História Minha Perdição - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Hailey Rhode Baldwin, Justin Bieber
Personagens Hailey Baldwin, Justin Bieber
Tags Criminal, Hailey, Justin Bieber, Sexo
Visualizações 67
Palavras 1.268
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Mistério, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Estupro, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 5 - 05. Aquela garota contém segredos.


Fanfic / Fanfiction Minha Perdição - Capítulo 5 - 05. Aquela garota contém segredos.

Ponto de Vista | Justin Bieber

Fleshback 24/07/2015

" Blue atravessa a rua dançando alegre, a notícia de que ela estaria livre da doença fazia a mesma sorrir tanto que suas covinhas ficaram maravilhosas. O seu sorriso era salvador. Alcanço ela puxando-a por trás, abraço seu corpo pequeno e ela começa uma gargalhada gostosa.

- Você é tão ridiculamente bobo. - sua voz leve e risonha me fez sorrir, saber que eu tinha curado minha garota me trazia uma paz.

Blue tinha câncer de pele e estava piorando a cada dia, eu tive que pagar - não que eu esteja a culpando - cada centavo para curar ela. Eu conheci Blue em uma balada e ao olhar para ela eu me apaixonei, sem doença ou com doença, ela era maravilhosa. Claro, não falei e nem pensei na possibilidade de falar para ela meus sentimentos. Eu nunca assumiria estar apaixonado, meu "emprego" não era aquele que podia se relacionar ou casar no fim do ano. E a minha preocupação era essa, eu não iria colocar uma mulher no crime e quando reencontrei Blue foi totalmente diferente. Eu fiquei cada dia mais apaixonado por Blue. Pedi ela em namoro e em cada dia que eu chegava exausto ela me fazia sorrir.

- Gosto de saber que sou bobo. Isso só afirma o quão eu sou apaixonado por você. - respondo-a e colo nossos lábios em um beijo calmo, Blue coloca suas mãos pequenas em meu rosto e ao parar o beijo ela faz carinho nessa região.

- Eu te amo tanto. Eu amo cada imperfeição e perfeição sua, eu quero viver com você até eu morrer. Eu dependo do seu amor e sei que você também. - um sorriso grande revela o quão eu estava feliz ao ouvir as palavras de Blue. Eu amava-a tanto."

Soco a parede esperando a dor passar, chuto e grito. Grito tão alto que até o Havaí escutaria, eu estava fudidamente acabado. Morrendo aos poucos. Patrícia se foi, Jaxon se encontrava em UTI e eu perdi Blue, aquela que era um dos motivos de meus sorrisos. Aquela que me ajudava com a dor de ver sua mãe em um caixão, a única que estava ali comigo. Mais e agora? Ela se foi e eu não tenho mais um propósito na vida. Eu estava acabado por dentro e triunfando por fora, mas eu ainda lembro do seus gritos me chamando cada vez que saio para pegar dinheiro em alguma boate.

"- Me ajude meu girassol. Por favor amor, me tire daqui."

Os abafados gritos de socorros, os que eu deixei serem ditos por falta de atenção, por eu ter uma vida de merda. Blue gritava de dor enquanto algum desgraçado batia nela, pedia socorro em todos os vídeos e eu não a ajudava. Eu não tinha nada naquele ano, eu não podia salvar ela. Eu não tinha ninguém, só fazia umas descargas de drogas e foi em uma dessas eu matei um homem. E eles queriam vingança.

Blue era a única pessoa que me fazia viver.

Eles encontraram um ponto fraco, e quando cheguei ela já não estava lá. Ela havia ido embora. Eu gritei, chorei, e sofri calado. Por tempos, eu apenas sabia chorar e pedir que ela voltasse ou que me levassem, Blue era boa e eu era mau. Até que eu prometi vingança, eu vou matar cada um que relou nela. Eu estou matando cada desgraçado, e não vou parar até ver todos no chão, agora eu sou o rei de Toronto e nada pode contra mim.

" - Ei, amor. - toco eu seu rosto chorando, o sangue em minha mão já era presente. - Por favor não me deixe. Eu te imploro Blue, você é meu anjo e eu não vivo sem você. - retiro as cordas dos seus pulsos e pego ela no colo, Ryan ao chegar me olha e coloca a mão na boca. Eu corro até o carro com cuidado, Blue estava tão machucada.

- Aí meu Deus. - escuto Ryan sussurar. - Justin, polícia.

Meus olhos correm pela estrada de terra e enxergo alguns carros. Olho para Blue e nego, eu não poderia deixar ela.

- Ei pequena, por favor. Volta pra mim. - O meu choro era alto, eu estava tremendo e imaginando o que eu poderia dizer a polícia. Mais Ryan me puxou antes de pensar em algum resposta.

- Ela morreu Justin. Não tem como salvar ela, deixe-a. - olho para Blue e para a estrada novamente. Eles estavam chegando e eu não tinha como decidir sem pressão.

- Eu te amo Blue. Amo a minha pequena, amo cada detalhe seu. Me desculpe amor, me desculpe. - coloco seu corpo no chão e dou um beijo em sua boca. Eu não sentiria a maciez deles, nunca mais.

- Vamos. -Ryan grita dentro do carro e eu deixo ela lá. Eu deixei Blue sozinha."

Ninguém acreditou em mim. Ninguém me ajudou a superar. Todos me xingaram, dizendo o quão filha da puta eu era por matar minha esposa. Mais eu não matei, como mataria alguém que era minha vida? Blue se foi e não pode explicar para ninguém o quão eu amava-a e que nunca seria capaz de matar-la.

- Senhor, a garota loira está gritando no quarto.

A voz de Maria se fez presente e eu abro meus olhos interrompendo meus pensamentos. Passo a mão no meu rosto, limpando e tentando secar. Vou até a porta e abro ela dando de cara com Maria, minha segunda mãe.

- Filho, até quando irá fazer isso? Você está destruindo famílias. - Maria odiava estar ouvindo cada grito de socorro das garotas que eu comprava e descartava.

- Ela não tem família, paguei caro nela e pra piorar ela ainda me culpou pela morte... dela. - Eu me negava a falar o nome de Blue, ninguém vai saber qual era seu nome ou sobrenome. Eles não tem o direito de falar dela.

- Ela está perdida meu filho. Eu ouvi seus gritos e Justin, ela está sofrendo muito antes do senhor comprar ela. - Maria calmamente diz, eu bufo por ela me dar problemas. Essa garota está brincando com fogo.

- Arrume um dos quartos pra mim e faça alguma comida, eu vou ver o que a garota tem. - Maria sorri e sai correndo arrumar um dos quartos. Eu fecho a porta e caminho pela casa até chegar no quarto dos fundos, aquele quarto fedia a morte. Não que eu tenha matado alguém ali, eu não sou alissasino de mulheres. Mais o ambiente era bem diferente, do jeito que eu estou acostumado.

- EU QUERO MORRER. ME MATE LOGO, EU NÃO QUERO LEMBRAR DO QUE EU PASSEI, EU NÃO QUERO LEMBRAR DE TODAS AS NOITE QUE EU CHOREI.

Ouço seu grito antes de chegar, encosto na porta e vejo ela sussurar coisas sem sentidos. Eu comprei uma garota louca? Espero alguns minutos antes de abrir a porta e encontrar ela deitada no chão de madeira. O cheiro invade meu nariz e eu faço uma careta, não vou negar que a garota era bonita. Os cabelos loiros, o corpo perfeito e o rosto calmo. A casca parecia ótima, pena que dentro sua alma estava perdida, eu tinha certeza disso pois conheço pessoas que estão sofrendo. Sou uma delas, e sei que aquela garota contém segredos.

Eu não quero estar vivo

Eu só quero morrer

E me deixe dizer o porquê

Tudo essa outra merda que eu estou falando

Eles pensam que sabem

Tenho orado por alguém para me salvar

Ninguém é heroico

E minha vida não importa mesmo

Eu sei disso, eu sei disso, eu sei disso

Eu estou sofrendo no fundo, mas não pode mostrar

- 1-800-273-8255, Logic feat. Alessia Cara.


Notas Finais


OI GIRLS AND BOYS DO MEU CORE.

TURO BOM? TUDO BOM? 😂

Eai garotada do meu coração, como vão? Eai garotos do meu core, se tem algum, como vão? Espero que bem.

MIL PERDÕES PELA DEMORA.

Não sei na verdade se demorei muito, uma semana? Sei lá. Kakskdkajskak. Mais eu voltei e cá estou eu com uma PONTO DE VISTA DE QUEM?!?! DO NOSSO BOY MAGIA. JUSTENNNNNNNNNNNNNNNNBBBBNNSJAJSJAJJDJAJDJAJDJA.

Teremos sim, o passado do JB. Ele não matou a mulher, não é verdade e não, Pattie não vai estar na fanfic. Desculpe. Não, ela não vai surgir do nada, ela morreu realmente ( AQUI NA FANFIC POR QUE DEUS, EU QUERO PATTIE VIVA PARA SEMPRE) e não também, Blue morreu mesmo. 😣😢

Bom, BEIJOS.

Tenham um ótimo final de semana.❤😘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...