História Minha vida é uma droga... - Capítulo 18


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Exibições 26
Palavras 2.743
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Drama (Tragédia), Festa, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Drogas, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


OLÁ MEUS AMORES LINDOS DÁ TIA! AWNNNNN QUE SAUDADE DE VOCÊS! MDS PARECE QUE SE PASSARAM ANOS! (KKK NEM TANTO MAS OK)
Gente mil perdões!!!!! POR FAVOR TENHAM PENA DÁ MINHA POBRE ALMA! Eu sei! Eu sei! Eu sei! EU DEMOREI PRA CARALHO!
MAS PORRA! Deu muita merda últimamente... parece que a vida ama brincar de cama Sutra comigo ;--------; mas fazê o que! Eu não tava no clima porque eu tentava e.... E NÃO SAIA NADA! N-A-D-A
Mas mesmo assim! Eu pensei "Não posso fazer isso! Tem gente que me ama e gosta dá minha história! E eles ficam como?em!" Mesmo que não seja boa o bastante fiz com carinho pra vocês! se não gostarem podem me matar fazer o que quiser com meu corpinho depravado hehhe awnnn eu iria amar.... kkkk brincadeira... (bom dependo dá tortura eu gostaria sim! (*----*) ❤ sou safada!
Ps:Haru na capa (*----*)/
Então sem mais delongas boa leitura!❤

Capítulo 18 - Nas mãos do monstro...


Não demorou muito e logo estávamos em casa Saito mal esperou nós entrarmos no quarto e já começou a me agarrar na sala mesmo ele me beijava com fervor enquanto suas mãos tiravam nossas roupas apressadamente assim que o fez ele para o beijo e me deita no sofá com brutalidade o que me excitou mais ainda... (amava seu jeito bruto) ficando por cima de mim ele ataca meu pescoço dando chupões e mordiscando de leve mas eu não estava afim de brincar muito queria ele logo dentro de mim....

__Saito me fode logo! _falo meio autoritário ele me olha surpreso mas sorri de um modo sedutor.

__Mas que princesa apressada! Queria te provar antes... _fala fazendo um bico infantil __Mas tudo bem... tô louco pra te foder logo mesmo!_e sem mais delongas ele enfia três dedos de uma vez só em minha entrada gemi um pouco alto em desconforto e dor mas logo fui me acostumando.

Depois de devidamente preparado Saito  se encaixa entre minhas pernas e ergue uma delas a apoiando em seu ombro para facilitar a penetração ele direciona seu menbro em minha entrada e me penetra com força mas aos poucos até que estivesse todo dentro ele me encara eu aceno com a cabeça para que o mesmo continuasse e assim o fez ele começou a sair e a entrar com força indo fundo. Mas ao mesmo tempo com cuidado para que não me machucasse o suficiente para que fosse bom para ambos tanto que fazia o sofá ranger conforme suas estocadas. Saito estava todo suado e ofegante sua boca parecia procurar pela minha até que me apoio em seus ombros e selo nossos lábios em um beijo necessitado e quente como se buscassemos ar um no outro não conseguia conter os gemidos de prazer e desejo que saiam afoitos de minha boca assim que ele atingiu meu ponto especial fui ao delírio tudo só parecia uma tela em branco já não segurava mais meus gemidos que ecoavam por toda casa junto com o som de nossos corpos se chocando minha cintura estremecia em êxtase meu pênis latejava súplicando por alívio.

Já estava quase gozando quando esse filho da puta! (Tá nessa hora eu fiquei muito puto) me vira ficando de quatro apoiado no sofá e se posicionar atrás de mim ele passa a mão por minha espinha me fazendo arrepiar mas bufar de raiva ele adora me torturar! Descendo até minha bunda e a aperta com força deixando do a bem marcada e volta a entrar em mim com brutalidade só que mais rápido e fundo acertando meu ponto especial freneticamente.... aquilo me fazia ir ao céu e o inferno várias vezes....
Depois de mais algumas estocadas não aguento e gozo sujando o sofá com meu sêmen Saito não demorou muito e se desfez dentro de mim... Saiu de dentro de mim e se deitou ao meu lado ofegante o encaro e o abraço forte  o medo de perde-lo se fez presente era horrível... mas não queria demonstrar isso. Mas o mesmo parece perceber minha preocupação  (também tantos anos juntos ele me conhece bem demais).

__Ei Haru o que te preocupa? Não está escondendo nada de mim não é?_ Saito fala preocupado e encaro e dou um sorriso forçado.

__Está tudo bem amor não se preocupe. ..._odiava ter que mentir para o homem que amo mas era pra o seu bem... Volto a beija-lo ele suspira e acaricia meus cabelos.

O som irritante do despertador me fez acordar com um mau humor terrível...
Mas não importava pois havia algo muito mais importante que isso que me encomodava... o que eu iria fazer? Como arrumaria todo o dinheiro que Derek queria? Era impossível arrumar uma quantia assim sem que Saito desconfiasse! Apenas em perguntar se tinha como fazer um empréstimo ou algo do tipo ele já iria desconfiar e não me daria paz até que dissesse o que estava acontecendo....

O único jeito era me encontrar com Derek e resolver isso.... no meu "resolver isso" era mata-lo mas o problema era que escolheria um lugar movimentado para nos encontrarmos já que ele não tentaria nada se estivermos em público então se eu o matasse haveria muitas testemunhas e isso não seria bom pra mim... Haaá! O que eu faço? Dou um pulo na cama com o som do meu celular tocando.
Quem diabos é a essa hora? Suspiro irritado e atendo.

__Já pensou na minha proposta viadinho? _ Derek fala em tom de deboche esse maldito... pensei que teria mais tempo para pensar em algo!.
Me levanto com cuidado para não acordar Saito que dormia tranquilamente ao meu lado olho rapidamente para seu rosto sereno e um aperto no coração começa a me deixar nervoso... e se Saito chegasse à........ me auto estima e visto uma cueca e uma camisa bem grande e vou para o jardim.

__Pensei que teria mais tempo para pensar sobre isso... _falo tentando manter o controle e não transparecer meu nervosismo pois só queria mandar ele se fuder e não me perturbar mais!
Mas não seria fácil assim.... Além de que eu teria que tomar cuidado já que um erro meu poderia ser fatal.

__Já te dei tempo suficiente! Agora ouça com atenção pois só vou dizer uma vez! Me encontre em nossa antiga casa às 17:00 dá tarde sozinho com o dinheiro! E nem me venha com gracinhas se não você já sabe..._diz seco e desliga sem nem me dar tempo de dizer algo.

Há merda! Então só tem um jeito mesmo o mais "eficaz" é simplesmente mata-lo e é exatamente o que vou fazer .
Estou cansado disso tudo. Sempre fuji com medo desse desgraçado e não vai ser agora depois de todos esses anos...  depois de tudo que ele me fez... que vou deixa-lo fugir em puni assim já chega dessa brincadeira de gato e rato!
Suspiro pesadamente olhando para tela de meu celular com uma foto de Saito e eu nos beijando tento não pensar bobagens e entro em casa indo até o quarto acordar Saito que devia estar dormindo.

Mas quando chego ele estava tomando banho um sorriso malicioso surge em meus lábios  tiro minhas roupas e vou até o banheiro em passos lentos tentando não fazer barulho abro um pouco mais a porta o suficiente para que eu passasse já que estava entre aberta encaro uma cena de dar água na boca... ele estava de costas à água descia por seu corpo escultural mas não de um modo "exagerado" sua boca estava entre aberta seus olhos estavam fechados apenas aproveitando o momento seus longos cabelos desciam por suas costas indo até sua cintura era muito lindo mas ao mesmo tempo sensual sempre gostei de seu cabelo longo combinava perfeitamente com ele.

Já estava babando com aquela cena maravilhosa... Me aproximo devagar e o abraço por trás dou uma fungada deliciosa em sua nuca o fazendo arrepiar dos pés a cabeça.

Não resisto e passo minhas mãos por toda aquela área que parecia ter sido esculpida com perfeição seu abdômen definido era tudo de bom...

POVO : SAITO

Acordo um pouco ofegante pois tive um pesadelo terrível onde Haru era tirado de mim por um homem que não conseguia ver o rosto por mais que tentasse. Olho em volta e vejo que Haru  está penso em procura-lo mas estava  todo suado e cheirando a sexo fora que teria uma reunião importante com um novo fornecedor teria que ser pontual e estar no mínimo apresentável levanto rápido e vou até o banheiro ligo o chuveiro e simplesmente me desligo do mundo nem que fosse por alguns minutos deixo a água morna descer por meu corpo. Fecho os olhos tentando relaxar mas algo estava me encomodando algo me dizia que alguma coisa ruim iria aconteceu desde o ocorrido de ontem e o sonho só me deixou mais preocupado mesmo que não ouvesse um motivo viável.

Em um quase susto sinto alguém me abraçar por trás e dar uma fungada em minha nuca o que me arrepiou mas me deixou mais excitado do que arrepiou...
Haru era muito safado quando queria eu amava isso mostrava seu lado selvagem hehhehe.

Suas mãos desceram indo até meu abdômen sarado ele passou suas mãos por todo eles sentindo suas curvas me deixando completamente duro perco a paciência aproveito seu momento de distração segurando  suas mãos e me viro o prensando na parede as erguendo acima da cabeça ele me lança um olhar provocante e esfregando sua perna em minha ereção pulsante.

__Haru o dia mal começou e você já tá todo "animadinho" _falo lançando um sorriso safado e chupo o nódulo de sua orelha fazendo o se contorcer todo.

__Fale menos e faça mais... Estou com pressa tenho muito trabalho e você também então anda logo! _fala autoritário mas de um modo fofo.

__Claro mas antes gostaria de um "agrado" _ falo rouco ele sorri de canto e desce por meu corpo se ajoelha ficando de frente para meu menbro.

Haru dá uma leve lambida mas foi o suficiente para que eu gemesse baixo ele continua agora com ele todo em sua boca o chupando com vontade seguro seus cabelos sedosos e os puxo com um pouco de força seus movimentos com a língua e lábios me lavava ao delírio...
Começo a estocar sua boca com um pouco de brutalidade mas ao mesmo tempo com cuidado já estava quase gozando quando ele para e me encara com aquele sorriso sapeca  (ele sempre fazia isso quando estou quase gozando parece que ele gosta de me ver sofrer...) mas logo ele volta agora com mais vontade usando com destreza sua língua não demoro muito e gozo em sua boca.

Haru engole tudo sem deixar uma gota se quer cair. Seu rosto estava muito vermelho o que o deixava mais lindo ainda... seu olhar sedutor me deixava fora do ar o empurro fazendo-o cair no chão gélido e o viro fazendo ele ficar de quatro ele resmunga um pouco( já que era uma posição que o deixava muito envergonhado ) levo dois dedos até sua boca e ele os chupa os deixando bem molhados os retiro e os enciro em sua entrada rosada e apertada não importa o quanto o fodesse ele sempre era sensível mas era ainda mais excitante...
Depois que ele se acostumou enceri mais um dedo que o fez gemer um pouco em dor mas foi se acostumando.

Quando terminei de prepara-lo não esperei mais nem um minuto para me encaixar em seu rabinho suculento e me afundar em seu interior quente e acolhedor parecia um lugar feito especialmente para mim. Assim que meu menbro estava todo em seu interior esperei Haru se acostumar e comecei a meter com força indo rápido e fundo apertando sua cintura com possessividade como se dissesse "Você é meu! Só eu posso te foder assim!" Era muito bom estar dentro dele sentir seu corpo sacodir a cada estocada seus gemidos altos às vezes até fofos suas unhas arranhavando o piso com força quase às ferindo.

Já não estava mais aguentando e ele também estava até pior que eu dei mais umas estocadas e me desfiz em seu interior gemendo alto com ele logo depois de mim.
Cai ofegante em cima dele mas mesmo assim não estava satisfeito estava completamente viciado nele...

Pena que teria que trabalhar se não ficaria o dia todo comando minha princesa safada! Só de pensar já me excita...

Tomamos um banho rápido já que estávamos bem trasados pela nossa "brincadeira" no banheiro. Mesmo tendo transado a noite toda ainda tive pique para fode-lo deliciosamente no banheiro! Meu Deus às vezes me surpreendo com minha virilidade hehehe.

E voltamos pro quarto vesti um terno cinza com uma gravata cor vinho e Haru uma calça jeans básica, uma camisa branca um pouco grande sem estampa e um par de All Star tradicional mesmo depois de todos esses anos Haru sempre teve esse jeito "moleque" de ser mas não me importava ( tá só quando íamos à algum lugar importante!) Gostava disso nele e combinava perfeitamente com sua personalidade.

Depois de prontos fomos até a cozinha comemos alguns ovos com baicon e saímos apressados sem dizer mais nada. Deixei Haru na editora e segui para empresa.

POVO : HARU

Depois do "sexo selvagem" dá noite anterior e dá manhã de hoje eu estava moído! Queria muito voltar para casa e dormir o resto do dia... aí! Aquele deu grego me "arregaçou" literalmente... tinha que ficar sentando de banda porque minha bunda tava doendo pra caralho! TIPO MESMO.
Mas mesmo assim foi muito bom!
Nossa fazia tempo que a gente não fodia assim... Se não estivesse tão fodido assim iria querer mais quatro ou cinco rodadas!
Um pouco antes de nós termos saído de casa vou até nosso closet e abro um compartemento onde há um pequeno arsenal de armas que era erança de meu tatara vo que às usava como esporte para caçar. Peguei um pistola e a escondi em minha pasta.

Paro meus pensamentos e começo a adiantar meus trabalhos para sair mais cedo... já que normalmente saio às 18:00 e teria que sair às 17:00 seria até melhor pois se Saito viesse me buscar teria mais trabalho em despista-lo.
O tempo foi passando o mais rápido do que o esperado conforme meu trabalho seguia o tempo ia diminuindo e meu nervosismo aumentando.... mas não poderia me deixar levar! Teria que ser forte e vencer meus medos... Como eu nunca tive coragem de fazer pela mamãe... por Saito.... por todos que amo.

Não demorou muito e já era quase 17:00 e deveria pegar um táxi e ir até minha antiga casa onde o pesadelo começou e que hoje terminará!
Assim o faço depois de uns 30 minutos cheguei no local no horário certo sem atrasos como era o combinado a casa simples e bem tradicional japonesa agora caia aos pedaços parecia que a qualquer momento tudo iria desabar. Pago o táxi e entro em passos lentos meio receoso conforme andava o chão rangia e isso me dava calafrios a aura daquele lugar era tenebrosa já que foi palco de tanta dor mas também de amor....
   
Subo a pequena escadaria e vou até meu antigo quarto atento a tudo já que a qualquer momento ele iria parecer.

Abro a porta com cuidado para não fazer barulho já que ele deveria ter me notado a muito tempo mas estava "jogando" comigo desgraçado...
Olho para meus antigos posters de algumas bandas de Rock mas em especial da minha banda preferida Linkin Park cresci ouvindo e vou morrer ouvindo essa banda! Sorrio de canto ao ver algumas fotos minhas e dá mamãe sorrindo abraçados na parede agora mofada e suja.

Pego uma delas em especial no caso do meu aniversário de cinco anos e eu tinha um sorriso inocente e minha mãe me abraçava sorrindo mas um mais ao fundo o crápula estava nos olhava com indiferença ele sempre foi assim nunca me dava atenção ou algum gesto de carinho tudo que recebi dele foram agressões e uma tentativa de abuso que só não aconteceu por minha mãe ter empedido quando ele estava quase tirando a minha calça na época tinha só seis anos... ele ainda bateu nela bateu muito nela tanto que a fez desmaiar... mas depois disso ela sempre tomou cuidado comigo então ele não tentou mais nada mas mesmo assim não deixava de ser espancado quando ele estava bêbado.

Quando me dei conta lágrimas desciam por meu rosto doía tanto que chegava a ser insuportável... tudo que passei ali tudo que perdi... mas logo me lembrei do motivo de estar ali e limpei rapidamente às vezes lágrimas que saiam sem parar.

Mas um barulho vindo do lado de fora do quarto me fez voltar a mim pego a arma em meu bolso e a seguro firme tentando não tremer caminho em passos lentos em direção a cozinha Mas do nada o barulho para e eu automaticamente paro também.

__Parece que o viadinho voltou pra casa... _dizia Derek com sua voz grave e imponente o que me fez virar para trás e encara-lo ele estava com um bastão de Balsi Ball o que me assustou um pouco.

Mas aponto a arma mirando em sua cabeça ele apenas ri como um maníaco será que esse louco não tem medo de morrer não? Mas de repente sinto algo bater em minha cabeça por trás minha visão escurece e simplesmente apago...

Continua....


Notas Finais


HAHAHA! PAREI NA MELHOR PARTE! SOU UM SER DO MAL! (*'''''*)
ENTÃO EU NÃO VOU FALA UM "NÃO VOU DEMORAR PRA ATUALIZAR" PORQUE EU NÃO SEI TÁ BOM! VOU TENTA GENTE DEPENDENDO DO QUE DE NESSA HISTÓRIA! GENTE EU PRECISO DO APOIO DE VOCÊS TAMBÉM NÉ? EU PRECISO ME ESFORÇAR MAS TAMBÉM PRECISO DE VOCÊS MEUS DOCES DE MORANGO TRUFADO! PORQUE TRUFADO? PORQUE TRUFADO É BOM PRA CARALHO! (*---*) ❤ E NÃO! EU NÃO TÔ BEM TÁ BOM? TÔ ESCREVENDO DE MADRUGADA E VOU TÁ POSTANDO CEDO! (E PRA VOCÊS QUE NÃO SABEM! DE MADRUGADA EU SOU O BATMAM! ) FALOW RUM
HÁ E DESCULPEM OS ERROS VOU CORRIGI-LOS NÃO SE PREOCUPEM ANJOS!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...