseiros dizendo que não.Sebastian se deitou ao seu lado e o abraçou.

-Eles são uns idiotas,logo vão esquecer essa bobagem.

Sebastian acariciava os cabelos acinzentados de seu pequeno amor.

-Ciel me escute...eu te amo e se mais alguém mexer com você vou fazer com que o boato de eu ser um serial killer vire realidade.

Virou o pequeno para si afim de ver seu rosto,mas quando o fez não resistiu,ele estava tão fofo com aquelas madeixas um pouco atrapalhadas,roupas desarrumas e rosto um pouco vermelho(imagem do cap) que acabou o beijando de uma forma tão terna e carinhosa que dava vontade de nunca mais parar.

Pelo resto da manhã e tarde eles não saíram.Ligaram a TV(conforto que todo quarto tinha) e ficaram ali deitados recebendo e fazendo carinhos,brincando,conversando e outras coisas mais.


Notas Finais


Gente juro que não é por mal,mas eu to rachando de rir com esse apelido do Ciel pq eu chamo meu primo mais velho de fimosinha também.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...