História Minha vida e minhas plantas - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol, J-hope, Jimin, Jin, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Evolução Das Personagens, Jikook, Jiyoonkook, Longfic, Namjin, Namyoonjin, Plantas De Estimação, Taeyoonseok, Uma Pitada De Filosofia, Uns Links, Vhope, Yoongi
Exibições 17
Palavras 625
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Crossover, Escolar, Famí­lia, Musical (Songfic), Poesias, Romance e Novela, Shonen-Ai, Slash, Universo Alternativo, Yaoi
Avisos: Bissexualidade, Cross-dresser, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Pansexualidade, Transsexualidade
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


EU TENHO QUE PARAR DE INICIAR FANFICS E COMEÇAR À FINALIZÁ-LAS!

Capítulo 1 - Prólogo


  Baekhyun é o nome do meu irmão mais velho, ele tem uma vida um pouco complicada, eu sinto que ele não gosta muito de mim, na verdade ele gosta, mas quase não suporta minhas perguntas e meu sempre crítico olhar à tudo o que ele faz ou deixa de fazer, mas eu sou apenas um adolescente de 14 anos sem nada para fazer a não ser cuidar da vida da pessoa mais próxima à mim, meu irmão.

 Eu moro com meu irmão desde que ele se mudou para a casa própria, por simples escolha, embora ele tenha que me suportar, nossa afinidade é muito maior que com qualquer outra pessoa em nossas vidas, eu já disse que ele ama me abraçar? Só que há vezes em que, em sua raiva prestes à gota d’água, ele me aperta demais.

 Eu não acho que hajam assim tantos fatos interessantes sobre mim, mas eu tenho uma planta samambaia chamada Cecília e um cacto chamado Felipe, eu na verdade queria uma cobra pra chamar de Cecília e um gato pra chamar de Felipe, mas não deu certo convencer meu irmão, então cá estou eu conversando com minhas plantas. Cecília está muito linda hoje, por sinal!

 “Ei, Fê, você acha que eu sou estanho? Os Byun nunca entenderam o meu lado, eles dizem que eu não sou tradicional, mas também nunca foi pejorativo este termo, quando usado por eles, o que você acha?”

 Como sempre, nem um ruído, eu já parei de me frustrar com o Felipe, ele é uma planta, não tem como falar e tão pouco me ouvir, e eu sou um garoto solitário, em uma casa grande demais para se estar sozinho, que conversa com plantas e que não precisa pôr tanto peso e sentimentos em cima das coitadas.

 Cara, como meu irmão me atura?

 “Suga?! Seus mangás novos chegaram!”

 Ouço a voz de meu irmão e adivinha! Eu fiz cosplay de Flash e minha corrida foi muito louca. Baekhyun me olha assustado. Eu lá pelo menos ligo? Não sou eu quem sai gritando que nem uma garota fangirl quando Chanyeol decide responder uma mensagem!

 Chanyeol é meu pai de consideração, é o que digo, ele é o noivo do Baek, só que esse filho de uma bela dama da noite vive viajando à trabalho e os horários são complicados quando meu pai decide que tem coisas importantes a fazer do outro lado do mundo!

 Chanyeol já se acostumou comigo o chamando de pai, na verdade eu só não chamo o Baek de pai também porque ele diz que vai puxar meu pé à noite se eu fizer isso, eu acredito nele, ele já fez muito isso, não é legal, e também ele disse que é complicado esse negócio de chamar ele de pai, porque ele diz que vai querer me enforcar de tanto apertar, que bom que ele sabe, assim me avisa e eu não morro por Baek com ataques de fofura.

 “Papai, como que eu vou conseguir tirar da embalagem? É um ítem de colecionador tão raro!”

 Disse quase chorando de emoção, nem percebendo minha fala. Um lado ruim de meu irmão: Baek é uma daquelas pessoas que surta com coisas fofas e tem um instinto fraterno e paternal especial com seu irmãozinho 13 anos mais novo.

 E cá estou eu de novo, olhando pro Felipe, só que agora o Baek está grudado em mim me acariciando. Eu gosto disso, mas me dá vontade de dormir e eu tenho aula às 3h da tarde, preciso ir pro meu curso de inglês, Namjoon vai me matar se eu abandonar ele sozinho com o Jin!

 “E então, Felipe, como vai o seu dia?”

 Essa vai ser mais uma daquelas longas tardes.



Por favor, leia as notas finais! <3


Notas Finais


Tá paradão porque é o prólogo, o primeiro capítulo não vai ser estrondoso também, mas é porque as experiências do Yoongi vão acontecendo aos poucos e é basicamente uma visão da vida dele segundo ele mesmo, e na vida nada cai do céu e ninguém tem uma grande aventura do nada, todos somos pessoas comuns que de perto é tudo um bando de maluco *risos*.
A minha ideia é mostrar uma pessoa comum que à cada dia tenta aprender um pouco mais, um adolescente que não sabe o que quer e não sabe quem é, acho que muita gente passa/passou por isso, então essa fic é uma forma de eu expressar como me sinto em relação à minha vida real! (Uma adolescente de 13 anos, embora eu me considere uma criança as pessoas dizem que é adolescente, então eu nem vou discutir)
Espero a compreensão!
Beijos e coelhos!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...