História Minha professora particular - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias Stranger Things
Personagens Chefe Hopper, Eleven (Onze), Mike Wheeler
Tags Romance, Strager Things
Exibições 92
Palavras 1.849
Terminada Não
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Fluffy, Romance e Novela, Universo Alternativo
Avisos: Álcool, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


OLÁ! Consegui aparecer aqui antes do que previa! Uma pergunta, vocês preferem que eu coloque a música do capítulo traduzida ou assim está bom? Responde aqui nos comentários. Não está revisado ainda. Devo revisar só amanhã quando chegar em casa.

Capítulo 7 - My Heart Is Open.


"Don't be afraid to give your heart to me
And if you do, I know that I won't let you down, no
Yeah, so hand it over, trust me with your love
I'll do anything you want me to
'Cause I can't breathe until I can see your face"
          -My Heart Is Open, Maroon 5.

              
Eleven estava sentada na bancada de ferramentas da garagem de Mike. O mesmo estava em pé entre as pernas da garota. Eles estavam se beijando e uma música romântica tocava no rádio. Era alguma coisa sobre entregar o coração. Mike, prestava atenção na letra. Eleven só conseguia se concentrar, em suas mãos bagunçando mais ainda os cabelos do menino. Quando o beijo acabou, eles encostaram as testas e tentaram sem sucesso normalizar a respiração.
-Acho melhor eu ir. Esta tarde, daqui a pouco meu pai vai ficar preocupado.- Eleven diz pulando da bancada. 
-Eu tenho que terminar isso aqui. Jennifer quer ir de carro para a escola amanhã.- Mike respondeu. Já se dirigindo para o carro. Eleven fez uma careta.
-Você ainda tem que me dar o meu livro.- Eleven começa a estalar os dedos para chamar a atenção.
-Essa história do livro é verdade? Achei que era só um pretexto para me ver.- Mike diz fingindo estar decepcionando e recendendo o dedo do meio de El, como resposta.
- Que feio mocinha. Deve estar no mesmo lugar que ficamos ontem, vem.- Mike a puxa pela mão. Os dois vão para o porão. Ele parecia ainda mais bagunçando do que ontem
-Aqui, pega. - E diz jogando o livro em direção da menina. Eleven consegue pegar antes que ele bata em seu rosto.
-Bons reflexos, hein.- Mike diz debochado. Os dois sobem as escadas conversando. Karen estava colocando a mesa do jantar, Holly estava brincando,vendo alguma coisa na televisão e Ted estava para chegar.
O olhar de Karen foi do cabelo bagunçado de Mike para as bochechas coradas e a ligeira mancha de graxa na cintura da garota.
 Ela lançou um olhar de advertência para Mike, mas no fundo,gostava da ideia da menina como nora.
-Mãe vou levar a El em casa, está tarde para ela ir sozinha.- Mike diz já pegando o capacete.
-Capacete? Vocês vão de moto? Vai de carro Mike.- Karen já estava imaginando Hopper encontrando Mike e Eleven na moto.
-Vamos de moto mãe.- Mike diz e depois dá um beijo na testa da mãe.
-Tchau Hol!- Mike grita já batendo a porta de casa.
-Sua irmã é uma gracinha.
- Eu sei, ela é minha irmã, esperava o que.- Mike fala divertido. Eleven revira os olhos mas abre um sorriso. Era tão fácil estar com ele.
-Você pode para a moto, assim que entrarmos na minha rua? Esse motor da para ouvir se bobear de Marte.- elevem diz rindo.
- Com medo de seu pai descobrir que você anda comigo?
- Mike,acredite. Estou protegendo você.- El diz rindo. Mike a entrega o capacete e os dois sobem na Harley. 
 O caminho para casa de Eleven foi mais curto que os dois gostariam. Eleven se apertava a Mike mais que o necessário e ele estava adorando. Mike estacionou a moto na entrada da rua da menina. 
-A princesa está entregue.nem a tempo, antes de virar abóbora . - Ele disse divertido. Eleven desceu da moto entregando o capacete para o menino. A probabilidade de alguém estar na janela,vendo os dois era grande. Eleven podia sentir a adrenalina do momento.Os dois ficaram se olhando, sem dizer nada. Nenhum dos dois queria dizer nada. E mais importante, nenhum dos dois queria se despedir.
-Mike.
-Eleven.
Mike e El falaram ao mesmo tempo e começaram a rir.
-Primeiro as damas.
-Mike, eu... Eu tenho que ir. Nos vemos amanhã?- Ela diz mordendo os lábios. O olhar de Mike automaticamente foi para eles.
-Nós vemos sim.- Mike deu um sorriso triste. O brilho nos olhos do menino diminuíram. Eleven criou coragem, fez um carinho nas sardas que tanto a atraíram, Mike inclinou a cabeça na direção da mão dela e Eleven  deu um selinho nele.
-Isso nunca aconteceu.- Ela diz dando um sorriso arteiro. Eleven se virou e caminhou para casa. Podia ouvir o ronco do motor da moto de Mike. Alguns minutos depois já estava em sua porta. Quando abriu, Hopper estava sentando no sofá vendo televisão.
-Porque você veio correndo para casa?- Hopper perguntou.
-Correndo?- Eleven não entende.
-Seu cabelo está todo desgrenhado e você vermelha.- Ele diz apontando para a menina.-Will não te trouxe em casa?
-Will? Eu estava com a Max.- Eleven odiava mentir para seu pai. Por isso, ela evitava fazer com frequência. Ela se sentia como uma garotinha de seis anos, prestes a contar toda a verdade. Hopper estranhou. Ele jurava que Joyce tinha dito que Will e Max estavam em uma lanchonete. Pressupôs que Eleven estaria junto. Talvez tivesse entendido errado. Eleven já estava ficando nervosa. Era melhor calar a boca logo. Pensou.
-Vou tomar banho, já volto pai.- Disse fugindo para o corredor

- Será que eu posso sentar aqui? Quero melhorar nessa matéria, então se eu tiver alguma dúvida quero ser capaz de perguntar adequadamente. -  Eleven levanta os olhos do caderno e olhar para Mike. Puta merda. Ele era muito, mais muito atraente. Ela indica o lugar vago ao seu lado com a  cabeça. 
Mike se senta e ela apoia a cabeça na mesa. Automaticamente, seu pensamento vai para a noite anterior. Ela estava ficando tonta
Mike então se sentou, abriu seu caderno e deu um sorriso para ela. Os olhos do menino estavam mais pretos que o normal. É aquele olhar a fez se sentir nua.  E ela tinha certeza que estava corando.
Eleven só conseguia se concentrar nas mãos de Mike subindo pela sua perna e descansado em sua coxa. Isso não era certo, nem um pouco mas por outro lado era tão bom. Eles tinham combinado fingir que nada tinha acontecido. Que a noite passada ficaria no seu lugar, o passado. Até metade do dia conseguiriam cumpriram muito bem a missão. O grupo de amigos,agora almoçava junto. Não tinha rolado nenhuma piada com segundas intenções, eles mal sentaram perto,parecia que os meninos não sabiam de nada, ela ainda não tinha tido a chance de conversar com Max. O problema foi essa aula de física. Em uma sala escura. Com Mike ao seu lado. E só a Luz do projetor. Mik colocou uma mão na perna da menina.Ela olhou para ele assustada, porém o garoto mantinha uma expressão serena no olhar. Como se realmente estivesse prestando atenção na aula. Ela pegou delicadamente a mão dele e tirou. Mike lhe lançou um olhar de reprovação.
Os dedos de Mike começaram a dedilhar a perna de Eleven, subindo novamente para a sua coxa, onde ele deixou a mão ali descansando. Mesmo de calça jeans ela podia sentir o calor da mão dele. E ela se sentia toda quente.
- Por que você parece desconfortável?- Mike sussurrou. A voz inocente dele deu mais raiva  ainda, Eleven novamente tirou a sua mão.
-Deve ser porque você está invadindo o meu espaço. 
- Ontem eu não reclamei quando você invadiu o meu- ele sussurrou de volta. 
-Ontem? Não sei o que aconteceu ontem.- El responde fingindo confusão. Pelo menos para ela. O combinado ainda estava de pé.
-Como não! - Mike se exaltou.- Você e eu, garagem.
-E combinamos de não falar sobre isso.- ela sussurra irritada. Mike pisca para ela e a mão dele aperta a coxa da menina.
-Não quero mais fazer isso não. Eu gostei de te beijar, quero fazer isso com frequência.- Mike diz debochado. Eleven o olhar por alguns segundos antes de bufar e tirar a mão dele com violência.
-Cala a boca, Wheeler.
-Já te falaram, que você fica muito sexy falando meu sobrenome?
- Senhor Wheeler, gostaria de responder a minha pergunta?- O professor de física pergunta irritado. Mike o olha sem graça. Ele mal sabia qual era o assunto da aula. Eleven lançou um olhar provocante para ele.
-Eu não sei, mas aposto que a Eleven sabe.- Mike diz. El olha irritada para ele, o que faz seu sorriso aumentar. A classe olhava para os dois com curiosidade. O boato que a filha do chefe de polícia, namorava Mike já estava se espalhando pela escola. Eleven olhou rápido para o quadro.
-A imagem que um espelho plano conjuga de um objeto real possui as seguintes características: natureza virtual, orientação direita e, por ser simétrica em relação ao plano do espelho, as mesmas dimensões. - Ela responde convicta. O professor assente coma cabeça.
-Obrigado pela colaboração Eleven, agora pare de conversar com o Michael, ou tirarei os dois de minha aula.- Aquela era a segunda advertência que ela levava. 
-Nerd.- Mike sussurrou antes de realmente prestar a atenção na aula.

Era aula de geometria. Max odiava contas e não via a hora de acabar,olhou em volta e encontrou Lucas sentado sozinho. Aquela era uma das únicas aulas, que ela ficava sozinha.Ele parecia super concentrado e rabiscava algo em seu caderno. Max olhou para o quadro e tinha certeza que ele estava fazendo o exercício. Que se dane.
Pegou suas coisas e deslizou para o lado do menino.
-Oi!- ela disse animada. Olhou para o caderno dele e a confusão de triângulos com números a deixou enjoada.
-Fala ai, ruiva.- Respondeu com um sorriso.
- Hãn, quais são as novidades? Eu só quero conversar, essa aula está me enlouquecendo.
- Eu e os caras vamos acampar final de semana. - Lucas disse 
Acampar parecia legal. Mais legal ainda seria colocar Mike e Eleven juntos. Quando a amiga não apareceu na lanchonete, ela tinha certeza que ela estava com Mike. E eles estavam se evitando demais, na hora do almoço. Ela estava curiosa.
-Tem lugar para mais três?- ela disse animada. Lucas a olhou confuso.
-Três ? 
-É! Eu, Will e El- Max disse demonstrando não dedos.
- Will não te contou? Ele vai com a gente.- Lucas pergunta debochado.
-Não. Ele não disse nada.- Max afunda na cadeira irritada.
-Mas respondendo a sua pergunta, sim tem lugar para vocês. Vamos amanhã depois da aula. Devemos estar voltando segunda de tarde. Para aproveitar já que não vai ter aula. Dustin vai vir de carro. 
-Legal!- Ela responde menos animada que antes.
Lucas virou de lado e a olhou sério.
-Qual teu rolo com o Will?
Max se surpreende com a pergunta. Ela nunca tinha parado para pensar nisso.
-Nós somos amigos.- respondeu. Lucas levanta uma sobrancelha.
-Ele quer mais que isso, você sabe né?
-Will faz piada com isso.- Ela contra-responde. Lucas a avalia antes de falar.
-Bom, Você o conhece a mais tempo que eu.Se você diz que é brincadeira.- Para Max, Lucas parecia ser o mais centrado do grupo. 
-Nunca daria certo Lucas, não quero estragar nossa amizade. Somos amigos desde sempre.
-Está com medo de arriscar.- Não era uma pergunta, era uma afirmação.
-Na verdade estou com medo de acampar. Não gosto muito de bichos.- Ela responde mudando de assunto. O mais difícil agora, seria convencer Eleven a ir.

 


Notas Finais


E ai? Nos vemos nos comentários! Beijocas


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...