História Minha vida doida - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Exibições 4
Palavras 531
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Ação, Famí­lia, Ficção, Policial

Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Olá, mas uma capítulo

Capítulo 2 - Mudanças


Bom 2014 marcou logo no começo descobri uma mentira enorme, meu pai não era realmente meu pai, meu pai era um ator famoso e não morava no Brasil, e nesse ano minha mãe ia mudar para São Paulo, e eu tive que escolher entre morar com meu pai ou com minha mãe.

Minha mãe mentiu todo minha vida, então não foi com ela, mas também não foi com meu pai, minha mãe me emancipou(eu acho que se escreve assim) e foi morar sozinha mas não no Brasil, mas na Rússia eu sabia falar russo então foi morar lá, tive que me despedir das minhas amigas.

Agora estou aqui de novo depois de 2 anos no aeroporto de Natal ( a cidade onde ela morava) voltando para aqui, peguei meu celular antigo porque na Rússia não pegava esse celular, e agora que eu voltei estou com ele de novo, na hora que eu vi o que tinha nele eu me desesperei, tinha 120 ligações de minha amiga Gabriela, e dessa 120 ligações 20 foram a pouco tempo 10 foram ontem e 10 semana passada.

Eu liguei para ela.

Ligação on:

Gabi: Alô??

Eu: Gabi está tudo bem você me ligou várias vezes só que esse celular não pega na Rússia.

Gabi: Aleluia Manu, você não vai acreditar, Stevie assim que você se mudou entrou em depressão.

Eu: Meu deus!! Mas isso faz dois anos porque as ligações agora??

Gabi: Ela piorou esses dias aí eu pensei que você podia atender sei lá.

Eu: Você está aonde agora??

Gabi: Na casa de Stevie.

Eu: Estou indo para ai.

Gabi: Como?? você está aqui??

Eu: Sim!! Era para ser surpresa, mas deixe para lá estou indo aí.

Gabi: Tá certo, Tchau.

Eu: Tchau.

Ligação off.

Meu deus!! Não acredito nisso ela entrou em depressão.

Ainda bem que meu pai está passando um tempo aqui no Brasil e veio deixar o carro aqui no aeroporto.

****Alguns minutos depois**

Acabei de chegar na casa de Stevie, e toqui a campainha e que atendeu foi Vitoria e me deu uma abraço muito apertado.

- Você esta quebrando todos meus ossos - eu disse para ela no meio do abraço

Ela me soltou e disse:

- Estava morrendo de saudades-

- Eu também estava, mas cadê Stevie? - eu disse.

O sorriso que estava a pouco tempo no rosto dela se desmanchou e disse:

- Está no quarto dela, não sai de lá a dois dias e também não come nada -

- Pelo jeito é sério mesmo - eu disso com tristeza por não ter respondido antes

- Entre e vai falar com ela - ela disse apontando para dentro.

Eu entrei e vi várias pessoas, Gabi, Sam me abraçaram. 

- Estava morrendo de saudades de vocês - eu disse quando sai do abraço

Elas apontaram para o quarto de Stevie e foi até lá 

Bati na porta e ela respondeu:

- Não quero falar com ninguém, por favor saia -

- Então eu acho que vou voltar para a Rússia - eu disse, e depois um sorriso abriu em minha boca ao ouvir a porta sendo destrancada.

Na hora que Stevie abriu a porta ela pulou em cima de mim e me abraçou.

Eu senti um molhado na minha blusa quando eu olho para ela vejo que ela está chorando aí eu me separei dela e disse: 

- Não chore -






Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...