História Minha perdição - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Michael Ballack
Tags Michael Ballack
Exibições 41
Palavras 1.172
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Esporte, Famí­lia, Ficção, Romance e Novela
Avisos: Adultério, Álcool, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 5 - Ela dormiu no calor dos meus braços...


Michael on

Todos me avisaram que eu teria problemas,inclusive meus amigos me disseram isso.
Natacha quase me bateu e quase bateu em Letícia também,mas quem apanhou foi ela.

Letícia vendeu a casa dos pais e comprou um apartamento pra ela,saindo assim da casa de Beth,ou seja,perdi aquela visão de todas as manhãs.

Estávamos na Oktoberfest,encontrei o pessoal do Bayern e nos juntamos a mesa deles.
Natacha estava em um papo animado com Nina e Cathy.

-E lá vem ela.-Lahm chutou minha perna por baixo da mesa.

Olhei e a vi chegando,perfeita naquele vestido preto com detalhes verdes.
Acho que eu dei muita bandeira olhando pra pois tomei um beliscão no braço.

-Letty.-Müller se levantou e a pegou no colo.-Você veio,achei que não vinha,vem senta aqui com a gente.-Puxou ela até nós.

-Letty esses são os caras que você não conhece,Lewandowsky,Alonso,Alaba,Ribery,Neuer,Rafinha e Hummels.-Müller apontava cada um que dava um aceno pra ela.-Essas são as Anna Lewandowsky,Cathy Hummels e Nina namorada do Manu.Pessoal essa é a Letícia mas chamem de Letty.

-Prazer em conhecê-los.-Disse simpática.
Sentou-se conosco e se limitou a me dar um sorriso de lado.
É claro que ficaram babando nela,principalmente Alonso.

-Acabou minha cerveja.Disse fingindo tristeza.-Vou buscar mais.
-Traz pra mim também.-Hummels gritou e foi acompanhado por Müller,Lahm,Manu e Lewandowsky.

-Como é que ela vai trazer 6 canecas de cerveja sozinha?-Anna pergunta.
Passados alguns minutos ela veio trazendo as 6 canecas com maestria.Natacha cochichou algo com Nina e as duas se levantaram e foram na direção dela,Natacha esbarrou em Letícia e lhe deu um belo banho de cerveja.

-Eita,separa que é briga.-Lewandowsky gritou e olhamos,Natacha tomava outra surra de Letícia.

Corri até lá e tirei Letícia de cima de Natacha e a segurei firme enquanto a mesma se debatia,Lahm segurava Natacha que ameaçava partir pra cima de Letícia.

Letícia toda molhada de cerveja,se esfregando em mim foi o início de uma ereção.

-Letícia para de se mexer.-Falei no ouvido dela e a apertei contra meu membro já duro.-Vamos sair daqui.

Sai ainda carregando Letícia pra fora,Lahm veio trazendo Natacha.

-Valeu,eu cuido de tudo aqui.
-Tem certeza?-Lahm pergunta meio em dúvida.
-Tenho.

Pedi com toda gentileza do mundo que Natacha parasse de gritar e entrasse no carro.

-Eu vou de táxi Michael,muito obrigado.-Letícia diz meio atrapalhada pela bebida.-Desculpa por isso.

Esperei ela entrar no táxi que a levaria e entrei no carro,Natacha estava o caos e eu só consegui rir.
Passei em casa e troquei roupa,alguns gritos e ameaças a mais vindas de Natacha,voltei pro meu carro e segui pro apartamento de Letícia.


-O que tá fazendo aqui?-Letícia me pergunta quando me vê parado em sua porta.
-Vim te ver,saber como você está.
-Eu tô ótima.-Me deu passagem e eu entrei.-E sua namorada?
-Podemos não falar dela?-Letícia assenti.-Ótimo.

Observei bem o apartamento dela,bem pequeno,próprio pra uma pessoa só,no máximo duas.

-Só seu quarto deve ser do tamanho disso aqui.-Disse rindo.

-Digamos que sim.-Ri também.-Mas é bem bonito.

Percebi que ela estava de roupao,cabelos molhados,devia ter acabado de sair do banho.

-Vou trocar de roupa,quer alguma beber alguma coisa?
-Tipo?
-Só tenho cerveja.-Deu de ombros e riu.
-Pode ser.

Pegou uma garrafa de cerveja e uma taça,abriu a mesma com o dente e me entregou.

-Fique a vontade.
-Muito obrigado.-Virei a garrafa na boca mesmo enquanto ela entrava no quarto.
Por ser um mini apartamento se via todos os cômodos,ainda mais pela cozinha e a sala serem meia parede,onde havia uma bancada de ambos os lados.

Enquanto esperava por ela recebi inúmeras msg de Natacha e ligações,desliguei o celular.

-Conhece copo não?-Me perguntou saindo do quarto com um mini vestido justo até a cintura e se abria nos quadris.

-Tá afim de me enlouquecer só pode.-Falei baixo levando a garrafa na boca ao mesmo tempo.-Deixei o copo pra você.

-Ah tá.-Pegou o controle do som e o ligou.-Não vou beber mais,já esgotei minha cota de cerveja por hoje.

A olhei de cima abaixo,a música tocando me lembrou de algo.

-Ainda não te vi dançar.-Assim que falei ela deu sua risada.

-Escolhe a música que eu danço.-Me puxou e me pôs sentado no sofá.

-Qualquer uma da Beyonce.
-Escolha ousada.-Mordou os lábios.-Mas promessa é dívida.

Doce sonho ou lindo pesadelo?
Não me julguem,mas a almofada servia para esconder minha segunda ereção da noite por causa dela.
Ela se remexia de forma provocante e sensual,tinha mesmo um talento com os pés.
Quando a música acabou ela se sentou sobre minhas pernas apoiando os joelhos no sofá.

-Não veio aqui ver como estou não é?-Falou olhando fixamente nos meus olhos.

-Foi,mas esperava que isso acontecesse.-Passei a mão pela coxa dela e apertei.-Você me deixa louco.

-O que estamos esperando?-Beijou meu pescoço e foi abrindo os botões da minha camisa.-Você quer e eu quero.

Parece que ela ficou impaciente pois arrancou minha camisa com força,levantou os braços e eu subi o vestido revelando seus seios fartos e rígidos e uma calcinha minúscula.
Aquela almofada saiu do meu colo e logo Letícia ocupou seu lugar.
Ela se ergueu ficando de joelhos e tirou meu cinto,abriu o ziper da calça em seguida dando um alívio a pressão sobre meu membro.

Tirei a calça em questão de segundos,tomei seus lábios em um beijo profundo,nossas línguas se encaixavam perfeitamente em uma dança ritmada.

Letícia abandonou meus lábios e se pôs de joelhos entre minhas pernas e baixou minha cueca,meu membro saltou e eu não acreditei que ela faria isso.

-Porra.-Grunhi jogando a cabeça pra trás sentindo sua boca quente me chupando,engoliu quase todo.-Que boca.-Prendi seu cabelo e a ajudei nos movimentos.-Para,não quero gozar agora.

-Vem comigo.-Se levantou e me chamou até o quarto,a agarrei por trás e entramos no quarto,a virei de frente pra mim e nos beijamos mais uma vez.

A deitei sobre a cama e retirei a calcinha,me ajoelhei e a puxei pra beirada da cama,apoiei suas pernas sobre meus ombros e dei início ao oral,apertava sua coxa com uma mão,a chupei com vontade,passei a língua em seu clitoris e chupei mais uma vez,Letícia gemia e se contorcia na cama.
A penetrei com a língua e massageei seu clitoris com o polegar,não demorou muito e ela gozou.

-Tão gostosa.-Me posicionei de pé entre as pernas dela,apertei mais uma vez aquelas coxas que envolviam minha cintura e me enterrei dentro dela.

-Tão quente,apertada e gostosa.-Nossos gemidos se misturavam enquanto eu estocava com pressão.Letícia se contorceu e me apertou,deitei sobre ela e ataquei seu pescoço,deixei marcas ali.

-Caralho Letícia.-Disse o nome dela e senti sua mão se enfiar em meus cabelos e apertar firme.-Letícia.

Gemi seu nome e dessa vez ela contraiu sua intimidade,fui a loucura.

Com a mão livre ela arranhou minhas costas e logo a senti gozar outra vez,continuei estocando até chegar meu ápice e me derramei dentro dela.

Continuei deitado sobre ela,recuperando minha respiração.

-Você pesa sabia?-Ela disse baixo e mordiscou minha orelha.
-Desculpa.-Rolei e me deitei ao lado dela.-Muito melhor do que imaginei.

Depois de um segundo round,tomamos banho juntos e eu fui convidado a passar o restante da madrugada.
Ela dormiu no calor dos meus braços.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...