História Minha Veela - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias Harry Potter
Tags Novela, Romance
Visualizações 134
Palavras 1.997
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Comédia, Hentai, Magia, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 7 - Capítulo 7 - O Plano


-Espere, está apaixonada pela Hermione ? – perguntou Vivian pela milésima vez, Pansy já estava quase jogando um Cruciatus na loira de tanta idiotice em perguntar algo que Pansy já confirmou várias vezes.

-Sim, por isso estou querendo essa proposta

-O Draco me odeia, nunca vai da certo.

-Lógico que vai, apenas tente fingir que fez errado em ter o beijado, e tente ser amigo dele novamente, quando ele consertar o armário sumidouro, você fica com ele, e eu vou ficar com a Hermione, assim os consolamos.

- Seria mais fácil eu ajudar o Draco no armário, vai ser bem mais rápido.

-Não, se você ficar muito grudada no Draco, Hermione pode morrer, e se ela morrer, o Draco também morre.- falou Pansy, a prima de Draco era mais orgulhosa, provavelmente seria complicado fazer ela entender determinadas partes do plano para não ocorrer o problema de Draco ou Hermione morrer.

 

Vivian não entendia nada sobre Veelas e o quanto poderia afetar ambas as partes, mas em sua mente, vários flashs dela com Draco, a deixaram paralisada e anestesiada, ela assentiu fingindo ter ouvido a Pansy, e voltou a caminhar para a entrada do grande salão.

Ela seria indicada para uma das casas, e torcia para cair na mesma casa da onde Draco estava. Porém o que Vivian não sabia era que Draco tinha seu próprio salão Comunal, e ele dividia com Hermione.

Quando as portas foram abertas Dumbledore a saldou com gentileza e cortesia, sendo mais uma Malfoy, a mesa da Sonserina estava disposta a receber mais uma “realeza” Vivian entrou de nariz empinado olhando para os lados e observou Draco e logo ao seu lado, uma menina baixinha de cabelos longos e loiro, fechou a cara ao perceber a aproximação dela no Draco.

Hermione já pensava em quem poderia ser ela, afinal era uma Malfoy, e Draco nunca havia mencionado sobre ela.

 

-É ela ? – perguntou Hermione tentando manter a pose.

 

- Sim, mantenha distancia dela, não sei o que ela e meu pai estão tramando.-  falou Draco a abraçando pelos ombros...ou melhor pela cabeça e beijando o topo dela. Vivian apressou os passos de cara emburrada e sentou-se no banquinho.

 

-Relaxa, Drake- falou Blasio batendo de leve no ombro do loiro.- Estamos com vocês.

Draco e Hermione sorriram e logo voltaram a atenção para a nova Malfoy.

O salão permaneceu em silêncio, Minerva pôs o chapéu Seletor sobre a cabeça de Vivian, demorou um pouquinho,  Vivian parecia que ia arrancar o chapéu para dizer onde ela ficaria, mas para a ironia do destino, Vivian foi para:

 

-Grifinória !

 

 

*6*

 

O espanto nas faces das casas da Sonserina e da Grifinória foram hilárias e digamos que impagáveis, Hermione e Draco pareceram mais confortados por saber que ela não teria muita aproximação, mas também não esconderam os rostos estupefatos.

 

Vivian não podia está mais furiosa, estava longe do plano que havia planejado com Pansy, e ele precisaria ser executado o mais rápido possível, com ou sem a Pansy concordando. Faria de tudo para piorar a situação de Hermione e quando voltassem para a Mansão Malfoy iria consolá-lo.

 

1 semana

 

Depois de uma longa semana, Vivian ia todos os dias seguir Draco consertando o armário sumidouro, ela observava o que o loiro fazia, e assim que ele ia embora, ela entrava e concertava o armário.

Em uma manhã de segunda, os alunos principalmente Hermione, estavam em aula, Vivian seguiu Draco, e fez seu plano novamente, Draco pois uma de suas maças preferidas, proferiu em sussurro umas palavras, a maçã havia sumido, e logo ouviu um barulho dentro do armário, assim que o abriu, viu a maça mordida.

“Ele” havia conseguido, e sabia que era agora a hora de agir, o pânico o medo tomou seu corpo, e se Voldemort descobriu que Draco havia entrado para Ordem e levado alguns de seus aliados juntos ? Seria seu fim, pensou em Hermione. Saiu da Sala precisa e foi direto para o Salão Comunal dos Monitores

 

-Abbafiato- silenciou o quarto, e começou a arrumar o seu quarto. Teria que ser perfeito, e Draco mais do que tudo, queria aproveitar aquela noite, que provavelmente poderia ser a última para a Veela e seu companheiro.

 

*6*

 

Hermione tinha acabado  de sair da aula, se pegou exausta das aulas e com saudades de Draco, seus amigos haviam se afastado, Rony parecia preocupado com o Quadribol, Harry não largava aquele livro do “Principe Mestiço”

 

-Quem é o príncipe Mestiço ? – perguntou Gina abrindo o livro, fechou o livro com uma certa raiva, e jogou de volta para o moreno.

 

-Ninguém- murmurou Harry sem emoção.

 

O moreno parecia sempre está distraído querendo saber quem era o príncipe Mestiço, que não se ligava em nada a sua volta, Hermione queria se deitar em sua cama e descansar, por conta do dia puxado.

Por sorte da aula vaga decidiu ir para seu quarto, adentrou no buraco e sentiu um forte cheiro de perfume do Draco, uma certa excitação passou pelo seu corpo a causando calafrios, ela abriu o quarto de Draco e o olhou com seu típico terno preto, segurando uma rosa preto em suas mãos.  Hermione adorava as coisas estranhas.

Draco estendeu sua mão entregando a rosa para Hermione que sorriu abobalhada para o loiro.

- O que é isso tudo ? – falou Hermione observando todo o quarto. Ele estava coberto de pétalas negras, com o perfume de Draco em todo o quarto, as cortinas estavam entre abertas, deixando uma iluminação um pouco fraca, porém excitante.

-Concertei o Armário.- falou Draco a puxando para o abraço.

-Então isso quer dizer....

-Sim, Hermione- ele a afastou um pouco e segurou seu rosto- E eu quero aproveitar cada segundo, minuto, hora, com você, quero me deliciar do gosto dos seus lábios, e de suas carícias;

 

E então, Draco a beijou, devorando seus lábios como um animal faminto, ele tinha esse desejo, essa vontade a tempos, desde quando foi marcado, e não teve a oportunidade de poder ter algo a mais com Hermione, e ele faria de tudo para essa ser a primeira vez dela, e ser a inesquecível tanto para ele, quanto para ela.

As carícias de Draco eram quentes, somente com o beijo, Hermione podia sentir um formigamento no pé da barriga, Draco a guiou para a cama, depositanto seu peso nos braços para não esmagar Hermione com seu peso, a castanha abriu as pernas para acomodar mais Draco .

O loiro a beijava com luxuria, sem se segurar, começou a descer suas mãos, e chegou a parte interna da coxa e a apertou com vontade, Hermione soltou um gemido baixo entre o beijo, e agarrou os fios loiros de Draco.

O loiro desceu o beijo para o pescoço, e com a mão livre começou a desabotoar a blusa escolar, sem muita pressa, ele queria senti-la, ele queria aproveitar o momento.

Ambos sabiam que poderiam ficar o resto da Guerra inteira longe um do outro, e que o Veela deveria entender o motivo da partida tão brusca.

Draco tirou a blusa, de Hermione, e logo foi a saia, e então parou para admira-la, como ele poderia ter ignorado isso tudo, o tempo todo ? Como ele conseguiu humilhar aquela mulher.

E agora ela estava ali, deitada embaixo de si, com langerie, ele gemeu fraco, e desceu seus beijos para entre o vale dos seios de Hermione, mergulhando seus rosto naqueles seios fartos. Draco passou a mão pelas costas da Hermione, a fazendo arquear um pouco, e desabotoou o feicho do sutian. Delicadamente, foi se torturando, aquela imagem extremamente sexy.

Tirou o sutiã de Hermione e apreciou os seios com água na boca, eles eram perfeitos, o bico do peito era rosado, e estavam duros pela excitação, eles eram grandes e em um formato perfeitamente arredondados, Draco suspirou, e apalpou um dos seios, enquanto desceu os lábios para o outro livre, se esfregando na feminidade de Hermione.

 

Hermione não sabia o que dizer, ou o que fazer, ela estava em puro prazer, gemia cada vez mais alto, enquanto sentia a língua de Draco em seus seios, e enquanto mais ele se esfregava, mais ela sentia seu corpo se eriçar com o contato de seu corpo contra o de Draco.

Hermione empurrou Draco, o assustando, porém em uma rapidez, ela o jogou na cama, e subiu em cima do loiro como uma gata no cio, e começou a se esfregar no membro de Draco.

 

-Oh, Mione- o loiro gemeu, e agarrou a cintura de Hermione, ajudando-a nos movimentos, ela desceu o tronco e começou a lamber e morder o pescoço de Draco ainda rebolando em seu membro, ela o estava provocando, brincando com fogo.- Hermione, não brinca comigo!

-Não estou fazendo nada, amor- ela o chamou por aquele apelido tão delicadamente, que Draco gemeu mais alto e inverteu as posições, arrancou sua camisa e calça, e jogando sua cueca em um canto, olhou para Hermione que estava apenas de calcinha, e rasgou aquela pequena calça.

-Draco- exclamou- Vai ter que me dar outra.

-Não tem problema, eu fico com essa- disse guardando a calcinha rasgada na gaveta do criado mudo, e voltou a sua atenção a Hermione, e mergulhou seu rosto da intimidade de Hermione.

 

Hermione dessa vez se agarrou aos lençóis e gemeu o mais alto que sua garganta conseguia, a língua quente de Draco acariciando seu clitóris era de mais para ela, podia sentir seu orgasmo se aproximando, seu corpo enrijeceu , sua intimidade ficou mais sensível ao toque da língua de Draco, e sentiu um liquido quente sair de dentro de si, Draco levantou o olhar com a sobrancelha erguida.

-Já gozou ? – seus lábios estava sujos pela mistura do gozo e melado de Hermione, ele subiu e a beijou, deixando-a provar do seu próprio gosto.- Se não aguentar, me avise.- Hermione assentiu, porém estava muito deleitada para prestar a atenção .

Draco ajeitou seu membro na entrada, e forçou um pouco, pela Hermione está completamente molhada pelo seu orgasmo, facilitou a entrada, mas mesmo assim, Hermione fez uma careta apertando os braços de Draco. O loiro respirou fundo, e empurrou com tudo, Hermione berrou de dor, e se abraçou ao loiro.

Draco ficou parado por um momento , até ela se acostumar com a invasão, Draco pensou em varinhas, feitiços, poções, qualquer coisa que o pudesse destrair por um momento, pois tudo o que ele mais queria, era devora-la, possui-la.

-Draco...- Hermione o chamou fogosa- Me fode !

Aquilo foi de mais, Draco, ficou de joelhos na cama ajeitou dois travesseiro na parte traseira da Hermione, fazendo seu quadril empinar, e começou a estocar, ele colocou as duas pernas de Hermione em seus ombros, e começou a estocar com muita força.

Hermione revirava os olhos de pazer.

Draco revirava os olhos de prazer.

Os dois estavam em puro prazer selvagem, porém aquela posição não agradava Draco, Hermione a colocou de buço na cama ainda com o travisseio em baixo do quadril, e enfiou naquela posição, agora sim.

Aquela imagem era extremamente erótica para Draco, ver a silhueta de Hermione, com seu traseiro empinado para ele, era satisfatório. Hermione pode sentir um outro orgasmo se aproximando, agarrou-se aos travesseiros que estava pertos e mordeu um deles tentando conter o grito de prazer.

Hermione gozou.

Draco sentiu as paredes da vagina de Hermione contraindo em um aperto prazeroso em seu membro, ele gemeu e continuou com as estocadas fortes e violentas, agarrou a cintura de Hermione proferindo um tapa estalado em uma das nádegas e então depois de alguns minutos, ele gozou, gozou dentro de Hermione.

Ela sentindo aquele líquido quente gemeu baixinho, com o corpo ainda mole, Draco segurou seu corpo mole para não cair em cima dela, e se jogou no lado de Hermione.Ele a puxou tirando o travesseiro de baixo de Hermione e a colocou de frente para si.

Ela estava com os olhos pesados de sono, ele a aninhou em seu peito, e beijou o topo da sua cabeça. E assim como Hermione, adormeceu exausto.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...