História Minha vida de Marionete - Capítulo 29


Escrita por: ~

Postado
Categorias Five Nights at Freddy's
Personagens Bonnie the Bunny, Chica the Chicken, Foxy the Pirate, Freddy Fazbear, Golden Freddy, Jeremy Fitzgerald, Mangle, Marionette, Personagens Originais, Purple Guy, Springtrap, Toy Bonnie, Toy Chica, Toy Freddy
Tags Five Nights At Freddy's, Romance
Visualizações 39
Palavras 3.226
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Fantasia, Hentai, Luta, Mistério, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Suspense, Violência
Avisos: Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Oie amores ❤️❤️❤️
Eu sei que demorei, peço desculpas por isso ❤️❤️❤️
Leiam as notas finais ❤️❤️❤️
Se tiver algum erro de ortografia, peço desculpas ❤️❤️❤️
Eu queria agradecer por todos os comentários e favoritos ao longo da fanfic, vocês são demais e me incentivam demais, obrigada por tudo, amo cada um de vocês ❤️❤️❤️
Boa leitura ❤️❤️❤️

Capítulo 29 - Capitulo 29 :- Go away...


Fanfic / Fanfiction Minha vida de Marionete - Capítulo 29 - Capitulo 29 :- Go away...

Puppet sorria de maneira travessa, observava cada um dos Funtimes ficando um do lado do outro, William sorria igual a um psicopata. E assim começou a batalha, invés de um por um para atacar a marionete foram todos de uma vez.

Puppet desviou dos golpes dos Funtimes, em seguida esticou seu braço e cordas brancas pularam em cada um os prendendo como teias de aranhas, todos caem no chão se debatendo menos Ennard no qual usa suas garras as cortando, em seguida se levantou olhando com fúria a marionete na sua frente.

Os cabos de Ennard vão em direção a marionete, ela desvia e corta os cabos com suas garras, o animatronic grita encolhendo os cabos novamente afinal eles eram parte dele, em seguida estalou os dedos e todas as cordas de Puppet soltaram os seus “companheiros”.

A Marionete suspira e se prepara para atacar, Ballora anda em sua direção e a olha seu rosto mexe, aparece garras nas suas mãos avançando na direção da inimiga. Quando Puppet ia desviar, sente algo a impedindo nas suas pernas seu olhar vai para seus pés e tinha vários robozinhos de Ballora a segurando para que ela não fugisse.

Puppet segurou o braço da bailarina e o torceu a fazendo soltar um grito agudo, no qual fez alguns vidros se racharem. A marionete cerro os dentes e chutou os bichos em seguida jogou a bailarina no chão com força a fazendo desmaiar, ouviu os Funtimes gritarem o nome da amiga quando Puppet olhou para eles, todos estavam com semblante de ódio.

O urso branco e roxo soltou um jumpscare o seu rosto abriu revelando vários cabos e os olhos de animatronic alem da mandíbula de ferro, com dentes afiados.

A marionete não sentiu medo, eles podiam ser a nova geração mas ela ia mostrar a não mexer com os mais antigos, então pegou impulso no chão e pulou em cima do Funtime Freddy soltando um jumpscare. Assim os dois caíram rolando no chão, Puppet estava em cima do urso começando a soca-lo com força estava começando a sair sangue da boca e o nariz dele.

O raposo rosa e branco segurou os braços da marionete a jogando para longe do amigo que estava desacordado, Puppet  deu uma pirueta e caiu em pé em seguida sorriu observando Funtime Foxy rosnar, ele era parecido com seu irmão mas a diferença é.. Foxy não era mau, eles podiam ser ate parecidos mas Foxy era único e especial... Afton podia criar ate mesmo clones deles, mas os originais sempre serão especiais.

Puppet chutou a perna do raposo, em seguida pegou os ombros dele e o jogo com força na parede, fazendo desmaiar e cair no chão. Em seguida  jogou cordas em Ennard o fazendo ficar preso e gritar, antes que ele a atacasse.

Faltava apenas um, e isso deixava o homem roxo tenso podia ver isso no seu semblante.

Puppet :- Parece que seus bichinhos não são tão bons assim Afton..- ela a provocou dando um sorrisinho sacana, o homem cerrou os dentes.

William :- Você ainda não viu a minha preferida Puppet, não se precipite...- um sorriso apareceu naquela face branca, a marionete se virou e viu Baby a olhando com aqueles olhos esmeraldas frios, ela mexia as mãos segurando o microfone.

Ambas se aproximavam e ficavam andando em círculos se olhando, ambas eram lideres e poderosas. Definitivamente uma delas iria perder e sair gravemente ferida.

Assim que pararam de andar, e se encararem sem dizer uma única palavra a marionete sentia algo diferente naquela palhaça era algo sombrio, algo que só ela tinha mas os outros não, seja o que for era muito obscuro.

Baby jogou o microfone dela na direção da Marionete em seguida mostrou suas garras, e esticou a mão na direção da inimiga. Puppet se desviou do microfone e olhou Baby, a mão pálida dela brilhava em seguida soltou choques na sua direção. A marionete desviou e olhou para a palhaça incrédula, então ouviu a risada de William observando a luta e se divertindo.

Puppet fez suas cordas pularem nas mãos de Baby as prendendo e evitando de sair mais choques das suas mãos, em seguida se levantou rapidamente e deu um soco no rosto da palhaça. Baby se soltou das cordas e segurou o braço da marionete com força, seu rosto se mexeu e seus olhos esmeraldas frio e com ódio pode parecer que não, mas isso fazia a marionete ficar arrepiada até a espinha... Algo sombrio esta naquele endoesqueleto..

O joelho da marionete chuta a barriga da palhaça, a soltando em seguida sua perna se estica e o pé bate com força no rosto dela... Baby cai com tudo no chão, a marionete a observa com a respiração ofegante seu olhar vai para William no qual estava com o rosto tomado de surpresa e tensão.. O corpo formoso e pesado dela se vira na direção do humano, em seguida ela abre os braços

Puppet :- Veja William, os seus precisos “filhos” no chão derrotados..- ela abaixa os braços e anda devagar ate o humano passando pelos Funtimes, ela estala os dedos soltando Ennard o fazendo cair no chão com tudo, seus olhos brancos estavam assustadores e faziam Afton suar frio..- Você nos chama de monstros, mas só existem dois monstros... Eu e você... Admito eu sou uma marionete com vida, uma animatronic que serve como atração de crianças e claro...- ela para ficando no meio dos Funtimes no qual estavam no chão desacordados e até com algumas peças quebradas, sombras negras ficam em volta de Puppet e as cordas brancas estavam pelos braços, pernas e costas dela a deixando assustadora...- Eu mato qualquer um que mexe com minha família ou com alguma criança inocente... Eu.... sou.... um.... monstro... O pior de todos no qual vai te perseguir ate nos seus malditos sonhos os transformando em pesadelos... E um monstro pode matar outro monstro, eu vou matar você...- Afton estava encostado na parede seu semblante era de aterrorizado, ele estala os dedos fazendo cabos darem choques na marionete.. ela fecha os olhos com força enquanto era tomada por milhares volts então o humano sorriu vitorioso mas seu sorriso durou pouco tempo, pois quando Puppet abriu os olhos, eles estavam negros, seu cabelos que estavam presos em marinhas chiquinhas fez um lado ficar totalmente branco, ela estalou os dedos e os cabos sumiram... O homem roxo sentiu suas pernas tremerem, a animatronic sorriu algo estava diferente nela... ele podia sentir isso... Estava mais forte...- Achou mesmo que um choquinho iria me machucar ? Humano ingênuo...- a voz dela estava misturada com a dela, com a voz de Golden e Springtrap só que de modo mais assustador deixando William todo arrepiado e pálido, desde quando a marionete agia assim ?... Ela era tão gentil e doce, que se arriscava pelos seus amigos... agora esta fria e mais assustadora..

William :- O...O que diabos aconteceu com...você ?...- sua voz estava falha e baixa como um sussurro, a marionete sorriu

Puppet :- Eu mudei William... Estou mais forte, e não vou permitir que você toque na minha família novamente...- Por um breve momento, os olhos de William se direcionaram para o que acontecia atrás da marionete depois olhou rapidamente para as órbitas negras da figura a sua frente, então um  chute tenta acertar o rosto da Marionete mas bem a tempo, Puppet segura a perna de Baby, em um movimento rápido, ela prensa a palhaça do lado de William e a segura pelo o pescoço....- Tsc tsc tsc... Golpe errado Baby.. Achou mesmo que eu não estava vendo você se aproximando para me atacar por trás ?.. Palhaça tola...- ela aperta levemente o pescoço pálido dela, a fazendo cerrar os dente e fechar os olhos com força.. Afton olhava as duas não saiba o que fazer e estava apavorado, ele tinha duas opções : salvar os seus filhos e lutar com Puppet ou... Fugir e os deixar para trás...

Baby :- M...Me desculpe... Afton...- saia lagrimas dos olhos dela...- N...Não somos tão...bons... nós n...não conseguimos te...proteger...- ela abri os olhos, os tons esmeraldas estavam suaves e com tristeza... Puppet ainda sentia algo sombrio nela e também... algo que não podia explicar, mas já sentiu isso quando era humana... Ela ouviu os outros Funtimes se mexerem, mas não conseguirem se levantar...

Ballora :-.... Pai.... Pai....- ela estendeu o braço na direção do homem roxo...- Nos ajude... Por favor...- saia lagrimas dos olhos púrpuras da bailarina, o humano roxo mordeu o lábio tenso e então correu em direção ao Corredor Oeste... A bailarina incrédula ficou em silencio, Funtime Foxy e Freddy arregalaram seus olhos ficando em silencio, Ennard trincou os dentes... Baby observava William correr e mais lagrimas saíram dos seus olhos, então gritou “Papai” bem alto... Puppet por um breve momento poderia ter ouvido a voz de uma criança, mas logo pensou que tinha se enganado...

Baby :- Você...- Puppet olhou para a palhaça ainda com a mão a prensando na parede apertando a garganta dela, os olhos dela voltaram a serem frios..- Você fez meu pai nos ABANDONAR.... Eu vou matar você, e sua maldita família...- saia um pouco de lagrimas nos olhos dela, então seu rosto mexeu e abriu soltando um jumpscare dando para ver os olhos, mandíbula e o endoesqueleto do rosto dela... Porem a marionete não se mexeu, nem se assustou... Ela segurou com força o pescoço da palhaça e a jogou com força no chão no qual estava os outros 4 Funtimes.. Ballora rapidamente se mexeu e abraçou a palhaça mesmo com o braço quebrado, o urso e o raposo ficaram de cada lado da bailarina enquanto Ennard ficou na frente com os dentes afiados cerrados... Os olhos de Puppet voltaram a serem brancos, em seguida fez as sombras e as cordas brancas sumirem, ela soltou as marinhas chiquinhase seu cabelo voltou a ser todo preto... Mesmo com a aparência normal, o seu semblante estava frio..

Puppet :- Eu não fiz o pai de vocês te abandonarem... ele tinha um escolha e escolheu fugir, então não coloque essa maldita culpa em mim.. O que estou fazendo é proteger a minha família, aqueles que eu amo... Assim como vocês protegem um ao outro ou aquele maldito homem roxo...- Ennard segurou Funtime Freddy e Foxy para que não se levantassem para atacar a Marionete que estava na frente deles..- Eu tenho motivos para querer aquele homem morto, vocês serão nossos prisioneiros por tempo indeterminado.. – ela se agacha perto deles, e olha algumas marcas pelo corpo de cada um menos Ennard no qual cerra os dente..- O que são essas marcas ?.. São queimaduras ?..- ela pega com cuidado a mão de Ballora no qual fica quieta..

Ennard :- Não é da sua conta e não nos toque !!..- ele da um tapa na mão da Marionete, no qual suspira e se levanta lentamente

Puppet :- Seja o que for vocês não vão se machucar novamente..- o olhar de todos os Funtimes foram para a Marionete, ela sabia que eles passavam por algum tipo de tortura devido as queimadas..- Vocês podem tentar me machucar, mas não irei machucar vocês... Pelo contrario, provavelmente Afton falou mal sobre nós mas iremos provar que ele esta errado.. Isso é  se vocês mostrarem interesse sobre nós e quiser realmente nos conhecer... Por favor me sigam... – ela andou devagar enquanto os Funtimes se olhavam confusos, mas se levantaram e seguiram a marionete, todos estavam desconfiados dela menos Ballora... Eles andaram silenciosos ate a Parts & Service, a marionete abriu a porta e ligou a luz no qual estava um pouco falha tinha colchões, cobertores e travesseiros para dormirem, banheiro e uma estante cheia de livros, uma televisão em cima de um raque de madeira um pouco velho, as cortinhas pretas estavam fechadas...- Peço gentilmente que se sentem em cada colchão...- todos se sentaram cumprindo a ordem da marionete receosos, ela se moveu e colocou na mão e no pé de cada um uma corrente para evitarem de fugir, as enormes correntes ficavam presas na parede..- Tenham uma boa noite..- ela apagou a luz e saiu trancando a porta, e andou pensando em onde seria o lugar seguro que todos foram, então resolveu tentar o Porão, foi ate a cozinha no qual abriu a porta e fechou, depois desceu as escadas em silêncio ouvindo as conversas baixas dos seus amigos, se aproximou silenciosa perto da porta de vidro no qual estava entreaberta, e ficou ouvindo a conversa..

Foxy :- Como assim diferente ?!..- o raposo já estava reconstruído e melhor enquanto observava BB e Toy Bonnie, seu semblante era de tensão

Chica :- Foxy fala baixo, não queremos que um assassino desça aqui e nos mate..- seu tom era baixo como um sussurro

BB :- Estávamos querendo dizer que...que...

Toy Bonnie :- Puppet esta diferente...

Freddy :- Perdão.. – ele se virou para olhar aos dois enquanto arrumava a orelha de Springtrap que também observava a conversa e escutava com atençaõ, o urso marrom como sempre um cavalheiro e de conversa um tanto formal..- Como assim diferente ?

BB :- Quando eu e Toy Bonnie subimos para ver se Puppet estava bem, a vimos com o William....

Toy Bonnie :- Ela estava assustadora, nunca a vi daquele jeito tão...

BB / Toy Bonnie :- Fria..- a marionete mordeu o lábio para não soltar um suspiro, talvez ela tivesse mudado um pouco mas era tão ruim assim ? Ela não iria tratar mal sua família... Seu olhar subiu novamente quando ouviu a cadeira sendo arrastada, Springtrap tinha se levantado já consertado assim como Foxy e Golden...

Springtrap :- Por que estão com medo dela ?..- foi então que a marionete olhou em volta o semblante dos seus amigos era de medo menos Freddy, Golden, Foxy e Springtrap...- Ela ainda é a Senhorita Puppet, nossa doce e gentil marionete... Por que tem medo dela ? Acham que ela os trataria mal ? Será que não é o bastante todas as vezes que ela nos protegeu e salvou ? Isso não é motivo de toda essa dúvida, então parem com isso..- ele se sentou na poltrona de couro e cruzou os braços depois suspirou, Golden mordeu os lábios e suspirou, estava sentado no gaveteiro um pouco alto..

Golden :- Springtrap esta certo, ela ainda é nossa amiga e acabou de voltar a vida só para nos salvar devemos ser gratos por isso..- todos ficaram em silencio, mas a Marionete ficou entre a porta esperando continuarem mas ela pigarreou todos a olharam surpresos, e se perguntavam se ela ouviu a conversa.

Puppet :- Eu ouvi tudo..- eles ficaram pálidos..- Agradeço Golden, Springtrap, Foxy e Freddy... Sinceramente não entendo o motivo desse alvoroço, se o motivo é por causa do meu comportamento em relação a Afton, admito que estava mais forte e eu nunca faria isso com nenhum de vocês... Como podem pensar isso de mim ?...- todos ficaram quietos, alguns abaixaram a cabeça desviando o olhar...- Eu sou assim, essa é uma parte da minha personalidade eu posso ser gentil ou rude quando eu quiser..- todos voltaram a olhar para ela surpresos pela atitude da marionete..- Se estão todos incomodados com a minha atitude tudo bem, realmente vocês não me conhecem e vão se ferrar...

Autora Pov Off

 

[......]

Por que todo esse barulho por causa da maneira que eu agi com Afton ? Não posso mais mudar a minha personalidade ?

Nesse momento eu me encontrava no parapeito do Terraço observando as luzes da cidade no qual estava de noite, as estrelas estavam tão lindas... Era um bom lugar para refletir, talvez tivesse pegado pesado, mas por dentro me sentia triste, como se eu estivesse chorando... Mas devo ser forte... Ouço passos e alguém se escondendo.

Puppet :- Quem esta ai ?... Seja quem for, senta logo do meu lado..- os passos se aproximam mais e o vulto se senta do meu lado, olho pelo canto do meu olho e vejo um certo coelho dourado..- O que esta fazendo aqui Springtrap ?..- olho para as estrelas enquanto balanço uma das pernas, sinto o coelho olhar para mim depois para o céu estrelado

Springtrap :- Sinto muito por tudo aquilo que ouviu Senhorita Puppet, eles estavam assustados devido ao ataque de William, não fique brava com eles..

Puppet :- É tão ruim assim a maneira que agi ? Eu só fiquei mais forte..

Springtrap :- Não, você nos protegeu depois que perdemos você... E nos salvou do choque.. Eles só estranharam a maneira que estava meio fria... Mas não só por isso que todos vão parar de você...- “Tão inocente”

Puppet :- Eles vão parar de falar comigo Springtrap...- falei saindo de maneira natural, mas no fundo isso me machucava

Springtrap :- Alguns podem ate parar de falar com você, mas eu não vou Senhorita Puppet...- sinto sua mão segurar a minha mão, estava tão quentinha

Puppet :- Estava fria... Mas eu preciso ser forte para proteger aqueles que eu amo... Aqueles que são importantes para mim...- olho para os meus pés, sinto a mão do coelho me apertar com força, ele passa o seu braço direito em volta do meu pescoço e se aproximar mais de mim, consigo sentir seu corpo quente perto do meu..

Springtrap :- Senhorita Puppet... Eu nunca vou me afastar de você...- ele sussurra e coloca mão esquerda no meu rosto, seu dedo indicador estava no meu queixo me fazendo olhar para ele, seus olhos âmbar estava brilhando e estava perto do meu rosto, conseguia sentir sua respiração...- Eu fiquei desolado quando você partiu, me vi sem chão... Como se toda felicidade tivesse sumido, não aguentaria te perder de novo, daquela maneira... Minha doce Puppet...Se eu pudesse ficaria perto de você o resto das nossas vidas.. Senhorita Puppet... Obrigado por tudo que fez por mim... Por favor, me permita realizar um pedido... Espero que isso não te deixe irritada... Eu irei fazer você esquecer as acusações sobre você... E principalmente... a distancia entre nós...- Seus olhos foram para meus lábios, delicadamente passou o polegar nos meus lábios em seguida seu olhar foi para os meus olhos... Eu queria fazer isso... Eu queria beija-lo... Pelo menos uma vez, deixa eu viver a minha vida... O coelho dourado estava se aproximando cada vez mais do meu rosto, então fechou os olhos devagar... Fecho meus olhos também, e nossos lábios se juntam, ele pede passagem com a língua, acabo cedendo coloco uma mão no peitoral dele, enquanto minha outra mão ia para seu ombro... Sinto seu braço que estava no meu pescoço passar em volta da minha cintura me puxando para mais perto, coloco minhas mãos no rosto dele e assim ele coloca a outra mão nas minhas costas... Aquele beijo era suave e com ternura, mas muito viciante... Springtrap beijava muito bem, conseguia sentir seu corpo quente no meu... não queria sair dos braços dele...

Autora Pov On

Puppet e Springtrap estavam se beijando de maneira carinhosa naquele maravilhoso céu estrelado no terraço, Golden observava a cena escondido na entrada do lugar, então cerrou os dente e punhos...

Golden :- Se é guerra que você quer Springtrap... Então você terá... Não irei deixar ninguém tirar Puppet de mim... Ninguém...- ele sussurrou e deu a volta deixando os dois sozinhos enquanto saia de lá

Dois garotos, um coelho e um urso dourado, dois corações completamente apaixonados por uma Marionete...


Notas Finais


Então gente
Vocês gostaram da personalidade da Puppet ? E do nosso coelho dourado ? 😏😏😏😏
Eu estava pensando em fazer um capitulo como um tipo de "reportagem" em que eu (Tia Naomi) farei como uma entrevista com todos os personagens com até alguns spoilers, pela pizzaria e vocês poderiam mandar perguntas ou missões (desafios), o que acham ? Falem a opinião de vocês nos comentários
Até o próximo capitulo ❤️❤️❤️


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...