História Minha perdição - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias Michael Ballack
Tags Michael Ballack
Exibições 33
Palavras 702
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Esporte, Famí­lia, Ficção, Romance e Novela
Avisos: Adultério, Álcool, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 7 - Outra alternativa??


Michael on
Passei uma semana tentando conversar com Natacha e por fim ao nosso relacionamento.
Ela sempre dava um jeito de se esquivar ou dizia estar se sentindo mal.

Beth ficou dividida ao saber da história,ficou feliz pois disse que Natacha tirava um pouco do meu sorriso e preocupada por saber quem havia virado minha cabeça.

-Sabia que aquelas conversas pela madrugada não ia dar certo.

Sem contar que ficou muito brava pois Letícia simplesmente havia desaparecido,não ia mais visita-la e muito menos ligava.

Uma atitude um tanto suspeita pra quem adorava a madrinha.

Quando eu pude vê-la a questionei sobre o abandono a Beth.
-Para visita-la tenho que ir na sua casa e não tô afim de encontrar você sabe quem.-Foi a resposta que me deu,mas garantiu comprar um celular e ligar pra ela.

-Como assim?Você não tem celular?
-Nunca percebeu isso não?
-Não mesmo.

Passamos horas juntos,sempre no apê dela,apenas nós e nossos gemidos e conversas após sexo.
Letícia tinha o espírito livre,sonhava alto ao mesmo tempo que era pé no chão.
Me contou da sua infância vivida na conexão Rio-Berlim,passava férias com os pais aqui mas sempre sentia falta das praias de Angra dos Reis.

-Qualquer dia vamos lá.-Disse pra ela.

Toda aquela paz e desejo de conhecer a vida e o mundo ao lado dela se perderam quando cheguei em casa e encontrei minha família em peso a minha espera.
Beth apenas me olhou e sacudiu a cabeça em negação,voltou pra cozinha e me deixou confuso.

-Amor,tenho uma novidade.-Natacha sorria e meus pais também,só os meninos que não tinham a melhor cara.-Estou grávida.

Devo ter ficado muito tempo parado de boca aberta.

-Papai tá tão emocionado que perdeu a fala.-Emílio diz.-Sqn.

-Quanto tempo?-Recuperei a fala.-Isso só pode ser brincadeira.

Minha mãe me olhou intrigada,me conhecia bem,sabia que eu ficaria feliz por ser pai.

-Parabéns meu filho,mais um neto,que alegria.-Me deu um abraço e cochichou no meu ouvido.-Finja estar feliz pelo menos,depois vamos a cozinha.

Meus pais abraçaram Natacha e os meninos também,muito a contragosto.

Não fingi nada pra ninguém,queria sim ser pai outra vez mas com Letícia sendo a mãe.

Depois de muita falação de Natacha e histórias finalmente fomos pra cozinha.

Qual não foi minha surpresa ao encontrar Letícia lá.
Beth provavelmente já havia contado a ela,pois enxugou uma lágrima as escondidas e evitou me olhar.

-Agora fala Michael,o que tá acontecendo?-Dona Karin me colocou contra a parede.

-É complicado mãe.-Suspirei cansado.-Eu me apaixonei por outra pessoa e ia terminar com a Natacha pra ficar com ela.

-E quem seria essa "pessoa" que virou sua cabeça?

Olhei para Letícia e ela também olhou pra mim,seus olhos transbordavam lágrimas.


Minha mãe seguiu meu olhar e logo entendeu tudo.
Ficou um tempo encarando Letícia que saiu sem dizer nada.

-Beth,quem é ela?
-Minha afilhada dona Karin.-Beth respondeu meio assustada.

-Quero o endereço dela.-Apontou pra mim.-E você toma a decisão certa quanto a isso.

Voltamos a sala e ela chamou meu pai para ir embora e levou os meninos também.

Subi pro quarto de hóspedes e me tranquei lá por horas.
Tentei falar com Letícia mas ela sequer me atendeu.

Recorri ao Lahm e ao Müller,meus amigos que também eram amigos dela.

-Você está pegando a Letty?-Müller tinha o queixo caído.-Desde quando?

-Oktoberfest?-Lahm chutou e eu confirmei.-Sabia.

-Agora ela nem me atende,já fui na casa dela e nada,minha vida acabou.

Müller ligou para Lisa para saber o paradeiro dela.

-Elas estão na casa do Lewandowsky,segundo Lisa,não conseguem nem acompanhar o ritmo dela na dança.-Riu.-Vai mandar um vídeo pra mim.

Enquanto esperávamos o tal vídeo Müller ficou me zuando.

-Cansou do sexo Libanês e partiu pro Mezzo brasileiro/alemão ah danado.
-Müller você não presta.-Lahm tava até vermelho de tanto rir.-Se bem que eu te entendo,sexo com quem dança é muito bom.

-Deixa eu falar uma coisa pra vocês,não estão ajudando em nada.

Lisa mandou o tal vídeo e nossa,a mulher tava transformada.

-Michael,falando sério agora.-Lahm parou de rir.-Se você ama a Letty,mete o pé na Natacha.

-Com um filho dele?-Müller pensa nada.-Vão cair matando em cima da Letty,sabe como são as pessoas.

-Minha vida acabou,vou ter que abrir mão dela.

Foi a pior decisão que poderia tomar,mas não havia outra alternativa.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...