História Minha vida dupla segunda temporada:A vida dos gêmeos. - Capítulo 15


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Anko Mitarashi, Deidara, Gaara do Deserto (Sabaku no Gaara), Hanabi Hyuuga, Hidan, Hinata Hyuuga, Ino Yamanaka, Itachi Uchiha, Kankuro, Kiba Inuzuka, Konohamaru, Naruto Uzumaki, Neji Hyuuga, Pain, Personagens Originais, Sakura Haruno, Sasori, Sasuke Uchiha, Shikadai Nara, Shikamaru Nara, Shizune, Temari, TenTen Mitsashi, Tsunade Senju
Visualizações 11
Palavras 940
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Ecchi, Hentai, Josei, Luta, Romance e Novela, Seinen, Shoujo (Romântico), Suspense, Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oiiii meu povo espero que gostem do capítulo.

Capítulo 15 - Silvana.


Fanfic / Fanfiction Minha vida dupla segunda temporada:A vida dos gêmeos. - Capítulo 15 - Silvana.

Já havia se passado um mês desde o sequestro de meu tio minha mãe tinha voltado e eu havia perguntado a ele sobre a intocável e ela havia dito que não existia nenhum dado sobre a mesma.

Hoje meu irmão e os meninos iam sair eu não iria pois tinha combinado de sair com as meninas então eu fui me arrumar tomei um banho e coloquei uma saia preta , uma blusa beje e um tênis Adidas.

Elas me esperavam nós iríamos em vários lugares primeiro fomos no shopping depois em um restaurante e quando era meia noite Misaki disse:

—Vamos até os meninos e ver o que eles estão aprontando.

—Ok.

Nós saímos e entramos no carro e avistamos era uma boate não muito movimentada nós entramos e avistamos os meninos .

Eu estava indo até Shikadai quando uma garota de cabelos lilás o vai até ele virá seu rosto e o beija aquela cena se passou em câmera lenta no meu cérebro e a única reação que eu tive foi dar um soco na menina ela caiu no chão e então eu disse:

—Bonito Shikadai muito bonito só tenho uma coisa pra te falar : não me procure.

Eu saí e escutava as pessoas da boate fazendo barulho e falando:nossa o cara tem uma namorada gostosa dessas e faz merda.

Aquilo que Shikadai tinha feito me machucou muito eu não conseguia processar mais nada é só pedi pra ir pra casa . Me joguei na cama e chorei ,chorei a noite inteira.

Acordei dez horas com o rosto inchado tomei um banho saí do quarto e minha mãe diz :

—Arrume suas coisas nós vamos voltar pro nosso apartamento já ficamos tempo demais aqui.

—Ok.

—Minha filha você tava chorando? Você tá bem? Pode contar pra mim.

—Não é nada demais mãe só que eu e o Shikadai terminamos mas eu vou ficar bem .

—O que aconteceu pra vocês terminarem.

—Desculpa mãe mas eu não quero falar sobre isso.

—Sinto muito .

Minha mãe me abraçou e foi embora eu arrumei minhas coisas e desci vi Shikadai lá em baixo mas ignorei e e fui pro carro o pior era que nós morávamos no mesmo prédio todos nós mas nada que eu não suportasse.

Quebra de tempo:

Se passou uma semana do meu termino com Shikadai meus pais estavam na máfia junto com Hitsuke eu menti que não estava com disposição pra trabalhar e fiquei em casa e então eu escuto alguém bater na porta e vou lá e a abro e digo:

—Em que posso ajudar.

—É desculpa te incomodar —disse uma mulher de cabelos lilases era a menina que tinha beijado Shikadai.

—Um é você o que quer?

—Eu queria esclarecer algumas coisas.

—Entra .

Ela entrou e eu indiquei pra que ela sentasse no sofá e disse :

—Pode falar.

—Bom eu queria esclarecer o que aconteceu naquela noite, Nagisa certo?

—Sim e qual seu nome ?

—Silvana .

—Certo Silvana prossiga .

—É bom eu não estou aqui com a intenção de que você desculpe seu namorado por que pelo que você fez eu acho que será meio difícil e eu sei que não vamos ser amigas nem nada mas eu queria dizer que naquela noite eu tinha terminado com o meu namorado e saí pra beber com minhas amigas e elas me desafiaram a beijar o seu namorado caso o contrário elas ligariam para o meu ex falando que eu estava bêbada por ele e que tinha beijado muitos caras .

—E por que essa ligação ao seu ex te incomodaria tanto ?

—Bom é que meu ex namorado era muito ciumento e me batia quando sentia ciúme de mim eu sinto muito pelo que eu fiz.

—Sinto muito por sua situação e tenho uma coisa pra te falar essas garotas com quem você saí não são suas amigas.

—Eu sei mas é a única companhia que tenho .

—Nossa ... é queria te pedir desculpas pelo soco que te dei eu observei que está rocho .

—É ... Não tem problema eu estou acostumada—ela abaixa a cabeça e fita o chão.

—Como pedido de desculpas eu queria te chamar pra sair comigo e minhas amigas.

—Sério ? Não seria  incomodo ?

—Não de forma alguma nos encontre aqui em baixo amanhã às sete Ok ?

—Certo e muito obrigada você me ajudou muito Nagisa .

—Não há de quê eu acho que me indentifiquei com você já sofri muito no passado.

—Bom eu preciso ir tenho que trabalhar até amanhã e muito obrigada mesmo .

—Não há de quê.

Eu vou até a porta com ela e nos despedimos e ela vai embora eu não sei por que a ajudei acho que é por que nós duas sofremos e como diz Tauz : somente o sofredor pra entender o sofredor.

Eu sabia que precisava fazer uma coisa e isso seria ir até Shikadai eu não aguentava mais ficar longe dele então vou até seu apartamento e ele atende a porta e eu falo :

—Oi é .... Precisamos conversar .

—Eu sei pode entrar .

Eu sento em seu sofá e ele vem logo atrás e senta do meu lado e eu começo a falar:

—Eu sei que deveria ter pedido satisfações a você , eu sei que estava errada , hoje eu escutei a história e entendi...me desculpa?—as lágrimas começam a escorrer no meu rosto .

—Você é muito problemática—ele diz enchugando minhas lágrimas.

Ele me abraça e eu continuei chorando e então nós nos beijamos eu sei que ficamos pouco tempo separados mais parecia tanto tempo eu sentia tanta sua falta e nós nos separamos por falta de ar e ele fala no meu ouvido:

—Vamos pro meu quarto .

Eu assenti com a cabeça e ele faz uma coisa que nunca tinha feito ele me pega no colo e me leva até o seu quarto e me coloca em cima da cama .



Notas Finais


E aí meu povo gostaram eu só digo uma coisa : tem muita coisa por vir, bjosss de suspense pra vocês.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...