História Minha Presa - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Hunter x Hunter
Personagens Chrollo Lucilfer, Gon Freecss, Hisoka, Illumi Zoldyck, Killua Zoldyck, Kurapika, Machi
Tags Gon, Hisoka, Hunter X Hunter, Illumi, Killua, Kurapika, Tia Nath
Exibições 78
Palavras 1.476
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Ecchi, Hentai, Luta, Magia, Policial, Romance e Novela, Seinen, Shounen, Survival, Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Necrofilia, Nudez, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Bueno garotada, assim como faço nas minhas fics de Tokyo Ghoul vou deixar um link com uma música para escutar enquanto lêem o capítulo (nas notas finais) tentarei manter uma frequência de att semanal ou quinzenal, depende do tempo livre já que a tia aqui trabalha a noite e corre durante o dia todo...
Hasta Luego < 3 (Música Adam Lambert - Runnin)

Capítulo 2 - Coincidência


Fanfic / Fanfiction Minha Presa - Capítulo 2 - Coincidência

As ruas de York Shin estão anormalmente silenciosas essa noite e isso não passou despercebido por Gon... O garoto que embora esteja com pleno alcance de seu campo de visão e pronto para detectar qualquer aura suspeita, não conseguia deixar de sentir uma estranha sensação... Como se alguém estivesse monitorando seus movimentos... Mas nada! Gon sente-se observado, mas não consegue discernir e nem detectar qualquer movimento suspeito...

— Killua, onde você se meteu...

Gon murmura para si mesmo entre dentes enquanto olha desconfiado para ambos os lados da rua que encontra-se agora praticamente vazia, Gon está atrás de Killua já a algumas horas desde quando ambos se separaram para tentar descobrir alguma coisa sobre o paradeiro de Kurapika, que está simplesmente cego pela raiva e quer reencontrar Kuroro a qualquer preço logo após o Kuruta descobrir que o chefe do Genei Ryodan havia conseguido desfazer a corrente de nen que envolvia o seu coração, Kurapika estava cego de raiva e queria matá-lo agora a sangue frio! Logo a repentina decisão do loiro de olhos escarlates estava deixando Gon e Killua preocupados, ainda mais no momento em que o loiro desapareceu e não atendia mais as ligações. E no fim, durante a busca pela cidade Gon e Killua acabaram perdendo contato e Gon encontrava-se agora sozinho, vagando por uma rua escura atrás de Killua e Kurapika... Só que o pequeno garoto não conseguia perceber a localização exata de algo muito perigoso tão próximo a ele.

 

“Isso vai ser interessante...”

 

Um ser quase invisível ocultava sua presença de praticamente todas as formas possíveis de ser detectado, ele observava o pequeno garoto que exibia em seu rosto uma face preocupada e uma aura assassina perfeitamente oculta era desprendida do corpo desse ser que o observava atentamente... Mas essa aura não passou despercebida por um outro elemento, um ser simplesmente incapaz de ignorar as mudanças físicas e emocionais, mudanças essas advindas da caçada potencial que revelavam-se agora em seu “amigo”.

— Ora, ora, veja só o que temos aqui... ♦

Illumi não podia deixar de tirar seus olhos felinos de cima do garoto, as agulhas já postas em sua mão aguardavam ansiosamente para serem lançadas e alcançar os pontos vitais da criança para uma morte rápida e certeira. O Zoldyck nesse momento murmurou para si mesmo.

— Pena que não vamos poder aproveitar melhor o momento “amigo do Killua”.

— Se você se atrever a encostar uma agulha no garoto... Eu enfio essa carta no seu pescoço ♥

Illumi virou o rosto e ali estava ele, o maldito palhaço que se tornou um infortúnio frequente na sua vida desde o dia em que o mais velho dos filhos dos Zoldyck descobriu que Hisoka pretendia fazer com seu irmão, Killua, o mesmo que ele ia fazer com Gon agora, o matar.

Logo Illumi responde ainda segurando as agulhas na mão e com a carta de baralho de Hisoka repleta de nem rente ao seu pescoço, tão afiada como a mais perfeita adaga amolada.

— Hum, sempre há um estragas prazeres... Entendo agora por que palhaços costumam ser tão odiados, sempre estragando o melhor da festa...

Um sorrisinho irônico formou-se no rosto de Hisoka nesse momento, ele não iria permitir que Illumi matasse Gon por um único motivo, quem iria fazer isso era ele mesmo! Ele só estava esperando Gon... ”Amadurecer” um pouco mais...

— Hisoka! Illumi! O que vocês estão fazendo aqui?!

A movimentação não passou despercebida por Gon, que logo ao avistar os dois adultos gritou em tom de indagação e surpresa. Hisoka largou a carta do pescoço de Illumi e foi calmamente em direção ao garoto com o seu melhor sorriso pervertido, Illumi apenas se resignou a baixar a cabeça, como se estivesse pensando “De novo não...” Enquanto isso Hisoka caminhava tranquilamente na direção de Gon enquanto lambia os lábios de forma lasciva, Gon não se moveu, ele era valente e imprudente e mesmo paralisado de medo ele tentaria lutar contra o palhaço.

— Apenas vim conferir se meu pequeno fruto já está pronto para ser colhido, comido e depois ter seus caroços jogados fora... ♥

Uma clara tensão formou-se entre Hisoka e Gon nesse momento, o garoto era ingênuo demais para entender o que Hisoka estava querendo dizer, embora só o que o palhaço estivesse querendo agora era lutar, estraçalhar e esmagar! Illumi nesse instante resolveu estragar o “momento” já que Hisoka também impediu que ele se divertisse anteriormente, como? Impedindo o assassino de cravar suas agulhas no corpo do garoto e o matar de uma vez!

— Na verdade Gon, isso foi um encontro casual, estávamos de passagem e esbarramos com você aqui, e a propósito, onde está Killua?

Hisoka irritou-se por ter seu blefe desmentido, no fim ele ignorou o garoto para virar o rosto e responder a Illumi.

— E você ainda diz que o estraga prazeres sou eu? Vai atrás do seu irmãozinho e deixe esse garoto pra mim. ♣

 

Illumi e Hisoka começaram a discutir algo nesse momento e Gon apenas observava a cena sem entender, Hisoka e Illumi eram possivelmente os inimigos mais fortes que ele, Killua ou qualquer um de seus amigos poderiam enfrentar e ambos estavam agora discutindo por alguma coisa que fazia questão a ele e a Killua! Onde estava o sentido disso? E por que eles estavam juntos?

Gon permaneceu estático observando a cena com curiosidade, ignorando nesse momento qualquer perigo que ela pudesse representar para sua integridade física, mas uma mão pálida tocou seu ombro de forma discreta e sussurrou em seu ouvido.

— Gon, corre.

Era Killua, ele viu a confusão formada e não foi difícil para ele detectar a aura tão peculiar do seu próprio irmão psicopata em meio á multidão, logo ele foi atrás de Gon imaginando que ele estivesse em perigo e a surpresa foi ainda pior uma vez que o palhaço pervertido estava lá junto com ele!

A busca por Kurapika deveria ser continuada assim que ambos fugissem dali, Killua não era louco de enfrentar seu irmão mais velho e Hisoka juntos e de qualquer maneira a fúria de Kurapika estava tão presente em sua aura que poderia ser sentida a muitos metros de distância, e como o loiro não demonstrou nenhum sinal de presença... Significava que o kuruta já estava muito longe de York Shin, Kurapika não seria pego por Illumi e muito menos por Hisoka. Mas foi algo tardio, afinal Illumi percebeu seu irmão logo atrás de Gon e um sorriso formou-se então em sua face habitualmente inexpressiva.

— Olá Killu, estava procurando por você.

— Illumi, seu idiota, o que faz aqui?! E por que Hisoka está com você?!

Hisoka nesse momento intrometeu-se na conversa, cruzando os braços e respondeu para o Zoldyck mais novo com um tom de voz seco.

— Estou com o seu querido irmão mais velho por que ele não quer que eu mate você Killuzinho... ♦

Killua virou a cabeça para Hisoka, Gon permanecia sem saber o que dizer e apenas virava a cabeça de um lado a outro escutando quem falasse primeiro, Illumi permaneceu alheio á intromissão de Hisoka e a reação de Killua e apenas respondeu calmamente para seu irmão mais novo.

— Isso é forma de tratar seu irmão mais velho? Vim atrás de você para colocar a agulha de novo em sua cabeça seu pequeno idiota, não que você não saiba disso, mas o problema é que tenho alguns empecilhos no meu caminho agora...

E dizendo isso o Zoldyck mais velho virou a cabeça de forma ameaçadora para Gon, Hisoka percebeu o movimento e  agora, retomando os passos, ele também resolveu “participar” da conversa ao seu modo dirigindo sua fala para o alvo de Illumi.

— Sabe Gon, o mesmo problema que Illumi tem eu também tenho com um certo familiar dele que o acompanha para tudo que é lado, sabe garoto? Eu acho que você ficaria muito melhor sozinho. ♠

Logo Hisoka também virou a cabeça em direção a Killua e o olhar longínquo e ameaçador foi captado por Illumi, nesse instante o maior dos Zoldyck reagiu ao lançar uma agulha que passou zunindo pelo ouvido de Hisoka, logo os dois adultos já desviaram os olhares de seus receptivos alvos e começaram a encarar-se um ao outro de forma ameaçadora.

Nesse instante Killua percebeu a clara tensão que formou-se no ar, e também a brecha de fuga ideal que surgiu de repente! Ambos os adultos estavam concentrados demais um no outro para lembrar da existência dos garotos agora e bastou apenas um aperto no ombro de Gon para fazer o seu amigo perceber isso, Killua então dirigiu seu olhar para uma esquina e em seguida a outra. O plano era ambos correrem para lugares diferentes e depois dariam um jeito de se encontrar... A confusão momentânea que se formaria entre Hisoka e Illumi para perceber quem seguiria quem concederia aos dois garotos segundos inestimáveis de vantagem...

 

Ou ao menos era isso que Killua pensava...


Notas Finais




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...