História Minha professora particular - Capítulo 8


Escrita por: ~

Postado
Categorias Stranger Things
Personagens Chefe Hopper, Eleven (Onze), Mike Wheeler
Tags Romance, Strager Things
Exibições 60
Palavras 4.374
Terminada Não
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Fluffy, Romance e Novela, Universo Alternativo
Avisos: Álcool, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oi pessoal, desculpa a demora, eu tive um bloquei horrível para escrever. É sendo bem sincera não fiquei muito feliz com o resultado. A música que o Mike vai cantar para a El, é a música do capítulo. Então, se der sugiro que escutem. Bom, como sempre deixem um feedback.

Capítulo 8 - Here Without You.


“I'm here without you baby
But you're still on my lonely mind
I think about you baby and I dream about you all the time
I'm here without you baby
But you're still with me in my dreams
And tonight girl, it's only you and me”
         - Here Without You,3 Doors Down

Max estava chegando a escola cheia de bolsas e um violão. Eles tinham combinado de se encontrarem  antes da aula, para colocar as bolsas no carro do irmão do Dustin.
-Max, quantos dias você pretende ficar? Com essa quantidade de bolsa.- Mike estava com a moto estacionada ao lado da pick up vermelha. Ele estava comendo um enorme sanduíche.
-Mike querido, não se mete aqui, que eu não me meto nessa bomba, que você está comendo antes das oito da manhã.
-Woou. Já começou cedo hoje.- Will diz colocando os braços nos ombros de Max.-Bom dia, gata.
-Não me chame de gata.- Ela diz dando um sorriso debochado para Will.
Eleven estava do outro lado do estacionamento. Mike abriu um sorriso, quando viu que ela estava com uma bolsa enorme, café em uma mão e segurava os livros com a outra. Ele tinha aprendido que o dia só começa oficialmente para eleven, quando ela tomava café.
-Romeu, vai fazer algo que preste. Vai ajudar a menina.- Will diz  olhando por cima dos óculos escuros.


Quando a aula acabou o grupo de amigos estava arrumando as coisas no carro. Eleven e Lucas já  estavam sentados no banco de trás. 
- Só tenho cinco lugares. Vocês vão ter que ir juntinhos ai.- Dustin fala, apontando para o banco do carona.  Max e Will, estavam brigando feito duas crianças, para ver quem sentaria ali.
-Você confia em ir com o Dustin dirigindo?- El sussurrou para Lucas.
-Não. - Respondeu rindo. 
Mike estava conversando com uma menina . Eleven olhava pela janela, Lucas estava amarrando uma bandana na testa e Dustin tentando sintonizar uma estação de rádio que pegasse.
- Alguém vai lá buscar o Wheeler. Já está de tarde, nós vamos chegar lá quase de noite e ele ainda fica enrolando- Lucas falou . Automaticamente Dustin começou a buzinar loucamente.
Mike olhou irritado para o carro e disse mais algumas palavras com a menina. Ela é bonita. Eleven pensou.
-O que será que eles tanto conversam?- Will já estava impaciente.
-WHEELER. ENTRA LOGO NESSE CARRO.- Max colocou a cabeça para fora gritando. Mike se despediu da menina e foi correndo em direção ao carro. 
- Aparentemente, Jennifer está me recomendando para todas as suas amigas. Dinheiro extra entrando.-Mike diz dando um sorriso. Ele pulou Lucas e se sentou ao lado de eleven.
-Não precisava dar uma cotovelada na minha testa, Mike.- Lucas fala irritado.
-Oi El.- Mike diz dando um sorriso torto.
-Mike.- Eleven acena com a cabeça.
-Cara você tem que me ensinar essa parada de carros, imagina, todas essas gostosas atrás de mim.- Dustin fala sonhador.
-Dustin, se concentra em dirigir.- Mike fala dando uns tapinhas na cabeça do amigo.
-El, o que você disse,para o chefe? Para pode vir com a gente?- Dustin estava curioso. Ele é Lucas estavam falando sobre isso mais cedo.
-Max fez a maior parte do trabalho sujo.Ela contou para o meu pai que queria acampar. Ele só deixou depois que soube que Will vinha. Bom para ele é uma viagem de garotas, com o Will tomando conta. Nem eu sei como ele deixou tão fácil.- Eleven fala encostando a cabeça na janela. Nem ela mesma sabia como tinha aceitado aquilo. Talvez fosse o fato de Max tinha perturbado a noite inteira,e quando ela viu, já estava aceitando para Max calar a boca. Ela olhou de soslaio para Mike, ele estava sorrindo e falando alguma coisa com Lucas.
-Tio Jim despachou você e o Will de uma vez só. Adivinhem quem irá fazer companhia para ele.- Max fala debochada.
-Pelo amor de Deus, nem continua, eu não quero saber da vida sexual da minha mãe.- Will fala colocando as mãos no ouvido. 
-Deve ser, porque ela é mais animada que a sua.- Max diz gargalhando.
-Max, querida. Não me subestime tanto .- Ele fala galanteador.
Max lança um olhar irritado para ele. Os dois estavam dividindo o banco da frente.
-Fica com ciúmes não ruiva,nós sabemos que ele está na sua.- Lucas diz rindo.
-Então ele não sabe de nós , e muito menos de Mike.- Dustin fala sem tirar os olhos da estrada.
-Se ele soubesse, pode apostar que eu não estaria aqui.- Eleven diz gargalhando.
- Quanto tempo, até chegarmos lá?
-Ah Max, umas três horas. Depois tem uma trilha, que no máximo deve durar quinze minutos.- Dustin fala. A outra mão ainda estava tentando sintonizar uma estação de rádio.
-Ainda vamos ter que andar.- Max fala desanimada.
- E qual é do violão? Você toca?- Lucas já estava entediado.
--Eu nunca acampei, odeio inseto. Mas como sempre vejo em filme,quis fazer a coisa direito. Trouxe o violão do meu irmão. Mike toca guitarra não é? Deve saber tocar violão também.- Max fala animada.
-Mais um dos meus multi talentos.- Mike diz convencido, fazendo Eleven revirar os olhos.
-ser convencido está na lista também?- El fala. Mike lança um sorriso torto para a menina.
- Você sabe que eu tenho mais talentos.- Lucas faz um barulho de que iria vomitar, Max começou a rir e Will virou para trás, levantando uma sobrancelha malicioso.
-Conta para a gente El.-Dustin fala rindo.
-Cala a boca.- El diz envergonhada. Mike começa a fazer carinho no pescoço dela, quando ele sente o arrepio, seu sorriso aumenta.
-Deixem ela em paz. Dustin, aumenta o som, finalmente o rádio pegou.
A viagem foi rápida. Max estava dormindo no ombro de Will. Lucas estava com a cabeça encostada na janela, cantarolando de olhos fechados. Will lia um livro e Mike dormia nos ombros de El. A mão que antes estava no pescoço dela, estava repousada na coxa da menina. Dessa vez ela não tirou a mão dele. Eleven estava analisando Mike. Aproveitando que ele estava dormindo e mais ninguém estava prestando atenção.O contorno dos lábios, o jeito que o cabelo Caia nos olhos, o número de sardas no rosto dele. Ela queria gravar tudo na memória.
- Galerinha do mal, chegamos. O carro tem que ficar aqui, o resto do caminho é a trilha.- Dustin fala.
-Dustin, só eu estou acordada.- El responde. Eleven cutuca Mike, que abre os olhos e já da um sorriso para El. Mike da um tapa na cabeça de Lucas.
-Acorda cara.-  Lucas revida o tapa de  Mike. A bandana na cabeça dele estava toda torta
-Ela está babando na blusa dele. Que nojo.- Dustin fala apontando para Max.
-Acorda eles cara.- Mike já tenta abrir a porta para descer. Minutos depois Max desce do carro coçando os olhos e Will bocejando.
Fizeram a trilha sem muita dificuldade, considerando que estavam carregando barracas, colchões, as mochilas e o violão de Max. A trilha dava para uma clareira. O céu estava alaranjado devido ao pôr do sol.
- E aí? O que achou?- Mike pergunta para Eleven. Ela deu um sorriso, vidrada na paisagem. O que respondeu perfeitamente a pergunta dele.
-Como vocês acharam esse lugar?- Ela perguntou maravilhada. 
-Quando éramos crianças, gostávamos de brincar com bússolas e mapas. Acabamos aqui. Parece que mais ninguém conhece.- Mike reponde.- Tem uma cachoeira aqui perto, podemos ir lá amanhã.
- Pelo amor de Deus, podemos montar as barracas?  Minhas costas estão me matando.- Max fala. Mike se ofereceu para ajudar a montar.
-Tem certeza que você sabe montar isso ai?- Eleven pergunta receosa para Mike . Ele parecia mais perdido que cego em tiroteio.
- Eu sei montar qualquer coisa. O problema é a sua barraca.- Mike responde irritado. Eleven se senta ao lado dele, tentando entender o que tinha dado de errado.
-Eu acho, que o  problema é você.
-Não sei onde esteve com a cabeça, olha quanto inseto.- Max estava reclamando mais uma vez e borrifando repelente na perna.
-Quem teve a ideia de vir foi você.- Lucas fala debochado.
-Vocês vão dividir a barraca? – Dustin empurra Mike e começa a montar a barraca das meninas.
-Claro! Você acha que eu vou dormir sozinha? Imagina se entra alguma animal peçonhento e me morde? – Max diz fazendo drama.
-Você pode dormir comigo, te protejo.- Will diz, ele já tinha montado a barraca dele.
-Will, faça um favor para a humanidade, cala a boca um minuto.
Em poucos minutos Dustin monta a barracas das meninas, lançando olhares debochados para Mike.

 

- Vamos brincar de "eu nunca"? - Max fala animada. Os amigos estavam em volta da fogueira improvisada, assando marshmallows.
- Essas brincadeirinhas de garotas: eu fiquei com fulaninho. Eu dei meu primeiro beijo com tantos anos. Oh, eu já fui traída – Dustin zombou. 
-Pelo menos é melhor do que ficar sem fazer nada, so olhando para essa sua cara gorda.- Max fala.
-Você trouxe o violão, podemos cantar-Lucas da a ideia.
- É hora do Mike mostrar seus talentos.- El disse rindo.
-Passa esse violão para cá.- Logo os primeiros acordes foram ouvidos. Will reconheceu a melodia e se animou, cantando com Mike.
-Darling you got to let me know
Should I stay or should I go?
If you say that you are mine
I'll be here 'til the end of time
So you got to let me know
Should I stay or should I go?
 
Em poucos minutos,  todos estavam cantando animados em volta da fogueira. 

 

Mike ainda não tinha conseguido dormir. Mesmo que estivesse em uma barraca grande e quase aconchegante, não conseguia ignorar o fato de que Eleven estava na barraca ao lado. Ele saiu para tomar um ar, quando encontrou uma figura em frente à fogueira.
Eleven estava enrolada em um cobertor assando marshmalows. 

-Oi- ele diz sem graça. Eleven da um sorriso e abre o cobertor, para ele se sentar perto dela.
-Sem sono também?
-Sim.- Mike fala olhando o fogo crepitar. Um silêncio constrangedor se instalou, e nenhum dos dois ousou quebrar. Mike reparou que o violão de Max estava no mesmo lugar que deixou. O pegou e começou a dedilhar uma música. Eleven olhou para Mike e deu um sorriso.
- Eu adoro essa música.- ela diz
- El, canta comigo? - 
- Eu canto mal, mike. –Ela nega com a cabeça .
- Não me importo. Também canto.- Ele diz rindo. 
Os dois começaram a cantar. A letra da música era muito sugestiva, El podia perceber.  Mike cantava a olhando nos olhos, o que era pior. Nesse momento ela queria beijá-lo.Os últimos acordes preencheram o ar e os dois continuavam se olhando.
-Você toca muito bem Mike.
-Prestou atenção na letra?- os olhos deles não abandonam os dela.
-Sim.- El responde. Mike se aproximou e selou os lábios nos dá garota. O beijo durou vários minutos. Quando se separaram, Eleven encostou a cabeça nos ombros do menino.
-Você está com gosto de marshmallow.- Ele disse rindo.

 

-Bom dia! Vamos para a cachoeira? – Dustin fala animado.
-Estava esperando por isso.- Lucas responde.
-Eu também, faz muito tempo que não vou a uma.- Max morde a maçã. Depois do café da manhã, o grupo de amigos foi para a cachoeira.
Mike estava sentando em uma pedra, ele olhava para eleven nos ombros de Dustin, enquanto Max que estava nos ombros de Will tentava derrubá-la. Lucas sentou  ao seu lado.
-Apreciando a vista?- Mike percebeu o duplo sentido na frase. 
-Ela é linda não é?- Mike fala. Eleven estava se divertindo. Ela não parava de sorrir. 
- Sim é. - Lucas responde.- você está se apaixonando por ela? Cuidado cara. Não esquece de quem ela é filha. Aprendi a gostar dela, não quero problema para nenhum dos dois.- Lucas diz sério. Mike não estava se apaixonando por ela, ele já tinha.
-Tarde demais para o aviso.- Mike se levanta da pedra e caminha para a cachoeira, bem na hora que eleven tinha derrubado Max.


Dustin estava em uma pedra alta, os braços esticados como se fosse abraçar o vento.
-O que ele está fazendo ?- Eleven perguntou desesperada.
-Ele vai pular.- Mike disse calmo. Ele reparou que Max olhava apreensiva para Dustin.
-Aposto que você não pula Max.
- Difícil, Mike. MadMax adora ver uma aposta ser cumprida – Will olhou significativamente na direção de Max. Eleven rolou os olhos. 
- PUTA MERDA, ELA VAI PULAR? – Dustin gritou lá de cima, fazendo todos rirem.
- Relaxa, Dustin– Will. 
- O que eu perdi –Lucas pergunta  sentando ao lado de Eleven.
- Mike disse que Max não pularia.
- Eu pulo se você pular, Will.- Max fala.
-Dispenso.- Will diz e depois da um mergulho.
-  Você é uma Mocinha, Will -  Max diz rindo.
- Chega vocês dois.- Lucas fala ao mesmo tempo que Dustin pula.

 

-Mike e El estão numa proximidade suspeita.- Max sussurrou para Will
-Desde que chegamos aqui, quando eles não estão ?- Will sussurrou de volta. Eles estavam abaixados observando. Dustin e Lucas chegaram.
-O que vocês estão fazendo aqui?-Lucas pergunta curioso.
- Me diz, por favor, que eu não vi aquilo ali embaixo!- Dustin fala animado.
- Mike e El? 
- Isso. 
- É, Finalmente. - Lucas faz um sinal agradecendo aos céus.
- Ah Mike, Só esperando uma oportunidade de ficar sozinho para dar o bote... – Max disse rindo. 
-Esse é o meu garoto.- Dustin diz rindo.
-Vamos dar um pouco de privacidade para eles.- Will diz puxando Max para um abraço
Dustin,Lucas,will e Max estavam fazendo o caminho, que levava a pedra que Dustin tinha pulado.
- Não, Will! – Eleven e Mike, estavam nadando quando  escutaram  o grito da Max e ela passou com Will correndo. Logo Max e Will se jogaram da cachoeira . 
- Espera, Will pulou? – El falou surpresa. Antes que Mike pudesse responder, a cabeça de Will apareceu.
- Pulei. Pulei mesmo. E cara, isso é muito maneiro.- Ele diz eufórico.


À noite chegou, eles estavam jantando. Eleven estava observando Mike.
-Olha, você está lindo com esse nariz todo vermelho. Eu te disse para passar o protetor.-El fala sarcástica
- El, eu sou lindo de qualquer jeito – Mike ri quando vê El revirar os olhos.
- Olha, seu ego realmente é incrível... 
-Nem a mãe dele aguenta.-Lucas se sentando ao lado de El na fogueira, e puxando o  chocolate que estava na mão dela.
-Ei.- Eleven protesta.
- Dá pra vocês pararem de falar de mim? -Mike finge estar aborrecido
-Cara, Uma das coisas mais legais de se fazer ao ficar olhando para o céu e brincar de ligar os pontos.- Max esteve deitada olhando o céu.
― Vê as estrelas se movendo ali? – Mike se aproximou perguntando e apontando para o céu.
― Sim, vejo. – Eleven concordou, apesar de estar tudo perfeitamente normal, como sempre. Uma noite linda de céu estrelado.De repente, ouviram um barulho engraçado, e perceberam que Dustin havia dormido e estava roncando. Os Lucas,Max,Will, Eleven e Mike  começaram a rir.
― Hum, hora de levantar e ir para a barraca. Alguém acorda o Dustin, senão ele vai virar comida de mosquito.- Lucas diz se levantando.
― Não, espera. Ali, tá vendo ali? É a constelação de Escorpião. É meu signo. – Max disse animada . Qual é o de vocês?
Ficaram discutindo constelações até altas horas da noite, quando decidiram acordar Dustin e irem dormir nas barracas.


-Anda Mike, vem me ajudar aqui..- Mike estava sentado no chão.
-To afim não.- ele responde brincalhão- Estou cansado.
- Senhor, você é incrivelmente preguiçoso!- Eleven disse enquanto colocava as roupas no varal improvisado. 
- Isso é uma dádiva. Poucos são assim como eu.- Mike responde rindo 
- Ridículo. 
- Bom dia, crianças – Will disse saindo de sua barraca  e sentando ao lado de Mike.
- Bom dia, adulto – Mike responde.
-Qual a programação de hoje?
-Ir para a cachoeira, só tem isso para fazer aqui.- Mike responde apoiando a cabeça nos joelhos.
-Podemos jogar bola!- Lucas fala animado.
-Boa ideia cara.
-Vai torcer por mim né El.- Mike fala fazendo um biquinho.
-Não, vou torcer para o Will.- Ela diz rindo 
-Toma! – Dustin e Lucas gargalharam. 


- Eleven Hopper, não me enrole. Vocês estão juntos?-  Max perguntou enquanto passava o protetor solar. Ela estava com um óculos maior que o rosto dela. As duas estavam sozinhas sentadas vendo os meninos jogarem futebol. 
- É sério. Se algum dia, por ventura, acontecer algo entre nós, eu te falo. 
- El, por favor, eu te conheço. Seus olhos brilham quando você o vê. Você fica vermelha quase o tempo inteiro e nós vimos o jeito que vocês estavam abraçados hoje. E eu não me esqueci que vocês se beijaram na garagem dele.
-Max, se acontecer alguma coisa, você será a primeira a saber.- Max abre um sorriso,
-O fofoqueiro do Will vai morrer de inveja.- Eleven da uma gargalhada.
-E você e Will?
Max abre um sorriso , ela olha na direção de Will e se vira novamente para El.
-Não sei do que está falando.- ela diz dando os ombros.
- Quando vocês irão se assumir, de verdade? 
-Não temos nada para assumir El.
-Ainda.- ELeven responde. Mike tinha feito um gol e estava sorrindo para ela.
Os meninos pararam o jogo para almoçar,a mãe de Will tinha feito vários sanduíches naturais. Dustin mexia desesperado no cooler.
-O que você tanto procura ai cara?-Lucas pergunta. Ele estava com uma toalha em volta dos ombros.
-Os potinhos de pudim de chocolate.
-Acabaram ontem. Eu e max comemos.-Eleven responde secando os cabelos na toalha.
- Ah, para. Isso é um complô contra mim – as meninas riram. 
-Eu comi um hoje, estava escondido perto de um lata de refri.- Lucas diz.
- Eu falei, eu falei... É um grande complô contra mim. 
Will e Max saíram rindo como duas crianças. Lucas lançou um olhar malicioso na direção dos dois.
-Será que agora vai?- Dustin disse apontando para o casal de amigos, que estavam indo para a trilha.
-Só há um jeito de saber!- Lucas Responde conspiratório. Eleven e Mike balançaram a cabeça simultaneamente rindo.
-Vamos lá olhar.- El disse animada.O grupo de amigos seguiu na direção que Will e Max foram. Não muitos passos depois, encontram os dois se beijando, encostados em uma árvore.
-Will finalmente saiu da friendzone!-Dustin fala animado. Eleven estava sorrindo, ela sabia que os dois amigos se gostavam, Max era orgulhosa demais para assumir. Mike passou os braços na cintura de El e beijou seu ombro.. Dustin e Lucas começaram a zoar os dois. 
- Não é o casal mais lindo, fofo, cuti-cuti que você conhece, El?-Lucas falou alto debochado.
-Vão a merda, sabe a quanto tempo ela me enrolou? Estão atrapalhando o momento.- Will fala e se inclina novamente para beijar Max, que estava rindo.
- MadMax, você pode beijar o Will de novo? Ele fica lindo calado – Dustin riu e Mike abraçou El mais forte.
-Já vimos aqui o suficiente, vamos rapazes.-El disse se desvencilhando dos braços de Mike e empurrando Lucas e Dustin,para sair dali.. Fez um sinal de positivo para Will, que devolveu o sinal, antes de se virar para Max novamente.
-Acho que ja tenho companhia para o baile, gata. El e Mike estão juntinhos, ganhei a aposta.- Will fala enquanto uma mão fazia carinho na bochecha de Max.
-Eles não estão juntos, juntos.- Max responde.- Já te disse, não me chame de gata. Max puxa a camisa de Will, para o menino ficar mais perto dela. Will levanta uma sobrancelha desafiadoramente.
-Vai ao Snowball comigo, gata.- Max revira os olhos, porém  abre um sorriso.
-Vou pensar.- E da um beijo no amigo.


O tempo passou voando e logo já estava de noite. O grupo de amigos jantou e Lucas disse que iria dormir. Dustin tentou ficar acordado mais tempo, porém também estava cansado. Max e Will foram dar uma volta de mãos dadas. Mike e El estavam sentados sozinhos.
-Só restou nos dois. E ai? Gostou de acampar?- Mike pergunta. O céu estava super estrelado e a lua cheia iluminava os dois. Eleven  olhava  o céu.
-Sim, foi bem legal.
- El... Do que você tem medo?-Mike perguntou sério.Os dois ficaram em silencio. Eleven estava pensando na pergunta inesperada de Mike.
- De tudo, Mike. Não sei se nós dois estaríamos fazendo a coisa certa – Mike olhou nos olhos de Eleven, estudando ela.
- Nunca vamos saber se não tentarmos – ele segurou na mão de El.- Eu vou estar do seu lado, nós vamos ficar bem. 
- Mike... –  O olhar dela se encontrou com o dele. 
- Shhh – ele interrompeu – Não diz nada. – ele gentilmente colou a testa na de Eleven, e a fez olhar em seus olhos. Ele fechou os olhos e respirou fundo. Os olhos dela se fecharam e os lábios deles se encontraram.  Depois do beijo, Eleven soltou um longo bocejo.
-O dia hoje foi cansativo. Vem vamos dormir.- Mike diz passando os braços nos ombros da menina. Eleven lançou um olhar de advertência para mike.
-Você na sua barraca e eu na minha.- Ele responde rindo. Os dois pararam na barraca rosa altamente chamativa de Max.
- Boa noite, Hopper. Tenha lindos sonhos comigo. - Mike da um beijo na testa da menina e lhe lança um dos seus sorrisos tortos.
- Isso se chama pesadelo. – Eleven respondeu provocativa, enquanto entrava na barraca deu para ouvir a risada de Mike. Eleven franziu as sobrancelhas,Max não estava não estava lá.. El sorriu enquanto se deitava.  Eles voltariam para casa no dia seguinte, e ela não estava pronta para se despedir de Mike e dos suas conversas  noturnas com ele.


Eleven acordou com Mike chamando seu nome. Ela olhou para Max que parecia desmaiada. Os cabelos ruivos estavam espalhados pelo travesseiro. El tentou arrumar sem sucesso os cabelos e colocou a cabeça para fora da barraca.
- O que é? – sussurrou.
- Queria um tempo com você. Só nós dois. Longe de todo mundo.- Mike fala sussurrando. Eleven esboça um sorriso.
- Vai ser legal,, vamos lá. Só vou trocar de roupa.
Alguns minutos depois Eleven aparece fora da barraca segurando uma bolsinha. Mike estava tomando suco. Quando a menina chegou ao lado dele, tentou beijá-la.
Eleven não deixou, segurando-o pelos ombros 
– Eu preciso escovar os dentes. – Disse seria.
- A gente não vai morrer por causa de um beijo de manhã, Eleven. 
- Você não vai morrer se esperar só mais um pouquinho.
Os dois caminhavam lentamente em direção a cachoeira. O Sol estava nascendo, a vista era linda. Eleven estava de mãos dadas com Mike. Era uma sensação nova para os dois. Eles estavam em silêncio. Quando chegaram a cachoeira, Mike começou a tirar a blusa.
- Está na hora de tirar a roupa, mocinha.- Ele fala debochado
- Cala a boca, Mike – Eleven tirou a blusa e percebeu que ele estava olhando – Até parece que nunca viu uma garota de biquíni. 
-Você? Nunca vi, mas estou gostando da visão- ele disse malicioso.. 
Eleven entrou na cachoeira e nadou até uma pedra baixa que tinha ali e sentou.  Mike veio atrás de dela, apoiou os braços em sua perna e ficou encarando. 
- Que foi? 
-Já disseram que você é linda?- Eleven sentiu suas bochechas corarem.
-Ei, não precisa ficar com vergonha.- Mike disse carinhoso. 
Eleven entrou na água  e pulou nas costas de Mike.  impulsionando pra baixo. Era muito difícil que ela prender ele  lá embaixo, ela era leve demais. Mike riu debaixo d’água. Foi engraçado. Ela beijou a  bochecha dele e voltou pra superfície. Mike voltou depois dela apoiando seu queixo no ombro dela.
-Temos que voltar,eles já vão acordar.
-Não quero voltar.- Eleven falou fazendo um biquinho.
-Vamos El, outro dia voltamos, temos que arrumar as coisas.Voltamos só nós dois. .- Mike diz dando uma piscadela  saindo da água, estendendo a mão para Eleven.
-Você está demais hoje hein. Ok vamos voltar. -Eles estavam quase ainda da cachoeira quando Eleven parou.
- Mike, eu quero fazer uma coisa.
-Fala El.
-Eu quero pular.- Ela disse apontando para a pedra, que no dia anterior,todos os seus amigos pularam, menos ela. Mike abre um sorriso.
-Essa é minha garota,vamos lá.
Eleven caminhava de mãos dadas com Mike, ajudando-a a manter-se em pé nas pedras escorregadias. A água corrente fazia pressão contra as pernas e por vezes era difícil manter o equilíbrio. Ao chegarem na beira da queda d’água Eleven olhou para baixo e segurou firme o braço de Mike.
- Isso aqui é muito alto! Eu não vou pular! 
- Tem só uns seis metros, parece mais por causa do ângulo, da cor e movimento da água . Não se esqueça que a ideia foi sua.- Ele respondeu calmo.
Eleven olhou novamente para baixo, desta vez mais calma e percebeu que a queda d’água não era mesmo tão alta quanto pareceu a primeira vista.
- Ali embaixo dá pé? – Eleven ainda estava receosa. 
- Claro que não, meu amor, senão quebraríamos as pernas ou o pescoço! Porque? Você sabe nadar, não sabe? 
- Sei, claro. 
- Sabe mesmo? 
- Sei. De verdade.  
- Então não tem mistério: é só pular! - Mike diz dando um sorriso.
- Mas eu tô com medo. Eu quero ir, mas tô com medo. 
- Quer voltar lá para baixo?- Mike disse. Era estranho, ele estava realmente preocupado. Tanto que nem tinha feito nenhuma piada. Eleven olhou mais uma vez para baixo e sorriu: 
- Vamos saltar! – disse El segurando a mão de Mike.
- Segredinho: tapa o nariz e pula de pé. - Mike falou apertando a mão dela mais forte.
- Tudo bem. 
- Pronta? – perguntou. 
- Pronta. – respondeu El, respirando fundo e tapando o nariz com uma das mãos e com a outra segurando a mão de Mike . 
- Então... agora! – disse Mike saltando de mãos dadas com Eleven. 

Enquanto voava ao encontro das águas Mike lembrou-se de seu tempo de infância e em quantas vezes havia saltado daquela pedra. Costumava imaginar-se um pássaro e abria seus braços imitando asas. Porém, na infância costumava saltar com os meninos. Quando Eleven sentiu seu corpo penetrar naquela parede líquida e gelada, e afundar até que a própria força das águas a impulsionasse para cima, foi como se houvesse rompido a barreira de todos os seus medos.

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...