História Minha querida vingança - Capítulo 12


Escrita por: ~

Postado
Categorias Amor Doce
Tags Amor Doce, Doce Vingança, Terror, Tortura, Vingança, Violencia
Exibições 55
Palavras 682
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Drama (Tragédia), Ecchi, Escolar, Festa, Hentai, Mistério, Policial, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Estupro, Insinuação de sexo, Mutilação, Nudez, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Escrever esse cap foi foda...

Capítulo 12 - As coisas só acontecem comigo...


Fanfic / Fanfiction Minha querida vingança - Capítulo 12 - As coisas só acontecem comigo...

"O silencio é a melhor resposta para aquilo que o coração não consegue expressar"

Eu não sei o que fazer. Eu não sei como lidar. O engraçado é que sempre que eu estou feliz, alguém vem e tira minha felicidade.

-Não...-Eu dei passos para trás e me escorei na porta. -NÃO! -Eu gritei com todas as minhas forças e cai sentada ali.

Escuto o barulho da porta sendo aberta e vejo Castiel entrar.

-Amy, o que aconteceu? -Ele me olha preocupado, com medo do que vai escutar.

-A Sophie...Ela...Ela sumiu -Disse soluçando.

Castiel se ajoelhou e me abraçou.

-A gente vai encontrar ela Amy -Ele disse com a voz tensa e falha.

Ele se levantou rapidamente e saiu do quarto. Meu chão havia caído, eu  não sou uma mãe de verdade! Como eu deixei isso acontecer?

-Como? -Repeti para mim mesma.

Eu sou fraca. 

Castiel volta para o quarto e me encontra parada no mesmo lugar, eu estava congelada nenhum musculo meu se mexia.

-Amy...Eu liguei para a Rosalya, ela esta vindo -Disse ele se ajoelhando ficando na minha altura.

Essa hora da manhã? Eu apenas assenti, pois não conseguia pensar em nenhuma frase.

-Tem outra coisa que eu quero te contar -Disse ele olhando para a janela.

-Lembra quando eu te disse que já estava acostumado a ver sangue? -Perguntou ele olhando no fundo dos meus olhos e eu assenti. Eu era amigo de um cara chamado Ryan e a gente bem....Eramos traficantes...Eu parei há pouco tempo, mas ele continuou nesse ramo. 

Não pode ser? Ryan?

-Ryan... Eu o conheço -Disse. Quando eu fui estuprada ele me ajudou com basicamente tudo, desde a indentidade falsa a saber a lutar. -Digo surpresa.

-Eu liguei para ele -Disse Castiel um pouco confuso com o que eu acabara de dizer. -Ele falou com o pessoal e vão começar a buscar a Sophie. Vai ficar tudo bem Amy.

(...)

Rosa esta aqui tentando me consolar  e Castiel foi até a casa de Ryan ajudar com a busca.

2 semanas depois.

Rolo de um lado para o outro na cama sem a presença de Castiel e sem noticias de Sophie, toda noite eu penso na mesma coisa e não consigo dormir...Até agora não tive nenhuma notícia de Sophie, a chuva não ajuda em nada o que me deixa mais preocupada.

Escuto um barulho na porta pego meu casaco saio do quarto e desço devagar até chegar na sala de frente a porta principal.

-Castiel? -Perguntei, mas ninguém respondeu logo a maçaneta gira e aparece na porta um Castiel que eu nunca havia conhecido, ele estava cheio de olheiras, e seus olhos estavam vermelhos, ele parecia estar...chorando?

-O que houve? Cadê a Sophie -Perguntei com medo, e sem nenhuma resposta Castiel vem até a mim e me abraça.

-Castiel fala comigo!  O que aconteceu -Digo desesperada.

-Encontraram ela...-Ele disse com a voz falha.

-Então cadê ela!? -Exclamei

-Ela...Ela morreu Amy -Disse ele de cabeça baixa. Ela estava enrolada em um cobertor o mesmo que ela estava no berço, e quando a gente tirou o cobertor vimos...o rostinho dela...Desfigurado -Ele disse soluçando.

Não! Não pode ser verdade! Como alguém teve a coragem de ter feito isso? Com um ser inocente -Eu comecei a chorar desesperadamente, eu não posso acreditar, eu estou em um pesadelo que eu posso acordar a qualquer momento?

-Lembra...No hospital que eu disse que vi alguém? -Disse ele e em seguida eu assenti. -Esse alguém era o Viktor -Senti meu corpo arrepiar. -Acho que foi ele... -Disse ele de cabeça baixa.

-Eu não posso acreditar... Por que minha vida só é tragedia? Me desculpa Castiel... -O abracei tão forte que escutei o som de seu coração batendo rapidamente, e por estar abraçadando ele meu choro ficou abafado. - Me desculpe, por estar fazendo você passa por isso...Não deveria ter te envolvido na minha vida., a culpa é toda minha.

-Não Amy, a culpa não é sua! Você não quis ser estuprada. E eu me envolvi na sua vida por que eu quis e por que eu te amo -Disse ele com a voz falha.

                                                                          Continua...


Notas Finais


Não me matem por favor! Ainda tem muitaaa coisa pela frente ksks Segurem o Cori.
Sim eu chorei escrevendo esse cap :(


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...