História Minha Princesa - Capítulo 38


Escrita por: ~

Postado
Categorias Marco Reus
Tags Borussia Dortmund, Futebol!, Marco Reus
Exibições 113
Palavras 999
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Esporte, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Boa noite e bom capítulo para vocês!
Agora, era para ter acabado o jogo da Chape, assim como a Copa do Brasil :'(
Corta meu coração, havia planejado ver com meu irmão e pai, comentar sobre com meus amigos... A vida dá golpes duros, ainda dói, parece até que foi com gente da minha família. Mas a vida continua, nossos meninos, jornalistas, irmãos viraram estrelinhas, estão lá em cima, em paz e com certeza nos observando agora, cuidando do que deixaram para trás, amigos, família, colegas, admiradores, torcedores, irmãos do futebol...
Walk on
Walk on
With hope
In your heart
And you'll never walk alone
You'll never walk alone

Capítulo 38 - Casamento!


Fanfic / Fanfiction Minha Princesa - Capítulo 38 - Casamento!

Finalmente chegou o casamento de Götze, ele foi tão atencioso com nós nesse tempo todo, que acabou cancelando muitas vezes sua cerimônia para ajudar o amigo, eu devia muito para Mario.

Foi difícil pensar em um presente para eles. Ficamos sem ideia do que presentear.

Marcela agasalhou bem os meninos, o casamento era no inverno e em um lugar luxuoso. Como ela ficou amiga de Ann, foi junto com as outras meninas ajuda-la a se produzir.

Não houve despedida de solteiro, já que a maioria era tudo comprometido mesmo, e Marcela por mais fofa que fosse, arrancaria minha cabeça se soubesse de alguma coisa errada que fizesse.

Eu acabei ficando com os bebês e ajudando o Mario em tudo. Assim como o Josh, do Bayern, que era mais amigo dele, o Mats, o André, e outros amigos.

P.O.V Narrador

Enquanto isso, em outra casa...

-Pega logo a base! Precisamos retocar as unhas! – Algumas amigas falavam enquanto produziam a noiva.

Marcela sentia-se um peixe fora d’água, nem havia se arrumado ainda.

-Marcela! Cadê seu vestido? Tá atrasada!

-Eu n-não tenho vestido.

-Como não?! – Todas as mulheres e namoradas dos amigos de seu noivo ficaram indignadas com tamanho desleixo da garota, que era meio avoada e acabou esquecendo as roupas. E agora? A madrinha de casamento iria de calça?

-Eu tenho um que acho que serve em você! – A dona da casa, Cathy, que era esposa de Hummels acabou dando seu vestido azul marinho para Marcela, já que ambas eram as mais baixas da casa.

E serviu direitinho! Marcela estava muito bonita de azul marinho e tão formal.

Acabaram emprestando um salto, mas descobriram um horrível fato: Marcela não sabia andar com salto.

Assim que deu a primeira volta, capotou no chão.

-Ah! Meu deus! Ela acabou de fazer cesárea, não se machucar assim! – A baixinha era uma preocupação maior do que a noiva no momento, uma completa irresponsável.

No fim, todas ficaram de salto e a mais baixa, acabou ficando somente com sapatilhas.

Então, acabaram fazendo cachos em seu cabelo e uma leve maquiagem, que combinava com sua idade.

-Você tá linda! Nem parece uma jogadora! – Uma das meninas ficou impressionada com a mudança – o Marco vai ficar maluco!

-Assim espero!

P.O.V Reus

Estava quase na hora de ir para a cerimônia, até que alguém chegou na sala da casa de Götze para se encontrar comigo.

Thomas e Ian estavam em meu colo e se remexeram ao ver quem era.

-Oi... – Fiquei boquiaberto ao ver a diferença, minha noiva e mãe de meus filhos estava mais que linda, toda delicada com um vestido azul e bem produzida, parecia até uma modelo, só que baixinha. –Eu acabei pegando um vestido da Cathy, eu também estou sem salto, acabei esquecendo...

-Está maravilhosa – eu interrompi e somente admirei, ela era linda mesmo. Até os rapazes ficaram boquiabertos, até o Götze, que no começo não achava Marcela bonita.

-Tá mesmo – concordou Hummels. Acabei ficando com um ciuminho, mas isso fazia parte.

-Obrigada... –Ela ficou corada ao receber elogios e foi beijando os bebês – lindos... Eles se comportaram?

-Estavam quietinhos... – Beijei sua bochecha e ficamos um tempinho abraçados com os bebês em nossa volta.

-Marco é o único papai daqui, e o que mais nasceu pra ser um... – Schurrle disse isso e todos concordaram, até eu. Era coisa do destino.

-Oi, acho que não nos conhecemos... – Kimmich sorriu para Marcela e os dois começaram a conversar, isso me deixou enciumado, ele tinha idade próxima dela.

-Oie! Eu já te vi jogar, você é ótimo! – Ficaram conversando até o casamento, isso estava me deixando P da vida.

Assim que houve a cerimônia, durante a festa, fiquei com Ian no colo e Marcela foi conversando com os outros e com Thomas no colo. Os dois foram a atração do casamento, a esposa de Götze, Ann, estava perfeita. Mas minha Marcelinha que estava ganhando os olhares do povo.

Alguns carinhas estavam assanhados demais, e eu reparei que olharam muito tempo para minha menina.

-Que gatinha... Acho que vou tentar algo com ela... – Um deles cochichou. Mas quem diabos eram eles?

-Sim, delicinha...

-Ei! Tá falando da minha mulher aí? Ela já tem um noivo e uma família... – Eu fui fazendo barraco com o Ian no meu colo, nem liguei. –Fala dela de novo e eu quebro sua...

-Tiooo! – Meu sobrinho acabou interrompendo e isso fez os caras correrem para não criarem mais confusões.

-Nicoo, que saudade de você meu baixinho... – Peguei ele no colo também, agora estava parecendo um pai mesmo.

-Como o Ian cresceu, ele tá quietinho... Mas continua pequeno – ele passou a mão com cuidado em seu primo, tentando ter contato.

-Claro, meu anjo... Ele só tem dois meses.

-Cadê o Thomas? E a tia?

-Eles estão passeando por aí... Logo, logo, eles aparecem – sorri.

-Oi amor... Oh! Que saudade! Nico! – Marcela apareceu com Thomas no colo, ainda acordado.

-Tia Marcela! Como você tá bonita! – Nico recebeu um selinho na bochecha de sua tia, então resolvemos nos sentar um pouco, eu já havia esquecido aqueles idiotas fazendo comentários sobre ela... Quando estávamos juntos, eu esquecia dos problemas, claro, os menos graves.

-Obrigada, meu amor... Querem uns docinhos? Eu peguei com o Thomas – ela me deu uns doces de chocolate que achou junto com as demais comidas, Nico e eu ficamos comendo, até receber mais ‘’visitas’’.

Os meus pais e os de Marcela chegaram para dar oi e ver os netos, isso acabou nos separando um pouco, conversei com papai e mamãe, os dois resolveram ficar com Nico, enquanto os pais de Marcela queriam passear com os netos e mostrar os netos para todo mundo.

Houve um momento que começou a tocar uma música lenta, para os convidados dançarem, acabei aproveitando que ficamos sozinhos para dançar. Estava tocando ‘’You Never Walk Alone’’ a canção comum do Borussia e Liverpool.

Abracei Marcela forte e ficamos dançando agarrados por um tempo, a música era tão triste e profunda que me dava um aperto no coração cada vez que ouvia.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...